De Dentro Pra Fora Suivre l’histoire

carletti

De repente eu me senti infinita Percebi que as preocupações não existem Que todas as possibilidades me pertencem Que nada é inatingível Tudo é possível!


Poésie Déconseillé aux moins de 13 ans.

#eu
0
4.0k VUES
En cours - Nouveau chapitre Tous les vendredis
temps de lecture
AA Partager

Tempestade

As palavras têm sido meu refúgio,

O papel tem sido o âmago do meu ser,

Coisas jamais ditas, tem sido o cais no qual abrigo meu barco

Da tempestade, do caos do mundo.

Me encontro nas entrelinhas

Visito meu eu, minha alma

Meus sentimentos se desaguam

Junto com a tinta desta caneta

As horas passam, os dias, os meses...

Sinto-me no olho do furacão

Onde mesmo que as coisas me atinjam,

Não mais às sinto.

Estou nula, anestesiada.

Os cacos vêm e vão.

E perfuram-me mais e mais,

Porém nada sinto.

Apenas uma estranha calma.

Talvez seja a paz de ainda me restar

Tinta, papel e experiências.



26 Juin 2019 03:29:20 0 Rapport Incorporer 1
Lire le chapitre suivant Liberdade

Commentez quelque chose

Publier!
Il n’y a aucun commentaire pour le moment. Soyez le premier à donner votre avis!
~

Comment se passe votre lecture?

Il reste encore 2 chapitres restants de cette histoire.
Pour continuer votre lecture, veuillez vous connecter ou créer un compte. Gratuit!