ranniely-silva1620849249 Ranniely Silva

Dois gêmeos, os escudos do reino de Dazzo, os únicos gêmeos da lenda da tribo da Jade, um segredo escondido, a vida dos gêmeos estão em perigo em quanto criança, o rei já não via a hora deles crescerem para se proteger e proteger o Reino de Dazzo, Liana uma das gêmeas, uma princesa destemida, justa, uma verdadeira guerreira, amava poder ser livre, praticava artes marciais,ela nunca abaixa a cabeça, Louis gêmeo da sua irmã Liana, um homen temido por muitos, justo, ama muito sua irmã e faz tudo para protegê-la, talvez um príncipe herdeiro? Quem sabe. Um príncipe herdeiro de outro Reino o Reino de Lalilia


De Época Todo o público.
0
455 VISUALIZAÇÕES
Em progresso - Novo capítulo A cada 2 dias
tempo de leitura
AA Compartilhar

O começo

Em uma era onde havia uma divisão entre vários reinos. os quatro mais poderosos reinos eram Dazzo, Derarin, lalilia e Kuruan Entre todos esses reinos o reino de Dazzo aonde vivia muitos cultivadores, tinha uma Rainha chamada por Rebecca, considerada a mulher mais linda do Reino, seus cabelos brancos como as nuvem e seu rosto fino, olhos azuis como o mar, sua boca bem carnuda num tom vermelho sangue, seus cílios grandes que destacavam seus olhos azul, chamava a atenção de qualquer um.o povo a amava muito.


amavam muito o rei Richard, um lindo rapaz moreno de olhos verdes e cabelo castanho, seu rosto era liso, tinha por volta dos 23 anos, o seu pai já tinha falecido a um ano atrás foi quando ele teve que tomar o lugar do seu pai. Seu pai Elliot era um rei muito bondoso, o seus olhos eram verde e seu cabelo era preto ondulados tinha algumas mexas brancas pela sua velhice, seu rosto era liso pois ele gostava assim.


ele morreu quando tinha 44 anos, era um dos cultivadores mais forte do reino de Dazzo, o rei Elliot morreu em uma luta contra seus inimigos, dando sua vida para salvar o reino, após isso seu filho Richard o primogênito de 4 filhos sendo 3 homens e uma mulher, teve que assumir o trono, ele já tinha se casado com Rebecca antes de seu pai morrer, que por sinal seu pai gostava muito de Rebecca. A rainha Cecília a mãe de Richard era tbm muito amada pelo povo, por sempre fazer caridade, a rainha tinha seus olhos castanhos claro, seu cabelo tbm era castanho,ela era morena, e sim tbm amava muito sua nora. Rebecca tinha um sonho de dar um filho a o rei Richard, pois eles precisavam de um herdeiro, após muitas tentativas o rei viu - se sem escolha teria que ter uma concubina para lhe dar um herdeiro, pois começou a achar que sua mulher era estéril, o rei escolheu a concubina, Rebecca não ficou nem um pouco feliz, mas sabia que isso era preciso, a concubina Jenet tinha seus olhos pretos, cabelo loiro e sua pele era bem branca mas não mas branca do que a de Rebecca, ela era filha de um ministro de baixo escalão, quando o rei foi se deitar com a concubina, um de seus criados foi avisar o rei que a Rainha havia passado mal.


- Vossa majestade, a rainha Rebecca está passando mal! - batendo na porta e gritado


o rei logo abriu a porta toda preocupado nem ligou para a concubina


- chamem o médico do palacio! - disse o rei.


ele foi em direção a o quarto da sua esposa, chegando lá viu ela ela deitada, após ela vomitar tudo que havia comido, e o rei foi até ela.


- você está bem? O que está sentindo! - disse preocupado.


- Estou bem, não é nada, só um mal estar


Quando o rei ia respoder o médico bateu na porta.


- entre! - disse o rei


Ele entro e foi examiná-la.


