urutake Urutake Hime

Kakashi trabalha em um parque de diversões e, mesmo cercado de tanta alegria e animação, se sente como um expectador da felicidade alheia, sem participar dela. O único que parece realmente notar sua presença e melancolia é o mascote do parque, que com pequenas atitudes, vai chamando cada vez mais a atenção de Kakashi e atraindo o seu interesse para a pessoa por dentro daquela fantasia. [KakaGai]


Fanfiction Anime/Mangá Todo o público.

#romance #gay #yaoi #comedia #bl #naruto #kakagai #parque-de-diversões #kiss #yamato #beijo #hatake-kakashi #maito-gai #sorvete #amusement-park #ice-cream #mascot #mascote #ursinho
1
992 VISUALIZAÇÕES
Completa
tempo de leitura
AA Compartilhar

Quem é você?

Poucos lugares são tão empolgantes e mágicos quanto um parque de diversões. Para onde quer que olhem, as chances de encontrar algo que prenda a atenção é enorme, desde as grandiosas atrações que divertem e arrepiam os visitantes, até lojas e guloseimas que atiçam o desejo de consumo. Os sons das risadas constantes preenchem o ambiente, tornando-o convidativo para as diversas famílias, casais e crianças que transitam todos os dias pelo parque. Muitos devem pensar que este é um local excelente para trabalhar, sendo tão amistoso e colorido, mas se esquecem de que pode ser tão desafiador e cansativo quanto em qualquer outro lugar.


Um belo exemplo era Hatake Kakashi, um sorveteiro que trabalhava em um modesto trailer que ficava estacionado próximo à Roda Gigante. Por fora o trailer era pintado de azul com linhas prateadas e por dentro era bem equipado e confortável para o trabalho, sendo que através da larga janela onde as pessoas poderiam fazer os pedidos, era possível acompanhar o sorvete sendo moldado ao gosto do cliente. Sendo um lugar tão grande, tendo tantas opções deliciosas ao redor e não sendo o único que vendia sorvetes em todo o parque, ele precisou de um plano para se destacar dos concorrentes e que, felizmente, vinha dando certo.


Além de servir os sabores tradicionais e complementos como caldas e confeitos, Kakashi sabia criar novas receitas marcantes, variando nas novidades de duas em duas semanas. Fazer combos com acompanhamentos diversos, como bolos e frutas, também ajudava a ter um diferencial, mas ironicamente o ponto forte do seu marketing era sua aparência e a cordialidade na hora de servir os clientes. Kakashi era conhecido como o “mascarado” do parque, sempre cobrindo parcialmente seu rosto e criando um ar de mistério em torno de si, apesar de sua inegável simpatia com todos que iam até o trailer.


Se lhe perguntassem o motivo para usar a máscara, certamente daria uma desculpa fantasiosa para aumentar todo o mistério, mas a verdade é que no inicio de seu trabalho no parque acabou se metendo em alguns problemas. Sendo um homem atraente, acabava chamando muito a atenção e algumas pessoas se aproximavam com outras intenções, até mesmo as comprometidas. Querendo manter o emprego e a sua integridade física, Kakashi optou pelo conforto do anonimato e usou isto ao seu favor nos negócios, sendo um impulso de sucesso. No entanto, além dele, havia outra pessoa que vivia no anonimato dentro do parque e ainda mais bem sucedido.


— Mamãe!! Olha, é o Mr. Teddy Bear!!


O olhar da criança, que até um minuto atrás estava totalmente focada nas bolas de sorvete que Kakashi empilhava com maestria sobre um cone crocante, foram de encontro ao mascote do parque que estava carregando uma placa para anunciar um show de mágica que teria no palco principal dali a meia hora. O urso tinha quase dois metros de altura com a pelagem âmbar, rechonchudo e uma pequena cartola preta decorada com um laço laranja cobria uma de suas orelhas, enquanto uma gravata branca sobre a camisa xadrez justa vestia parte do corpo redondo e fofo. A expressão amigável em seu rosto e sua animação na hora de interagir com o público sempre chamava a atenção, principalmente dos pequenos.


— Teeeeeeddy!! — o menino chamou enquanto acenava e o mascote retribuiu a saudação, apontando para a placa que carregava em seguida — Oh! Vai ter um show de mágica! Podemos ir, mamãe?


