Quando o silêncio canta Suivre l’histoire

himenotsohime

E então, a neve tingida de vermelho voltou a ser branca, assim como a pele do homem que Eren amava. "Desafio Inkdisney, Rei Leão: Nesta noite o amor chegou"


Fanfiction Déconseillé aux moins de 13 ans.

#universo-alternativo #inkdisney #riren #ereri #385 #yaoi #snk
Histoire courte
31
6.0k VUES
Terminé
temps de lecture
AA Partager

E então, a guerra chegou ao fim

Rei Leão: Nesta noite o amor chegou.


∞∞∞∞∞


O sossego da noite fez o coração de Eren bater mais rápido. A cacofonia dos tiros e bombas ao horizonte parecia finalmente ter cessado, e o jovem rapaz pôde apreciar a doce paz que os ventos traziam.

Ventos leves, sem o peso das súplicas de amor que os soldados faziam às amadas.

– Está tão quieto. – Comentou, apoiando os antebraços no parapeito da janela.

Ao fundo podia-se escutar o tilintar da prata chocando-se contra a cerâmica. Levi deixou a pequena colher de lado e bebericou do chá de hortelã.

Eren Jaeger era um jovem rapaz que encontrou escondido em seu estábulo, junto aos cavalos. Vestia trapos do que deveria ser um uniforme de combate do exército alemão e tremia diante o frio da noite. Acolheu-o em sua humilde casa e tratou dos arranhões que o garoto tinha.

Apenas 17 anos e já conheceu o terror da guerra.

– Hitler pereceu. – Levi informou, indiferente ao fascínio do adolescente pela quietude através da janela, semanas antes tão barulhentas. – Suicidou-se.

– Ah… – Sorriu sem humor, dedilhando os flocos de neve que acumulavam-se no parapeito da janela. Apoiou o queixo pálido pelo frio no punho fechado e fitou os passos marcados na neve em todo o jardim da casa. – E pensar que fiquei frente a frente dele. Nunca esquecerei-me daqueles olhos. Eram decididos e impiedosos, olhos perfeitos para um líder calculista.

– A guerra encontrou seu fim. Você vai voltar?

O leve descontentamento fermentou a indagação de Levi, que voltou a degustar de seu chá quente.

Eren demorou a responder. O frio agredia o rosto corado pelas baixas temperaturas, mesmo assim manteve a janela aberta. Aquele pequeno campo perto – e ao mesmo tempo longe – do campo de batalha, onde encontrou refúgio e ternura nos olhos de um homem cinza, era palco para as variadas emoções e felicidade que tivera.

Não queria retornar. Estava bem sem seu pai empurrando-o para a guerra, cego pelas palavras de Hitler, e sua mãe desgostosa sobre sua existência.

Ali, Levi reconheceu seu devido valor, e sentia que seu lugar era ali, cuidando dos cavalos e das vacas. Quem sabe, mais tarde, quando o verão tomar sua forma, não plantava milho e arroz? Será que Levi lhe ensinaria como cuidar de uma plantação tal como fez com os animais?

– Você quer que eu volte? – Devolveu a pergunta, nunca lhe dando o prazer de fitar o puro verde de sua íris.

Ia confirmar, mas conteve-se. Aqueceu os lábios no líquido fervente e percebeu a verdade evidente. Não queria que Eren retornasse.

Fechou os olhos, visualizando os arredores de seu sítio vazios, sem desespero nem dor, num mundo em paz, onde granadas não voavam mais.

Ouviu a doce risada de Eren, que morreu lentamente à medida que seus lábios fechavam-se. Queria sentir o que estava sentindo por uma doce alemã, de olhos azuis e cabelos claros, tirando seu fôlego toda vez que mostrasse um sorriso.

Mas sentia aquele amor por alguém totalmente do contrário. Um homem de olhos cor de chumbo e cabelos escuros, com um raro sorriso que surgia minimamente em seus lábios finos.

Por que a ausência de estrondos apenas intensificava aquele sentimento?

Ah, na marcante noite após tantas turbulências causadas pela guerra, o amor chegou para o rapaz. Que incômodo.

– Você quem sabe. Há um quarto extra e sua presença não é tão irritante quanto pensei que seria.