- Com sua licença majestade, me deu seu pulso para eu poder examiná-la


ela deu o pulso para ele examiná-la, ele logo levou seus dois dedos no pulso da rainha, após ele examinar ela,tiro os seus dedos do pulso da rainha, deu um leve sorriso e olho para o rei e a rainha e fez reverência.


- Vossa majestade está esperando um bebê, mas... o batimento esta estranho, porém parece que a gravidez será saudável.


O rei ficou muito feliz, abraçou e beijou muito sua esposa, porém muitas provas estava por vim.


o Rei anúncio a gravidez da rainha ao povo de Dazzo, houve uma festa de 3 dias em comemoração a gravidez da rainha Rebecca, mas teve uma pessoa que não ficou muito feliz. Jenet não gostou nada de saber que a Rainha estava grávida, pois a atenção do rei foi para a rainha, e ela sabia que o rei só iria se deitar com ela para ter filhos.


Ela fazia de tudo para chamar a atenção do rei e ser amada pelo povo de Dazzo, ela tbm era uma cultivadora da tribo do fogo, naquela época o reino era dividido por tribos.


Mas ela não era tão forte, a rainha era cultivadora da tribo da Jade, cultivava 4 poderes que nem uma cultivador normal, poderia cultivar muito forte que somente o rei sabia que ela era tão forte, a concubina Jenet planejou tentar vários tipos de coisa para a rainha perder a criança que ela carregava.


Inclusive fazer o rei pensar que Rebecca estava o traindo, mas a rainha já sabia que a concubina do seu marido não era uma boa pessoa. a rainha Cecília, mãe de Richard sabia o que Jenet planejava, faria de tudo para que o plano não desse certo, chegou no dia em que Jenet tanto esperava ela doparia a rainha e fazeria um dos guardas do castelo se deitar com a rainha, e então chamaria o rei, mas a rainha Cecília sabia que iria acontecer.


- Vá chamar a rainha Rebecca para tomar chá, você sabe o que fazer - Jenet fala para sua dama de companhia


- Sim, minha senhora - a dama de companhia se curva e vai chamar a rainha.


Ela foi direto ao aposentos da rainha, quando ela chega bate na porta, logo a dama de companhia da rainha a abre.


Kira, tinha seus cabelos ruivos preso em um coque, seus olhos cor violeta, seu lábios carnudos meio rosados por causa do batom, ela era uma ninfa que foi resgatada pela rainha da morte, ela era muito bonita, a rainha confiava muito nela.


- Entre - da espaço para a Roseta entrar


Ela faz reverência, logo ela levanta a cabeça mais ainda fica ajoelhanda.


- A minha senhora, concubina Jenet chama a vossa majestade para tomar um chá - fala para a Rainha.


- Fale para ela que eu já vou - sorri


- sim, vossa majestade, com a sua licença estou saindo - Rebecca balança a cabeça, ela se levanta e vai até o quarto da concubina


quando já estava tudo planejado a rainha Rebecca, aparece com a rainha Cecília sua sogra, Jenet fica assustada.


- Vossas majestades - ela se levanta da almofada aonde estava sentada, quando ela ia fazer reverência.


- Sem formalidade não a ninguém aqui - ela sorri


- Sim, vossa majestade esta certa - ela olha para a Rainha Cecília que não estava com um olhar gentil - sentem por favor - mostra as almofadas no chão, elas logo se sentam.


- A rainha Rebecca não pode tomar chá faz mal para a gravidez - a rainha Cecília fala


- Me desculpe majestade, eu não sabia - sorri


- Agora já sabe que isso não se repita - fala um pouco rude.


A rainha Cecília não gostava nem um pouco de Jenet, pós via no olhar dela que aquela mulher não prestava


- Sim senhora - ela sorri.


elas conversaram um pouco sobre a gravidez da rainha, e logo veio uma criada chamar a rainha Rebecca.


