Blog do Leitor Seguir blog

embaixadabr Inkspired Brasil Neste blog você encontrará um refúgio para seu lado leitor, através de conversas dinâmicas e uma amostra descomplica da relação entre leitores e escritores. Nós leitores podemos ser bem exigentes; não pensem que alguém não vai pedir muito de você, escritor. Vamos pedir bastante a sua atenção, somos importantes! Já começamos com o drama, não é?! Pois é, isso é só o início de uma longa conversa. Aqui, vocês poderão não apenas bater um papo amigo sobre o mundo da leitura, como também encontrarão dicas muito interessantes de histórias originais e fanfictions dos nossos autores do Inkspired. Venham com a gente, e aproveitem o papo!

#Blogdoleitor
10
4.6mil VISUALIZAÇÕES
AA Compartilhar

Recomendação de leitura perfeita pra um final de semana tranquilo

Olá, pessoas! Tudo certo?


A postagem do artigo desta semana saiu um pouquinho atrasado, mas tenho certeza de que você vai terminar de ler se sentindo beneficiado com a indicação de leitura que trouxe para você.


Para começar, já quero perguntar: você já pensou sobre algum momento em sua vida que gostaria de revisitar? Algo que gostaria de ter feito diferente? Um arrependimento que gostaria de tirar dos ombros? Mas e se você de repente tivesse a oportunidade de reviver um ano inteirinho da sua vida?


Parece até ficção científica, né? Mas na verdade é bruxaria!


A história que gostaria de recomendar para você éO Último Feitiço de Cassandra,escrita pela autora Raquel Terezani.


Antes de qualquer coisa, já devo dizer que é uma leitura leve, fluida e muito divertida pra quem está em busca de algo para ler em um dia tranquilo.


A história possui vários personagens cativantes (e marcantes, realmente difíceis de esquecer justamente pela simplicidade e por parecerem tão reais quanto possível) e a personagem principal não podia ficar de fora disso.


Regina está prestes a completar 36 anos, é uma mulher determinada, amável e bastante carismática, além de ser uma diretora de uma escola, esposa de Thiago e mãe de Clarinha. Olhando dessa forma, parece uma pessoa bastante comum, não é mesmo? Salvo pelo fato de que é neta de uma mulher chamada Cassandra, que sempre se disse ser uma bruxa.


O que Regina jamais imaginaria era que a sua vó nunca mentiu sobre o que era e que a poção que ela ganhou da falecida senhora a levaria a reviver seus anos quando ainda frequentava a escola, na adolescência.


No entanto claro que as coisas não são tão fáceis. Existem regras pra isso dar certo, mas será mesmo que a Regina segue — e sabe de — todas elas?


O Último Feitiço de Cassandra é uma história que faz a gente se revirar na cama pelas expectativas que nos faz criar. É uma história que fala sobre superar os nossos arrependimentos e sobre o caminho natural da vida.


Se você já sonhou em mudar algo do seu passado, através da experiência de Regina vai conseguir perceber que as consequências do seu desejo podem desencadear situações realmente complicadas, o que nos traz a uma perspectiva bastante interessante e diferente sobre as nossas escolhas e sobre quem somos agora.


É sem dúvidas uma leitura que não pode faltar na sua lista de leitura.


Ah, e não se esqueça de voltar aqui pra me contar o que achou do livro depois de ler, hein!


Um ótimo final de semana!



Karimy Lubarino

15 de Outubro de 2021 às 14:55 0 Denunciar Insira 3
~

Recomendação de leitura

Olá, tudo bem?

Hoje o cenário do blog do leitor está diferente, pois precisamos convidar você a uma narrativa com muitos contos. O autor recomendado de hoje se chama Arnaldo Zampieri, e o melhor de tudo é que na narrativa dele que trazemos você poderá colocar a natureza do teu coração, pois o autor te convida a contar um pouco de ti no teu papel digital.

A história é intitulada “De: Para:” e veja a sinopse:


"E se aquele recado de amor que você nunca conseguiu enviar pudesse ser entregue? Um romance, alguém que partiu sem despedida, um bichinho que deixou saudades. Sim, existe um espaço para essas e todas as situações que envolvem uma mensagem que deveria ser entregue.

Me conta sua história, vamos transformar juntos em uma carta dessa publicação.

Sejamos eternos!"


Se puder encaminhe a sua carta no Instagram @arnaldozampieri_txt, pense como isso fará o teu coração feliz e como isso também de alguma forma pode te trazer como leitor participativo e contar um pouco da sua história. Vivemos nessa troca de conhecimentos constante e nós como leitores temos esse papel muito importante. Imaginem poder ler um conto diferente a cada capítulo e como essas histórias podem ter a profundeza de cada um dos leitores anônimos que estão na mesma jornada de leitura que você, é um projeto muito interessante onde cada um pode se encaixar a seu modo.

