misuhotita Thais Grigorio

Um estranho sonho e lembranças do passado...Quando vegeta pensa viver o momento mais perfeito de sua vida, algo acontece, fazendo com que o príncepe dos sayjins viva um verdadeiro pesadelo, colocando em risco a vida das pessoas mais amadas por ele.


Fanfiction Anime/Mangá Impróprio para crianças menores de 13 anos.

#dragonball #goku #shounen #Vegeta-Bulma #pesadelo
0
4.1mil VISUALIZAÇÕES
Em progresso
tempo de leitura
AA Compartilhar

O Nascimento da Princesa Saiyajin

Planeta Vegeta...

― Preste bastante atenção, príncipe Vegeta, pois a história que vou lhe contar agora, é passada somente para os príncipes de nossa raça.

O pequeno príncipe Vegeta olhava curioso para seu pai, o Rei Vegeta. O pai nunca falara com ele nada deste tipo, até hoje, as únicas conversas que ambos tinham eram sobre lutas, lutas, e mais lutas.

― E que história é essa? Não pode me contar outra hora? Eu quero treinar. Como vou ser o sayajin mais poderoso de todos se você fica me contando bobagens?

― Não é bobagem, príncipe Vegeta. E, tenho que lhe contar agora pois o grande Freeza te espera, parece que ele tem alguma missão para você, meu filho.

― Estou ouvindo. – disse o pequeno príncipe dos sayajins.

― Uma antiga profecia que só é conhecida pelos reis sayajins diz que, de um príncipe sayajin nascerá aquele que trará em seu corpo “o resplendor estelar”.

― Que parada é essa?

― O resplendor estelar estará dentro do sangue do sucessor do príncipe dos sayajins. Este sangue, tem o poder de tornar o rei sayajin imortal e, o mais poderoso de todos, mais poderoso até que o lendário super-sayajin, o sangue do sucessor do príncipe dos sayajins dará ao rei sayajin o poder de destruir o universo. E, para que o rei sayajin tenha este incrível poder, basta que ele perfure o coração do herdeiro do príncipe dos sayajins quando este completar seu 14º aniversário, com a lendária adaga sayajin, e, beba o sangue do herdeiro. Então, o rei sayajin terá um poder inigualável.



*****



Na corporação cápsula, Vegeta acorda assustado e ofegante, há muito não sonhava, e, não com o passado, com o planeta Vegeta e, principalmente com seu pai. Porque logo esta noite foi sonhar com o passado? Será que significava algo?

Olhou para sua esposa, adormecida a seu lado, Bulma estava nas últimas semanas de gestação, em pouco tempo daria à luz a seu segundo filho, ou filha, os dois concordaram em não saber o sexo do bebê, para terem uma surpresa, o que não agradou muito Trunks, que queria saber urgentemente o sexo do bebê.

A gestação de Bulma não estava sendo fácil, embora desta vez, ele estivesse sempre ao lado de sua esposa, sim, porque na gravidez de Trunks, os dois não se viam muito, pois Vegeta estava obcecado em superar Kakarotto e o super-sayajin. Mas agora... Bem, agora tinha que cuidar de Bulma, sim, por mais difícil que fosse para ele admitir, gostava de Bulma, e, quando ela anunciou que estava esperando um bebê, ficara muito feliz, outro príncipe ou princesa sayajin, vindos da união da mulher que escolhera como companheira, da mulher que sempre desejou e...

Bem, agitado como estava, seria melhor levantar e tomar um banho, isso se não quisesse acordar Bulma. A ideia de deixar Bulma sozinha na cama não lhe agradava, mas, era melhor deixar ela um pouco sozinha do que acordá-la.

Vegeta levantou-se com muito cuidado, pegou uma toalha no closet e foi direto para o banheiro. Lá encheu a grande banheira de espuma e mergulhou. Após poucos minutos na banheira, começou a relaxar, embora o estranho sonho não lhe saísse da cabeça. Não se lembrava da tal conversa que tivera com o pai, nem cinco minutos depois de tê-la ouvido, e agora, ela estava muito vívida em sua mente. Como se fosse um presságio.

Saindo do banho, Vegeta vestiu-se com uma calça social preta, sapatos sociais pretos e uma camisa azul marinho, não iria treinar, não com Bulma grávida. Embora Trunks garantisse que cuidaria de Bulma, queria ele mesmo se assegurar de que sua esposa estava bem.

Vegeta desceu até a cozinha, e, lá estavam sua família, Bulma e Trunks, Trunks estava sentado e Bulma, preparando café. Quando viu a cena, Vegeta usou sua velocidade para tirar Bulma da cafeteira e sentá-la em uma cadeira.

Assustada, ela olha para Vegeta e diz:

― Vegeta, por que fez isso?

Vegeta olha para Trunks e diz:

― Trunks, o que pensa que está fazendo?

Trunks olha confuso para seu pai antes de responder:

― Esperando, mamãe estava preparando um café para mim antes do senhor aparecer.

Vegeta tenta conter o seu nervosismo para então voltar a dizer:

― Isso eu percebi. E por que você não fez seu café? Não está vendo que sua mãe está grávida?

Bulma olha de uma maneira divertida para seu marido, desde que descobriu que estava grávida, toda manhã era a mesma ladainha. Ela diz:

― Vegeta, eu estou apenas grávida, posso muito bem fazer um café.

Vegeta olha para o sorriso de sua esposa, como ele adorava vê-la sorrir. Ele diz de forma mandona:

― Bulma, deixe-me cuidar de você. Trunks, faça você mesmo seu café.

