rhamanda-rodrigues1566745874 Imperatriz Pandora Hinsten Rodrigues

O que esperar, quando um misto de sentimentos começam a invadir e causar um êxtase dentro de dois corações que outrora, haviam sofrido por amor e que pelo simples fato de serem colegas de trabalho, diante de uma simples e cordeal conversa, se verem completamente apaixonados um pelo outro. Porém, ambos ainda carregam em seus corações e mentes as dores de desilusões amorosas vividas no passado...


Fanfiction Anime/Mangá Todo o público.
Conto
0
550 VISUALIZAÇÕES
Completa
tempo de leitura
AA Compartilhar

Capitulo único

Inglaterra, Londres, abril de 2020, apartamento duplex de Murilo Landenberg Smith...

Murilo

Após mais um cansativo e exaustivo dia de trabalho, finalmente cheguei no meu imenso e solitário apartamento, e à minha espera só estava meu gato Scar. E, o mesmo ao me ver, veio demonstrar seu carinho e afeto à mim, ele ficou passando entre minhas pernas enquanto miava. Scar está a pouco mais de um mês e meio comigo, eu o achei na rua perto de um beco, próximo à empresa em que eu trabalho.

Faz duas semanas que fui promovido a um cargo mais elevado e privilegiado, porém devido a mudança de cargo eu ando mais ocupado e sem tempo para minha vida particular. – Se é que isso realmente me importa no momento, pois faz pouco tempo que terminei com Shina a minha ex. – Me dizia em pensamentos, enquanto estava agachado no chão, e fazia carinho na barriga de Scar.

De repente, meu celular começou a vibrar no bolso do meu casaco e eu tive que me levantar para assim atender a chamada insistente. Me sentei na poltrona, e retirei meu celular para atender a insistente chamada.

- Alô, ah é você Shaka? Eu cheguei faz pouco tempo, não eu não estou acompanhado por ninguém. Mas se o Scar contar para você, é ele que me faz companhia. – comentei rindo.

- Deixe, de sacarmos Mu. Você de fato está se tornado muito debochado, está aprendendo com o Saga, não é? – o meu amigo de longa data soltava bravo do outro lado da linha.

- Calma, Shaka. Não precisa ficar nervoso, pois eu só estou brincando. E o Saga não têm nada a ver com isso. Mas o que você deseja, meu amigo?! – perguntei direto.

- Gostaria de lhe fazer um convite, Mu. – mandou direto.

-Diga, Shaka. Quem sabe dessa vez eu vá. – disse sério.

- você, sabe que hoje é aniversário da minha avó e ela gostaria de sua presença. - mandou direto.

- Mas... Shaka. Porquê você não me avisou antes? Pois, eu teria comprado um presente para ela. E agora a grande maioria das lojas já estão fechadas. – disse contendo preocupação.

- Não foi por falta de eu ter te ligado antes, Mu. Porém, a culpa não foi minha se você não atendeu minhas 10 ou 15 chamadas anteriores. – soltou ríspido.

- Desculpe, Shaka. Eu estava muito cheio de trabalho, e eu estava saindo tarde pois estava fazendo hora extra. – disse com sinceridade.

- Mu, faz quanto tempo que você não sai com uma mulher para transar? A vida não se resume só em trabalho não meu amigo! – relatava sua preocupação com uma certa lógica.

- Shaka, eu prefiro mergulhar em trabalho, do que cair novamente num relacionamento turbulento e complicado como o que eu tinha antes com a sua prima. Me desculpe falar assim, pois ela é sua parente. – relatei de forma sincera.

- Eu te entendo, Mu. A Shina mesmo sendo minha prima, ela teve culpa pelo término do relacionamento de vocês, pois se ela não tivesse te traído com o personal trainer dela vocês estariam juntos até hoje. – meu amigo dizia com tristeza.

- Shaka, a culpa da traição de fato não foi só dela, pois devido ao meu trabalho, eu mau tinha tempo para ela. E ela se sentiu sozinha e desprezada. Mas resumindo foi melhor assim. – disse convicto, antes de encerrarmos a ligação.

Bairro simples e humilde, residência de Ariana Campbell...

Ariana

Após ter tomado um bom e relaxante banho, eu estava no meu quarto, e estava sentada em frente ao computador, primeiramente, estava dando uma olhada na minha rede social, facebook, vendo as várias notificações que lá estavam. Porém, logo em seguida sai da mesma, pois de fato eu não estava com cabeça e nem vontade de conversar com ninguém. É que ultimamente eu ando um tanto preocupada sobre questão de trabalho, preciso urgentemente arrumar um novo trabalho – já que fui dispensada do escritório aonde eu trabalhava como secretária, do doutor Andreas. Ele me mandou embora pelo fato dele vir me assediar e eu não dar bola para ele. Eu o processei por assédio, mas duvido que eu ganhe, ele é rico e pode até mesmo subornar e comprar juízes.

