Novo app: Inkspired Writer! Escreva, publique e gerencie suas histórias no seu celular!!. Leia mais.
abiesteves Gabi Esteves

o lugar onde todos são loucos diferente de que você imagina isso aqui não tem a ver com Alice tem a ver em um lugar sombrio, onde todos forçam seus sorrisos será que essa historia de terror vai ter um final feliz katherine vai poder viver uma linda historia de amor, mesmo depois de tudo o que passou "mas não quero ir entre pessoas loucas", disse Alice "oh, você não pode ajudar", disse o gato "estamos todos loucos aqui eu sou louco você e louco " "como você sabe que eu sou louco" perguntou Alice "você deve estar", disse o gato "ou você não teria vindo" Disponível também no wattpad


Ficção adolescente Impróprio para crianças menores de 13 anos.
0
1.4mil VISUALIZAÇÕES
Em progresso - Novo capítulo A cada 10 dias
tempo de leitura
AA Compartilhar

1

'Viver é um rasga-se e remendar-se' - Guimarães Rosa

📷

"Acordo e ainda me sinto vazia, sinto tua falta todos os dias, você era minha vida, ainda é, te amava te amei ou amo, não sei bem a ordem, você se tornou um diário, escrever aqui e como seu eu falasse todo dia com você, mas escutar seu nome ainda dói como se fosse o dia que ti vi morrer, me tornei incapaz de falar de você"

As férias acabaram e o começo das aulas é algo inevitável, hoje seria o primeiro dia de aula no melhor colégio da cidade toda, Hig Shool White, um nome meio brega a meu ver

Arrumo-me sem ânimo algum passo o pente pelos meus grandes cabelos liso azuis, outro dia sem ele, eu estaria mais animada a dois anos atrás por esse dia seria o começo do último ano no inferno, mas agora nada mais faz sentido eu tinha a mesma paixão da minha mãe, crescer e me formar e fugir desse lugar infernal, eu não me encaixava, e felizmente eu encontrei alguém se encaixava perfeitamente em mim, íamos viver uma vida longe, e uma vida feliz até o dia de nossa morte, não interessava se íamos ter o mesmo fim que meus pais, mas ele se foi e me tornei igual as pessoas desse lugar, infeliz, infeliz como meu tio, infeliz como todos as malditas pessoas dessa cidade

Assim desci as escadas da enorme pousada abro meu maior sorriso, meu tio não pode ver o quanto estou fraca, ele não merece carregar essa dor, ninguém que eu amo merece

O cheiro da comida já entra em minhas narinas, tudo aqui cheira a infância me lembro da primeira vez que entrei por aquela porta o sino anunciou minha entrada, eu tinha meus sete anos e tinha acabado de perde toda a família que eu conhecia a assistente social falou que meu tio tinha alguns problemas psicológicos mas que eu seria o remédio dele um peso muito grande pra uma criança, mas ele me olhou pela primeira vez e disse :

-cat ? - Cat era o nome da minha mãe, e eu me parecia com ela

Meu tio é irmão do meu pai pelo que eu soube os dois não tiam uma boa relação, mas aí meu tio conheceu a garota mais bonita da cidade e se apaixonou por ela, os dois namoraram por dois anos mais eles queriam coisas diferentes, ela queria uma vida longe dessa cidade e ele queria construir sua vida aqui, e quando eles se formaram ela fugiu com seu irmão mais velho, minha mãe trocou meu tio pelo meu pai e eles viveram felizes juntos em outro lugar até morrerem

E quando soube que foi abandonado meu tio surtou, é sua situação foi piorando por não conseguir mais se lembrar do rosto dela, mas quando eu cheguei ele foi melhorando, ele diz que sou a cópia exata da minha mãe, e isso o acalma, e pra ele é como se eu fosse sua filha, eu o faço lembrar da época que ele conheceu a felicidade

E eu o entendo mais que ninguém

- Bom dia gatinha - meu tio fala a me ver na escada - animada para o primeiro dia na White ? - Seu tom era animado e transborda felicidade

Meu tio é um homem alto de cabelos brancos, não é tão bonito, porém não tem a aparência envelhecida, por muito contrário, ele parece ser jovem apesar dos seus cabelos brancos, ele está com farinha por todo rosto, o que me faz soltar um riso

- Claro por que não, o que está preparando ? - vou para trás do bancada da lanchonete e o abraço e deixo um beijo em sua bochecha macia

- Estou fazendo um bolo - ele fala e solta um riso - temos hóspedes - ele fala mais animado ainda

