meigenibomb Iza Silva

Huang Zitao namora virtualmente com Byun Baekhyun a quatro anos. Namorava, já que o Byun resolveu terminar o namoro sem uma explicação do porquê. Zitao de primeira não se importava, mas com um pouco mais de tempo fica mal e entra em uma "bad pós-término" e se limita a comer e assistir tudo que a Netflix oferecia, porque nem dormir ele consegue mais. Após alguns dias, a conta de Zitao é suspensa, o que o obriga a entrar em contato com a Central de Ajuda da Netflix.


Fanfiction Bandas/Cantores Para maiores de 18 apenas.

#xukun #netflix #relacionamento-virtual #nine-percent #taobaek #kristao #taoris #kris #tao
0
427 VISUALIZAÇÕES
Em progresso - Novo capítulo A cada 30 dias
tempo de leitura
AA Compartilhar

Bad pós-termino


— A partir de hoje, vocês são os novos funcionários da Netflix, sejam bem-vindos – disse a mulher que os acompanhou desde o primeiro momento da seleção.

De frente para todos os treze recém contratados, todos uniformizados com a típica blusa vermelha estampada com a logo da NETFLIX, ela dava as boas-vindas aos novatos.

— Para quem não lembra, sou Song Qian. Vou levá-los até seus respectivos setores.

Guiou-os pelas imensas salas deixando cada uma das treze pessoas para o seu setor de trabalho.

Entre eles, Wu Yifan. O jovem foi um dos seis contratados para trabalhar na Central de Ajuda. Por ter conhecimento em mais de três idiomas incluindo o inglês, não teve problemas durante a seleção.

O jovem Wu sonhava desde criança em ser rapper, porém seus parentes sempre o provocavam com aqueles desanimadores “aconselhamentos”.

Como por exemplo, “Sonhar não enche barriga” ou “Você precisa de uma profissão de verdade, não de um hobby”. Eram os mais frequentes.

Claro que Yifan não deixou se abater pelos comentários de seus parentes, mas procurou um emprego que não fosse chato e não seria criticado. E encontrou, a Netflix.

Passaram pela sala dos funcionários de marketing, pelo setor de finanças e finalmente a Central de Ajuda.

— E vocês são aqui, os veteranos irão ajudá-los com o servidor. Bom trabalho a todos – virou-se e saiu pela mesma direção em que entrou.

Yifan e os outros cinco funcionários procuraram pelos seus nomes nos cubículos. Após encontrarem sentaram-se e esperaram os seus veteranos os ajudarem.

Um homem mais baixo que Yifan, que estava no cubículo ao lado, arrastou a cadeira e sentou-se ao seu lado.

— E aí... – o rapaz olhou para o crachá do maior – Wu Yifan. Que nome poderoso, eu sou Zhang Yixing e vou te ajudar com o servidor – Estendeu a mão para o cumprimentar.

— Prazer, – apertou a mão do jovem – você pode me chamar só de Kris se quiser.

Yixing sorriu e concordou com o outro. Explicou todo o procedimento para o outro. Ajudou-lhe a criar um acesso no servidor e escolheu como nome “Kris”.

— Nós não temos muito o que fazer aqui, só esperar algum cliente iniciar um chat de ajuda e pronto.

— Certo – respondeu pensativo – E o que vocês fazem para passar o tempo enquanto eles não chamam?

— Aí depende. Aquele garoto ali – apontou para um garoto de cabelos castanhos – Cai Xukun, ele passa o tempo assistindo os jogos da NBA. Mas em período de prova na faculdade, ele se mata de estudar.

— Legal – falou ainda olhando para Xukun, reparando que ele estava mesmo assistindo uma partida de basquete.

— O que você faz Kris? – perguntou roubando a atenção do novato – Quer dizer, além de trabalhar aqui. Estuda, se exercita ou tem algum hobby?

Yifan ficou com receoso em falar que queria ser rapper e não tinha isso apenas como um hobby. Resolveu que contaria seu sonho, mesmo que ele risse ou o achasse incapaz, não se importaria.

Depois da verdade dita, esperou o deboche que não veio. Ficou surpreso ao descobrir que o Zhang queria ser cantor e dançarino.

Ficou feliz, por saber que eram um pouco parecidos.

— Acho que nós vamos nos dar bem – Yixing disse sorrindo e voltou para o seu lugar.



•••



BYUN BAEKHYUN, 17:12

Não tá mais dando certo, Tao...

Acho melhor nós terminarmos.


