O amor que encanta a todos! Suivre l’histoire

arielo Arielo K

Bulma recebe uma herança inesperada, que vai mudar drasticamente sua vida. Que herança é essa? E o que Vegeta tem haver com tudo isso? Será que o amor poderá nascer de um jogo de interesses?


Fanfiction Anime/Manga Interdit aux moins de 18 ans.

#universo-alternativo #herança #circo #romance #drama #dragonball #dbz #vegeta #bulma #vegebul
2
3.6k VUES
En cours - Nouveau chapitre Tous les 30 jours
temps de lecture
AA Partager

Destinos que se cruzam!


Bulma era uma jovem garçonete que trabalhava num pub em Dublin, na Irlanda, sua mãe era farmacêutica, sendo proprietária de uma pequena farmácia no centro da cidade. As duas moravam num apartamento de dois quartos, próximo de um museu muito renomado da cidade. Aquele imóvel tinha sido deixado pelo pai da azulada, após ele morrer de um ataque cardíaco a alguns anos atrás, triste fato que pegou tanto ela como sua mãe de surpresa.


Atualmente Bulma tinha vinte e três anos e era recém formada em administração e procurava um emprego nessa área, querendo logo deixar a vida de garçonete no Pub Pint of Gat para trás, não por não gostar de lá, mas sim porque ambicionava mais coisas para sua vida, que iam muito além da vida que levava. A garota até tinha pensado em ir para os Estados Unidos, pois possuía dupla cidadania por conta de seu pai, que era americano, no entanto logo descartou a idéia, pois gastaria muito dinheiro para ficar lá, mesmo sabendo que tinha um avô que morava na Flórida.


**&**


Nesse instante, em Dublin chovia muito, era outono, início de setembro, a temperatura estava agradável em torno de 17 graus, e Bulma estava chegando em casa após mais um dia exaustivo de trabalho no Pub, como sempre encontrou sua mãe adormecida no sofá assistindo um filme, já que era quase três da manhã. Suspirou e foi até a cozinha, onde fez dois sanduiches para comer, quando estava terminando de devorar o primeiro, a sua mãe entrou na cozinha.


- Oi, mãe! Como foi sua noite? Animada? – Pediu atenciosa a azulada.


- Que nada filha... minha noite foi tediosa, não passou um filme que preste! – Replicou chateada a jovem senhora – No entanto chegou para você um telegrama urgente que veio de Orlando nos Estados Unidos! – Revelou Melvina entregando a carta para a filha, que de imediato leu, pois estava muito curiosa sobre o conteúdo, no entanto quando terminou a leitura, sua face se contorceu numa careta séria, ela não acreditava que seu avô tinha falecido, apesar de deles não serem tão chegados e próximos, ela o achava legal, pelo menos nas vezes que ele veio visitá-los na Irlanda quando ela ainda era uma criança.


- O vovô Dodoria morreu e o advogado dele quer que eu vá até Orlando para ler o testamento, pois ele deixou coisas para mim! Pediu para eu ligar para ele qualquer hora que fosse e de preferência quando eu recebesse o telegrama! – Murmurou Bulma com lágrimas nos olhos largando o sanduiche que sobrou no prato e indo até a sala pegar o telefone sem fio, sendo seguida por sua genitora.


- Não acha que está um pouco tarde para ligar para ele? Veja na internet o fuso horário! – Sugeriu a mulher loira.


Bulma apenas assentiu e foi até o notebook que estava em cima de uma mesinha, onde digitou rapidamente e encontrou sua resposta.

- Lá são dez da noite agora, acho que não é tão tarde, já que ele disse que podia ser qualquer hora – Indagou a azulada pegando o telefone e ligando para o advogado do avô.


