raylanny Raylanny Alves

Era de conhecimento geral que Shisui era totalmente apaixonado por Itachi e que tal sentimento não era correspondido, mas estava feliz em poder apenas adorar Itachi sem receber nada além de sua amizade em troca. [ShiIta] [HAPPY B-DAY, SHISUI] Créditos da imagem: @gon012607


Fanfiction Impróprio para crianças menores de 13 anos. © 2020 Os personagens não me pertencem, mas o enredo sim. Os direitos autorais da fanart pertencem a @gon12607.

#comédia #fluffy #shisui-uchiha #itachi-uchiha #yaoi #uchihacest #suiita #Shisuita #shisui #shiita #itasui #itashisui #itashi #itachi
Conto
2
490 VISUALIZAÇÕES
Completa
tempo de leitura
AA Compartilhar

Just let me adore you

Shisui não deveria estar tão disperso, não quando estava no meio de uma das reuniões do clã e com certeza também não deveria manter seu olhar fixo no filho mais velho do chefe do clã que também era seu superior de forma tão contemplativa, mas não podia evitar. Quando via Itachi era como se o mundo ao seu redor sumisse e apenas ele existisse.

Era de conhecimento geral que Shisui era totalmente apaixonado por Itachi e que tal sentimento não era correspondido, mas estava feliz em poder apenas adorar Itachi sem receber nada além de sua amizade em troca. Shisui o achava excepcional e lindo, seus cabelos cheiram a morangos e se pudesse defini-lo como uma das maravilha do mundo ninja, Shisui o faria.

— Shisui será o oficial encarregado em todos os momentos em que eu não estiver presente na sede da polícia. — disse Fugaku, mas Shisui estava longe de ouvi-lo — Shisui?

Itachi o encarou fixamente e levantou uma das sobrancelhas, indicando o pai com um aceno discreto. Algo estava acontecendo. Foco, Shisui.

— Sim. — respondeu rapidamente com um sorriso, esperando que não fosse uma pergunta.

— Pois bem, como eu disse podem se dirigir a ele caso não me encontrem durante essa semana. A reunião está encerrada.

Aos poucos os membros do clã começaram a sair e Shisui suspirou cansado. Finalmente poderia ir pra casa para descansar, nem no dia do próprio aniversário tirava folga.

— Limpe a boca, tem babá no seu queixo. — disse Sasuke ao passar por ele, mal humorado como sempre.

É claro que ele tinha percebido sua falta de atenção na reunião.

— Muito engraçado, pirralho! — disse fazendo Sasuke dar o dedo para ele antes de sumir pela porta.

— Oi, o que aconteceu agora a pouco? — disse Itachi, chamando sua atenção.

— Nada, só me distrai olhando pra você. — foi incrivelmente sincero.

Itachi já estava acostumado, mas um leve rubor ainda se fazia presente em suas bochechas.

— Não deveria se distrair durante as reuniões, Shisui.

— Não pude evitar — sorriu coçando a bochecha — Você é bonito demais e isso tira a minha atenção.

— Shisui!

— Okay, me desculpe ‘Tachi — disse erguendo as mãos em rendição.

— É sincero?

— Definitivamente não. — disse e Itachi o olhou com uma expressão de falsa repreensão. Ele era tão fofo!

— O que vai fazer agora?

— Nada especial. Por quê?

— Quero comer dangos daquele lugar que gostamos.

O rosto de Shisui se iluminou e em um segundo já estava os puxando para fora.

— Então vamos lá, temos que alimentar a sua fome por doces antes que você ameace matar alguém na rua.

— Você fala como se eu fosse um viciado. — respondeu se deixando ser levado e Shisui riu, fazendo Itachi derreter um pouco.

— Continue pensando assim.

:: ::

Shisui comprou quatro dangos multicor, os preferidos de Itachi e amou ver o rosto do menor se iluminar ao sentir o cheiro dos doces que carregava. Procuraram um lugar mais calmo e reservado, um parquinho perto da rua central foi o destino final. E Itachi se sentou em um dos balanços e Shisui permaneceu de pé.

— Aqui — disse entregando a sacola para Itachi. — São todos seus, eu não quero.

— Se não queria dangos, não precisava ter vindo comigo.

— É — encarou-o com ternura, passando os dedos pelo rabo de cavalo de Itachi com adoração — Mas eu gosto de estar com você ‘Tachi

Itachi sentiu sua boca ficar seca, seus olhos vidrados nos de Shisui. Sempre que ele o olhava assim sentia-se à beira de perder o controle. O controle de quem era e de tudo o que já conheceu, e amá-lo era o único antídoto para as borboletas em seu estômago.

Não sabia como conseguiu resistir tanto. Talvez tenha sido seu senso de dever com o clã e com a sua família, mas Shisui não parecia se importar. Um dos homens mais poderosos e respeitosos que já conheceu, seu melhor amigo e paixão secreta… Porque resistia? Estava pensando nisso a um tempo e resposta que encontrou foi: Medo.

