kanaeyy kanaey

Quando duas pessoas se apaixonam por uma mesma é inevitável que alguém saia magoado no final. E o que Naruto menos queria era magoar Sakura, sua melhor amiga, porém seu coração já tinha dono e ele se chamava Uchiha Sasuke.


Fanfiction Anime/Mangá Para maiores de 21 anos apenas (adultos).

#ua-colegial #sasunaru #yaoi #festa
Conto
0
87 VISUALIZAÇÕES
Completa
tempo de leitura
AA Compartilhar

O amor é um jogo de três integrantes

Um loiro de cabelos rebeldes e olhos tão azuis quanto o céu de um dia ensolarado estava sentado a beira da enorme janela observando as pessoas transitando lá fora, os pensamentos longes do que acontecia ao redor. Sua mente insistia em o fazer lembrar de certas coisas que queria — e como queria — esquecer.

— Uzumaki Naruto! — a voz eufórica o fez dirigir sua atenção a garota de cabelos rosas choque que tinha uma expressão brava no rosto. — Baka, eu te procurei por toda a escola! Vamos, a aula de história do Kakashi-sensei já vai começar, sabe como ele odeia que cabulem sua aula.

— Mais já? Pensei que ainda teria mais tempo para ficar de bobeira. — Naruto puxou o seu celular do bolso da calça chegando as horas e vendo que a amiga tinha razão.

— Então, vamos? Não quero levar bronca por chegar atrasada por sua culpa….de novo. — A jovem cruzou os braços sobre o busto.

— Vamos então.

O Uzumaki saiu de seu cantinho — onde queria muito ficar até o fim das aulas, mas não podia — e sorriu um pouco desanimado para Haruno Sakura, a garota de cabelos rosas choque, que retribui timidamente. Os dois começaram a andar lado a lado pelos corredores em direção a sala de ambos, Sakura queria muito perguntar o por que do amigo estar tão desanimando em uma plena sexta-feira, mas resolveu deixar para lá, ela já tinha suas suspeitas do motivo do ânimo atual do amigo.

A rosada estava preste a comentar sobre um seriado novo que estava passando na netflix quando do nada Naruto parou de andar.

— Naruto, tudo bem? — A amiga estalou os dedos em frente aos olhos do loiro, mas vendo que ele não reagia resolveu ver o que tanto prendia sua atenção e se arrependeu no mesmo instante.

Vindo na direção oposta ao dos dois um moreno alto, cabelos e olhos negros, pele pálida acompanhando de uma jovem de longos cabelos loiros e sorriso largo; resumindo eram Uchiha Sasuke e Yamanaka Ino, os populares da escola — afinal, sempre tem aqueles que são os “mais descolados” nas escolas, não?

Por mais que um certo Uzumaki Naruto tentasse desviar sua atenção daqueles dois simplesmente não conseguia, principalmente do Uchiha, ele parecia um imã que o atrai para cada vez mais perto.

O “casalzinho” passou por ele, e foi inevitável não os seguir com os olhos quando passaram.

— Você tem que superar!

— Oi? — se fez de desentendido em relação ao que a sua amiga falava.

— Você sabe muito bem de quem estou falando, Naruto. — Sakura e ele voltaram a andar. — Vocês tiveram um lance, foi bom e tudo mais, porém, acabou.

— Eu sei, mais é que-

Naruto teria continuado a frase se a jovem Haruno não tivesse o cortado rapidamente, com um largo sorriso nos lábios.

— Olha, o Kiba vai dar uma festinha no apartamento dele hoje a noite, que tal irmos juntos? Assim você se distrai um pouco e quem sabe não acaba ficando com alguém.

— Eu queria, mas tenho que estudar para a prova de física, ou se esqueceu que se eu não me der bem nessa prova eu já era?

— Fazemos assim: você vai comigo a festa, voltamos mais cedo e eu te ajudo a estudar para a prova, assim todos saímos ganhando!

— Vou pensar.

Sakura teria insistido mais se não houvessem chegado a sala de aula e Kakashi-sensei já não estivesse lá os olhando mortalmente.

Enquanto a amiga se desculpava com o sensei pelo seu atraso Naruto estava novamente absorto em seus pensamentos. Por mais que fingisse não ligar muito para o que a Haruno falava ela estava certa — certíssima, aliás — dessa vez, precisava esquecer e mais, precisava superar.