Chegar em casa depois de um dia estressante de trabalho e se deparar com uma mensagem de seu namorado – ou namorada – dizendo que vocês terminaram, não é muito revigorante.

Para Huang Zitao também não era, mas não chegava a ser motivo de preocupação. Os dois namoravam a mais de quatro anos e já haviam terminado algumas dezenas de vezes.

Zitao e Baekhyun se conheceram em um chat group sobre games e começaram a conversar por mensagem direta. Poucos meses depois já estavam engatando em um “relacionamento virtual”.

Com o tempo eles foram crescendo e os gostos mudando. Baekhyun antes com 17 anos e agora com 21, havia parado de jogar e criou o hábito de ler. Estava prestes a se formar em História.

Zitao, com seus 20 anos, também parou de jogar, talvez até antes de Baekhyun. Havia ingressado na faculdade cursando Direito a pouco mais de dois anos e agora tinha uma paixão: séries.

Os dois sempre brigavam e sempre terminava com um deles acabando o relacionamento. Nada que durasse muito tempo, já que reataram depois de dois ou três dias, com a desculpa de que estavam com a cabeça quente e não pensaram direito ao terminarem.

Sendo assim, era uma questão de pouco tempo para Baekhyun se desculpar. Pelo menos era o que Zitao pensava.


5 dias depois, domingo.


Depois do terceiro dia, Zitao já não estava mais tão convencido de que ele iria se desculpar. A preocupação já estava o enlouquecendo. Não estava conseguindo se concentrar nem nos estudos e nem nos trabalhos.

— Ele não falou mais comigo, Hannie – falou de maneira melancólica, que causou pena até em Luhan.

Os dois estavam deitados na cama do Huang, enquanto tentavam estudar. Pelo menos Luhan tentava já que o outro chinês não saia do celular.

— Vocês vivem com essa frescuragem de terminar e voltar, se fosse você já teria me conformado – disse, já sabendo o que aconteceria a seguir.

— Mas ele nunca demorou tanto assim.

Zitao fez um bico e abriu o chat de seu ex-namorado. Tentava mostrá-lo para Luhan, enquanto atualizava o aplicativo na esperança de, a qualquer momento, receber uma mensagem do Byun.

Luhan olhou para o celular que Zitao insistia em mostrar-lhe. Reparou que antes de Baekhyun terminar, eles não tiveram nenhuma discussão.

Ou seja, dessa vez era diferente das outras.

— Então fala com ele – fechou os livros e os guardou em seguida.

— Mas foi ele que terminou.

— E é você que quer tanto voltar – fechou a mochila e colocou-a nas costas – Na minha opinião, ele deve ter conhecido outra pessoa e terminou mais uma vez. Só que dessa vez para sempre – Zitao olhou feio para o chinês mais velho.

Luhan caminhou até a porta enquanto o outro ainda estava pensando no que ele disse. Abriu a porta e se despediu do amigo.

— Onde você vai, nós não vamos mais estudar? – Cruzou os braços.

— Iríamos, mas você nessa situação nem estuda e nem me deixa estudar. Boa sorte com o Baekhyun, Tao – Fechou a porta.

Zitao olhou da porta para o celular em sua mão. Ele precisava se concentrar nos seus estudos.

Cada dia que passava se aproximava mais do fim do semestre. Iria fazer as provas finais e, se tudo ocorresse bem, ficaria de férias até o início de agosto.

Mas como ele iria estudar para as provas se não tirava Baekhyun da sua cabeça. Os dois precisavam conversar com urgência.

E foi pensando nas férias que o Huang resolveu passar por cima de seu orgulho e mandar uma mensagem para o coreano.


HUANG ZITAO, 14:47

baek, você estava falando sério sobre a gente terminar???


Esperou a resposta por alguns segundos até lembrar-se que, a essa hora, o Byun estava no estágio.

Deixou o celular no sofá e foi para o banheiro. Aproveitou o tempo livre para tomar um banho e enquanto sentia a água escorrer pelo seu corpo, torcia para que o Byun só estivesse sem tempo para falar consigo e reatar o namoro.

Saiu do banheiro e foi para o quarto se vestir. Escolheu uma calça de moletom cinza e uma blusa preta listrada com mangas longas.

Voltou para a sala enxugando os cabelos e ligou a televisão mudando para algum filme que passava durante a tarde. Assistiu até lembrar que Baekhyun podia já ter o respondido.

Desbloqueou o celular que já estava no chat do coreano.


