A Filha de Voldemort Suivre l’histoire

mandy1013 Lolla Nabocov

Pouco antes de sua queda, Voldemort orquestra um plano para que sua vingança fosse completa. Ele só não esperava que nada saísse como planejado.


Fanfiction Films Interdit aux moins de 18 ans.

#maldade #perigo #romance #aventura #hogwarts #alvosevero #bellatrix #voldemort #harrypotter
0
567 VUES
En cours - Nouveau chapitre Tous les 10 jours
temps de lecture
AA Partager

I

– Quando chegar o momento certo, Narcisa... terá que fazer... – Voldemort sibilou sombrio e fez os pêlos da nuca de sua serva se arrepiarem.

– Milorde... Tem certeza que... – Os olhos sem luz e avermelhados a encararam, seguido de um sorriso macabro, o que a fez recuar e abaixar a cabeça. – Sim, eu farei.

– Mas somente quando chegar a hora... e não se esqueça... – Disse ele, se aproximando lentamente. – Ela é sangue do seu sangue.


Naquele momento, Narcisa se curvou lentamente e em seguida, a figura assustadora desapareceu. Ela se deixou cair ao chão, de joelhos e com os olhos arregalados. A verdade é que ela não sabia, até hoje, o motivo de servi-lo. Poderia até dizer que era por seu marido, mas não. Lucio nunca a obrigou. Poderia, se fosse verdade, dizer que estava sob o efeito da maldição Imperius, mas ela não estava. O que mais incomodava a Malfoy-Black era o fato de ela não ser de todo má. Não era como sua irmã Bellatrix, que o servia cegamente e era louca por sangue.


Não era como nenhum deles.


Não era cínica e medrosa como o marido, não era louca e apaixonada como Bella, não era fiel e cega como Rodolfo... Ela não se encaixava. Até parecia que nem era para ser. Enfim, o lorde tinha lhe dado uma missão e ela a teria de cumprir, mesmo que ele não sobrevivesse àquela noite. Caminhou lentamente pelo grande corredor em sua mansão até parar em frente a uma porta de madeira escura, com algumas gravuras. Respirou fundo e girou a maçaneta, ouvindo alguns gemidos de dor.

– Está chegando a hora... – Sussurrou, se aproximando de Bellatrix e apertando sua mão. – Precisará ser forte.

– Cisi... – A morena respondeu, com a voz fraca. – Preciso estar ao lado dele hoje, mais do que nunca.

– Antes disso, temos um pequeno problema a resolver, não acha? – Respondeu, se levantando e fechando as cortinas. – Isso vai doer...


(...)


Após a queda do lorde das trevas, Narcisa e sua família volta a mansão, apressados e com medo, pois o abandonaram assim que Harry Potter se revelou. Claro que não foram os únicos, mas já estavam com a ficha suja desde muito antes desse acontecimento. Muito provavelmente, se Voldemort sobrevivesse, eles seriam condenados a morte por traição e ela se arrepiava só de imaginar o que aconteceria.

Aos poucos, as notícias foram chegando e, quando a queda foi confirmada, Narcisa teve que cumprir a tal promessa que tinha feito ao lorde. Fez aquilo não só por ser uma ordem, mas por ter sentimentos envolvidos.


Ela é sangue do seu sangue.


Sim. Era sangue do seu sangue. A última parte que sobrou de sua amada irmã que, infelizmente, caiu junto com o lorde das trevas. Com lágrimas nos olhos, Narcisa aparatou até o local indicado e desconhecido para os outros, até mesmo para seu marido. Ninguém poderia saber a verdade e ela já tinha pensado na história perfeita para contar.

Entrou na casa em ruínas e encontrou, dentro de um armário, o que tanto procurava. Sorriu e, da mesma forma que chegou, desaparatou com a pequena em seus braços. Teve mais tempo para pensar não só na história para convencer Lucio, como no nome que aquela criança carregaria.


Isabella


Que por ela, seria chamada apenas de...


Bella.

4 Novembre 2019 14:34:25 0 Rapport Incorporer 0
À suivre… Nouveau chapitre Tous les 10 jours.

A propos de l’auteur

Commentez quelque chose

Publier!
Il n’y a aucun commentaire pour le moment. Soyez le premier à donner votre avis!
~

Histoires en lien