Nesse sentido, os autores podem até nos conhecer e é uma maneira do autor ter essa relação, essa troca de ideias, que isso fomente outros autores a realizar essa conversa franca com os leitores.

Vamos participar e vamos ler cada conto?

Não se esqueçam de seguir a história, para acompanhar os contos mais do que especiais.

Estaremos no aguardo para ler os seus contos dentro dessa obra maravilhosa.


Texto por: Ruana Aretha Beckman

30 de Setembro de 2021 às 00:00 0 Denunciar Insira 2
~

A linguagem acessível do autor me conquistou!

Olá, estão todos bem?

Então, o tema de hoje é uma linguagem acessível. Imagine-se lendo um e se sentindo perdido a todo instante mesmo sabendo que ela está escrita na sua língua nativa? E isso pode acontecer por vários motivos, como a história pode estar escrita usando uma linguagem extremamente formal sem que isso seja condizente com a proposta dela, ou a história pode ter muitos erros de coerência e coesão que dificultem o entendimento do que ela quer passar.

Caro leitor, quando vir que um autor tem uma sinopse boa, uma história que conduz o leitor, mas que o linguajar deixa a desejar, diga, fale para ele que isso te incomodou. Por vezes o autor não vai entender que há algo de errado com a história porque não tem alguém que a leu para passar um feedback ou porque deixou de ler sem nunca dizer o motivo. Lembre que as críticas são muito necessárias para todo tipo de aprendizado.

Não vamos deixar também de enfatizar que o rebuscado é imprescindível em algumas narrativas, dependendo da época, temos que pensar que estamos em tempos distantes e antigamente utilizavam termos bastante requintados no dizer. Imaginem se chegássemos e disséssemos ‘’Fala, rei! A sua roupa é da hora, meu.’’, provavelmente estaríamos no calabouço ou sendo jogados para os jacarés.

Mas, claro, existem algumas histórias que podem ser um pouco incoerentes quanto a isso. Por exemplo, existem histórias que de uma hora para a outra a fala e a narração passa de uma linguagem coloquial para uma linguagem rebuscada sem nenhuma explicação ou sentido; então o que temos aqui não é bem algo pensado e intencional, pode ter sido apenas uma confusão do autor, que não soube bem como escolher a linguagem que seria usada na história, ou talvez ele até escreveu de acordo com o humor dele, etc. E podemos ajudá-lo avisando sobre esse ponto.

Nós como leitores precisamos saber que linguajar nos encaixa e nos interessa, por isso vamos nos encaixando nos gêneros que podem ter diálogos mais simples ou diálogos mais trabalhados no português, é muito bom aprender palavras novas e adicionar no nosso catálogo pessoal de memórias.

Temos alguns autores que deixam bastante evidente a linguagem explícita para o público de interesse, sejam jovens ou adultos. O público de interesse também faz parte, mesmo você sendo jovem e querendo ler algo mais rebuscado, vai do teu gosto.

Algumas leituras do Inkspired serão citadas como efeito de como são trabalhadas a intenção de linguagem desde a sinopse:

Um romance para a Amélia, por Nicole Oliveira:

Amélia tem uma meta: conquistar o coração de Matthew Threston, o irmão de sua melhor amiga. O único problema é que conquistar um libertino não é uma tarefa das mais fáceis, por isso ela decide traçar um plano para forçar Matthew a se casar com ela. Mas as coisas acabam saindo de controle e o que devia ser apenas uma situação embaraçosa acaba se tornando um escândalo memorável para a sociedade londrina. Assim, na tentativa de salvar o que restou da reputação da jovem Melie, sua família a envia para uma longa estadia em Paris.

Sete anos mais tarde, Amélia decide retornar para casa. Ela se tornou uma mulher sofisticada, com convicções mais vigorosas e um coração ainda mais apaixonado. Contudo, em Londres, as coisas também mudaram. Matthew está noivo e há muitas pessoas interessadas no sucesso deste enlace, inclusive Leonard, o mais velho dos irmãos Threston.

---------------

Perceberam que nessa sinopse a autora trabalha a sua narrativa com palavras com um ar de sofisticação maior? Tem palavras como “libertino”, “memorável”, “convicções vigorosas”, “enlace”, não que todas essas palavras sejam rebuscadas, mas que elas têm um grande pesar sobre a grandeza que será a narrativa. A autora desde a sinopse te convida a ingressar em uma história de época com toda robustez das suas palavras e isso vai encantando o leitor. E como leitora, te convido a ler essa história se você tem apreço por gênero de época.

