kanaeyy kanaey

O fardo de viver nunca foi tão pesado para Dazai quanto após a morte de Odasaku, e mesmo que agora estivesse "no caminho do bem"; as sombras de seu passado o agarravam e o puxavam de volta para os dias em que Oda estava vivo. Dias em que ser feliz de verdade parecia ser possível.


Fanfiction Anime/Mangá Para maiores de 21 anos apenas (adultos).

#lembranças #odasaku #dazai #morte #Menção-a-suicídio
Conto
0
663 VISUALIZAÇÕES
Completa
tempo de leitura
AA Compartilhar

Capítulo único


Nada dura para sempre, mas eu quis muito que aquelas noites em que bebiamos juntos tivessem durado, Odasaku. Você se foi enquanto eu o segurava em meus braços, e as palavras que me disse; eu fiz o que pude para honrá-las. Sim, você se foi, porém, me deixou para trás com um amor cravado no peito que parece nunca se dissipar.


As manhãs atualmente já não tem mais graça, acordar todos os dias me parece um ciclo doloroso e sem fim. Eu não tenho mais você do meu lado para me entender apenas no silêncio, sorrir para mim em apoio ou me abraçar quando eu estou desmoronando. Perdi uma parte boa de mim que tentava viver de verdade — mesmo com todas as merdas ao redor — quando você se foi.


Muitas pessoas me cercam todos os dias, pessoas boas que não merecem ter um colega como eu, e ainda assim tenho o sentimento de solidão; pois me acostumei de uma maneira egoísta a me sentir bem somente quando você estava ao meu lado. E agora eu vivo com as consequências disso.


As nossas melhores lembranças juntos não vão durar para sempre, eu sei disso. O tempo corre, hoje eu mal me lembro da sua voz ou do seu toque. Mas esse maldito amor por você, que me sufoca todo dia, nunca irá desaparecer enquanto eu estiver vivo.


O sentimento massacrante da saudade também ficará até o fim em uma mescla com a certeza de que ninguém jamais poderá te substituir no meu coração, Sakunosuke. A minha existência se resumiu, a partir daquele momento em que você parou de respirar, em querer um maldito último abraço seu.


Mas mesmo com todo esse caos em que você me deixou, se estou vivo hoje é por sua causa. É para mostrar a você que eu posso ser, mesmo que de uma forma meio torta, aquilo que me disse ser possível. E isso trouxe um mínimo conforto a minha alma tão manchada de sangue e mortes.


A sua luz me fez tentar ser alguém um pouco melhor do que um cachorro raivoso das ruas que vive para matar. Entretanto, há uma sombra que me segue e não posso evitar que ela me tome quando bem quer. Nesses dias frequentes em que isso que acontece, é inevitável querer morrer sem dor, já que a vida começa a se tornar um fardo muito pesado.


Se pudéssemos conversar mais uma vez, provavelmente diria a você que está tudo bem como as coisas estão agora. Ninguém, nem mesmo você, poderia me salvar completamente. No entanto, foi a sua pessoa quem mais chegou perto. Eu também diria para que não se preocupasse, porque nada dura para sempre, e assim como você, um dia terei meu descanso de todo esse mundo e desses sentimentos amargos dentro de mim.


Espero que quando esse dia chegar, que se há realmente algo após a morte, que eu possa encontrá-lo lá para um último abraço em um adeus apropriado. Assim, eu poderia ser verdadeiramente feliz em poucos segundos e ainda seria muito mais do que eu mereceria.


3 de Junho de 2020 às 16:43 0 Denunciar Insira Seguir história
0
Fim

Conheça o autor

kanaey ⠀⠀⠀⠀⠀⠀𝙋𝙇𝙐𝙎 𝙐𝙇𝙏𝙍𝘼! -'ღ'- ⠀⠀⠀⠀⠀⠀

Comentar algo

Publique!
Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro a dizer alguma coisa!
~

Mais histórias

Guerra Guerra
Não está entre as estrelas Não está entre as es...
Carinho Carinho