Tempestade Seguir autor

papironauta Rodrigo Borges

É implosão. Não... seu crescimento é gradativo, sinto isso. Latente, à espera do momento certo de se revelar. Ninguém percebe, e em dias fantasiados de alegria, nem mesmo eu percebo. Não são personagens que escrevem por mim, são meus dedos, peças integrantes de um podre maior. É piscina, mas não do gênesis, e sim do nêmesis, porque sinto um fim, seja no que sou ou que tenho. Há uma tempestade chegando, isso eu sempre dizia, mas ignorei desde então. Torrencial; me encharcará com minhas escolhas.

  February 21, 2020, 23:04
AA Compartilhar

Comentar algo

1 Comentários
Publique!
Patty Andrade Patty Andrade
A mente humana é uma verdadeira tormenta.
March 01, 2020, 22:49

Mais microficções