— Eu vou. — Soltou quando a jovem de cabelos cor de rosa sentou-se na carteira a sua frente, onde era seu lugar de costume.

— Vai aonde? — Sakura começou a tirar os seus materiais o mais rápido que pode da mochila com o olhar do sensei nela.

— Na festa do Kiba, você tem razão, eu preciso me distrair um pouco.

— Eu sempre tenho razão, baka, você é que nunca me ouve.

Teria rebatido a amiga mas resolveu deixar para lá quando viu que Kakashi-sensei os olhava com uma sobrancelha erguida enquanto segurava um grosso livro nas mãos, agora Naruto sabia que era hora de fechar a boca e tentar ao menos se concentra na aula.

•••

A festa de Kiba era algo bem casual, haviam somente pessoas mais chegadas a ele e isso fez com que Naruto se sentisse mais confortável e livre naquele pequeno apartamento.

Tocava a música Attention do Charlie Puth em um volume baixo para que os vizinhos não acabassem reclamando por já ser tarde da noite. A aquela altura da festa o loiro já se encontrava um pouco alterado por causa do álcool ingerido; ele e Sakura dançavam desajeitadamente na sala, rindo a cada tropeço dado naquilo que deveria ser uma dança.

— Naruto, me gira!

Atendendo ao pedido da amiga a girou algumas vezes, e em uma dessas vezes acabou se descontrolando e indo parar no chão levando Sakura junto, que caiu por cima de si.

— Você é realmente um desastrado, Naruto. — A Haruno comentou risonha, deixando o Uzumaki surpreso, normalmente ela ficaria brava por ele ter causado o tombo de ambos, porém, parecia que no momento ela estava ainda mais alterada que ele.

Naruto acabou se distraindo com uma cena cômica que acontecia praticamente na sua frente; Lee puxava Gaara de um lado para o outro imitando uma dança de salão, e só a cara que Gaara fazia já era impagável. Distraído, demorou a notar que o peso sobre seu corpo ainda estava lá, e quando voltou novamente sua atenção a jovem sobre si, percebeu que os olhos verdes dela o fitavam intensamente.

— Sakura? — Chamou.

— E-Eu preciso de contar uma coisa. — O tom na voz dela fez com que soubesse que aquele momento que a tempos vinha adiando havia chegado.

— O que? — Engoliu em seco, preparando mentalmente o que diria a amiga.

— Eu estou apaixonada-

— Pelo Sasuke!

— Por você!

— Por mim?! — A voz do Uzumaki saiu mais alto do que ele gostaria, os olhos um pouco sobressaltados miranda Sakura que já se levantava de cima dele um pouco corada.

— Como você pode pensar que eu estava apaixonada por um branquelo sem sal como o Sasuke? Nem em mil anos ele faria meu tipo!

Sorriu, achando engraçado a forma como Sakura falava do Uchiha, mas por dentro estava aflito, queria muito sair correndo dali, porém a Haruno merecia ao menos uma resposta de sua parte; a qual ele tentava formular sem querer parecesse grosso ou frio.

— Tudo bem, não precisa dizer que me ama ou coisas melosas do gênero. — A rosada começou ao ver que o amigo entraria em curto circuito a qualquer momento. — Eu sei bem que você não gosta de mim, acima de tudo eu sou sua melhor amiga e sei a quem seu coração pertence.

Ficaram se encarando, os olhos azuis nos verdes, e naquele momento Naruto sentiu que precisava dizer algo, abriu a boca algumas vezes, mas nenhuma palavra sequer saiu. Teriam ficado mais tempo ali, olhando um para o outro com somente o som da música que tocava ao fundo se não fosse uma comoção de pessoas chegando a sala, e o loiro não ficou nem um pouco surpreso ao ver Sasuke no meio dela.

Foram questões de segundos, seus olhos se encontraram com os dois Uchiha que tinha um sorriso maroto no rosto; ele começou a se aproximar de onde estava sem ao menos desviar seus olhos dos dele.

— E ai, pessoal. — O moreno cumprimentou, recebendo um olhar nada amistoso de Sakura e o silêncio de Naruto. — Você está linda hoje, Sakura. — Os dedos finos de Sasuke foram parar nos fios rosas da jovem.