O sino da entrada toca fazendo nós dois direcionarmos nosso olhar para a porta

- Bem vindo ao xícaras - Nós dois falamos juntos e soltamos um riso pelo ocorrido

Quem estava na porta também riu, era Mina minha melhor amiga, ela usava a cartola vermelha de sempre, deixando seus cachos baixos, Mina tem uma doença rara de pele, cujo o nome eu sempre esqueço, mas a faz mais linda, ela tem duas cores como ela fala e a acho incrível por não ser como os outros

- Senhor D'Março não acha que não está um pouco grande pra estar com farinha no rosto ? - ela fala em tom de brincadeira

- Hahaha muito engraçada Minerva Lil, como sempre - meu tio debocha enquanto pega um pano de prato pra tirar a farinha de si

- Obrigada - ela tira o chapéu e se curva.

- Isso é muito deboche antes das sete da manhã - falo e rio - Mina o que veio fazer aqui tão cedo a escola é só da qui a - olho o relógio - 30 hora

- Vim te buscar e aproveitei pra comprar meu café - fala se sentando em um dos banquinhos azuis do outro lado da bancada

Pego o avental e amarro em mim, pegando o cardápio de hoje e entregando a Mina

- Eu vou querer - ela olha o cardápio todo antes de terminar a frase - o de sempre- termina com um sorrisinho amarelo

- Um chá com bolinhos saindo - falo, já pegando o bolinho de framboesa que ela tanto ama, e servindo uma xícara de chá pra ela, e chocolate quente pra mim

- Vai comer só isso gatinha ? - meu tio pergunta voltando agora sem farinha no rosto, mas por todo seu paletó

- Vou sim não estou com fome - falo dando um beijo em sua bochecha e pegando minha mochila e indo pra frente da bancado ao lado de mim - já terminou ? - ela me olha com a boca cheia com o bolinho - você termina no caminho, tchau tio- aceno e ele devolve

- Tchau senhor D'Março, eu pago quando voltar - Mina fala, mas nós três sabemos que ela não vai voltar tão cedo

O caminho até escola está sendo silencioso, até Mina falar

- Sabe que não precisa sorrir quando estamos sozinha - ela fala olhando pra frente

- Estou sorrindo ? - sorrir se tornou no automático e não percebo quando não o faço, Mina olha pra m com um olhar de reprovação

- Sei que quer se fazer de forte, mas pra mim não precisa mentir - ela fala com um tom totalmente sério

- Está errada - eu falo agora deixando de sorrir e ela para de andar e me olha - Eu sou forte, e não preciso provar isso

Seus olhos agora estou cerrados, e seus braços cruzados

- Um dia você vai desabar, e Er - ela não termina de falar e eu a olho com os olhos cheios de fúria

- NÃO SE ATREVA A FALAR O NOME DELE - minha visão ficou turva de reponde e mal consigo me manter de pé, e escuto barulhos ensurdecedores - não para - coloco as duas mãos na cabeça e tampo meus ouvidos - eu não quero lembrar - falo tentando controlar minha respiração, me sento no chão e Mina se abaixa preocupada

- Me desculpa - ela fala pegando em minhas mãos - eu não - ela respira fundo e descia o olhar - eu não queria te fazer lembrar

Então ela me abraçou, um abraço cheio de necessidade, sussurrando baixo em meu ouvido me pedimos pra ficar com ela e respirar, mas tudo que me vem a cabeça e a imagem dele caído no chão da avenida, aos poucos minha visão vai voltando ao normal e o abraço se desfaz

- Até quando surta, você está sorrindo - Mina fala me olhando fundo em seus olhos- eu não sei o que se passa na sua cabeça, não sei o que aconteceu naquela noite, mas por favor - seu olhar marejavam - tem que me deixar ajudar, tem que me deixar entrar

- Eu ainda não estou pronta, mas um dia eu juro que falo com você, ok? - ela respira fundo e se levanta e me estende a mão

- Ok - pego a mão e me levanto do chão, limpamos nossos rostos e voltamos a ir pra aula

Hoje vai ser um longo dia

📷

obrigada por ler ❤

9 de Outubro de 2020 às 00:24 0 Denunciar Insira Seguir história
0
Leia o próximo capítulo ½

Comente algo

Publique!
Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro a dizer alguma coisa!
~

Você está gostando da leitura?

Ei! Ainda faltam 5 capítulos restantes nesta história.
Para continuar lendo, por favor, faça login ou cadastre-se. É grátis!