dramaqueensz Geovanna Sousa

Depois de um doce "olá" sempre terá um amargo adeus... Foi o que aconteceu com Sakura, mas quem diria que esse amargo adeus poderia ter lhe proporcionado diversas coisas boas?


Fanfiction Anime/Mangá Para maiores de 18 apenas.

#drama #music #songfic #naruto #sasusaku #relacionamento #killthislove
Conto
0
3.1mil VISUALIZAÇÕES
Completa
tempo de leitura
AA Compartilhar

Capítulo Único



Sempre existem estereótipos, infelizmente é algo que está presente em nossa sociedade. Entretanto, existe vários deles, mas iremos falar aqui sobre o estereótipo de relacionamento. Muitos dizem como deve ser um casal perfeito, esteticamente agradáveis, fotos belas em redes sociais, pessoas que se completam, eternamente felizes, almas gêmeas. Madara e Sakura eram esse "casal perfeito" na visão dos outros, eram a meta de relacionamento de amigos, porém mal eles sabiam o que acontecia por de trás das diversas fotos que havia nas redes sociais e no contato harmonioso que demonstravam ter durante eventos que presenciaram. Sempre existem estereótipos, infelizmente é algo que está presente em nossa sociedade. Entretanto, existe vários deles, mas iremos falar aqui sobre o estereótipo de relacionamento. Muitos dizem como deve ser um casal perfeito, esteticamente agradáveis, fotos belas em redes sociais, pessoas que se completam, eternamente felizes, almas gêmeas. Madara e Sakura eram esse "casal perfeito" na visão dos outros, eram a meta de relacionamento de amigos, porém mal eles sabiam o que acontecia por de trás das diversas fotos que havia nas redes sociais e no contato harmonioso que demonstravam ter durante eventos que presenciaram.

Madara era aquele famoso galã manipulador, suas palavras convertiam qualquer situação ao seu favor, culpando sempre aquela pessoa que estava sendo a real prejudicada com aquilo, Sakura.

A moça sempre era declarada como culpada em todas as discussões que o casal tinha, o que desgastava a mente da jovem que vivia esse inferno em casa e teria que se apresentar feliz nos grandes eventos que ambos tinham que estar presentes por sua alta posição social.

O único que sabia desse tóxico relacionamento que a moça tinha era Sasuke, sobrinho de Madara. O rapaz notou o comportamento abusivo do tio com Sakura em uma comemoração em família. Madara gritava com Sakura na cozinha, ela retrucava, mas em vão. O homem sai furioso daquele local e Sakura estressada com tudo aquilo resolveu beber. Sasuke se aproximou com cuidado, questionou se a moça estava bem e foi a gota d'água para ela, começou a chorar e contar tudo que acontecia no seu relacionamento. Depois desse dia, Sasuke se tornou o porto seguro de Sakura, sempre que ela e Madara discutiam, ela corria e ligava para o rapaz, que a consolava e acalmava o seu coração tão atribulado.

No entanto, o rapaz não aguentava mais vê a moça sofrer daquela maneira, não via razão para que ela continuasse com aquele falso príncipe. Porém, o que Sasuke não sabia é que nem sempre foi assim.

O doce "olá" de Madara foi o que mexeu com a moça. Ele era atencioso, carinhoso e fazia tudo para agradá-la. Seria tudo uma bela encenação para conquistá-la? Infelizmente sempre dizem que começos belos acabam trazendo um triste e amargo adeus, e era o que estava prestes a acontecer nesse relacionamento.

Sasuke havia criado alguns sentimentos por Sakura, queria protegê-la e tinha medo do tio fazer algo além das manipulações que torturavam a mente da moça. Ele tentava alertá-la de forma sutil, sem querer se intrometer de forma que Sakura se incomode.

Entretanto, foi em um final de semana longe do namorado que tudo se clareou na mente da moça.

Ela decidiu passar esse final de semana no apartamento de Sasuke, não aguentava mais sua casa e todas as lembranças que aquela mansão trazia para ela. Em uma noite de sábado, eles decidiram beber, casualmente sem extrapolar, só para relaxar e esquecer um pouco dos problemas. Bom, é difícil esquecer os problemas quando eles resolvem vim á tona.