— Imbecil, tire as mãos da Sakura, agora! — Como se voltasse a realidade novamente o loiro esbravejou.

— Calma, eu não estou fazendo nada demais. — O Uchiha levantou ambas as mãos em sinal de redenção, mas claro, sem deixar que seu típico sorriso de canto sumisse. — Você já está bravo só porque toquei nos cabelos dela, imagina como ficaria se eu fizesse isso? — Puxou a Haruno pela cintura, colando seus lábios, deixando a jovem estática pela ação repentina

O beijo não durou muito, pois logo Naruto se jogou em cima de Sasuke, socando-lhe o rosto.

— Maldito! Não sabe o quanto eu te odeio! — Gritava em fúria, batendo no outro homem e apanhando também dele.

Rapidamente um aglomerado de pessoas se formou ao redor deles, e como os bons amigos que o loiro possuía eles começaram a gritar "Briga! Briga!" nenhum deles parecia querer os separar. Buscou rapidamente com o olhar Sakura, porém não a encontrou, mesmo se ela estivesse ainda por ali não conseguiria vê-la com tantas pessoas ao redor. Como em toda luta um descuido ou distração pode ser fatal, e infelizmente para ele não foi diferente, bastou desviar sua atenção do Uchiha que ele inverteu as posições — agora era o Uzumaki quem estava por baixo.

— Você fica gritando que me odeia, mas eu não me importo. — Sasuke o puxou para mais perto pela gola da camisa. — Sabe por que? Porque eu gosto de você, imbecil.

O moreno o puxou para ainda mais perto, beijando-o. Naruto tentou se afastar dele, mas como consequência conseguiu apenas que fosse prensado novamente no chão pelo corpo forte do outro homem, e em determinado momento ele desistiu de tentar se soltar e cedeu.

Gritos histéricos e sussurros eram ouvidos ao redor, mas nenhum dos dois ligava, estavam muito concentrados nos movimentos quase desesperados daquele beijo.

A expressão "é como levar um banho de água fria" nunca fez tanto sentido para os dois homens como naquele momento, haviam jogado uma água extremamente gelada sobre os dois.

— Olhem aqui, se querem se comer que façam isso em um quarto, não no meio da minha sala! — Kiba estava possesso de raiva, segurando um balde rosa pink entre as mãos. — Agora saíam da sala e se peguem onde meus precioso olhos não precisem presenciar essa cena pecaminosa!

Nem Naruto e nem Sasuke tiveram tempo de processar bem toda aquela cena que havia acontecido, pois foram pegos pelo braço por Kiba e jogados em um dos quartos.

— Eu havia me esquecido que Kiba ainda está naquela fase de negação, coitado, mal sabe ele que não é tão macho como pensa. — O Uchiha comentou com deboche enquanto analisava suas roupas encharcadas. — E então, já que estamos aqui, que tal continuarmos de onde páramos?

O olhar malicioso de Sasuke em sua direção fez com que se sentisse constrangido, constrangimento esse que deu lugar a alguns gemidos baixos quando teve seu corpo empurrado sobre a cama e beijos e chupões distribuídos em seu pescoço.

Naruto já não estava pensando direto, e quem conseguiria quando se tem um cara gostoso como Uchiha Sasuke sobre si te masturbando?

O fato era que ele gostaria de pensar mais com a cabeça de cima do que com a debaixo, se é que me entendem.

•••

Naruto tinha certeza que sua aparência estava horrível, mal teve tempo de se olhar no espelho mais cedo. Acordou nu, sozinho, com uma ressaca horrível e atrasadíssimo para a aula. Se não fosse a tão importante prova de física — que ele estava fazendo nesse momento — não teria nem posto os pés na escola essa manhã.

Ele não precisava olhar para saber que a maioria de seus colegas o olhavam, praticamente a escola toda havia virado seus pescoços para o olhar quando passou pelo corredor para vir para a sala de aula, o motivo? Ele sabia bem, e duvidava que houvesse alguém que não soubesse naquela escola.

As notícias correm em uma velocidade absurda, e em questão de horas todos já estão por dentro do que está acontecendo, com toda certeza deveria de ter um vídeo seu e do Uchiha rodando pelo Youtube; sempre tem aquela pessoa que faz questão de filmar e postar.