— Claro querido... Espere um pouco e já vamos para o palco, ok? — assim que acalmou a criança, se voltou para Kakashi e pegou as duas casquinhas, entregando um dos sorvetes para o filho e com a mão livre pode pagar — “Milky Lemonade” é o meu sabor favorito, quando vai trazer para o cardápio novamente? — mostrou ser uma cliente regular, citando um dos sabores originais que o Hatake trazia de tempos em tempos.


— Vai demorar um pouco, mas garanto que terei novos bolos para acompanhar este sabor. — como cortesia à fidelidade dela, deu dois canudos crocantes para acompanhar as casquinhas, satisfeito pelo olhar maravilhado do menino — Está gostoso?


— Sim!! É o melhor sorvete do mundo! — a criança também demonstrava sua preferência, não demorando a ficar com os lábios sujos de chocolate — Minha escola vai fazer uma excursão para o parque no mês que vem... Posso trazer meus amigos aqui?


— É claro! Colocarei o dobro de calda para vocês quando vierem aqui.


A promessa fez o menino ficar mais animado, dando alguns pulinhos e o sorvete quase caiu, mas a mãe estava bem atenta para impedir a tragédia. Kakashi gostava de agradar e manter seus clientes com pequenos mimos, não via como um prejuízo se pudesse cativar ainda mais pessoas. Se despediram do sorveteiro e do mascote, que permanecia por ali divulgando o show e ambos acenaram durante a partida até que sumissem pela multidão que transitava pelo parque. O curioso é que quando Hatake voltou sua atenção para frente, o grande urso continuava na direção de seu trailer, acenando para ele dessa vez. Acabou acenando de volta, um pouco hesitante e finalmente o mascote se movimentou para continuar sua divulgação.


Enquanto aguardava por mais clientes, Kakashi começou a lembrar de alguns momentos em que o mascote agia de maneira curiosa perto de seu trailer. Quando havia alguma distribuição de balões e lembrancinhas do parque, o Mr. Teddy Bear acabava lhe dando um pouco mais, o que garantia a satisfação de seus consumidores até o final do expediente. Quando o movimento estava mais fraco, podia jurar que o urso fazia questão de chamar a atenção das pessoas para mais perto de seu trailer, assim acabavam comprando seus sorvetes. Mesmo que nunca tivesse pedido pela intervenção do mascote, de alguma forma ele estava por perto para lhe dar uma mão se precisasse.


Este lado prestativo do grande urso fazia com que Kakashi ficasse curioso sobre a pessoa por dentro daquela fantasia, pois não fazia ideia de quem era e nunca tinha ouvido sua voz, já que o mascote se comunicava apenas com gestos e ações com todos no parque, principalmente agindo de maneira fofa diante dos pequenos. Inicialmente pensou que poderia ser uma garota, mas depois de ver o Mr. Teddy Bear levantar pelo menos quatro crianças em seus braços, carregar mais duas sobre os ombros e os balançar tranquilamente como se não fossem pesados, tinha certeza de que se tratava de um homem muito bem disposto.


Até o fim do dia, conseguiu atender mais uma boa quantidade de pessoas e, antes de fechar completamente o trailer, fez questão de contar os lucros do dia. Colocou uma parte do valor em sua carteira e o restante guardou em um pequeno cofre eletrônico que ficava no canto inferior do veiculo. Precisava tirar algum dinheiro para si, mas o restante ficava para as despesas de aluguel do espaço no parque e todos os componentes de seu negócio, como a fabricação dos sorvetes, bolos e a compra dos demais acompanhamentos, como as caldas e confeitos. Kakashi era muito organizado com o que se relacionava ao seu trabalho!


Depois de deixar o trailer totalmente trancado, começou a caminhar lentamente pelo parque e acompanhou as pessoas com o olhar, observando toda a alegria estampada em seus rostos. Mesmo acostumado a ser um homem solitário, uma pontinha de inveja surgia em seu interior, já que Kakashi se colocava na imagem de eterno espectador da felicidade alheia, nunca participando dela. Estava quase chegando ao estacionamento quando viu o mascote mais uma vez entre a multidão e, para sua surpresa, foi notado por ele. Mr. Teddy Bear acenou alegremente em sua direção e acabou retribuindo o gesto, tendo a ligeira sensação de que aquele urso era um dos poucos que realmente notava a sua presença.


