Esotérico Ato Manifesto da Revolução Existencial Seguir blog

jpsantil Jp Santsil O que há de errado no mundo? Porquê as pessoas são tão evasivas e vazias? Que sentindo tem a vida hoje? Este Ato Manifesto caracteriza em palavras os nossos sentimentos de hoje, sinalizando que há algo de errado na maneira e modo em que vivemos.

#empoderamento #natureza #ecologia #sustentabilidade #pensamento #ambientalismo #ativismo #Ativismo-Ambiental #Ecológico #Manifesto #Sustentável
AA Compartilhar

Esotérico Ato Manifesto da Revolução Existencial


Nos primórdios da nossa existência como uma das muitas espécies que habita esse ecossistema terráqueo. Nós éramos simplesmente um ser coabitando e interagindo com os outros inúmeros seres aqui existentes.


Não víamos a natureza como esse belo quadro pintado a óleo ou aquarela, ou como as ‘pixeladas’ imagens digitais no fundo dos nossos desktops eletrônicos e dispositivos móveis. Não ansiávamos pela chegada do tempo limitado do fim de semana para passear com a família nos bosques e pradarias, e nem tão pouco esperávamos a chegada das férias para curtir os muitos lugares paradisíacos, ou nos aventurar em trilhas, escaladas e caminhadas nos ditos ambientes naturais e ecológicos. Essa coisa alheia que hoje denominamos “NATUREZA” era intimamente o único e o primeiro mundo vital e cultural que existíamos.


Nossos antepassados não só viviam em contato íntimo com as outras criaturas vegetais, animais e inanimadas, como se comunicavam diretamente com os seus espíritos e coração. Daí que surgem as fabulosas histórias e contos de fadas, gnomos, duendes, devas, ninfas, curupiras, orixás, anjos, caboclos, entre outras inúmeras manifestações do que hoje classificamos como “espíritos inorgânicos da natureza” em diversas culturas humanas espalhadas pelo mundo.


Por isso, fica muito difícil para o nosso entendimento humano separar a nossa espiritualidade, cura e boa qualidade de vida da Mãe Natureza. Isso explica porque os diversos movimentos esotéricos, xamanísticos, taoístas, hinduístas, budistas, cabalistas, sufistas, gnósticos, wicca, candomblé, entre outros da busca da espiritualidade, como também os movimentos de cura, saúde mental, e medicina ancestral e alternativa se situarem em ambientes naturais abertos e ecológicos.


Percebemos ao longo do nosso rigoroso processo civilizatório, em que gradualmente nos separamos do nosso natural habitar, que o SAGRADO em nós foi naturalmente esquecido. Deixamos de ouvir as MENSAGENS DOS VENTOS, paramos de falar a LÍNGUA DAS ÁRVORES E MONTANHAS, abandonamos o afeto de SENTIR COM O CORAÇÃO, e os nossos olhos se cegaram para o MUNDO INVISÍVEL. E, para piorar mais ainda a nossa situação, nos transformamos no pior predador que já existiu em todos os tempos. ‘Satânico Aniquilador’ das muitas culturas existenciais em todos os aspectos da natureza, e de nós mesmos.


Atualmente nos tornamos existências humanas desencantadas, prisioneiras de nós mesmos em frente a uma tela Touch Screen de valores, e, de falsas concepções virtuais, mendigando uma irreal atenção em salva de palmas, likes e emotions de coraçãozinhos vermelhos, rostos redondos amarelados (caras de bolachas) e legais polegares opositores.


As proximidades humanas se basearam em distantes conexões WI-FI, em que ignoramos cruelmente os nossos presentes íntimos entes queridos a nossa volta, em ser um direto participante na criação do Aqui e Agora, para nos tornar um observador e um observado distante do passado alienado dos desejos, anseios, críticas e felicidades do desconhecido “amigo” internauta. Preferimos viver solitários com políticas de privacidade essa virtual ruptura do contato natural, nos separando plenamente do sentido existencial da vivência humana, e minimizando a nossa consciência social, afetiva e emocional ao estado simplista do observador e do observado.


A tecnologia não promove e nunca promoverá, assim como as propostas da comunidade científica, uma fusão harmoniosa com a existência humana e a natureza. Sua meta desde a revolução industrial é unicamente modificar. Acreditando melhorar, otimizar, maximizar, implantar, oportunizar e assegurar um conceito evolucionário de humanidade ciberneticamente supranatural, onde poderíamos viver sem depender dos recursos naturais e afetos sociais para nossa existência. Para assim, em vez de (como eles acreditam) subsistirmos, ‘sobre-existirmos’ na lua, em Marte, ou em uma cosmológica galáxia distante como prega e aliena a NASA e Hollywood.


Nos tornamos seres imediatistas, arrogantes, conformistas, impacientes, tempestuosos, depressivos e penosos. Ignoramos nossas crianças e fazemos com que elas nos ignorem, transformando-as no subproduto mesquinhos de nós mesmos. Ignoramos os nossos semelhantes como nunca antes já vivenciado no mundo, em todos os tempos de nossa comunal existência, ofertando para os nossos irmãos e irmãs o que tem de pior em nós mesmo. Acumulamos dores e sofrimentos para o nosso último sopro de vida, e assim, morremos existencialmente porque matamos nossa essência dentro dos nossos filhos e filhas, chegando a tal ponto de não mais nos perpetuarmos nos novos corpos.