BYUN BAEKHYUN, 15:21

Claro que estava. Vai ser melhor assim Taozi.

Mas se você quiser podemos continuar amigos.


Os olhos de Zitao se encheram de ódio. Ódio esse que ele nunca havia sentido por ninguém.

Estava com vontade de socar o rostinho bonito do Byun até ele ficar irreconhecível, mas infelizmente – ou felizmente para Baekhyun – a distância não o permitiria realizar essa vontade.

Respirou fundo, releu as mensagens para ter certeza de que não era sua mente lhe pregando uma peça e constatou que era aquilo mesmo. Eles haviam terminado.

No ápice da sua fúria digitou uma mensagem a altura para o coreano.


HUANG ZITAO, 15:33

enfie no seu rabo, baekhyun

quero é distancia de você


Você bloqueou Byun Baekhyun


Talvez você pense que essa atitude foi muito infantil, e que ele deveria ter continuado amigo do pobre Baekhyun, mas veja bem, Zitao o amava muito e o término sem uma justificativa mais aceitável, por exemplo “Não gosto mais de você” ou “Encontrei outra pessoa”, o magoou profundamente.

— Que filho da puta – falou deixando escapar todo o seu ódio.

Logo aquele ódio se transformou em tristeza, e seus olhos se encheram de lágrimas. Jogou o celular na mesa de centro e bastou se reclinar sobre o sofá para começar a chorar e xingar o ex de todos os nomes ofensivos existentes.

Logo se passaram horas e ele ainda estava muito triste e choroso quando Luhan chegou em sua casa para perguntar se eles já haviam se resolvido.

Zitao estava encolhido no sofá abraçando as próprias pernas e soluçava de tanto chorar. Os olhos, estavam com olheiras mais profundas que o de costume e o nariz avermelhado.

Luhan se sentou ao lado do mais novo, perguntando o que havia acontecido e, após receber a resposta, ficou triste pelo amigo. Não imaginou que ele ficaria tão melancólico assim.

— Calma Tao, vai dar tudo certo – disse o abraçando.

No fundo Luhan sabia que Zitao não ficaria bem com tanta facilidade, mas torcia para que o amigo se distraísse dos problemas enquanto ele estava ali.

— Vamos assistir um filme... – disse ligando a televisão – O que você quer assistir.

— Hoje é domingo, não passa nada interessante – Zitao fungou pegando o controle da mão de Luhan – Vou colocar na Netflix.

Os dois ficaram o restante do dia assistindo alguns filmes de comédia para fazer Tao dar algumas risadas e até alguns de terror para ver se risos e sustos faziam o garoto esquecer um pouco de Baekhyun.

No começo foi bem difícil, mas depois de alguns minutos os filmes conseguiam arrancar alguns risos e gritos de Zitao, que apesar de ter ficado menos choroso, não mudava o fato de que estava completamente abalado. Afinal, foram quatro anos de namoro e não quatro dias. Não se esquece um grande amor da adolescência tão facilmente.

Luhan foi embora depois das onze, deixando Tao sozinho com uma Netflix cheia de romances “água com açúcar” e um psicológico abalado e frágil.

Não iria dar boa coisa.


5 dias depois, sexta.


Como esperado, não deu boa coisa.

Zitao ficou sentado no sofá, assistindo e comendo besteira, durante 5 dias, limitando-se a levantar apenas para ir ao banheiro e receber a comida do delivery.

Na segunda-feira, Luhan até achou normal faltar. Ele precisava de um tempo para se acostumar sem Byun Baekhyun na sua vida – não que fizesse muita diferença, na opinião de Luhan.

Na terça, começou a se preocupar com o amigo. Zitao não costumava faltar mais de um dia na mesma semana. Algo não estava certo.

Quarta-feira o mais velho já enchia o celular do Huang com mensagens de texto e ligações que sempre caiam na caixa postal.

Quinta-feira, Zitao finalmente atendeu ao telefone e respondeu a Luhan apenas um “Não estou disposto a enfrentar uma vida sem o Baek. Me deixa em paz!”.

Drama? Talvez sim, talvez não.

Na sexta, passou na casa do garoto depois das aulas, para avisar que iria começar a semana de provas. Zitao, não quis atender a porta o que o obrigou a ir buscar a chave reserva de Zitao, que ficava na casa dos seus pais.

Quando Luhan finalmente conseguiu ter acesso ao seu apartamento, Zitao não deu importância para o que ele tinha a falar e o ignorou.