≼ ✤ ≽


Faltava vinte minutos para o parque abrir para o público quando Kakashi estacionou seu carro em uma das vagas designadas para os funcionários, bocejando pela falta de um sono regular, embora se sentisse descansado. Estava procurando uma máscara nova para usar ao longo do dia em sua mochila quando algo chamou sua atenção através do vidro do carro: uma nuvem de poeira estava se aproximando rapidamente de uma das entradas do parque e quando estreitou o olhar, Kakashi pode visualizar a figura de um homem correndo a toda velocidade e passando pela entrada como um foguete. Ao cruzar a portaria, foi difícil frear seu corpo e indo quase de encontro ao chão, mas de alguma maneira conseguiu parar a tempo.


— Yeah!! Quebrei o meu recorde!! — Maito Gai gritou aos quatro ventos ao checar o cronômetro preso em sua cintura, ensopado de suor ao ponto de sua roupa estar grudada no corpo — Oh, bom dia Kakashi!


— Ah, bom dia Gai... — o sorveteiro tinha saído do carro quando pensou que o outro iria se esborrachar no chão, trancando o veículo — Você tem tanta energia logo cedo, como consegue?


— Ora, para que perder tempo dormindo se posso apreciar o amanhecer enquanto pratico um exercício até o trabalho? Correr é estimulante, você deveria tentar Kakashi! — abriu um sorriso cintilante, fazendo um sinal positivo com uma das mãos — Não seremos jovens para sempre, quero aproveitar ao máximo para queimar o fogo da juventude!


Kakashi soltou uma risadinha, assentindo positivamente apesar de não ser um homem tão energético quanto o outro. Chegava a admirar tanta disposição, sendo que Gai também era chamativo por conta de seu cabelo tigelinha, as sobrancelhas grossas, o vozeirão potente e os músculos delineados, mostrando a sua paixão pelos exercícios e uma rotina saudável. Se conheceram em um dos encontros de funcionários e acabaram tendo uma boa interação, com momentos divertidos pela bebedeira e pequenas competições propostas por Maito, fazendo uma rivalidade saudável surgir entre eles.


— Está criando um novo sabor? — Gai se inclinou para ver a caixa que o outro retirava do porta-malas.


— Estou tentando uma receita com Matcha, mas ainda não achei a melhor combinação... Trouxe algumas opções para construir o sabor. — enquanto explicava, exibiu os ingredientes que estavam dentro da caixa — Decidi abrir um pouco mais tarde depois de testar algumas ideias.


— Me parece ótimo! Frutas seria uma boa combinação, deixaria mais saudável... — começava a dar sugestões mesmo que não soubesse nada sobre o processo de fabricação dos sorvetes — Mas as crianças gostam muito de chocolate... — ao ver uma barra de chocolate branco dentro da caixa, Gai segurou o queixo com uma das mãos enquanto pensava — Ah, é tão complexo juntar algo doce com a força do matcha. Kakashi, isso precisa ser perfeito e se tem alguém que consegue fazer, definitivamente é você.


— Obrigado, darei o meu melhor... Você deveria passar pelo trailer depois, para experimentar e me dar sua opinião. A propósito, no que você...


— Ah!! — Gai o cortou repentinamente, apontando para uma torre que ficava no centro do parque com um relógio enorme — Preciso ir agora, tenho que tomar um banho no vestiário antes de ir trabalhar. Boa sorte com o novo sorvete, Kakashi!


Assim que ofereceu mais um largo sorriso e a clássica pose “Nice Guy” de forma entusiasmada, Maito saiu em disparada e deixou o outro sem uma chance de se pronunciar. Apesar de já estar acostumado àquela personalidade explosiva e energética, Kakashi achava bem curioso como o outro dava um jeito de escapar quando tentava saber em que área do parque ele trabalhava. Porém, eles nunca tiveram um tempo suficientemente longo a sós para conversar sobre isso e Gai nunca mencionou por conta própria, fazendo o Hatake pensar que não se sentia a vontade com o assunto.


Ao seguir para o trailer, Kakashi realmente demorou ao se perder em meio às tentativas e erros para criar o novo sabor, estava ansioso para lançar algo com o marcante chá japonês. Por abrir um pouco mais tarde que o normal, sabia que teria que correr atrás do prejuízo, então fez questão de colocar algumas promoções na placa de destaque que ficava pendurada ao lado da sua janela de atendimento. Kakashi também aproveitava para pedir a opinião de alguns clientes sobre sua nova receita, permitindo que experimentassem o que já havia obtido com seus testes para ter um retorno que o fizesse elevar o sorvete.


