C
C Clark Carbonera


Às vezes o melhor é só voltar ao ponto.


Poesia Todo o público. © Todos os direitos reservados

#poema #literatura-brasileira
Conto
0
1.4mil VISUALIZAÇÕES
Completa
tempo de leitura
AA Compartilhar

Voltando ao ponto


Quem disse que lar é onde está o coração? Já não me lembro.

Talvez porque tenha perdido meu lar, após perder meu

Coração. Mas então te conheci, notei um novo pulso.

Senti como se minha chegada fosse a um ninho,

Depois de um arrastado voar sem destino.

Não sou nenhum Ulysses Guimarães.

Não sou bom com as palavras, pois

Nunca cacei nuvens e duvido que

Um dia eu vá caçar tempestades.

Perdido tal qual grão de areia,

Era apenas um em meio a

Centenas de milhões.

Eu não pertencia a

Nenhum deserto,

Nenhuma praia.

Não pertencia

Nem a mim

Mesmo.

Agora

Sou

Tu.

20 de Agosto de 2020 às 12:42 0 Denunciar Insira Seguir história
8
Fim

Conheça o autor

C Clark Carbonera “A utopia está lá no horizonte. Me aproximo dois passos, ela se afasta dois passos. Caminho dez passos e o horizonte corre dez passos. Por mais que eu caminhe, jamais alcançarei. Para que serve a utopia? Serve para isso: para que eu não deixe de caminhar.” Fã de carteirinha de Buffy - The Vampire Slayer.

Comentar algo

Publique!
Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro a dizer alguma coisa!
~