— Você não vai parar sua vida por causa dele, Tao. Levante sua bunda desse sofá, tome um banho decente e é bom que você apareça na faculdade para fazer as provas, ou eu arranco suas orelhas.

Zitao, instintivamente protegeu as orelhas com as mãos e encarou Luhan, que estava com uma carranca irritada.

— Estamos conversados, Huang – terminou de falar e saiu batendo a porta, assustando Zitao e provavelmente, seus vizinhos.



•••



Naquela sexta-feira a noite, Yifan, Yixing e Xukun saiam despreocupadamente do trabalho, enquanto conversavam sobre assuntos aleatórios do dia-a-dia.

— O que vocês vão fazer esse final de semana? – Kris perguntou.

— Eu não tenho nada planejado – respondeu Yixing – Mas provavelmente vou dormir.

— Acho que eu vou estudar. O semestre já está quase acabando e vocês sabem, fim de semestre significa que a semana de provas vai começar – respondeu Kun, enfiando as mãos nos bolsos – E você, Kris?

Kris estava a digitar no celular e quase não percebeu o que o Cai lhe perguntou.

— Ah... – guardou o celular – Vou tentar encaixar uma melodia na minha música.

— Mentira que você terminou!? – Yixing indagou com um sorriso e Kris assentiu.

— Qual o nome dela? – Kun perguntou, assim que chegaram em frente a parada de ônibus.

Normalmente haviam muitas pessoas por ali naquele horário, mas nesse dia estava tudo muito calmo.

Bad Girl.

Yixing e Xukun balançaram a cabeça em concordância, ponderando sobre o nome da tal música.

— Fala sobre garotas? Não sabia que você gostava de garotas – comentou o mais novo dos três.

— Eu nunca tive problema com elas.

— Então você é hetero? – Yixing perguntou sendo bem direto sobre o que queria saber.

— Acho que ele é bi, Xing. Ele tem cara de bi.

— Por que isso virou um assunto a ser discutido? – o maior os interrompeu.

O rosto de Kris assumiu uma coloração avermelhada, fazendo com que os outros dois homens percebessem o desconforto do mais velho.

Os dois resolveram mudar de assunto para não o envergonhar mais ainda.

— Você está com a música aí. Podia nos mostrar, né?

Kris retirou novamente o celular do bolso e o entregou para os dois mais novos.

O celular já estava na aba do bloco de notas onde a música estava escrita, pois Yifan havia acabado de concluí-la.

Os dois não demoraram nem cinco minutos lendo a letra. Yixing balançava a cabeça, como se já pudesse escutar a melodia só de ler. Xukun fazia caras e bocas como se estivesse lendo uma história muito engraçada.

— Você é muito corno, Yifan – Kun comentou devolvendo-lhe o celular – Não comece sua carreira com essa música ou vai ficar conhecido como “Gado”.

Yixing bateu na barriga do mais novo com as costas das mãos como, repreensão pelo que o mais novo dos três havia dito.

— Mas eu gostei, tá. Vai fazer sucesso entre as menininhas – Kris sorriu.

— Já tem uma melodia? Se você quiser eu posso ajuda com ela...

Yifan e Yixing ficaram o final de semana trabalhando na música e mesmo assim, Kris sentia que ela ainda não estava cem por cento pronto. Sabia que precisava melhorar mais alguma coisa. Na segunda-feira eles voltaram para o trabalho e ouviram mais piadinhas do maknae do grupo.



•••



A segunda-feira chega para todos. Inclusive para Zitao, que perante a ameaça de Luhan, levantou-se no horário – mesmo estando triste e cansado – com o pensamento de ir para a faculdade.

Sentou-se na borda da cama e pegou o celular para checar seu Instagram.

Havia algumas publicações com fotos de comidas, pets, roupas, séries e alguns de seus colegas aproveitando o final de semana...

Mas uma chamou lhe atenção. Não se enquadrava nas postagens anteriores do seu feed.

Era uma publicação recente de Baekhyun. Com um garoto de cabelos vermelhos. Os dois estavam deitados e abraçados, com a seguinte legenda:


baekhyunee amo você, @__pcyeol


Instantaneamente o chinês pensou: Luhan estava certo, ele se apaixonou por outra pessoa e me trocou... Ou talvez ele já estivesse com ele antes mesmo de me largar.

