Memórias Suivre l’histoire

nathy-loussop Nathy Loussop

Uma tragédia entre dois irmãos separados por mais de 30 anos. Consegue adivinhar quem é?


Poésie Tout public.

#TheGuessWho #theauthorscup
1
3277 VUES
Terminé
temps de lecture
AA Partager

Capítulo Único


Nunca tive o desprazer de crescer

Sob a sombra de meu irmão

Por ser o mais velho acreditei ser impossível

Quão errado estava… Não queria crer


Éramos água e óleo

Misturados em uma pequena bacia

Nossa mãe era ocupada demais

Para nosso pai só valia o dinheiro

Tínhamos apenas um ao outro


Você era odiado

Estranho, esquisito, aberração…

Eu me achava descolado

Mas era um perdedor idiota e sem razão


Ao mesmo tempo em que

Você era inteligente, ardiloso e sagaz

Sempre nos tirando das enrascadas que eu criava

O que via tanto em um fracasso como eu?

Talvez fosse o céu lilás


Céu este que muito viu

Nossos planos, nossas aventuras

Nossos risos, nossas lágrimas

E principalmente nossas loucuras


Crescemos…


Loucura mesmo foi meu ciúme

Ciúmes por você ter a atenção que sempre desejei

E sem notar aquilo tornou-se inveja

Inveja por você ser bem-sucedido

Inveja por vê-lo partir e não poder ir junto

Inveja que tornou-se raiva


Ao me ver sendo expulso

Ao vê-lo não me apoiar depois de tudo

Eu errei, perdão…

Agi por puro impulso


Quanto tempo se passou até nos vermos novamente?

Perdi a conta em dez anos

Ficaria bravo se eu lhe contasse

Que nem me lembro como nos reencontramos?


Era o que eu mais queria

Mas o tempo havia nos mudado

Os gêmeos que antes eram inseparáveis

Agora se estranhavam mais

Do que gatos brigando em um beco


Minhas costas doem até hoje

Passo a mão sobre meu ombro

Seus gritos ainda ecoam

Me assombrando pela noite


Então empurrei de volta

Por que diabos estava usando um sobretudo?


O som que tomou conta do lugar

O brilho que começou a irradiar

Os gritos que insistia em dar

As palavras que precisava passar


Restando apenas o livro que conseguiu me jogar

Estava sozinho novamente

Você não me deu escolha

Peguei seu nome e sua casa

Fechei-me em minha bolha


Por trinta anos

Enganei mais pessoas do que posso lembrar

Menti para sobreviver

Trapaceava sem escrúpulos

Aguardando você voltar


Por trinta anos

Foi solitário

Eu mesmo corria de qualquer companhia

Que tentasse se aproximar


Temos sobrinhos-netos sabia?

Conhecê-los me fez lembrar de como éramos

Uma amizade inseparável

Uma sede por aventura

Uma sorte que nunca tive


Por trinta anos

Procurando o maldito diário

Sob meus pés esse tempo todo

Cuidado, não podemos perder o horário


Não acreditei ao ver o mesmo brilho

A mesma luz, a mesma energia

A polícia quase estraga tudo novamente

Então você apareceu


Já me via lhe abraçando novamente

Em vez disso, me recebeu com um soco

Na hora não admiti

Mas esperei muito por isso


Por trinta anos…

Mas quem está contando afinal?

27 Juin 2019 00:57:30 0 Rapport Incorporer 4
La fin

A propos de l’auteur

Nathy Loussop Escritora desde os 11 anos, sou apenas alguém com uma cabecinha cheia de ideias e que espera que as pessoas amem meus personagens como eu mesma amo.

Commentez quelque chose

Publier!
Il n’y a aucun commentaire pour le moment. Soyez le premier à donner votre avis!
~