Não achava que merecia alguém como Shisui. Ele era como um astro. Grande e com luz própria, dourado como ouro… A pessoa que sempre foi sincera e não exitou em se mostrar apaixonado por si, mesmo quando fingia não ver o óbvio. Ele sabia que era inteligente o suficiente para não notar e que estava apenas ignorando. Ele deveria ter desistido, não deveria?

Shisui continuou observá-lo comer em silêncio, que acabou ficando estranho depois de um tempo. Não tinha ido ali apenas por acaso. Tinha uma meta a alcançar. Estava cansado de ter medo.

— Hoje é o seu aniversário, não é?

— Sim. Vai me dar um presente? — perguntou divertido.

— Na verdade… — disse dando uma última mordida no seu dango e sentiu suas bochechas corarem — Eu planejo sim, te dar um presente.

Shisui o analisou surpreso.

— Mesmo? — questionou curioso. — Onde está?

— Aqui. Seu presente... —pigarreou. — Sou eu.

— Como? — disse confuso, seus olhos piscando em descrença.

— Eu sou o presente. Estou me dando para você, mas não literalmente… — suspirou — Quero dizer que vou ser seu namorado.

Itachi observou Shisui o olhar espantado.

— Genjutsu! muito engraçado Sasuke — disse fazendo sinal de mãos. — Kai!

Itachi se impediu de revirar os olhos e andou até o maior que o acompanhava com o olhar, abrindo fechando a boca sem que nenhuma palavra fosse proferida.

Ele então se inclinou sobre Shisui e o beijou como forma de provar que aquilo era mais que real. Os lábios de Shisui crisparam, mas logo se separaram para recebê-lo de bom grado. Suas mãos se movendo por conta própria para agarrar os ombros de Itachi, se entregando desesperadamente ao beijo que desejava há tanto tempo. Os lábios macios de Itachi pressionaram com mais firmeza contra ele e um suspiro deixou seus lábios quando sua mão agarrou o cabelo de Itachi.

Shisui abriu os olhos devagar quando suas bocas se separaram, e Itachi sorriu ao ver o brilho um tanto atordoado em seus olhos. O gosto de doce dos dangos agora na boca de ambos.

— Não é um genjutsu — disse Itachi, ainda roçando suas bocas — Shisui, isso é real.

— O que em nome de Rikudou está acontecendo!?

— Estou te presenteando. Você queria isso a muito tempo, não é? Queria ser meu namorado.

— Sim, mas eu achei que-

— Eu nunca ia te corresponder? — Shisui assentiu — Sempre foi recíproco, mas eu estava lutando contra isso porque estava com medo.

— Mas você nunca deu nenhum indício de que gostava de mim mais do que como amigo. — disse fazendo bico, e Itachi riu.

— Nem todo mundo é ruim em esconder os próprios sentimentos quanto você, Shisui. — beijou-o — Feliz aniversario.

Shisui o puxou, juntando suas bocas novamente. Foi um beijo diferente do primeiro, mais agressivo e mais desesperado. Mas estava com tanta fome disso por tanto tempo… Por deus, aquilo era tão bom.

Esperou até que Itachi colocasse os braços em volta de sua cintura, mostrando o quanto ele queria isso, antes de abrir a boca e aprofundar o beijo. Ele gemeu e Shisui aproveitou, mergulhando sua língua na boca alheia enquanto pressionava seus corpos juntos, suas mãos subindo para agarrar as omoplatas de Itachi, encerrando o beijo apenas quando a falta de ar se fez presente.

— Ninguém, nunca vai conseguir superar esse presente. — sorriu sem fôlego. — Mas ainda falta uma coisa para ser o dia mais feliz da minha vida.

Itachi foi puxado pela rua até que pararam em frente ao Ichiraku Ramen, onde Sasuke estava sentado ao lado de Naruto que já estava em sua quarta tigela. Haviam passado por ele antes de comprar os dangos.

Shisui sorriu maleficamente e andou até ele, abraçando-o pelos ombros. A memória da expressão de ultraje no rosto de Sasuke ao ser chamado de cunhado será o suficiente para fazer Shisui rir até o seu próximo aniversário (pelo menos).

Itachi estava perdido com aqueles dois.


- THE END -

20 de Outubro de 2020 às 02:58 0 Denunciar Insira Seguir história
1
Fim

Conheça o autor

Raylanny Alves Estudante de arquitetura, sonserina e amante incondicional de personagens astutos de índole duvidosa. Tenho 20 anos e me tornei escritora por ter uma imaginação fértil demais e precisar compartilhar isso com o mundo.

Comentar algo

Publique!
Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro a dizer alguma coisa!
~