Novo app: Inkspired Writer! Escreva, publique e gerencie suas histórias no seu celular!!. Leia mais.
souarmy Kamyllie Lis

Sophie Leblanc faz parte da linhagem da Gula, em sua linhagem, as mulheres não tinham direito de lutar por si mesmas, de aproveitar a sua marca, ou de ser livre. Ela sabe que se tentar mudar a linhagem, pode acabar morrendo, mas para ela vale a pena.


Ficção adolescente Impróprio para crianças menores de 13 anos.

#ficção #conto #fanfic #pecadoscapitais #pecados #pecadodagula
0
1.0mil VISUALIZAÇÕES
Em progresso
tempo de leitura
AA Compartilhar

Piloto

Nos meus 100 anos de idade, nunca ouvi alguém me dizer que eu era forte, que eu era capaz, ou que eu poderia lutar por mim mesma.

A minha marca não me define, não é só porque eu faço parte da linhagem da Gula, que eu sou assim, eles criaram uma imagem totalmente falsa da minha pessoa.

Mas, como uma boa menina, eu tenho que começar a trabalhar, e eu escolhi a psicologia.

Entender as mentes das pessoas é algo complicado, e tentar controlar seus demônios também, mas acho que vai ser divertido.

Eu montei uma empresa nos últimos dois anos, ela se chama Breacken Capitier.



Eu nunca havia notado como esse prédio era grande.

Eu estou um pouco desconfortável pois as pessoas aqui não param de me encarar, talvez seja porque eu nunca apareci aqui.


-Com licença, eu sou o Peter, o seu secretário- Ele disse isso com um olhar muito fofo.

-Ah, isso é muito bom, muito bom mesmo, me siga- Falei com um sorriso no rosto.

Nós chegamos na minha sala, ela era bem grande, e tinha muitas flores, inúmeras rosas vermelhas nas paredes.

-Sente-se por favor- Eu disse olhando para a papelada em cima da minha mesa.

-Esses papeis precisam ser assinados até amanhã- Ele disse sentando-se.

-Você...esta aqui desde o início?

-Sim, estou aqui desde que a empresa estava sendo organizada-Ele disse me entregando uma caneta.

-Essa sala é linda, mas falta alguma coisa- Peguei a caneta e comecei a assinar os papeis.

-Eu tomei a liberdade de mandar trazerem um violão, fiquei sabendo que você gosta de música.

-Sabe...Eu acho que nós seremos bons amigos- Eu disse sorrindo olhando para o mesmo.

-Espero que sim- Ele retribuiu o sorriso.


Antes que nós pudéssemos continuar a conversa, alguém bateu na porta e antes de eu permitir entrou sem mais nem menos.


-Ah, pode entrar, sinta-se a vontade.- Tentei falar isso em um tom não muito sarcástico.

-Não te conheço, por tanto, saia da minha sala agora.- O homem falou como se eu não fosse nada.

-Desculpe, acho que está se equivocando.- Falei sem paciência.

-Eu mandei sair, saia agora!

-Se você já acabou de falar, me deixe apresentar-me.-Falei em um tom mais elevado do que o normal.

-Eu estou mandando...- Ele parou no meio da frase.

-Eu sou Sophie, a criadora desta empresa, e você? Quem seria?

-Sophie? Não te reconheci, faz tanto tempo que não lhe vejo.- Ele veio me abraçar.

-Eu não sou de abraçar estranhos, afaste-se.- Falei friamente.

-Sou eu, Lohan, não se lembra de mim?- Ele falou se aproximando.

-Me lembrei, deixei você no comando da empresa não é mesmo? Agora saia.

-Okay.- Ele saiu.


Voltei a assinar os papeis, o Peter e eu conversamos bastante e marcamos de ele dormir na minha casa, depois de algumas horas, a empresa fechou, e nós fomos embora.





30 de Outubro de 2020 às 19:42 0 Denunciar Insira Seguir história
0
Continua…

Conheça o autor

Kamyllie Lis Ei, me procura lá no pinterest e no tumblr, os dois se chamam Kamyllie Lis ;)

Comente algo

Publique!
Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro a dizer alguma coisa!
~