A vontade e disposição que Zitao tinha de ir para a faculdade pulou de um penhasco e não sobrou nada para contar a história. Enfiou-se debaixo das cobertas e enterrou o rosto, inchado pelo choro frequente, no travesseiro e voltou a chorar pelo término e pela dúvida de ter sido ou não chifrado.


Segunda-feira, 07h25.


Enquanto Zitao chorava, seu amigo Luhan estava – mais uma vez – preocupado com o paradeiro do mais novo, já que deixou bem claro que era para o mais novo comparecer a todas as aulas da semana.

Já havia mandado inúmeras mensagens, mas elas não chegavam ao destino pois provavelmente Zitao não estava conectado. Procurou em sua agenda e quando o encontrou selecionou seu número com pressa.

Zitao atendeu ao quinto toque e assim Luhan respirou aliviado.

Zitao era muito emotivo. Sua tristeza, felicidade, raiva e carência eram muito extremas para qualquer ser humano aguentar. Luhan tinha que ter cuidado com o que diria nesse momento.

— Onde você está Tao? – perguntou assim que ou outro atendeu – A prova vai começar daqui a cinco minutos e a professora já está fazendo a chamada. Está tudo bem?

Luhan – disse fungando – Você estava certo!

— Certo sobre o que? – perguntou, não entendendo o que o outro chinês falava.

E-Ele – disse com a voz trêmula e embargada – me trocou mesmo. Está com um garoto de cabelo vermelho e gritando seu amor aos quatro ventos.

— Achei que você já tinha superado – disse ao ouvir o chororô do outro – Você tem que seguir sua vida, bola para a frente, conheça outros caras.

Mas eu não quero outros caras. EU QUERO BYUN BAEKHYUN – gritou a última frase.

— Não grite comigo Zitao. É melhor você aparecer por aqui e se você não aparecer, nem que seja para a próxima aula, eu vou ser obrigado a tomar uma providência em relação a isso.

E o que você vai fazer? – afrontou ao mais velho – Vai me levar arrastado?

— Não duvide de mim – disse e desligou.

Após desligar a chamada, a professora entrou na sala com centenas de folhas em seus braços e cumprimentou seus alunos. A mulher olhou para Luhan procurando uma resposta se Zitao iria e o garoto balançou a cabeça negativamente.

Suspirou triste, pois Zitao era o seu melhor aluno e para ela sempre era um prazer ter o garoto em suas aulas.


13h18


Depois de terminar a prova, Luhan foi para sua casa. Sentou-se desajeitado no sofá e jogou a mochila ao seu lado.

Colocou o braço sobre os olhos para que a claridade não afetasse sua visão. Estava triste com o abatimento de Zitao, mas não estava ao seu alcance fazer o chinês esquecer o maldito do Byun Baekhyun.

Quando conheceu Zitao eles já namoravam, mas Luhan não acreditava que aquele tipo de relacionamento daria certo.

Tirou o celular do bolso da mochila para ver se seu amigo havia feito a boa ação de lhe responder. Assim que se conectou a internet, recebeu o boleto de sua conta na Netflix – a qual Zitao estava usando.

Já iria efetuar o pagamento, mas antes de confirmá-lo lhe sobreveio uma ideia. Uma ideia que talvez não fosse agradar muito a seu amigo, mas era necessário.

Durante a tarde, Zitao não fez nada além de chorar e xingar seu ex. Já estava se tornando até uma rotina. Acordar, chorar, xingar e assistir.

O assistir vinha mais como uma consolação. Não funcionava como o esperado, mas quando estava focado nos filmes, realmente esquecia-se do Byun. O problema era, depois que os filmes acabavam.

Já estava sentado preguiçosamente no sofá, com uma garrafa de soju em uma das mãos e na outra o controle...

Mas não estava esperando que um probleminha fosse o impedir de assistir seus filmes.

Sua conta está temporariamente suspensa. Não responda a este email, pois a caixa deste endereço de email não é monitorado. Para obter ajuda ou entrar em contato, acesse o Centro de ajuda em help.netflix.com.

Esta mensagem foi enviada para [7uhanzitao68] pela Netflix Entertainment China.

Tao ficou besta com o que estava acontecendo. Se Luhan tivesse alguma coisa com aquilo, iria levar uns tapas... só que não.

Desligou a televisão e foi até o seu quarto, dirigindo-se até a escrivaninha onde ficavam seus livros e o notebook.

Esperou que o mesmo iniciasse e assim que terminou o processo demorado de iniciação, buscou pelo site da Netflix.