– Devo considerar essa última parte um elogio? – Sorriu, afastando-se da janela e fechando lentamente as portas de vidro bem polidas.

– Considere como quiser, soldado covarde.

O sorriso fraco de Eren perdeu sua forma. Um nobre soldado, bem como seu pai desejava.

Sentou-se na cadeira, em frente a mesa de carvalho onde Levi apoiava sua xícara de chá.

Não queria envolver-se com violência e sempre adorou a culinária. Imaginava-se em uma padaria, confeccionando as melhores das guloseimas. Porém seu pai e, claramente, Hitler tinham outros planos. Maldito orgulho humano.

– Acho que vou ficar.

Levi ergueu-se após beber o último gole do chá de hortelã. A xícara escorregou de sua mão e inúmeros cacos de cerâmica espalharam-se pelo chão.

Nenhum dos dois pareceram se importar.

Eren, após minutos mergulhados no silêncio, agachou-se para juntar os pedaços.

– Não precisa fazer isso. – Levi interferiu, havia voltado a sentar-se após o pequeno acidente.

– Você não limpou a própria bagunça, e isso me assusta. – Eren levantou os olhos verdes e Levi se viu pego na armadilha deles. – Levi, você está bem?

– Apenas confuso com a chegada de um sentimento contemporâneo.

– Que coincidência. – Sorriu, baixando o olhar ao perceber um brilho incomum nos olhos cinzentos.

– Você também?

– Receio que sim.

Uma lufada de ar foi solta pelo homem que beirava os 21 anos. Eren já descartava os cacos recolhidos.

– Eu vou dormir. – Levi avisou.

– Espere. – Eren impediu-o com a firmeza de seu tom. Terminou de ajeitar os cacos em um recipiente e seguiu até o homem estancado na porta que dava acesso aos quartos.

Levi aguardou, atento a cada movimento do rapaz.

Eren postou-se de frente a Levi, inclinou-se e deixou um leve e longo selo nos lábios aquecidos. Reconheceu o gosto de hortelã, e isso o fez admirar o bom gosto de Levi.

Ao afastar-se, sorriu brincalhão.

– Isto assemelha-se ao seu sentimento “contemporâneo”?

– Eu diria que é quase igual. – Levi respondeu, ainda com os lábios latejantes devido a baixa temperatura dos de Eren.

Os lábios uniram-se novamente.

Iriam honrar os sentimentos das vidas perdidas nos campos de batalha, iriam homenagear aqueles que querem liberdade na escolha de seus amados, sejam eles homens ou mulheres. Iriam fermentar os tão sonhados doces de Eren com o açúcar que era os lábios do rapaz.

Relembrando a noite em que o amor chegou para o jovem soldado e o camponês isolado.

12 Mai 2018 10:31:37 17 Rapport Incorporer 23
La fin

A propos de l’auteur

Hime Escrever na companhia de uma caneca de Nescau é para poucos, e com uma playlist calma e agradável? Quem sabe. Tragédia e humor são minhas categorias favoritas, já que mais se assemelha à realidade dos seres humanos hoje em dia. Ainda com muito a melhorar, mas dando meu melhor, aqui estou eu.