- Ariana Campbell, você precisa urgentemente arrumar um novo emprego, pois você é uma mulher de 34 anos, que não pode e nem deve viver mais as custas de seus pais. – minha mente pensava de forma triste e preocupada.

Mas ao eu ir checar meus e-mails, eu fiquei extremamente feliz pelo fato de receber o e-mail da empresa Técnos Express. Uma renomada e poderosa empresa de tecnologia daqui de Londres, no e-mail eles estavam me chamando para uma entrevista na empresa, a qual estava marcada para o dia seguinte no horário das 8:00 da manhã.

Me sentia tão feliz, que na hora do jantar, eu contei a novidade para meus pais e eles ficaram super felizes por mim.

Após o jantar lavei a louça e arrumei a cozinha, depois fui para o meu quarto para arrumar minha roupa para a entrevista do dia seguinte. Já tendo arrumado a roupa e separado o par novo de sapatos, novamente me sentei na frente do computador, para escrever mais um capítulo de uma fanfic minha. Sim eu escrevo fanfics e amo escrevê-las. Depois que terminei mais um capítulo, fui me deitar e dormir. Afinal o relógio marcava 22:20 da noite e no dia seguinte teria que levantar bem mais cedo.

Dia seguinte, Empresa Técnos Express, 8:00 horas da manhã...

Ariana

Cheguei na empresa pontualmente no horário estipulado pela empresa, e pouco tempo depois um homem bem alto, de pele clara, longos cabelos azuis em um tom Royal e de lindos olhos azuis bem claros, veio até mim me dizendo que ele faria a entrevista comigo.

- Bom dia, senhorita Ariana. Eu sou Saga Demócritos, chefe geral e serei eu que farei a entrevista com a senhorita. – o belo e bem vestido homem dizia me estendendo a sua mão direita em cumprimento.

- Por favor, me acompanhe, senhorita Ariana. – completou dizendo educadamente.

Ao entrarmos na sala à qual seria a entrevista, o senhor Demócritos começou a me entrevistar, vindo me fazer várias perguntas e após meia hora de entrevista, ele me deu a melhor notícia, dizendo:

- Parabéns senhorita, Campbell. A senhorita já está contratada, e poderá começar amanhã mesmo. Porém, eu gostaria que a senhorita chegasse amanhã as 7:00, pois irei apresentar você ao senhor Landenberg Smith – o qual será seu chefe de setor. – comentou sorrindo.

- Muito obrigado, senhor Demócritos. Até amanhã no horário desejado. – disse em um tom calmo, mas por dentro estava me sentindo extremamente feliz.

Empresa Técnos Express, terça-feira, 7:00 da manhã...

Ariana

Novamente venho chegar pontualmente na empresa, como o combinado com o senhor Demócritos, o mesmo veio até mim para me receber, e me mostrar os domínios da empresa. Mas antes fomos tomar um reforçado café da manhã, que é oferecido pela empresa.

Durante o café, ele me explicava as normas e as diretrizes de trabalho da empresa, e em seguida uma bela e bem vestida mulher se aproximou do senhor Demócritos, dizendo:

- Bom dia, querido. Essa é a moça que irá trabalhar junto com o Murilo? – perguntou me olhando, e após dar um beijo de leve no rosto do senhor Demócritos.

- Saori, essa é a senhorita Ariana Campbell. – dizia se dirigindo a bela e bem vestida mulher.

-Ariana, essa é a minha esposa Saori Demócritos Kido, a nossa presidente. – ele comentava com satisfação enquanto olhava admirando ela.

- Prazer, Ariana. Seja bem vinda a empresa. – disse sorrindo ao me estender sua mão em cumprimento.

- O prazer é todo meu, senhorita Demócritos Kido. – falei sorrindo para a mesma também.

- Por favor, Ariana. Pode me chamar só por Saori. – disse sorrindo.

- Amor, o Murilo já chegou. E ele está na sala dele a espera de vocês. – completou dizendo educadamente.

- Vamos lá, Ariana? – o senhor Demócritos indagava educadamente.

- Sim, senhor. Vamos. – afirmei séria.

Antes de irmos ao lugar desejado, antes ele se despediu de sua bela esposa discretamente, porém com amor e carinho, que era notório de se perceber o quanto eles se amam.

Sala do senhor Murilo Landenberg Smith...