A verdadeira expressão para o mundo tecnológico de hoje é ABSOLUTA TRISTEZA. E isso dói na alma… adoecemos! E o pior é de que não sabemos que estamos existindo enfermos. Acumulamos muitos bens do Aqui e pouca coisa do Agora, e a Magia da Alegria abandonou a Morada do Coração, e o Sagrado Entendimento que em tudo dança se ocultou.


Então, eis a questão e desafio existencial da nossa cultura humana: ATÉ QUANDO FICAREMOS CALADOS E INERTES, TRANSMITINDO PARA AS GERAÇÕES FUTURAS ESSA GRANDE DEPRESSÃO EXISTENCIAL, PELO QUAL NOS CONVERTEMOS NO TIRANO PROBLEMÁTICO DESTRUIDOR DA BELEZA DE TODAS AS COISAS? Entretanto, quem se movimentará e falará com loucura e paixão para o despertar da grande massa? Quem será esse novo Meshiach e Avatar? Mas, enquanto ELE ou ELA não chegar ficaremos inertes, atrofiando nossa mente e coração nas telas e internet? Vemos, entretanto, que os desafios para o retorno do SAGRADO em nossas vidas são tremendamente numerosos.


Devido a essa atual situação existencial em que a HUMANIDADE se encontra, envolto as novas e mutantes formas de opressão, ignorância e escravidão cultural, social e ambiental que impera na moderna virtual e industrial tecnológica sociedade capitalista, e, devido ao medo e do desespero que nos apodera, retratando que a maneira de como estamos vivendo é totalmente homicida e suicida perante aos nossos recursos naturais, onde cada vez mais poluímos e desperdiçamos as águas, degradamos o nosso ambiente e geramos lixo em quase tudo que vestimos, utilizamos e nos alimentamos. Além de toda ignorância em inúmeras faces do cotidiano sócio-cultural-ambiental humano, gerando tendências violentas e diversificadas para o crime, miséria, terrorismo, consumo de mortíferas drogas, doenças, imoralidades e agressões (físicas, psicológicas, verbais e mentais), sexualidade depravada e infelicidades que agora são tão comuns no nosso sistema sócio-virtual de vida. Em que os fatores desses relatos nos mostram que cada vida humana que nasce no mundo hoje, é mais um agente para crescer o nosso estilo existencial que é totalmente insustentável, destrutivo e prejudicial à vida do nosso habitar e de todos os seres vivos que habitam nele, inclusive as nossas próprias vidas… que se faz presente a proposta da REVOLUÇÃO EXISTENCIAL.


Eu acredito com todos os meus dentes, unhas e fios de cabelos no PODER e na MAGIA DA EDUCAÇÃO na formação e transformação cultural da condição humana, e sei unicamente que a JUVENTUDE é o solo fértil em que a semente do VERDADEIRO SER HUMANO, romperá sua cápsula de ignorância em direção a um MUNDO LUMINOSO DE POSSIBILIDADES INFINITAS.


Com base nesse princípio e nos frutos de minhas experiências de vida e ativismo, como um brasileiro latino americano e cidadão do mundo, habitando atualmente no oeste da Galileia (Israel), preocupado com o futuro da humanidade representado nos meus filhos e filha, e nos filhos e filhas dos irmãos e irmãs que são a NOVA GERAÇÃO EXISTENCIAL, e também, baseado nos diversos relacionamentos em trabalhos com crianças e adolescentes como um aspirante educador ambiental e alternativo, este ATO, que intitulo como REVOLUÇÃO EXISTENCIAL, foi idealizado e concebido, como uma nova fórmula existencial alternativa a esse SISTEMA FALIDO em que hoje alimentamos com a nossa energia, trabalho e atenção.


Sendo este VALORO MANIFESTO adequadamente efetivo em todos os princípios básicos de desenvolvimento sustentável. Visando ser acessível a todos, e, agindo em prioridade no desenvolvimento da capacidade criativa humana, e de seu poder de auto-cura e restauração pela valorização existencial da vida, principalmente da JUVENTUDE, incentivando e reconhecendo as suas faculdades inatas, proporcionando o bem-estar vinculados as brincadeiras, expressões artísticas, corporais, culturais e esportivas, e, de práticas bioenergéticas em que o fundamento existencial satisfaça as suas necessidades diárias, com a plena responsabilidade de cuidar e manter a boa e sadia qualidade de vida das gerações futuras e do meio ambiente comunitário ecologicamente equilibrado.


Manifestando no Aqui e Agora o Gan Éden judeu, o Paraíso cristão, o Taru Andé guarani, o Ilè Aiyé yorubá e a N’gola N’janga quilombola dos sonhos de liberdade dos nossos antepassados africanos que foram escravizados. Tudo isso meticulosamente pensado, escrito, falado e acreditado sem utopias na manifestação exata de um pleno e admirável MUNDO NOVO.