Logo o sinal tocou, anunciando o começo do intervalo e o fim da prova — que o loiro sabia ter ido muito mal, afinal, não havia estudado nem um pouco a matéria. Entregou logo a prova ao sensei e tratou de sair rapidamente da sala para alcançar Sakura.

— Ei, Sakura, eu quero falar com você! — Chamou, porém ela não parou de andar. — Por favor, temos que conversar!

Correu o mais rápido que pode até alcançar a Haruno que estava agora parada perto do bebedouro.

— Eu quero me desculpar por ontem na festa do Kiba, você me contou sobre seus sentimentos e ai eu-

— E aí você foi lá e transou com o Uchiha! — Sakura completou um pouco mais alto que o necessário, os braços cruzados sobre o peito.

— Me desculpe. — Parecia ser a única coisa que podia ser dita no momento pelo loiro.

— Não, eu não desculpo. — Havia mágoa nos olhos verdes dela. — E se quiser voltar a ser meu amigo de novo preciso que me de espaço e tempo, preciso te esquecer para podermos continuar a conviver normalmente.

— Tem certeza?

— Tenho. — De repente a face da rosada se fechou em uma careta raivosa. — Parece que seu namoradinho vem aí, tchau!

Não teve tempo de se despedir da amiga pois ela voltou a andar pisando forte, seu coração se apertava ao ver alguém tão querida como ela se distanciando por sua culpa.

— A Sakura gosta de você, sabia? — Somente pela voz e o perfume que tomou conta do ar que respirava já soube de quem se tratava a pessoa às suas costas.

— É, eu sei.

— Parece triste, o que houve?

Até mesmo de costas o Uchiha parecia ver através dele, ou será que era Naruto um pouco transparente demais com seus sentimentos?

— É a Sakura, ela se declarou ontem para mim na festa e eu nem ao menos a dei uma resposta, ao invés disso eu fui para a cama com você. — Naruto riu, uma risada forçada. — Não acredito que perdi minha melhor amiga por causa de um cara como você que só queria sexo fácil.

— Quem disse que eu queria só sexo fácil? — Naruto sentiu-se ser abraçado por trás pelo moreno. — Eu falei sério quando disse que gostava de você.

— Se gostasse não teria me dado um pé na bunda antes.

— Pode parecer clichê o que eu vou dizer agora, mas vou dizer assim mesmo, eu tinha medo de gostar de alguém; nunca soube direito como era amar alguém que não fosse minha família. — As mãos do Uchiha apertavam sua cintura um pouco mais forte. — Eu não quero que esqueça o passado e finja que eu nunca errei com você, não, eu só quero que me permita te conquistar da forma certa dessa vez.

— Eu deixarei você me reconquistar, mas com uma condição.

— Qual?

— Que você me ajude a me resolver com a Sakura.

— Você está pedindo ajuda justo a mim? — Sasuke deitou sua cabeça no ombro do loiro, deixando que um sorriso brotasse em seus lábios. — Você sabe que eu não sou a pessoa mais simpática ou que tem vários amigos, sinto lhe informar mais nesse quesito eu não possuo experiência alguma.

— Não importa, desde que você tente me ajudar, para mim já vai estar bom.

Naruto se virou para o moreno, tocando-lhe a face. Havia muitas coisas com quais ele deveria de se preocupar: como a possível reprovação em física e em várias outras matérias; a forma como Sakura havia se distanciado dele ou até mesmo com talvez um suposto vídeo dele rolando pelo Youtube — que se seus pais vissem ele estaria encrencado —, em resumo, eram muitas, mas neste momento ele só queria curtir os lábios de Sasuke contra os seus, a mão safada dele que já descia para dentro de sua calça e apertava sua bunda e a ereção que já se formava em sua calça.

Notas Finais:

Obrigada por ler💖 Espero que tenha gostado =)

5 de Junho de 2020 às 00:09 0 Denunciar Insira Seguir história
0
Fim

Conheça o autor

kanaey ⠀⠀⠀⠀⠀⠀𝙋𝙇𝙐𝙎 𝙐𝙇𝙏𝙍𝘼! -'ღ'- ⠀⠀⠀⠀⠀⠀

Comentar algo

Publique!
Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro a dizer alguma coisa!
~

Mais histórias

Éramos Éramos
Chance Chance
Christmas Miracle Christmas Miracle