Murilo

Estou na minha sala a espera de Saga e da nova funcionária da empresa. Enquanto os aguardava eu dava uma revisada em alguns relatórios importantíssimos e assinava alguns documentos importantes que minha prima Saori havia me pedido com urgência, dando assim prioridade aos mesmos. Porém, em seguida tive que parar o que eu fazia, pelo fato de estarem batendo na porta da minha sala, me fazendo deduzir que era o Saga junto da moça. – Pode entrar. – disse autorizando a entrada dos mesmos.

- Bom dia, Murilo. – Saga cumprimentava educadamente.

- Bom dia, Saga. – respondi com educação.

- Murilo, essa é Ariana Campbell. – avisou revelando o nome da bela mulher de cabelos verdes água que estavam presos num coque bem feito.

- Senhorita Campbell, esse é Murilo Landenberg Smith, supervisor chefe do setor que a senhorita irá trabalhar. – o marido de minha prima, fazia as apresentações com formalidade.

Eu por minha vez, estendi minha mão em cumprimento a bela mulher dizendo. – Seja bem vinda a empresa, e bem vinda ao nosso time de trabalho, senhorita Campbell. – dizia a olhando no fundo de seus belos olhos azuis da cor do céu.

- Muito obrigada, senhor Landenberg Smith. – ela dizia de forma educada, enquanto segurava minha mão.

- Com as apresentações feitas, eu irei acompanhá-la até seu local de trabalho, senhorita Campbell. – Saga comentou cortando um possível clima estranho ali.

Pois de fato, parecia que eu estava dando bandeira além do limite. E Saga como é esperto e experiente, por si mesmo quebrou aquele momento um pouco estranho que eu mesmo estava criando. Em seguida os dois se retiram da minha sala e cada um segue para seus locais de trabalho, os quais os cabiam.

Um mês depois, que Ariana está trabalhando na empresa, 16:00, hora do café da tarde...

Mu

Faz um mês que a bela e atraente Ariana está trabalhando aqui na empresa, e desde aquele dia em que fomos apresentados um para o outro, de fato eu não consigo tirá-la dos meus pensamentos, estar trabalhando junto dela anda me deixando um tanto desatinado, sentir o cheiro de seu perfume, mexe e aguça os meus sentidos.

E só de ver seu belo sorriso, ou até mesmo sua voz, meu coração dispara. Eu mesmo não estou me entendendo. Segundo meu amigo Shaka eu estou apaixonado. E, o pior, que eu acho que ele têm uma certa razão. Porém, eu nem sei se a mesma é compromissada, ou sequer sei se ela sente por mim o que eu estou sentindo por ela.

Mas como o Shaka mesmo diz, se eu nem sequer tentar me aproximar dela, eu jamais saberei algo sobre ela. E hoje eu mesmo tomei a seguinte decisão de que eu iria me aproximar dela, pois eu desejo saber tudo sobre essa bela mulher, que está mexendo com meus pensamentos, que está sempre presente em meus pensamento e até mesmo em meus sonhos.

- Boa tarde, senhorita Campbell. Posso me sentar junto de você para o café? – perguntei me sentindo um pouco envergonhado. Afinal, sou um tanto quanto tímido.

- Claro, senhor Landenberg Smith. Pode se sentar aqui sim. – soltou docemente enquanto sorria de forma discreta.

E eu agarrei a oportunidade que ela havia me dado, durante o café ficamos conversando assuntos relacionados à empresa, e a todo momento a formalidade se fazia presente entre nós. Porém, a partir daquela tarde sempre tomávamos o café da tarde juntos, e aos poucos as conversas que antes era cercada só de formalidades, aos poucos foram ficando mais descontraídas, e nós começamos a falar sobre nossos gostos pessoais, e os mais variados assuntos faziam parte de nossas agradáveis conversas.

E cada vez mais eu estava vindo me apaixonar perdidamente pela fofa e doce Ariana, e aos poucos viemos à nos tornar mais que colegas de trabalho, agora éramos amigos. Trocamos nossos números de telefone e enviamos solicitações de amizades um para o outro, através das redes sociais e facebook.

Mesmo a noite e nos finais de semana, ficávamos horas e horas conversando pelo Messenger ou WhatsApp. Descobrindo assim que possuíamos praticamente os mesmos gostos por comidas, bebidas, hobbies dentre outros.

Dua, 7 de Junho, empresa Técnos Express, hora do café da tarde...