À tarde, Kakashi já havia escrito algumas opiniões sobre a nova receita e estava elaborando uma nova sessão de testes quando notou que o Mr. Teddy Bear estava por perto e rodeado de crianças, pois estava distribuindo balões exclusivos do parque. Os balões tinham o formato do rosto do mascote e suas colorações variavam, assim os pequenos poderiam escolher baseados em suas cores favoritas. O grande urso era cuidadoso o bastante para prender o balão em torno dos pulsos das crianças, assim não correriam o risco de perdê-lo em um momento de distração.


O sorveteiro observava a cena, admirando a dedicação e carinho que o mascote dispensava para os pequenos antes de voltar às suas anotações. No entanto, pouco tempo depois, Kakashi acabou sendo surpreendido ao perceber a presença do Mr. Teddy Bear diante de seu trailer com um único balão em suas mãos. Encarou o grande urso que, silenciosamente, estendeu o balão de cor verde em sua direção e, mesmo com uma leve hesitação, o segurou em seguida.


— Ah... Obrigado, Teddy. — agradeceu ao mascote, já que não sabia o nome da pessoa que estava por dentro da fantasia e prendeu o balão na ponta da janela de atendimento — Você é muito gentil, às vezes parece que você me dá um tratamento especial. — seu comentário fez com que o urso se movesse de forma engraçada, apoiando as mãos sobre as enormes bochechas peludas enquanto se contorcia. Kakashi não resistiu em rir da cena — Ficou tímido? Pois parece que você é bem descontraído com as crianças. — o mascote se moveu mais energeticamente em resposta, levantando um dos punhos no ar para mostrar entusiasmo — Eu sei, gosta de brincar com elas e andar todos os dias pelo parque... Não fica cansado? — Mr. Teddy Bear balançou a cabeça várias vezes em negação — Quanta disposição!


O mascote parecia realmente bem disposto, movendo-se exageradamente vez ou outra para arrancar mais risadas de Kakashi e conseguindo com maestria. Só parou quando uma cliente chegou com duas crianças e, enquanto a mulher fazia os pedidos, os pequenos se agarraram aos braços de Mr. Teddy Bear, implorando para serem erguidos e balançados por ele. Enquanto montava os sorvetes em uma casquinha larga que se assemelhava a um barco com pedaços de fruta, dois tipos de calda e confeitos, Kakashi teve seus ouvidos preenchidos pelas risadas infantis que brincavam com o urso, as entretendo pacientemente até que o pedido estivesse pronto.


— Às vezes eu invejo a sua intensa participação na vida dos outros. — o sorveteiro soltou repentinamente com um suspiro, acenando para a mãe e as crianças que começavam a saborear o delicioso combo — Interagir com as pessoas dessa forma é tão complicado e você faz isso diariamente... É incrível. — encarou o mascote que, mesmo mantendo o completo silêncio, parecia muito atento as suas palavras. Kakashi decidiu pegar um pequeno recipiente debaixo do balcão e estendeu para o outro — Aqui, estou tentando criar um novo sorvete com Matcha... Até agora, esta é a combinação que os meus clientes mais gostaram. Experimente e me dê sua opinião.


Mr. Teddy Bear estendeu a mão lentamente para pegar o pequeno pote e estava hesitante em comer o conteúdo, o que deixava o Hatake pensativo se ele estava com receio de comer ou era o medo de se revelar. O momento de tensão acabou sendo interrompido com a chegada de mais clientes e Kakashi se viu obrigado a dar total atenção ao trabalho, sem notar que o mascote se afastou do trailer para continuar com sua interminável caminhada pelo parque, assim os dois não se viram novamente ao longo do dia.


Quando estava começando a anoitecer, Kakashi já havia ficado um bom tempo além do seu horário de costume para compensar o período em que ficou fechado e separou mais um dinheiro para comprar mais ingredientes para sua nova receita, guardando o resto e trancando bem o trailer como de costume. Enquanto caminhava para o estacionamento, o sorveteiro se perguntava se o grande urso havia experimentado o sorvete, pois no fim havia perdido não apenas a chance de ver seu verdadeiro rosto, mas também uma valiosa opinião.


— Boa noite Kakashi! — a voz potente de Gai cortou seus pensamentos tão repentinamente que foi impossível para o outro não notar sua surpresa — Está com a cabeça no mundo da lua? Ou é o cansaço do dia de trabalho?


