maxrocha Max Rocha

Como despertar interesse e apreensão sem chocar o leitor?


Suspense/Mistério Impróprio para crianças menores de 13 anos.

#mestres-do-suspense #artigo #literatura
Conto
6
1.6mil VISUALIZAÇÕES
Completa
tempo de leitura
AA Compartilhar

Para um bom texto de suspense, terror ou mistério

Sempre me senti atraído por textos, livros, documentários ou filmes com enredo capaz de atiçar a apreensão no espectador.

Não sei se isso faz bem à alma ou seria mais producente se deixar envolver por tramas do cotidiano real, os chamados dramas, os quais talvez podem nos trazer maior crescimento pessoal e humanitário, mas trago aqui comigo o compromisso de transmitir o "vero fatto" que ocorre em meu pensamento e não o politicamente correto.

Decerto que alguns roteiros da vida real são capazes de fazer frente a qualquer clássico do macabro, tamanho o grau de absurdo que carregam, mas não são o objetivo a se destacar neste breve texto.

Comecemos então com algumas citações de alguns mestres do gênero:

“A emoção mais antiga e mais intensa da humanidade é o medo, e o mais antigo e mais intenso dos medos é o medo do desconhecido.” (H.P. Lovecraft).

“Durante o momento da leitura, a alma do leitor está submetida à vontade do escritor.” (Edgar Allan Poe).

“Monstros e fantasmas são reais. Eles vivem dentro de nós e, às vezes, vencem.” (Stephen King).

"Não há terror em um estrondo, apenas na antecipação dele.” (Alfred Hitchcock).

"O tempo é o melhor assassino" (Agatha Christie).

"Onde não há imaginação não há horror" (Arthur Conan Doyle).

Sem ter a pretensão de balizar a forma definitiva de retratar o gênero e afins, quero apenas externar minha opinião, ancorada pelas citações acima expostas. Apesar de acessar textos que seguem esta temática, logo me desinteresso e interrompo a leitura ao me deparar com explicitudes de violência ou descrições grotescas ou bizarras, que visam a chocar e prender o leitor à narrativa, mas que no meu caso exerce efeito contrário, causando-me até mesmo repulsa.

Respeito quem admira tal prática, mas não a recomendo. A sutileza e a elegância falam mais alto aos corações e mentes de quem tem mais apreço pelo equilíbrio.

Acho até interessante constatar que a maioria dos publicadores deste tipo de texto (o grotesco) tem pouca idade e que talvez a maturidade venha a abrandar as percepções e os sentimentos alavancados pela impetuosidade natural e necessária da juventude.

Fazendo uma alusão à música, até gosto de clássicos do Heavy Metal melódico, mas dispenso suas versões trash, death ou punk.

Abusar do grotesco e do explícito para suscitar apreensão e medo, não faz de ninguém um mestre do suspense ou do macabro. O medo verdadeiro está dentro de quem lê, atraído gradualmente à tensão crescente da trama e identificado com seus demônios interiores, até o clímax final, que não deve ser antecipado por situações repugnantes. Senão, o que mais poderia vir depois?

Penso que sugerir e instigar, sem jamais chocar o leitor, mas deixá-lo inquieto e na expectativa consciente do risco que está por vir configura o segredo para criar um bom roteiro de tensão psicológica.

Acrescento ainda que o texto não deve ser muito longo, pois que se torna visualmente cansativo, ou pode então ser subdividido em pequenos capítulos, interligados entre si, cada um deles com um desfecho destinado a incentivar o desejo de leitura do próximo.

Que nos demonstrem com maestria tais conceitos os mestres da literatura do suspense, terror e mistério, com suas obras que nos prendem como visgo até o ponto final.

Mas, volto a ressaltar: apenas uma opinião!

16 de Maio de 2021 às 12:48 4 Denunciar Insira Seguir história
10
Fim

Conheça o autor

Max Rocha Um Fantasma literário ou alguém que apenas gosta de escrever... me interesso por ficção histórica e científica, suspense, misticismo e mistério com um toque de humor. Às vezes enveredo pelo tom crítico e motivacional do cotidiano. Escrevo ouvindo música instrumental relacionada com o tema no Spotify, ao lado da Duda, minha cadela australiana de 5 anos. The Phantom (O Fantasma) foi criado por Lee Falk, em 1936.

Comente algo

Publique!
Neutron Neutron
Isto foi de grande ajuda, espero que eu consiga deixar minha trama melhor com essa ajuda.
June 25, 2021, 00:17
Ruana Aretha Ruana Aretha
Obrigada pela sincera conversa sobre o gênero 🌻
June 24, 2021, 19:08
E. M. Vicente E. M. Vicente
De grande ajuda seu texto, principalmente para iniciantes.
May 26, 2021, 13:22

  • Max Rocha Max Rocha
    Legal ter sido útil. Obrigado e siga com sua pena... May 26, 2021, 14:58
~