mimiotaki Mimi Otaki

Shun é um garoto novo, no auge dos seus 16 anos, que se mudou para uma nova escola, ou melhor dizendo, para um internato, conhecido como SFIT. Mas para a sorte do jovem garoto ele não foi sozinho, junto a ele, em sacrifício, seus melhores amigos, Seiya e Shiryu, se mudaram para o internato junto. Mas para a surpresa do rapaz nada foi como o planejado. O trio passou a se meter em confusões dia após dia.


Fanfiction Anime/Mangá Todo o público.

#shiryu #hyoga #seiya #shun #sunxhyoga #bl #boyslove #gay #yaoi #fanfic #cavaleiros-do-zodiaco #cvz
1
1.1mil VISUALIZAÇÕES
Em progresso - Novo capítulo Todas as Quartas-feiras
tempo de leitura
AA Compartilhar

O grande dia

Após mais uma noite de sonhos conturbados acordo com a gritaria que vinha da criança que estava na cozinha sendo alimentada.

- Shun!! - Ouço o bravejar vindo da voz masculina no final do corredor- É melhor levantar ou vai se atrasar, a Cass já está chegando, e se você não descer agora vai ficar sem café -Continua ele cada vez mais irritado.

- Socorro... - Sussurro pra dentro respirando fundo, me levantando com calma e me sentando na cama - É o ultimo dia nesse inferno, o último... - Novamente sussurro dessa vez me levantando e seguindo pro banheiro fazer minha higiene matinal.

Assim que entro no banheiro fecho a porta me trancando no mesmo, ligo a torneira da banheira com água gelada a deixando encher. Tiro minha roupa lentamente em frente ao espelho revelando o corpo esguio e pálido cheio de hematomas e cicatrizes. Passo minha mão de leve no corte mais recente, ainda estava aberto mas nada muito fundo, cicatrizaria em dias.

- Eu odeio esse lugar - Repito mentalmente ao passar um pouco de álcool na ferida.

Após limpar totalmente as feridas fecho o registro da banheira e entro sentindo meu corpo arrepiar e arder, respiro fundo e me mantenho ali por alguns minutos até terminar o banho. Assim que saio, pego uma das toalhas, convenientemente vermelhas, secando o pouco sangue que escorreu das feridas não cicatrizadas. Saio do banheiro já seco e sigo pro closet me vestir, pego um dos muitos casacos rosa bebe, uma calça jeans escura, e uma blusa cinza claro, visto tudo e por fim meus tênis brancos. Sigo pra penteadeira e arrumo os fios verdes do cabelo não muito comprido, secando-os e por fim pego meu colar, uma das poucas coisas recuperadas do incêndio, era uma plaquinha de soldado gravada com a constelação de Andrômeda em um dos lados, e meu nome no outro junto a data do meu nascimento.

Já arrumado termino de fechar minha mala, pego meus fones de ouvido, minha carteira e o resto dos pertences pessoais, colocando tudo na pequena mochila que levaria na bagagem de mão.

Respiro fundo encarando aquele quarto uma última vez abrindo um sorriso mínimo ao lembrar que não voltaria para cá.

Assim que desço as longas escadas do casarão sigo direto pra cozinha, que encontro totalmente vazia e arrumada apenas com um bilhete posto sobre a mesa. Caminho até ele o abrindo sem muita pressa


Bilhete

"Para o senhorzinho que pensa que eu estava de brincadeira, eu e Stefany fomos levar sua Carmem para a escola, e como havia dito, se não viesse na hora do café ficaria sem café. Pois bem, dito e feito. Se quiser comer faça alguma coisa ou coma na escola

-Com desgosto Cesar"


Continua...

22 de Maio de 2021 às 20:16 0 Denunciar Insira Seguir história
2
Leia o próximo capítulo Café com a tia Cass

Comente algo

Publique!
Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro a dizer alguma coisa!
~

Você está gostando da leitura?

Ei! Ainda faltam 9 capítulos restantes nesta história.
Para continuar lendo, por favor, faça login ou cadastre-se. É grátis!

Histórias relacionadas