**&**


Enquanto isso, numa cidadezinha chamada Presty, que era próxima de Orlando, os cidadãos estavam em luto, entristecidos por terem perdido Dodoria, que era um brilhante empresário e amigo de todos, ele mantinha a sede de seu circo Lofty Rose, naquela cidade acolhedora já fazia alguns anos. O local tinha quase setenta mil habitantes e Dodoria ajudou a cidade a crescer com seu empreendimento, pois seu circo era o terceiro maior do estado da Flórida. No entanto, infelizmente o circo tinha passado por dificuldades, após um grave acidente, o que fez Dodoria vender 40% de sua parte para Vegeta Dalajin, que era o ilusionista que trabalhava para ele, que para sua sorte tinha recebido de herança um bom dinheiro e o ajudou a dar a volta por cima.


Nesse momento, várias pessoas estavam reunidas no ginásio da faculdade de Presty velando Dodoria, amigos e principalmente sua família postiça, que eram os trabalhadores do circo, o empresário gostava de chamá-los de filhos e filhas e era generoso e bondoso com todos.


Do lado de fora do ginásio, Whis conversava com Vegeta um assunto sério que dizia respeito ao circo, como quem seria a pessoa que o assumiria na parte administrativa após o falecimento de Dodoria.


- Então, a neta dele mora na Irlanda? – Pediu o ilusionista curioso.


- Sim, Vegeta! Eu tive que mandar um telegrama urgente para Bulma, eu espero que ela logo me ligue! Preciso ler o testamento do senhor Briefs o quanto antes e preciso que ela esteja presente para assinar alguns papéis! – Replicou o homem de cabelos acinzentados.


- Será que ela me vende os 60% das ações do circo que era do avô? – Questionou pensativo.


- Não vejo problema, porém Dodoria deixou escrito no testamento uma cláusula um tanto peculiar a respeito disso, só posso revelar o que é quando a herdeira tiver aqui!


- Dodoria e suas pegadinhas em forma de cláusula... – Vegeta reclamou mal humorado.


- Falando nisso, vou ligar o meu celular, já que estou do lado de fora do ginásio, vai que a garota liga não é? – Falou Whis ligando o celular e aguardando ele pegar sinal.


- Idiota! Deveria ter deixado a droga do celular no modo vibrar, assim não perderia oportunidade! – Rosnou furioso o ilusionista.


De repente como se fosse passe de mágica o telefone começou a tocar, fazendo Whis atender rapidamente ao constatar que era um número desconhecido.


- Alô! Aqui é o advogado Whis Truly.


- Olá! Aqui é Bulma Briefs, o senhor me mandou um telegrama me avisando do falecimento de meu avô!


- Sim, isso mesmo! A propósito meus pêsames senhorita Briefs, a morte de seu avô abalou a todos! Ele era um grande amigo!


- Obrigado! Então o que preciso fazer? Tenho que ir até aí? – Perguntou atenciosa.


- Sim, só posso ler o testamento se você tiver aqui presente, já que você não tem nenhum representante que o faça por você! – Explicou o advogado caminhando até o seu carro.


- Não querendo ser mesquinha ou interesseira, mas eu preciso fazer essa pergunta, o meu avô me deixou muita coisa de valor? Vale apena a viagem que vou fazer? – Inquiriu curiosa.


- Querida, já vou te adiantando, é bastante coisa, além de 60% das ações do terceiro maior circo da Flórida, porém existem cláusulas e ressalvas para herdar esse patrimônio todo, nada tão impossível de se fazer. No entanto só posso te falar o que é pessoalmente!


- Certo! Então eu vou! Você vai me buscar no aeroporto em Orlando?


- Com certeza! Só me passa o horário que vai chegar a Orlando que te busco! – Whis declarou ao mesmo tempo que voltava para o ginásio, onde entrou na cozinha do local.


- Te mando amanhã quando eu for ao aeroporto comprar a passagem!


- Vou ficar esperando querida! Até!


- Até! – Sussurrou Bulma antes de encerrar a ligação!


Whis suspirou após falar com a herdeira de Dodoria e pegou um pãozinho de queijo e comeu, para depois voltar a conversar com Vegeta.


-

Continua

9 Mars 2019 20:22:33 0 Rapport Incorporer 120
À suivre… Nouveau chapitre Tous les 30 jours.

A propos de l’auteur

Commentez quelque chose

Publier!
Il n’y a aucun commentaire pour le moment. Soyez le premier à donner votre avis!
~