Estou aqui plenamente consciente em alerta vermelho, para exclamar em poucas palavras que:


SE VOCÊ NÃO FAZ PARTE DA SOLUÇÃO, ENTÃO VOCÊ FAZ PARTE DO PROBLEMA!


Porém, se você chegou até aqui, isso prova que você faz parte da solução. Isso prova que eu não estou sozinho nisso e de que a responsabilidade para a implementação desse ATO MANIFESTO é sua também. Como vamos fazer isso acontecer e colocar essas palavras em práticas? Eu não sei, e não sei se você sabe também. Apenas, eu acredito na fé e na união dos nossos pensamentos e sentimentos de fazer isso acontecer. Não sei onde ou quando? E não sei se você também sabe. Sei apenas que devemos propagar essas ideias e fazer com que o maior número possível de pessoas acredite, como nós acreditamos…


Podemos fortalecer isso, através de pequenas ações, se você compreende ou maneja bem outra língua, você pode traduzir esse ATO MANIFESTO e disseminar a ideia para outras culturas linguísticas. Eu apenas rufo como um tambor convocador e sou como um vaso que derrama água em outros recipientes. Pois a iniciativa da criação dessa reforma intitulada REVOLUÇÃO EXISTENCIAL não é minha, mas provém do ALGO que fez surgir e que movimenta todas as coisas. E este ALGO manifesta a cura e seus benefícios através da nossa união e de nossas boas ações.


Acredito que somos a cura! EU e VOCÊ. E de que nossa união pode gerar a magia de fazer tudo acontecer. Sei que assim como eu, você está cansado desse sistema de vida podre e falido, e também, está cansado de reclamar e falar mal dele sem tomar atitudes para derrubá-lo. Sei que você tem medo de que seus filhos possam se transformar nisso. E se não tem filhos, sente medo de tê-los. Pois, como educá-los na verdade num mundo de mentiras? Sei que você está decepcionado, assim como eu, com a política e a religião e suas pluralidades de palavras paradisíacas futuristas. Onde nossos líderes lutam contra aquilo que eles verdadeiramente são, fazendo de suas ambições egoístas e malévolas nossas leis e crenças. Sei que você já se desesperou com essa realidade de vida triste e feia, onde o pesadelo é mais real do que os sonhos, e a solidariedade é utopia e o amor ao próximo é tão démodé.


Sei também, que assim como eu, você já pensou desesperadamente em se matar, apenas como um desejo de acordar de um pesadelo. Mas sei que assim como eu, você foi forte e logo sorriu para o mundo num ato de transmutação de consciência divina. Sei que assim como eu, você experimentou muitas coisas para chegar a ser quem você é hoje. Sei que você levou muitas rasteiras e topadas na vida, foi humilhado e humilhada e que até hoje em um relapso de tempo você sente uma forte dor aguda não física, mas como um punhal atravessando o seu coração e o/a sufocando de uma forma tão real, que esse sentimento não pode ser verbalizado. Mas, sei que todas as quedas que você teve não foram derrotas, pois acredite meu amigo e minha amiga, você caiu quando esteve a subir.


Sei que você já não sabe mais o que fazer, pensar e agir. Além de todo esse tédio de não ter o que fazer, por ter muita coisa para fazer e não saber por onde começar, e, de que tudo está chato e monótono.


Como vê minha amiga ou meu amigo, estamos juntos na mesma embarcação chamada “Planeta Terra”, à deriva de um mar sideral desconhecido e com tripulantes desesperados pelo sentido da jornada.


Eu acredito firmemente que num futuro próximo iremos nos encontrar e manifestar esse ATO MANIFESTO que hoje deslumbramos. Acredito no nosso potencial de criação, transformação e restauração. Já consigo ver o nosso convívio e cotidiano feliz com muitos trabalhos e desafios tremendos, com dores e alegrias iguais a de um parto, para um nascimento de uma nova maneira de viver, pensar e agir. Não vamos mudar o mundo e nem precisamos, pois, o mundo do jeito que A ENERGIA CRIADORA PAI-MÃE-FILHO nos deu, já é pleno, maravilhoso, justo e sustentável. O que vamos fazer é mudar a nós mesmos, na contemplação dos conhecimentos que nós nos esquecemos de valorizar. Como? Onde? Quando? Eu não sei. Você sabe? Se souber, ou tem uma solução me conte! A única coisa de que sei, é de que:


A aranhazinha tece sua teia sem se preocupar com o inseto que lhe servirá de alimento. O inseto voa de encontro à teia sem se preocupar que vai servir de alimento. A teia é o atrativo dos propósitos. A aranhazinha depois de tecer sua teia, apenas somente espera. Armar a teia e pacientemente esperar… então, o ALGO que DANÇA EM TUDO fará com que mova na REDE DO INVISÍVEL a REALIZAÇÃO DOS SONHOS, manifestação dos propósitos. Concretização desse Esotérico Ato Manifesto da Revolução Existencial.

25 de Julho de 2019 às 08:41 0 Denunciar Insira 3
~