— Sabe Sasuke, eu sempre digo a mim mesma que sou escrava das minhas próprias emoções, e isso não é algo que me orgulho. — Diz após bebericar seu uísque. — Eu não aguento mais ser tão fraca.


— Você é a mulher mais forte que conheço, só não reconhece sua própria força. — O moreno diz. — Levanta essa cabeça e chuta esse amor sem coração que o Madara te oferece, você merece mais.


— Sasuke, você não entende...


— Ah!? Entendo sim! Como eu entendo. — Ele a interrompe. — Nós todos nos comprometemos a amores que nos fazem chorar, a cada briga, a cada desavença, esse "amor" vai te matando bem aos poucos por dentro. Você tem que matá-lo antes que ele mate você. É triste, mas é a verdade.


Sakura permanece em silêncio, bebendo seu uísque e pensando sobre o que seu amigo acabará de lhe falar. Ele de fato estava certo, isso era indiscutível e, no fundo, ela sabia disso, sabia que esse relacionamento com Madara já havia ido longe demais. Ela então resolveu tomar uma atitude sobre isso.

Domingo a noite, Sakura retorna a sua residência, e começa arrumar suas coisas, estava cansada de sofrer por Madara, não poderia mais viver daquela maneira, então resolveu dar um fim nisso tudo.

Suas malas já estavam prontas na sala, ela havia esquecido seu celular no quarto, e volta para buscá-lo e quando retorna à sala, vê Madara na porta, perplexo com o que estava vendo.


— Que porra você pensa que está fazendo Sakura?


— Indo embora, não vê? Cansei das suas manipulações Madara.


— Você não pode ir embora? Como ficarei? Você vai mesmo me abandonar? — Dramatiza.


— Olhe para mim, olhe para você e me diga, quem está sofrendo mais? Eu não aguento mais ser fraca, não quero continuar caindo nos seus joguinhos, você é esperto, mas cansei.


— Sakura, me desculpe. Prometo não fazer mais isso, por favor não me deixe. — Ele dizia aos prantos.


— Você pode chorar sangue, que eu não vou mover um fio de cabelo meu por você. Não mais. — Sakura diz mantendo sua voz firme, mas estava segurando suas lágrimas. Ela pega suas coisas e segue indo à direção da porta.


— Você está ficando louca, LOUCA SAKURA. — Madara se exalta.


— Obrigada, amor. Devo isso a você. — Sakura diz antes de ir embora.


— VOCÊ VAI VOLTAR, VOCÊ NÃO VAI CONSEGUIR VIVER SEM MIM. — Madara grita, com sua raiva ao extremo, ele começa a quebrar tudo que vê em sua frente, bate nas paredes ao ponto de suas próprias mãos sangrarem.


Sakura aparece novamente no apartamento de Sasuke, dessa vez, de mudança. Sasuke se assusta ao ver as malas da moça junto de si, e a primeira coisa que veio em sua mente foi o término dela com Madara.


— Matei aquele amor ruim. Eu consegui. — Sakura diz liberando suas lágrimas que já estava segurando há muito tempo. Sasuke a consola com um amoroso abraço.


No final de tudo, mesmo sendo muito doloroso para ela, foi a melhor coisa que ela poderia ter feito, se ela não tivesse cortado o mal pela raiz, talvez algo pior poderia ter lhe acontecido.


[...]


Sakura, juntamente com Sasuke mudaram de cidade, para apagar todas aquelas más lembranças. Sakura passou por longos anos de tratamento psicológicos, Sasuke sempre estava lá com ela, apoiando em todas suas crises, alegrando e colorindo sua vida e foi aí que Sakura descobriu o amor. Foi nos momentos de alegria, nos de tristeza, nos simples gestos que Sasuke tinha com ela, era sempre ele, sempre foi ele. Com o moreno ela soube o que era ser amada.

Sakura se tornou mais forte do que nunca, estava bem com seu novo emprego, com sua nova vida, e com o seu novo amor que lhe fazia ser verdadeiramente feliz...


10 de Junho de 2020 às 20:15 0 Denunciar Insira Seguir história
0
Fim

Conheça o autor

Geovanna Sousa ▪️Escritora amadora nessas plataformas da vida✨ ▪️Fanfiqueira de carteirinha 😗✌️ sagitarianxxx

Comente algo

Publique!
Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro a dizer alguma coisa!
~