- Senhora o rei a chama em seus aposentos - se curva


- Sim, fale que já estou indo - ela olha para Cecília - Sogra, eu já estou indo - se levanta da almofada e vai fazer reverência para se despedir, mas Cecília não deixa ela se ajoelhar e logo a levanta.


- Minha nora não precisa de formalidade, pode ir - sorri para a Rebecca que logo sai


A Rainha Cecília olha para Jenet e fala.


- Jenet, Jenet, não esqueça que você é uma concubina, armar para uma Rainha leva a morte - ela dá um sorriso e sai.


Jenet olha para Roseta sua dama de companhia


- Como ela sabia?! - olha enfurecida para Roseta - você contou algo Roseta?


- Não senhora! - rapidamente ela se ajoelha com medo.


- Vou te mostrar Cecília do que eu sou capaz - dá um sorriso malévico.


quando Rebecca chega na porta do seus aposentos aonde o rei estava, fala pra sua dama de companhia.


- Pode ir Kira - quando ela vai andando rainha diz - Obrigada por hoje - Kira olha para traz e fala.


- Minha senhora não fiz mais doque minha obrigação - ela sorri


- mas mesmo assim obrigada - sorri - pode ir - logo Rebecca abre a porta dos aposentos - Richard - olha para todos os lados mas não o acha, logo ela sente uma mão em sua cintura.


- Oi meu amor - ele sussura em seu ouvido e dá um beijo em sua bochecha - onde você estava?


- Estava nos aposentos de Jenet -ele se vira na frente dela e a olha com um semplante bravo.


- Você sabe que eu não gosto de você perto dela - ela dá um Celinho em sua boca.


- Eu sei, mas sua mãe estava comigo - ela vai puxando ele até a cama e faz ele se sentar na cama - você está cansado? que tal uma massagem?


- Adoraria uma massagem mas tenho coisas a fazer, só vim ver como você estava - ele a puxa fazendo ela sentar em seu colo, dando alguns beijinhos


- Eu estou bem, eu tenho uma pergunta a fazer, posso? - richard para os beijos a rainha o olha com semplante sério.


- faça, mas não feche a cara você me assusta assim minha bravinha - passa o dedo em seu nariz e sorri


- Por que você escolheu a Jenet? - ela olha para ele ainda seria


- Bom, por que eu achei que você não conseguiria engravidar, e os ministros estavam na minha cabeça - ele a olha


- Mas tinha tantas outras pra você escolher e custava você espera mais um pouquinho, e vc nem gosta dela - faz uma cara raivosa mas fofa


- Oh meu Deus, eu estava sem saber o que fazer, eu a escolhi por que o pai dela me implorou para escolher ela.


- Mais por que ele implorou? - ela espalha beijos por todo o rosto do rei


- O porque eu não sei - ele abraça ela - Tá mais agora eu tenho que ir, tenho coisas a resolver


- Ok - ela sai do colo dele e se senta na cama


- prometo que volto logo - dá um beijo na barriga de Rebecca e sai.


Após isso passou 5 meses e a barriga de Rebecca já estava bem gradinha, ela e o Rei estavam muito feliz, mais alguém estava planejando algo.


- Roseta vá até a Rainha e a chame para passear - dá um sorriso


- Sim, minha senhora - ela sai do quarto da concubina e vai procurando a rainha, ela estava com alguns plebeus, conversando.


- Vossa majestade - faz reverência

- a concubina Jenet a chama para fazer um passeio


- Ok, já estou indo - ela se despedi dos plebeus e vai até o local, aonde a concubina já estava - olá Jenet


- olá vossa majestade - Jenet olha para Rebecca, logo quando vai fazer reverência a rainha fala


- sem formalidade por favor - sorri e começa a andar - vamos?



ela estava com alguns soldados e com Kira que estava armada e a Rainha estava com sua espada.

pois havia uma regra que as mulheres tinha que levar sua espada a qualquer lugar que fosse, ate mesmo as rainhas faziam isso. elas estavam andando até que a concubina fala.