Ariana

Eu estava sentada, atrás da costumeira mesa como de costume enquanto tomava uma xícara de café e meus pensamentos estavam no meu amigo Murilo, eu não sabia ao certo dizer o porquê, mais todas as vezes que estávamos juntos aqui na empresa, ou até mesmo nas conversas nas mídias sociais. Só pelo simples fato de conversarmos, eu sentia o meu coração disparar por ele, e eu mesma me questionava sempre me perguntando – Ariana Campbell, será que você está se apaixonando pelo seu colega de trabalho?! E de fato, a voz de meu coração solitário e marcado por várias desilusões amorosas, dizia sempre que sim, e que de fato, aquela sensação de alegria pelo simples fato de ouvir a voz dele me dizia que realmente eu estava apaixonada pelo Murilo.

Nessa tarde ele não pôde me acompanhar para o café, pois tanto ele, quanto o senhor Demócritos estavam numa reunião importantíssima, junto da senhora Demócritos Kido -a esposa do senhor Saga.

Logo após eu ter terminado o meu café da tarde, fui a um dos banheiros dá empresa, para escovar meus dentes, e depois segui até a minha mesa, para poder prosseguir como o meu trabalho. Porém, estava em cima da minha mesa um lindo buquê de rosas vermelhas, e o mesmo estava com um cartão. Ao abrir o cartão para ler, eu quase tive uma síncope, pois meu coração ficou com seus batimentos acelerados ao eu ler o que dizia no cartão.

Mensagem On

Ariana, desde a primeira vez em que te vi, no dia em que fomos apresentados um para o outro. Eu me perdi em seus belos olhos de cor azul no tom do céu, no fundo eu já sabia que ao conhecer você, a minha vida mudaria e teria outro sentido. E, de, fato eu estava certo, pois naquele mesmo dia eu me apaixonei por você, e depois devido as nossas agradáveis conversas que começaram formais, e que, aos poucos foram ficando mais descontraídas. Eu só pude de fato reforçar ainda mais os sentimentos que eu já estava nutrindo por você, dês daquele dia em que nos vimos pela primeira vez.

Ariana Campbell, você aceita namorar comigo?

Ass. Seu eterno apaixonado, Murilo Landenberg Smith.

Mensagem Off

Logo após, ler aquele romântico cartão com aquela mensagem tão romântica, pura e sincera. Além de estar com os meus batimentos cardíacos acelerados, um misto de sentimentos transbordavam dentro de mim, e devido a grande emoção que estava sentindo, sentia meus olhos levemente marejando-se.

Eu guardei o cartão com muito carinho dentro da minha carteira, e coloquei a mesma dentro da minha bolsa. Depois, coloquei o buquê em um jarro com água e permaneci trabalhando feliz da vida, e esperando a reunião terminar, para eu poder falar com o Mu. Para lhe dizer que sim eu aceito, e também declarar meus sentimentos à ele.

5:00 horas, após a reunião...

Ariana

Vi o Mu sair da sala de reuniões, acompanhado de Saga e Saori, vendo os se despedirem. E eu fiquei aguardando o momento certo para poder falar com ele, e ele ao passar perto de minha mesa, ele me olhou de forma discreta e seguiu até a sua sala. Eu esperei uns minutos e me virei para minha colega Jéssica dizendo. – Amiga, eu vou ali na sala do senhor Landeberg Smith, para entregar a ele alguns documentos. – soltei avisando-a enquanto me levantava de minha mesa e portava junto de mim alguns papeis.

Em seguida, segui em direção a sua sala, e bati na porta ficando a espera de sua autorização para entrar. E ao ouvir sua voz autorizando a minha entrada. Eu entrei dizendo.

- Com licença, Mu. – disse de inicio.

-Há é você, Ari? O que deseja? – indagava displicente enquanto olhava o céu através da imensa janela, de sua sala.

- Obrigado, pelo buquê e pelo cartão Mu. – soltei diretamente.

- Já sei, Ari. A sua resposta é não, não é? – indagou com o semblante triste se virando em minha direção.

- Por favor, deixe eu falar Mu. E, por favor não faça pré suposições. – comentei séria o olhando.

O mesmo ficou me olhando sério, com aquelas belos olhos verdes-esmeraldas que vinham de encontro aos meus.

- Mu, eu aceito, pois eu também estou completamente apaixonada por você. Antes eu estava me sentindo um tanto confusa, sobre os meus sentimentos por você, mas de fato, só pelo simples fato de eu ouvir sua voz, o meu coração bate descompensado. E ao eu ver aquele lindo buquê e ao eu ler o cartão com sua declaração de amor, de fato eu pude enxergar que eu também sinto por você, o mesmo que você sente por mim. E sim, eu quero ser sua namorada. – disse revelando meus sentimentos estando próxima a ele.

