A Caçadora de Canalhas Suivre l’histoire

u15645270931564527093 Letícia Black

Após ser demitida de seu emprego, Tainá acaba aceitando fazer alguns favores para suas amigas em troca delas pagarem sua parte do aluguel. Descobre, então, um talento especial que logo a faz virar uma lenda urbana e a fornecer-lhe uma nova fonte de renda. Porém, o que tinha tudo para ser um subemprego de investigadora particular, a Caçadora de Canalhas acaba se envolvendo em tramas que transcendem o valor monetário, sua índole e mexe com coisas antigas que ela preferia manter enterradas. Embarcando em uma busca para salvar mulheres e exterminar a exportação e sequestro de jovens mulheres para a prostituição, guiada por um investidor que ela jamais viu, Tainá se põe a enfrentar os perigos da noiteafim de desembaraçar uma rede de crimes contra as mulheres de sua cidade.


Fantaisie Déconseillé aux moins de 13 ans.

#caçadora #poderes #feminismo #fantasiaurbana
26
4.5k VUES
En cours - Nouveau chapitre Tous les vendredis
temps de lecture
AA Partager

Prefácio

O que você já deixou de fazer por ser mulher?

Você já deixou de falar palavrão?

Você já foi impedida de sentar de forma confortável?

Já deixou de ir a algum lugar porque iria voltar sozinha?

Deixou de beber em uma festa por medo do “Boa noite, Cinderela”?

Já evitou uma roupa que gosta por medo de assédio? Ou de falarem mal de você?

Quantas vezes atravessou a rua por medo de alguma pessoa andando atrás de você? E quantas vezes ficou em casa por medo de sair à noite?

Você já foi preterida em algum emprego por ser mulher?

Eu já passei por todas essas situações. Qualquer mulher já passou por mais de uma dessas algumas vezes.

E essa é a história de quando eu resolvi me vingar por todas nós.

30 Juillet 2019 23:53:42 0 Rapport Incorporer 8
Lire le chapitre suivant Um: Uma proposta inesperada

Commentez quelque chose

Publier!
Il n’y a aucun commentaire pour le moment. Soyez le premier à donner votre avis!
~

Comment se passe votre lecture?

Il reste encore 5 chapitres restants de cette histoire.
Pour continuer votre lecture, veuillez vous connecter ou créer un compte. Gratuit!

Histoires en lien