- esqueci um presente que eu ia dá para senhora, vou buscar, com a sua licença - ela se vira e logo começa a andar


Na gravidez da rainha ela ficou fraca.


- Não precisa, depois você me dá - ela sorri


logo começa a vim cobras sobre eles rapidamente a concubina sai, a rainha tira sua espada e começa a matar as cobras tentando sair mais era muitas, logo o guarda grita.


- protejam a rainha


Kira logo tenta tira Rebecca mas a rainha acaba sendo mordida pela cobra, ela dá um grito agudo, a cobra mordeu por trás dela, a rainha ergue sua mão e lança fogo nas cobras, a rainha era agiu mais não conseguiu impedir isso, logo conseguiram sair de lá mas o caminho pelo castelo ela acabou desmaiado e um guarda a pegou no colo e saiu correndo, eles chegaram no Castelo quando os criados vêm a situação da rainha que suava frio rapidamente foram chamar o rei e o médico, o Rei logo chegou bravo.


- como ela está?! - grita


- Meu senhor, o médico está no quarto examinando vossa majestade - um guarda fala


- Como isso aconteceu? - ele falava raivoso, naquela hora suas veias estavam saltadas. ele olha para o guarda


- A concubina chamou a rainha para passear, mas no caminho do passeio ela falou que ia pegar um presente que esqueceu, a rainha falo que não precisava, aí começou a cair cobra e a concubina sumiu.


- Vão pegar aquela cobra agora - ele fala gritando e entra nos aposentos onde a sua esposa estava - como ela está? e o bebê ? - o médico logo faz reverência - sem formalidade levante-se


- O veneno da cobra é forte, mas dei um remédio para ela, que cortou o efeito do veneno, creio que o bebê possa nascer com alguma sequela, mas nada muito preocupante, quase que a vossa majestade a rainha perde o bebê, mais está tudo bem


- Graças a Deus - ele suspira - pode sair.


ele ajoelhou do lado da cama e pegou na mão dela deu um leve beijo em sua mão e ficou segurando, logo a mãe dele bate de leve na porta e entra.


- Como ela esta? - ela vai andando em direção dele


- ela está bem mãe, estava com um pouco de febre mas passou.


- não acharam a Jenet, os ministros querem que você escolha uma nova concubina para enganar o povo - ela fala em um tom de voz triste - não precisa se deitar com a concubina, apenas escolha uma responsável agora, para ajudar a rainha, e dizer ao o povo que a outra concubina morreu.


Havia uma regra no Reino que se uma concubina do Rei morresse, ele Deveria de escolher outra, para ficar no lugar da concubina e da mesma família da concubina antiga.



- Se eu achar aquela mulher eu mesmo a mato - ele falou com um tom de voz alto, a rainha Rebecca acabou acordando


- Ei, pare com isso, eu fui descuidada - ela colocou sua mão no rosto do rei - pelo jeito você vai ter que escolher outra concubina - ela fala num tom meio triste


- Se eu pudesse voltar no tempo não escolheria nenhum concubina.


- O problema é que você não pode, e querendo ou não você vai ter que se deitar com a concubina, o povo vai desconfiar. - ela fala em uma voz rouca


- Não tem outro jeito - ele tira mão dela do rosto dele e a beija.


- Você sabe que agora da família dela só tem as duas gêmeas, qual delas você vai escolher?


- a gente não precisa fala disso agora.

^^^

após alguns dias se passaram a Rainha já estava melhor, o rei já tinha anunciado a falsa morte de Jenet.

12 de Maio de 2021 às 20:34 0 Denunciar Insira Seguir história
0
Leia o próximo capítulo O nascimento

Comente algo

Publique!
Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro a dizer alguma coisa!
~

Você está gostando da leitura?

Ei! Ainda faltam 2 capítulos restantes nesta história.
Para continuar lendo, por favor, faça login ou cadastre-se. É grátis!