stefen-moonwalker1536698162 Stefen Moonwalker

Fui destruído novamente por uma decepção amorosa. Em menos de dois anos, meu coração tinha sido destruído mais de dez vezes por causa da mesma pessoa. Não tinha mais forças e nem vontade para julgar ninguém, quem é o culpado e o inocente não interessa mais, nada mais interessa. Caminhei até o final de tudo. Estava a muitos metros de distância do solo, era meu fim, não sobraria um osso se quer para concertar. Estava pronto para tirar minha vida, estava prestes a se livrar de todas as memórias que me matavam, até que ao se pendurar no viaduto, vi uma mulher a alguns metros de distância. Ela estava mais perto da morte, ela estava a segundos de morrer... O que eu poderia fazer por ela e o que ela poderia fazer por mim naquele momento? Não queria demonstrar tristeza, mas sabia que ela estava destruída como eu. O que pode acontecer quando duas pessoas se encontram prestes a cometer suicídio?


Romance Contemporâneo Todo o público.

#sad #romancesbad #bad #desilusao #romancehot #decepcion #poetry #lover
0
469 VISUALIZAÇÕES
Em progresso - Novo capítulo A cada 10 dias
tempo de leitura
AA Compartilhar

Do Paraíso ao inferno

Mais uma vez, tinha tido meu coração partido por alguém. Esse alguém era a mesma pessoa. Desta vez, tinha sido um pouco pior, da outra vez estávamos juntos, mas agora, enfrento tudo sozinho e continuo me machucando.

Não queria estar passando por isso, não podia novamente sofrer por você, mas olha aonde estou: preso nesta cela!

Não estava aguentando mais essa dor, tinha chegado aos meus limites. Não me importava mais com nenhum julgamento. Não importava mais com nada além do final desse sofrimento.

Amei tanto essa garota, dediquei todo o meu tempo para fazer a felicidade ser uma realidade da vida dela, construí um império para fazer dessa mulher uma princesa, uma rainha, e eu quem sou? Não conseguia entender mais nada, não conseguia compreender minha fraqueza. Como tinha deixado tudo isso chegar a esse nível? Como pude ser uma pessoa horrível e afastar todo mundo de mim?

Eu só queria ter tido essa garota do meu lado, mas ela preferiu ficar ao lado de outros que eram totalmente diferentes do que eu e iguais a ela. Não poderia mudar isso, tentei mudar meu comportamento e ser um cara "normal", mas a sociedade não permitia que eu fosse feliz, a sociedade estava me destruindo aos poucos.

Sabe quando você se esforça até o fim de suas forças e não conquista nada? Assim estou.

Cheguei ao meu destino, meu último destino. Aqui estou, em cima de um viaduto vazio, se aproximo da ponta e sinto o vento confrontar meu corpo como se fosse uma provocação e um desafio.

Não existia nada mais que me prendesse a esse mundo, não existia mais merda nenhuma que me animasse e fizesse meus dias felizes. Não tinha felicidade em minha vida, as lágrimas dominavam meus pensamentos e tudo o que deixava meus dias bons, estavam mortos.

Mas o pior de tudo é que mesmo tentando odiar essa garota, sentia algo dentro de mim e lutava contra isso todos os dias. Só hoje sei o quanto me sinto mal por não tê-la e por continuar amando ela.

Mesmo se machucando e sabendo que não ficaria com ela, ficava insistindo em amá-la. Queria saber como ela estava, queria saber como ela se encontrava, se estava sofrendo ou feliz. Tinha necessidade em saber sobre sua vida.

Tentava não mandar mensagens, tentava não encher mais o seu saco, mas não tinha muita opção. Isso era uma necessidade minha, não conseguia mudar isso.

E pra começo de conversa, como você está?

Como tem passado suas noites?

Será que estou atrapalhando?

Queria só saber como está sua vida.

Só queria te entender

por que você diz me amar e depois nega?

Você me convida para o seu quarto

lá encontro uma deusa perdida.

De quem ela é?

Oh baby, ela não é de ninguém!

por que eu queria que fosse minha?

por que eu tenho essa mania?

Você me levou ao seu paraíso

e deixou a fumaça transbordar em mim

era eu e você

sua boca sabe bem

e suas mãos também.