Em seguida nos beijamos com muito amor e carinho, e após o expediente do trabalho, saímos para comemorar o início do nosso namoro.

Dois meses, após Murilo e Ariana começarem a namorar, empresa Técnos Express, 5:30 da tarde, sala de Murilo...

Murilo

Esses dois meses, ao lado da minha amada e fofinha namorada, só veem me fazendo o homem mais feliz e realizado do mundo, ela está sendo a mulher perfeita para mim. E, é com ela que eu desejo me casar. Nós completamos dois meses de namoro, agora dia sete de Agosto. Ela é uma bela, fofa, sexy, gentil e doce mulher.

À pouco tempo, começamos ficar mais íntimos um com o outro, e ela de fato anda me deixado louco. Ela sabe muito bem como me deixar desatinado, e louco de tesão por ela.

Tanto ela quanto eu, estamos fazendo hora extra aqui na empresa, e eu confesso não está sendo fácil me controlar perto dela ultimamente, pois de fato, eu a desejo muito e sonho em fazer amor com ela. Para completar aqui na empresa no horário noturno, têm muito pouco funcionários, ou seja tudo favorece para me deixar desatinado e ainda mais louco de desejo por ela. De repente, escuto batidas na porta de minha sala, e ao eu autorizar a entrada da pessoa, quem se revela diante de mim é exatamente ela, a dona do meu coração e pensamentos.

- Boa noite, amor. Eu trouxe uma xícara de café para você. – ela dizia num tom calmo e sereno, ao se aproximar de mim.

- Obrigado, meu amor. – a agradeci estando de pé e de frente para ela.

Eu peguei a xícara de suas delicadas mãos, e em seguida após eu colocar a mesma sobre a minha mesa, levei minha mão até seu belo rosto, a pele sensível, o acariciando. Enquanto aproximava meu rosto bem perto do seu, para assim nossos lábios se unirem num beijo repleto de amor e carinho, mais que também continha desejo e volúpia.

Beijos que vinha incendiar nossos corpos. E aguçando o desejo de nos amar pela primeira vez. Porém, antes de prosseguirmos, eu tranquei a porta de minha sala e logo depois retornei até ela, a beijando novamente, enquanto minha mão ousava passear pelo seu corpo, por cima da roupa mesmo. Após cessarmos nossos beijos e recuperarmos o fôlego, me atrevia a mordiscar o lóbulo de sua orelha e dar mordiscadas e beijos de leve em seu pescoço, causando nela arrepios, pois os pelos de seu belo corpo estavam respondendo aos meus estímulos.

Logo estávamos totalmente entregues ao desejo que tomavam conta de nossos corpos, nos obrigando assim a nos livrar de nossas incômodas roupas de trabalho. Nos deixando só com peças intimas. Novamente, voltamos a nos beijar com desejo, dando beijos sôfregos e nos fazendo ousar nas preliminares. E já estando completamente nus, eu a coloquei sobre a minha mesa e voltei a percorrer seu belo e alvo corpo, com a minha boca, distribuindo beijos e chupões pelo mesmo, arrancando dela gemidos. Fui percorrendo seu delicioso corpo até chegar na sua intimidade, então me ajoelhei no chão e me posicionando entre suas pernas, comecei a chupá-la fazendo-a gemer bem gostoso e um pouco mais alto. A chupei até ela liberar seu delicioso gozo na minha boca deixando-a atordoada, devido ao prazer do sexo oral.

Depois a minha linda Ariana que começou a me chupar, me fazendo ir a loucura, porém eu pedi para ela parar com aquele delicioso oral, pois não queria gozar ainda.

Após ela atender meu pedido, a deitei com cuidado sobre o tapete felpudo do chão da minha sala. E, após eu colocar o preservativo, fui invadindo aquela sua deliciosa vagina. Proporcionando um prazer sem igual a nós dois ao começar estocá-la no inicio devagar, mas depois as estocadas ganharam mais velocidade e intensidade.

Ficamos nos amando intensamente por uma hora, e após chegarmos ao ápice, ficamos por alguns minutos deitados no tapete, enquanto nos olhávamos ofegantes, e sorriamos de satisfação um para o outro. Depois nos beijamos com amor e carinho e nos levantamos para nos vestir e ir embora para nossas casas.


2 de Julho de 2020 às 02:02 0 Denunciar Insira Seguir história
0
Fim

Conheça o autor

Comentar algo

Publique!
Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro a dizer alguma coisa!
~

Mais histórias

Para os Homens da Minha Vida Para os Homens da Mi...
Ki - Olhares Ki - Olhares
A Máscara da Lebre (SasuSaku) A Máscara da Lebre (...