kanaeyy kanaey

Desde a morte de Neji, Tenten nunca mais tivera um bom dia, pois as lembranças dele a cercavam por cada canto da casa, aumentando ainda mais a suadades de sua presença.


Fanfiction Anime/Mangá Para maiores de 18 apenas.

#morte #luto #ua #nejiten #tenten
Conto
0
677 VISUALIZAÇÕES
Completa
tempo de leitura
AA Compartilhar

Tenten precisa de um abraço.

As roupa dele ainda estavam jogadas pelo chão e sobre a cama, resultado de mais um dos surtos de Tenten que agora estava escorada em um canto do quarto, o rosto molhado com olhos vermelhos e inchados, as mãos trêmulas e a visão fixa na bagunça que havia feito. Tudo havia começado bem, mesmo que ao acordar, como em todos os outros dias, suas mãos acariciaram o espaço vazio e frio do outro lado da cama de casal, onde Neji costumava ocupar e Tenten raramente conseguia observa-lo dormir já que sempre estava de pé bem cedo fazendo chá e também o café forte que ela amava.

Após prolongar o máximo de tempo que podia ficar deitada, obrigou-se a levantar. Não tirou o pijama, não tocou no guarda-roupa onde as roupas do Hyuuga se encontravam misturadas juntas as suas, caminhou diretamente até a cozinha em busca do líquido quente de todas as manhãs para ajudá-la a despertar. Estava tudo muito calmo, então colocou uma playlist de um pop animado para tocar em seu celular, pois o silêncio fazia sua mente pensar demais e junto com o cheiro delicioso de café sendo feito, mesclando-se àquele espaço, Tenten sabia que poderia ficar mais uma vez, desde que Neji morreu, parada perto do fogão relembrando os melhores momentos deles ali.

Depois do café veio o banho em água morna que a deixou relaxada e animada. Saiu pela casa de roupão e toalha nos cabelos para pegar o notebook e tentar ser produtiva, mas esse foi seu erro. O pequeno quarto destinado a ser o lugar de trabalho que era dividido pelos, antes, dois ocupantes da casa, estava recheado de mínimas recordações. Tenten se recordava vagamente de ter se entupido de vinho barato e trancafiado-se no cômodo com o notebook, revendo as fotos ao lado do noivo.

Xingou a si mesma por ter sido irresponsável e não ter levado seu objeto de trabalho junto consigo quando saiu.

Suas mãos tremeram ao girar a maçaneta, suas pernas não quiseram dar os próximos passos para entrar. O blazer de Neji ainda estava sobre as costas da cadeira como ele deixou antes de sair e nunca mais voltar. Os livros estavam organizados por gênero e ordem alfabética, a mesa digitalizadora com alguns papéis esparramados junto de uma cartela de remédio para dor de cabeça e um celular. Era como se ele ainda estivesse ali, como se a qualquer segundo fosse surgir no corredor dizendo que precisava de um descanso urgentemente, mas antes iria limpar seu local de trabalho porquê não dormiria a noite pensando na desorganização.

Tenten tentou ser forte, obrigou-se a ir até a mesa, pegar seu notebook e praticamente sair correndo como uma covarde — essa última parte não a deixou muito orgulhosa de si mesma. Ligou o aparelho, jogando-se no sofá da sala, preparada para passar horas digitando até suas mãos terem cãibras, porém nem um tanto preparada para perceber que havia cometido um engano horrível ao ver o plano de fundo inicial na tela com uma foto sua junto a Neji na praia. Seu plano de fundo era flores, várias delas que nem sabia o nome. Aquele era o notebook do Hyuuga. Seus olhos encheram-se de lágrimas, a visão chegando a ficar obstruída. Mesmo após cinco meses desde a morte dele, Tenten não conseguia tocar nos pertences de Neji, principalmente naquele objeto.

Em um belo dia teve a descoberta de que seu noivo escrevia pequenas notas sobre os momentos ou acontecimentos mais marcantes de seu dia. Na época, Neji não deixou que ela as lesse, disse que ficaria envergonhado. Insistiu bastante, mas desistiu ao perceber que o outro lado não cederia e resolveu respeitar esse espaço dele. Entretanto, na noite em que bebeu e trancafiou-se no escritório, desesperada pela dor do luto, colocou o notebook para carregar, obstinada a ler tudo o que Neji havia escrito, até mesmo seus relatórios se isso a fizesse se sentir mais uma vez mais próxima do Hyuuga. Mas assim como nesse momento e naquele passado, Tenten não se sentia pronta para passar da tela inicial.

A raiva misturada com a tristeza derrubou-a dos seus planos, de um bom dia para o notebook sendo jogado com força no chão. Tenten nem chegou a ver se o havia danificado completamente, porque estava cega pelos sentimentos angustiantes que a falta de Neji trazia a cada dia.

Foi até o quarto dos dois, abrindo o guarda-roupa para tirar as roupas dele de lá. Talvez aquilo ajudasse, livrar-se de ao menos uma parte restante do Hyuuga podia fazer sua dor não ser tão grande. Estava cansada de sofrer, de saber que ele nunca mais a beijaria, diria que a amava ou reclamaria em como ela podia gostar tanto de café. Queria sentir os dedos dele dedilhando seu rosto, ver seu lindo sorriso, ter suas mãos fazendo carinho em seus cabelos ao estar deitada no colo dele.

Tenten o queria de volta. Naquele momento vendo o par de alianças que havia encontrado em seu ataque de fúria jogado pelo piso em meio às roupas, ela queria um abraço de Neji, apenas dele. Quando foi pedida em casamento, por causa da falta de dinheiro, não haviam alianças, mas isso não a impediu de sentir uma das maiores felicidades de sua vida. O Hyuuga a prometeu que juntaria dinheiro para comprar os anéis e que a surpreenderia com eles quando menos esperasse. E Neji conseguiu cumprir isso. Estava surpresa e ao mesmo arrasada por saber que o homem que amava nunca subiria consigo ao altar, que aquele par de alianças nunca seria usado por eles em conjunto.

O dia mal havia começado, o relógio ainda não marcava as suas onze horas da manhã, e Tenten já queria que acabasse logo, para que mais um amanhã chegasse e ela pudesse novamente tentar conviver com a falta da presença de Neji, entender que daqui para frente seria somente ela na casa. Mesmo que falhasse nessa tarefa como vinha há meses, como hoje, continuaria tentando. Precisava ter ao menos um bom dia nesse mar de consternação, senão não faria ideia do que seria de si no restante de sua vida.



Fanfic betada por Hayafuru do blog AD.
https://animesdesign-ad.blogspot.com/?m=1

4 de Agosto de 2020 às 13:29 0 Denunciar Insira Seguir história
0
Fim

Conheça o autor

kanaey ⠀⠀⠀⠀⠀⠀𝙋𝙇𝙐𝙎 𝙐𝙇𝙏𝙍𝘼! -'ღ'- ⠀⠀⠀⠀⠀⠀

Comentar algo

Publique!
Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro a dizer alguma coisa!
~