0
1.7mil VISUALIZAÇÕES
Em progresso
tempo de leitura
AA Compartilhar

Vim pra falar de amor

De todas as histórias que viví, algumas são marcantes, outras decepcionaram. Algumas perduraram um tempo, outras são tão efêmeras como o sopro do vento. Algumas me despertam um fuego que arde, outras me acolhem em abraços.

Cada história de um jeito diferente, com parceiros que dividi momentos; com alguns fui eu mesma, com outros me colocava sob a mesa: cheia de controle e máscaras (vai que ele não gostasse…) Mas alguns são tão livres que te abrem espaço para ser quem é. Isso me encanta. Posso ser brava, safada, dramática, aventureira... Tudo isso junto mesmo!

O meu coração tem uma sina por novas versões de vida, com outros olhares e aromas. Amores me preenchem, me inspiram!

Gosto de experimentar e viver novos riscos. Só que tem dias que bate uma vontade louca de aconchego. É minha versão calmaria, com vontade de colo, papos sinceros, olho no olho, corpo a corpo sem pressa... Desfrutando cada momento e segundos do prazer!

Te digo já, amar às vezes é uma corda bamba, se esperar demais você cai e se for com muita pressa, vai saber o que perdeu pra trás…

Vou confessar, tenho uma ligeira atração para amores distantes… é que eu gosto da conversa sabe? Do quanto o suspense perdura ao longo do tempo… da prosa desmedida e desinteressada. Só pra saber como você está. Fala sério, é excitante conquistar pouco a pouco a cada dia. Por perto é também gostoso, mas a saudade traz uma magia diferente... Quem conhece amores a distância, há de conectar comigo.

Pertenço aos sonhadores, tenho coragem pra me entregar aos corações alheios.

Fico demasiada perdida por vezes, eu sei… Mas não me importo se for real. Se o que eu sentir faz sentido, eu vou! E volto quando achar que perdeu a leveza, a paixão de estar junto.

Amores serão sempre amáveis, como diz o Chico. E eu gosto muito de vivê-lo em poesia, transformá-lo em versos… criar memórias e afetos.

Afinal, acho que é pra isso que servem os sentimentos não é mesmo? Pra dar mais vida aos nossos dias e por fim... transformar em arte!


10.05.20

11 de Maio de 2020 às 02:53 0 Denunciar Insira Seguir história
0
Continua…

Conheça o autor

Comentar algo

Publique!
Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro a dizer alguma coisa!
~