— Boa noite Gai... — notou que o sobrancelhudo estava próximo de seu carro, com um dos pés apoiados em uma pequena mureta e amarrava os cadarços do tênis com força para garantir que não se soltariam em sua corrida de volta para casa — Tive que ficar por mais tempo hoje, deve ser o cansaço... Aliás, é raro nos encontrarmos na hora da saída. Este é o seu horário?


— Sim, o meu turno se encerra assim que anoitece. — explicou, embora tenha ficado um pouco tenso em seguida — Bem, se quer uma sugestão: tome um bom banho para relaxar esses músculos e prepare uma vitamina caprichada quando chegar! Sempre faço isso e me sinto bem melhor...


— Você sabe mesmo como viver uma vida saudável. — Kakashi abriu um sorriso ao retirar a máscara — Obrigado, vou ver o que posso fazer.


— Que isso, pode contar comigo! — assim que ergueu uma das mãos com o clássico sinal positivo, se abaixou um pouco para pegar impulso — Bom descanso e até amanhã!


O sorveteiro mal teve tempo de responder e Gai já havia acelerado, disparando ao atravessar o portão e levantando poeira, sendo que o Hatake ainda pôde ouvir sua risada por alguns segundos. Era uma surpresa ver tanta energia depois de um dia aparentemente cansativo, mas Kakashi preferiu seguir logo para o carro para poder desfrutar do conforto do lar o mais rápido possível. Antes de entrar, notou um pequeno papel dobrado preso no limpa-vidro do veículo e o retirou dali, abrindo por curiosidade e descobriu ser um bilhete que dizia: “O sorvete estava delicioso, obrigado por me deixar experimentar sua nova receita. Se puder dosar corretamente o chocolate branco, ficará menos enjoativo. Boa sorte!”.


No fim do papel, havia o rosto de um ursinho desenhado que delatava o autor do bilhete e, sem perceber, acabou abrindo um sorriso largo e uma sensação aconchegante percorreu seu corpo. Saber que Mr. Teddy Bear havia se preocupado em deixar sua opinião de alguma forma deixava Kakashi tão feliz e animado para acertar no sabor do novo sorvete... Mais do que isso, se sentia muito interessado a respeito da pessoa por baixo daquela fantasia, como um intenso desejo de conhecê-lo melhor e passar um tempo com ele. Já fazia muito tempo que não se sentia assim por alguém... Seria capaz de desvendar sua identidade?

3 de Agosto de 2020 às 21:20 4 Denunciar Insira Seguir história
2
Leia o próximo capítulo O Mascote Herói

Comentar algo

Publique!
Verônica Ashcar Verônica Ashcar
Olá, Mari, amor da minha vida, chegai!!! Gostaria primeiro de agradecer o presente!!! 😍😍😍😍😍🤗🤗🤗🤗🤗🤗 Estamos aqui finalmente!!! AAAAAAAAAAAAAA meu Gai, meu homem mais lindo! Teddy deixando o mascarado curioso, HAHAHA, gosto assim. Amei o carinho, molier, a delicadeza, como vc deixou tudo tão incrivelmente detalhado e gostosinho de ler, me senti amada e deliciada, querendo logo o final dessa maravilha. Muito obrigada mesmo!!! Até o próximo!!! Beijinhos!!!
August 05, 2020, 06:20

  • Urutake Hime Urutake Hime
    Oi minha querida ♥ De nada, eu já disse e repito: você merece cada linha que escrevi aqui. Realmente usei e abusei da fofura, além de deixar o Kakashi muito curioso! Fico muito feliz que você tenha gostado deste primeiro capítulo e em breve estarei postando o segundo e último capítulo, espero que continue aproveitando este presente para você. Grande beijo ♥ August 05, 2020, 19:37
Inial Lekim Inial Lekim
Meu deus eu achei isso muito adorável ❤️ É tão raro encontrar fanfics kakagai nós últimos tempos, ainda mais Br e a sua aparenta ter uma boa história por vir. Mal posso esperar pelo próximo capítulo!
August 03, 2020, 23:50

  • Urutake Hime Urutake Hime
    Olá! Fico feliz de saber que gostou :3 Imagino a raridade para encontrar fics do casal, estou me aventurando neles atualmente por conta de uma amiga, afinal esta fic é um presente pra ela. O novo e último capítulo será postado ainda hoje, então não precisará esperar muito! Obrigada por ler e comentar ♥ August 05, 2020, 19:33
~

Você está gostando da leitura?

Ei! Ainda faltam 1 capítulos restantes nesta história.
Para continuar lendo, por favor, faça login ou cadastre-se. É grátis!