Vamos para a próxima sinopse da narrativa por Alexis Rodrigues, com a sua narrativa “Don’t Stop The Devil”:

A contagem regressiva para o fim do mundo começou e o Rei do Inferno não está nem um pouco feliz com isso, mas o que ele não esperava, no entanto, era que uma entidade absurda daria as caras e faria uma proposta indecente a ele. O desejo de autopreservação de Crowley seria capaz de superar seu orgulho e unir forças com aquela desconhecida?

Ps. Para entender essa narrativa, precisam se atentar às outras que complementam essa, hein, mais uma dica de leitura de uma autora Inkspired.

---------------

Viram que na sinopse pela nossa querida Alexis Rodrigues ela convida o leitor de forma amistosa e amigável, como se conversasse informalmente conosco?

A diferença entre ambas não é somente o gênero, ou a linguagem. O que queremos dizer:: vai do teu gosto, leitor! Escolhemos a linguagem a partir do que queremos ler, e cada autor tem uma particularidade. Posso dizer que, como leitora, leio ambas narrativas, porque me interessam em tempos diferentes, sou de lua? Não sou. Mas sou leitora e leio tudo.

E você, caro leitor, lê de tudo? Tem preferência por linguagem? O que te atrai em uma narrativa quando falamos de linguagem? Isso te induz?

Vamos interagir!

Te aguardo para mais um capítulo do nosso blog do leitor!

Escrito por: Ruana Aretha Beckman

Revisão e colaboração de: Karimy

23 de Setembro de 2021 às 00:00 0 Denunciar Insira 2
~

Somos leitores e somos muito importantes - parte 2

Olá, tudo bem?

Nesta carta de hoje endereçamos para chamar atenção sobre um ponto muito importante desse relacionamento leitor x escritor!

- - -

E lá ia correndo o escritor do leitor, e por um momento ocorreu um deslize.

— E não é o escritor que não responde aos meus saudosos comentários? — O leitor olha para o escritor com desapontamento.



Novamente o autor corre em um solavanco... e assim ele vai perdendo o prestígio por não manter um relacionamento concreto com quem se interessa em ler suas histórias.

Percebam que o leitor é quem vai trazer o retorno sobre suas histórias, ele vai te comunicar o quanto a sua história é interessante a ele. Não pense que suas histórias são constituídas apenas do seu espelho, é preciso obter visões de diferentes pessoas para que o seu mundo literário se formalize. O que queremos dizer, como leitores, é que além de sermos muito importantes, ajudamos a alavancar as suas histórias com comentários, likes e até críticas que favorecerão o enredo. E vamos pedir por mais capítulos e te animar sempre que pudermos!

Vamos falar de algumas leis para o leitor Inkspired:

  1. Quando for ler um livro. Caso puder, comente a cada capítulo. Isso te engradece como leitor e a história também.

E, autor, no inciso 1.1 consta: ‘’Quando o leitor comentar em sua história, pela grandeza que há em ti, caro escritor, responda o comentário e assim as tuas histórias se tornarão cada vez melhores’’.

  1. Quando puder baixe o aplicativo Inkspired no celular e use essa plataforma para ler e comentar em qualquer lugar.

No inciso 2.1. fundamenta: ‘’Caro escritor, não deixe de utilizar esta plataforma por meio do aplicativo para responder aos comentários de nossos ilustres leitores’’.

  1. Leitor, caso você abandone a leitura, avise o autor sobre o seu descontentamento através de um breve comentário.

‘’Oi, fulano! Olha, eu realmente esperava que a história fosse seguir um destino diferente e aqui estão os meus apontamentos sobre a sua narrativa ....’’

Inciso 3.1 consta: Querido leitor, não tema o autor! Diga, deslanche tudo o que há em ti, você é um crítico fundamental para as narrativas e alegrias que poderão vir do Inkspired!

  1. Quando puder compartilhe com os seus amigos a aventura, conto, romance, horror... o que estiver lendo. Vamos trazer mais leitores para a plataforma, para que se contagiem com literatura da nossa juventude brasileira.

Inciso 4.1. Muito importante e frisando o que foi dito anteriormente.

  1. Não aja como o vilão nos comentários, seja o mocinho até nas palavras. Não precisamos dizer que a escrita é ruim e sim que precisa e pode ser melhorada. Seja um agente motivador, e não um que desmotiva e ataca.

Inciso 5.1. Todos precisamos melhorar em algum ponto, ninguém é sabedor de tudo.

Por último, vou contar um segredo: quanto mais crítico somos, mais seremos formadores de opiniões e propagaremos conhecimento.

Até mais, gente bonita!

Texto por: Ruana Aretha Beckman

Revisão por: Karimy

16 de Setembro de 2021 às 00:00 0 Denunciar Insira 3
~
Leia mais Página inicial 1 2 3