escritaerotica Krishna Grandi

Enquanto ele descobre as sensações pelos dedos, ela anseia ser tocada.


Erótico Para maiores de 18 apenas.

#]
Conto
1
891 VISUALIZAÇÕES
Completa
tempo de leitura
AA Compartilhar

Na ponta dos dedos

Ele era do tipo que tinha as mãos curiosas. Desses que, quando abraça, procura na ponta dos dedos o calor da pele. Nada era capaz de satisfazer àquelas mãos, exceto o pudor. Pela timidez dele, locais públicos eram um martírio. Suas mãos suavam como se chorasse pela saudade do toque que faltava.


Numa dessas me despi, mas não completamente. Eu queria acrescentar textura ao meu corpo. Somente para ter aquelas mãos vívidas a me explorar. Almejava a pressão dos dedos apertando a carne. Precisei dar àquelas mãos uma recompensa a altura do meu desejo.


Vesti a renda ébano como a noite que chegou. Deitei na cama tão séria que quase o assustei. Estava concentrada em agradar àquelas mãos que quase esqueci de mim. Só que ele lembrou. Tão só fiquei imersa nos meus planos e senti o toque me despertar.


A voz grossa ao pé do ouvido anunciou as carícias. E rendida aos carinhos iniciei minhas fantasias. Os dedos que contornaram a orelha vinham descendo até o pescoço.


Dali partiam em um destino ambicioso, com suspiros e gana pelo caminho. Até que por fim pararam. E meu coração acelerou. Nossos olhos fixados um noutro. O silêncio ouro que acentua a permissão. Os lábios separados pela submissão.


As mãos ávidas apertaram o que podiam e o que queriam. Demorou até meu corpo corresponder ao ritmo que eu já havia me entregado nos meus pensamentos. Quando me virou de costas, a umidade já se fazia presente no lençol. Mas ele queria mais. Bem como eu queria mais daquele toque, daqueles dedos tão lascivos que faziam meu corpo tremer.


Numa dessas massagens externas, estremeci. Na ponta dos dedos gozei. Ele tão rápido se encaixou quando empinei minha bunda, porque agora eu queria o dele. Friccionou e esfregou seu íntimo no meu. Gozou tanto quanto seu prazer permitiu, a renda ganhara uma nova textura alva. O suor pingou nas costas quando, com a voz grossa, ao pé do ouvindo, renunciou o desejo.

18 de Maio de 2021 às 16:28 6 Denunciar Insira Seguir história
5
Fim

Conheça o autor

Krishna Grandi Sou escritora, atriz e futura publicitária. Gosto de escrever sobre tudo um pouco, mas tenho focado em escrita erótica, contos de terror/horror e comédia. São os meus favoritos. Quero fazer amigos, contatos e parcerias. Um beijo.

Comente algo

Publique!
B Claudio Batista
Ótimo texto, parabéns!
June 06, 2021, 22:47
Orphne Orphne
Muito bom. Parabéns.
May 29, 2021, 13:37

Natan Donato Natan Donato
Amo as tuas histórias!
May 18, 2021, 17:08

~