Fui ao inferno, te conheci

não te queria assim,

mas você prometeu

me levar ao seu paraíso.

Amar essa garota era como visitar o paraíso e o inferno a todo momento. A dor que sentia por estar sozinho, enfrentando todas as dificuldades, me deixava mal e bem pior.

Hoje, sentindo o vento bater em meu rosto, podia sentir a solução chegando até os meus ouvidos e gritando que minha última alternativa era fugir de tudo isso.

Ela não se importaria com minha morte, ela não sentiria saudades, o máximo que faria era me julgar e me chamar de doido. Não poderia mais sofrer, não queria mais sofrer. O momento era esse.

Subi na barreira do viaduto e sentei nela, deixando minhas pernas suspensas a muitos metros do chão. Muitos carros cortavam o vento que atingia o solo. Talvez eu cairia em cima de um carro, mas pensando bem, o melhor a fazer era esperar o sinal fechar para não fuder a vida de ninguém.

Enquanto esperava o sinal fechar, deixei escapar algumas lágrimas de meu rosto. Minha alma já estava ansiosa para sair do meu corpo e se libertar dessa vida de dor. Dizem que os suicidas não são salvos por Deus, e infelizmente não sei se isso é uma teoria ou não, a única coisa que sei é que não deveríamos ser os culpados da história. Quem causou esse desejo em nós deveria ser o culpado. Deve ser cruel você deseja morrer e deve ser pior ainda alguém poder solucionar isso e não fazer nada para mudar.

Minhas esperanças não existiam mais. A vida não fazia sentido e a morte era uma realidade, era uma solução. Estava ao lado de meu celular, ainda lendo algumas mensagens que ela fez questão de não responder. Sempre fria e certa de si, rodeada de amigos e se empoderando a cada segundo.

Perto dela eu era o quê? Nada além de um ser humano que não era notado por ela e nem por ninguém. Perto dela eu era quem? Nada, um bosta, um idiota que exigia atenção.

Seus amigos, seus admiradores e suas paixões, todos eram superiores a mim, eu estava sendo fudido a cada momento por minhas expectativas não alcançadas.

Não adiantava mais ficar insistindo em ter a atenção dela, briguei tanto por seu amor, dediquei tanto minha vida por ela, queria tanto conquistá-la. Esqueci de mim e matei meu amor próprio.

Chegou o momento de se entregar, mas não se entregar a ela mais, e sim a morte. Ela sempre zombou sobre meu comportamento depressivo, pobre dela que nunca acreditou que eu teria coragem de cumpri com minhas promessas malucas.

Amar demais é isso, amar e não ser amado é uma desgraça, é um castigo que pode ser eterno e pode levar você a ponte mais próxima para fazer exatamente o que estou fazendo agora.

O sinal enfim fechou, coloco meu celular no bolso de minha jaqueta com botões, e fico prestes a se jogar, quando finalmente se jogaria e acabaria com essa merda, ouço passos vindo de alguns metros. Seguro na barreira e vejo uma linda garota, de cabelo azul, prestes a se jogar da mesma ponte, ficando na mesma posição em que eu estava.

Nos olhamos por alguns instantes e ficamos admirados por estarmos na mesma ponte e com a mesma intenção. Naquele momento existia alguém igual a mim, com a mesma intenção na mente. Éramos diferentes apenas nos sentimentos, mas iguais na fraqueza e desequilíbrio. O que tinha feito ela estar ali? Quem tinha sido o responsável por levá-la até o fundo do poço?

Essa garota poderia ser minha salvação ou eu teria que ser a salvação dela?

TODOS OS DIREITOS AUTORAIS RESERVADOS AO AUTOR STEFEN MOONWALKER

VOTE E COMENTE A HISTÓRIA

CAPÍTULO NOVO TODA SEMANA

24 de Outubro de 2020 às 15:35 0 Denunciar Insira Seguir história
0
Leia o próximo capítulo Era sua companhia

Comentar algo

Publique!
Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro a dizer alguma coisa!
~

Você está gostando da leitura?

Ei! Ainda faltam 3 capítulos restantes nesta história.
Para continuar lendo, por favor, faça login ou cadastre-se. É grátis!