Contagem regressiva para a Copa dos Autores 2020. Registre-se agora e tenha a chance de ganhar prêmios!. Leia mais.
raiane-almeida1595552915 Raiane Almeida

Julia é uma moça misteriosa e muito quieta que trabalha em uma instituição de cursos e acaba despertando uma curiosidade meio obsessiva entre uma das pessoas que trabalha junto com ela e que irá fazer de tudo para se aproximar e desvendar seus segredos e mistérios, ocultando os seus próprios conflitos pessoais e deixando a sua vida de lado para descobrir a verdade sobre uma completa estranha.


Suspense/Mistério Impróprio para crianças menores de 13 anos.
7
1.4mil VISUALIZAÇÕES
Em progresso - Novo capítulo A cada 15 dias
tempo de leitura
AA Compartilhar

A estranha

Faz 1 ano que ela começou a trabalhar no mesmo ambiente que eu e nunca trocamos tantas palavras, não mais do que as palavras raras de educação do dia a dia. Nós trabalhamos em uma instituição de cursos fazendo o que os secretários fazem e talvez algumas coisas a mais que estão inseridas no nosso horário de trabalho. E sempre estamos cercados de pessoas, tanto clientes como alunos e professores, eu adoro essa parte do trabalho porque sempre gostei de estar perto de pessoas diferentes umas das outras com variados tipos de humores e personalidades. Bem, eu não sei o que ela acha disso.

A Julia entrou aqui logo depois que a Amanda foi despedida, na verdade, não renovaram o contrato dela, e Julia permanece aqui até hoje. Eu sei o nome dela porque está escrito em seu crachá e bordado em sua blusa de trabalho, mas o mais estranho é que ela nunca se incomodou em contar-me o seu nome ou sequer trocar outras palavras que não fossem "Oi, tudo bem?" "Eu estou bem. Obrigada." o que deixava a entender que ela estava sempre bem e que também não queria conversa furada. Ela me parece uma pessoa séria e demasiadamente focada para a realidade, o que eu acho um verdadeiro mistério diante dos meus ávidos olhos. Mas não tenho como afirmar muitas coisas sobre a Julia pois nunca tive o privilégio de conhecer essa pessoa distante e curiosamente diferente.

Cada dia que passa essa curiosidade consumia-me por dentro e esse desejo de conhecê-la mais a fundo ia se instalando nos meus pensamentos, porque eu queria aproximar-me dela, conversar, saber sobre a vida dela e saber o motivo pelo qual ela não era minha amiga, saber se ela não gostava de interação ou se apenas não gostava de interações comigo, se a minha pessoa incomodava-a. Era algo extremamente difícil de responder ou pensar em uma possível resposta já que não havia comunicação ou amizade entre nós e eu também não consigo pensar em uma maneira de aproximação. E outra, ela é muito intimidadora. Não nego que comecei a reparar mais nela devido as minhas curiosidades.

Creio que ela tem 20 entre 22 anos de idade e é uma moça alta, mais ou menos 1,71 metros de altura, magra, os cabelos são longos com fios lisos de castanho escuro e sempre penteados em seu devido lugar, as vezes ela usava-o em um coque, em outras ocasiões fazia um rabo de cavalo e poucas vezes deixava-o solto. Mas eu sei que cabelo comprido tende a atrapalhar quando está livre e solto. O penteado que meus olhos brilham quando projetados em frente é definitivamente aquelas tranças bem feitas que ela usa, tranças de boxeadora ou algo assim. Tem os olhos castanhos também, e quando ela sorri eles se fecham formando uma bonita conchinha da praia, a boca possui lábios largos e com um tom muito delicado de vermelho claro, uma perfeita simetria com o sorriso que é largo, chamativo e perfeitamente de acordo com alguém que já usou aparelho. A pele dela é bastante clara, parece que não gosta muito de sol, o que é estranho para alguém que vive em uma região quente e com muito sol no verão. Os acessórios sempre os mesmos: óculos de grau preto, brincos de prata redondos, delicados e pequenos. Ela sempre deixa a sua unhas feitas, são elegantes e chiques. Acredito que a cor favorita dela seja preto e azul claro, pois sempre usa esses tons de esmalte.

O mais encantador e surpreendente são suas roupas. Normalmente ela usa calças jeans pretas e seus tênis são diferentes tipos de All Star porém, usa mais o preto e o vermelho para trabalhar. Outros dias da semana usa vestidos, moletons, roupas de esportes, calças justas em seu corpo esquelético, usa camisetas de banda, camisas de manga longa com cores frias, mas sempre tira para usar a do trabalho e que por sinal cai muito bem em seus braços compridos.

O mistério que eu gostaria de desvendar entre as infinitas curiosidades que eu continuava fortemente a alimentar era como é a Julia fora da perspectiva criada pelo que eu vejo e pelos meus palpites. Como a Julia realmente é. Até o momento não consigo pensar em como irei responder isso.


29 de Julho de 2020 às 00:23 0 Denunciar Insira Seguir história
6
Leia o próximo capítulo Palavras agressivas

Comentar algo

Publique!
Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro a dizer alguma coisa!
~

Você está gostando da leitura?

Ei! Ainda faltam 5 capítulos restantes nesta história.
Para continuar lendo, por favor, faça login ou cadastre-se. É grátis!

Mais histórias

A detetive Duda Danger A detetive Duda Danger
Miranda Miranda
Quem matou Summer? Quem matou Summer?