Sem demorar Tao levou o cursor do mouse até o link, sendo direcionado até a central de ajuda indo para a área “Fale Conosco”. Alguns segundos depois um chat foi iniciado com o pseudônimo: Kris.


Netflix (Kris)

Boa tarde, qual seu nome e em que posso ajudar?

Você

zitao... então, minha conta foi suspensa e eu não sei o que aconteceu

Netflix (Kris)

Bom, uma das causas que pode levar a suspensão é a falta de pagamento.

O senhor, efetuou o pagamento esse mês?

Você

na verdade eu divido a conta com meu amigo e o registro é no nome dele

então eu não sei se ele pagou

Netflix (Kris)

Entendo. Nesse caso, eu poderia verificar no sistema se o pagamento foi feito.

Se incomoda de esperar alguns minutos?

Você

eu espero, obrigado! <3

Netflix (Kris)

Não foi nada, já volto. ^^


E nesse momento instante, Zitao se pegou suspirando encantado pelo “carinha-da-central-de-ajuda-da-netflix” que lhe fornecia ajuda. Alguma coisa na simpatia desse tal de Kris o encantou em apenas um diálogo. Um diálogo não, uma troca de mensagens.

Já estava esquematizando um plano mirabolante para o conhecer. Já estava na hora de esquecer o embuste do seu ex-namorado seguir a vida, pensou. Como dizia Luhan: conheça outros caras.

Talvez, Zitao estivesse muito carente para saber que, ser simpático e prestativo fazia parte do trabalho desse cara.

Talvez ele fosse um chinês muito obcecado por se relacionar com pessoas pela web que provavelmente nunca as veria na vida. Mas só talvez.

Netflix (Kris)

Senhor?

Você

Pode me chamar de Zitao.

Netflix (Kris)

Certo. Então Zitao, realmente o pagamento está atrasado e esse registro é vinculado a uma conta bancária. Isso quer dizer que assim que o dinheiro for depositado, você poderá voltar a assistir normalmente.

Seu amigo, não deve ter checado o e-mail nos últimos dias. Seria bom que você pudesse avisá-lo para poder voltar a assistir mais rápido. :)

Você

pode deixar, eu aviso a ele sim ;)

Netflix (Kris)

Ótimo. Precisa de mais alguma coisa?

Você

eu gostei muito do seu atendimento e gostaria de te agradecer por ser tão prestativo

Netflix (Kris)

Ahn, como assim Zitao?

Você

você aceita sair comigo na moral?

Netflix (Kris)

Senhor, acho que isso não é permitido.

E a central de ajuda não é para essa finalidade.

Você

ah, por favor kris... só um encontro

se você não gostar eu não toco mais nesse assunto



•••



Enquanto Zitao torcia para ter seu convite aceito, na sede da Netflix China, Yifan parecia ponderar entre aceitar ou continuar a recusar até que Zitao – como se identificou – finalmente desistisse dessa ideia maluca.

— Ei Yixing – Chamou o colega.

O chinês mais novo afastou a cadeira de rodinhas da mesa e se virou para assim encarar Yifan, enquanto retirava os fones do ouvido.

— Fala brô.

— É permitido se relacionar com os clientes? – perguntou tentando encobrir a sua situação.

— Assim brother... – endireitou o corpo na cadeira – todo mundo, hoje em dia, usa Netflix. Então... sim.

Yifan revirou os olhos e passou as mãos pelos cabelos escuros.

— Não cara, tipo... Com as pessoas que acessam a central de ajuda?

— Por que, tá mancando algum encontro? – Perguntou com um sorriso sacana.

Yifan fez uma careta porém não disse nada. Yixing levantou-se e se aproximou do computador do colega. Rolou a conversa para cima e leu cada mensagem uma por uma, até o final do chat para poder responder o novato.

— Nesse caso, você pode escrever uma mensagem dizendo que você pode perder o emprego, fechar o bate-papo e ele vai te avaliar pela ajuda ou pode sair com ele, por debaixo dos panos...


Netflix (Kris)

Ok, eu aceito, mas você não vai me sequestrar né?

18 de Setembro de 2020 às 23:13 0 Denunciar Insira Seguir história
1
Continua… Novo capítulo A cada 30 dias.

Conheça o autor

Iza Silva escrevendo uma fanfic taoris marota, só para desestressar 🌈

Comentar algo

Publique!
Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro a dizer alguma coisa!
~

Histórias relacionadas

Mais histórias

137 137
Alone Alone
Overcome Overcome