― Sim papai. – disse Trunks, sabia perfeitamente que era inútil discutir com seu pai.

― A propósito Vegeta – disse Bulma de forma despreocupada – Goku e a família vêm almoçar aqui hoje.

― Ótimo, mas não quero saber de você fazendo qualquer esforço.

― Tolo super protetor. – disse ela de forma emburrada.

Depois do café da manhã, Bulma deu ordem aos empregados para prepararem um almoço com uma quantidade maior do que o habitual de comida, afinal, cinco sayajins iriam almoçar, e, como ela bem sabe, eles não comem pouco. Depois de dar as ordens, ela pegou um livro e foi sentar no jardim para ler um pouco. Vegeta não demorou a se juntar a ela.

― Por que não vai treinar, Vegeta?

― Porque no momento, ficar com você é mais importante do que treinar.

Vegeta aproximou seu rosto do de Bulam, e, tomou os lábios dela com um desejo profundo, ela abriu sua boca para recebê-lo sem hesitação, foi um beijo demorado e intenso.

― Parece que interrompemos em um mau momento! – disse uma voz familiar, é a voz de Goku.

Os dois se separam, Vegeta e Bula olham e veem Goku, Chi Chi, Gohan, Videl e Goten.

Vegeta fica furioso, como aquele verme inferior tinha coragem de interromper seu momento com sua esposa. Ele começa a gritar:

― MAS QUE DROGA KAKAROTTO!!!!!!! POR QUE É QUE VOCÊ TINHA QUE ME INTERROMPER LOGO AGORA?????

Todos começam a rir. Bulma diz:

― Vocês chegaram cedo.

Videl diz:

― É que o senhor Goku queria chegar o quanto antes.

Chi Chi diz:

― Meninas, vamos entrando!

Vegeta diz:

― Escute, esposa de Kakarotto.

Chi Chi diz:

― O que é?

Vegeta diz:

― Nada, deixa para lá.

As três mulheres entram em casa. Gohan, Goten e Trunks saem voando, deixando Goku e Vegeta a sós. Goku senta-se ao lado de Vegeta, que continua de cara emburrada. Goku tenta puxar conversa:

― Ainda está zangado, Vegeta?

Não, Vegeta não estava zangado, estava pensando, ainda, em seu estranho sonho. Gostaria de conversar sobre isso com alguém, e, infelizmente, a única pessoa disponível era aquele idiota do Kakarotto.

― Escute, Kakarotto.

― O que é?

― Você já teve um sonho estranho?

― Eu sonho todas as noites. Sonho com comida, comida e mais comida!!! Odeio quando a Chi Chi me acorda pela manhã.

Droga!!!!! Que inferno ter que confidenciar logo com aquele idiota. Mas que escolha ele tinha? Kakarotto era o único de sua raça.

― O que eu quero dizer, é que você nunca sonhou com o passado? Com algo que nunca teve importância em sua vida?

Vegeta não teve tempo de saber a resposta, pois, no exato momento em que Goku iria responder, Chi Chi chega gritando:

― VEGETA!!!! GOKU!!! O BEBÊ DA BULMA VAI NASCER!!!!!

Vegeta e Goku voaram até a sala, onde Bulma estava deitada, gemendo de dor. Vegeta olha para sua esposa e, depois para Kakarotto e diz:

― Rápido Kakarotto, tele transporte ela para um hospital!!!

Goku diz:

― Eu não posso. Não conheço o ki do médico de Bulma.

Vegeta furioso diz:

― QUE INFERNO KAKAROTTO!!!!!!!!!!!!!!!! SERÁ QUE VOCÊ NÃO ME SERVE PARA NADA????!!!!!

Bulma, gemendo de dor diz:

― Vegeta...

Vegeta pega sua esposa no colo e sai voando com ela até o hospital. Lá, Bulma é levada até a sala de parto, e, Vegeta, fica na sala de espera. Ali, ele encontra-se com Trunks, Goku, Chi Chi, Videl, Gohan e Goten.

Trunks, preocupado diz:

― Papai, e a mamãe?

Vegeta, claramente impaciente, diz:

― Na sala de parto. O verme do médico não me deixou entrar.

Goku diz:

― Acalme-se, Vegeta.

Vegeta diz:

― Como acha que posso me acalmar?

Assim, com um Vegeta altamente nervoso e um grupo tentando acalmá-lo, três horas se passam, até que o médico sai da sala de parto. Vegeta levanta-se do banco onde estava e pergunta:

― E então, doutor?

O médico diz:

― Parabéns, senhor Vegeta, o senhor é pai de uma linda menininha.

Vegeta praticamente atropela o médico para entrar na sala de parto, onde encontra uma Bulma ainda ensanguentada devido ao parto, segurando um lindo bebê de cabelos azuis. Ele aproxima-se de Bulma e do bebê. Bulma diz:

― Sua filha, Vegeta, uma legítima princesa sayajin.

Sim, aquele lindo bebê era sua filha com a mulher que amava, o segundo fruto de seu amor. Naquele momento, ele esquecera-se de tudo, da noite anterior e de seu estranho sonho. Tudo que lhe importava agora era sua esposa e sua pequena princesinha que acabara de nascer.

1 de Setembro de 2020 às 00:53 0 Denunciar Insira Seguir história
0
Leia o próximo capítulo Mau Presságio

Comente algo

Publique!
Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro a dizer alguma coisa!
~

Você está gostando da leitura?

Ei! Ainda faltam 23 capítulos restantes nesta história.
Para continuar lendo, por favor, faça login ou cadastre-se. É grátis!