ayriecosta Ayrie Costa

Quando a vida do rei está em risco por uma maldição que atinge sua família, a princesa Sylvanna se vê obrigada a embarcar na busca por uma feiticeira, enfrentando o mundo fora do conforto do castelo em que foi criada. Acompanhada por Sophie, a irmã com quem mal conviveu, e o jovem cavaleiro Nicholas, Sylvanna se envolverá numa teia de mentiras e acordos para salvar sua família. Numa luta contra o tempo, eles precisam encontrar a origem da maldição e lidar com o fato de feéricos não só são reais, como também sua magia impacta todo o reino de Thalendell.


Fantasia Todo o público.

#elementos #magia #bruxas #fogo #fadas #maldição #feericos
0
3.4mil VISUALIZAÇÕES
Em progresso - Novo capítulo A cada 15 dias
tempo de leitura
AA Compartilhar

Prólogo

Os passos apressados da criada ecoavam nos corredores vazios, imersos no silêncio denso que antecede os gritos. Mabel trocava, incessantemente, de uma mão para a outra os cinco envelopes com selo real, tentando secar as palmas nos intervalos. Não podia danificar as últimas esperanças do reino, e essa ideia não a ajudava a parar de suar.

Sem se anunciar, abriu a porta da cozinha com mais força do que planejava. Um gritinho quebrou o silêncio. Olhou ao redor, os demais criados se amontoavam debaixo da mesa de trabalho.

— Rob! - chamou, sem tempo para pedir desculpas pelo susto.

O mensageiro, que estava muito bem camuflado entre os demais, se apressou em sair do esconderijo. Era um garoto esguio e veloz, tão covarde que nunca havia perdido uma mensagem sequer, corria ao menor sinal de perigo.

— Vossa Alteza, a princesa Katherine, deseja enviar essas cartas para os reinos vizinhos. Um pedido de ajuda contra as fadas - completou a mulher.

— É melhor que ela esteja oferecendo um pagamento muito bom! - exclamou um cavalariço.

— A própria mão em casamento… E o trono de Lunadelle.

Alguns dos presentes arfaram, outros abaixaram os olhos em derrota.

— Como ela pôde prometer tal coisa, se não é a próxima na linha de sucessão? - Quem perguntava era Jill, a dona do gritinho.

A expressão de Mabel dispensava complementos verbais. “Quando a ajuda chegasse, seria”. Ela estendeu as cartas para Rob.

— Qual devo entregar primeiro? - perguntou o garoto, guardando os envelopes numa bolsa de couro que trazia junto ao corpo.

— Tente Thalendell, eles tem um Rei recém coroado. - Mabel suspirou. - Os jovens costumam ser os mais imprudentes. Agora, todos para fora!

— Não é seguro lá fora! - protestou Jill.

— É mais seguro do que este castelo será em alguns instantes.

***

Katherine descia os degraus com calma, os cabelos perolados estavam desgrenhados e olheiras profundas emolduravam seus olhos. Passava as mãos delicadas pelo cobertor de plantas que revestia as paredes de pedra. Fechou os dedos e arrancou um punhado de folhas, deixando-as cair uma a uma aos seus pés. Segurou a última entre o indicador e o polegar e a assistiu queimar. A vida se transformando em cinzas, assim como aconteceria com o castelo em que nascera e fora criada, com o lugar em que fora feliz, tivera uma família.

Deu uma última olhada nos corredores vazados, no jardim do átrio central, no trono enroscado e decorado em flores. Suspirou e colocou uma mão em cada parede. As sentiu formigarem, as luzes amareladas surgindo debaixo de seus dedos. Deu uma risada nervosa, aquela insanidade tinha começado com uma chama sua, agora o reino se acabaria da mesma forma.

13 de Outubro de 2020 às 03:29 0 Denunciar Insira Seguir história
1
Leia o próximo capítulo Capítulo 1 - Celebrações

Comente algo

Publique!
Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro a dizer alguma coisa!
~

Você está gostando da leitura?

Ei! Ainda faltam 8 capítulos restantes nesta história.
Para continuar lendo, por favor, faça login ou cadastre-se. É grátis!