Commentez quelque chose

Publier!
Inkspired Brasil Inkspired Brasil
Olá! Adorei a escolha da música e a ambientação também, eu gosto muito de histórias que se passam no período da segunda guerra mundial, e a sua fic tratou isso de um jeito bem diferente. Achei fofo como o Eren e o Levi se resolveram, foi tudo muito calmo e tão delicado, ai foi lindo <3 “você não limpar sua própria bagunça me assusta” hahaha isso faz sentido, só o amor mesmo pra fazer o Levi esquecer a mania de limpeza. A maior questão na sua história foi a música mesmo. Ela é animada e fala sobre um grande dilema a ser resolvido porque há um segredo que não foi revelado. Além disso, fala sobre o amor chegar numa noite, mas, pela sua história, o romance já havia chegado há muito tempo. A ideia da história assim como a gramática estão ótimas, entretanto a música pareceu não se encaixar tão bem com o enredo. Nós vemos pequenas partes dela, mas não é como se ela tivesse servido de base para a criação da história. Eu achei muito interessante que a história passou uma sensação de calmaria e de paz. A história foi tão fluida e suave que a gente lê sem nem piscar direito, segurando a respiração. Sua escrita tem todo um clima e uma estrutura que são muito bons de serem lidos. Parabéns e obrigada por ter participado do desafio <3
23 Juin 2018 11:57:52
Luray Armstrong Luray Armstrong
AI MANO N CREO Eu nem shippo Eu nunca nem vi o anime Mas nossa como eu me senti tocado AAAAAA ue amei tanto Ta mt bem escrito, mesmo tão curto ta tão fofo e da pra entender tão bem, tão emocionante Fora q adoro a temática da seguda guerra mano ❤
19 Juin 2018 19:01:44
Emily C Souza Emily C Souza
Ai que lindo, socorro. Eu amo muito essa casal, e o Levi cuidar do Eren não é surpresa alguma. Eren querer viver em um mundo sem guerra também não me surpreende. Gostei de como tratou da guerra, como explicou a vida do Eren antes de estar ali. Foi bem pequenino, mas eu amei a história. Obrigada por nos agraciar com essa história tão sensível ❤️
13 Juin 2018 07:06:42
Sam Park Sam Park
mEu DeUs eu tô jogado na BR. QUE COISA MARAVILHOSA, TÔ TENDO UM TRECO
7 Juin 2018 19:47:17
Mandy Assis Mandy Assis
Nossa, amei. Muito lindo, bem escrito e mexeu comigo. Quero guardar essa fic pelo restonda minha vida de tão linda❤️❤️❤️❤️
1 Juin 2018 12:07:04
Lara Gilmore Lara Gilmore
Muito bem escrita! Você consegue captar esse pormenores dos sentimentos dos personagens. Amei que no fim, eles se libertaram dos sofrimento da guerra e a liberdade para se permitir amar quem for. Parabéns por sua fic super tocante, beijinhos.
17 Mai 2018 21:31:58
Uni Katty Uni Katty
Que coisa mais linda, ficou tão maravilhosa
17 Mai 2018 14:06:16
Mori Katsu Mori Katsu
Levi tem cara de britanico. Aquela foi uma epoca triste. Hitler foi para muitos um lider nato, para o restante do mundo um louco insano. O Levi e o Eren que você descreveu foi incrivel.
17 Mai 2018 11:06:15
Nathy Maki Nathy Maki
Minha nossa moça! Foi o verdadeiro The Flash :v Não sou muito fã de SKN (mooooorro de medo dos gigantes >•<) mas o modo como você contextualizou os personagens, o cenário de guerra, a personalidade deles, ficou tudo tão lindo que eu senti como se fosse fã mesmo. A descrição, os sentimentos e as palavras arrepiaram os pelinhos do meu braço por um bocado de tempo! Depois de ler isso pela manhã, meu dia foi ótimo pode ter certeza!! Meus parabéns pela criatividade maravilhosa!! Beijinhos ♡
13 Mai 2018 15:12:53
HikariNoHime Writer HikariNoHime Writer
Eu amo SNK. Ter uma história desse fandom com essa música e pós segunda guerra é simplesmente fantástico. A one é curta, mas também doce e delicada. E eu aproveitei cada pequena palavra escrita aqui. Muito obrigada por essa história linda 💖 Beijinhos de Chocolate 💖
12 Mai 2018 14:16:20
Neeca Ashcar Neeca Ashcar
Além de rápida é impecável... Está lindo 😍, parabéns.
12 Mai 2018 08:31:27

  • Hime  Hime
    Aaaaa obrigada sz 19 Mai 2018 11:58:50
  • Hime  Hime
    Aaaaa obrigada sz 19 Mai 2018 11:58:50
Bárbara Maria Bárbara Maria
Mulher do céu, que escrita, que coisa linda!!! Amei a delicadeza e beleza em tudo o que foi narrado! Eu amo Ereri demais, e ver algo tão bom assim logo nos primeiros momentos da manhã com certeza vai fazer meu dia melhor! Kkkk Parabéns pela fic, ficou maravilhosa! ❤
12 Mai 2018 06:05:27

  • Hime  Hime
    Ah, muito obrigada, de verdade! Fico feliz que seu dia já tenha começado bem, de alguma forma ahsahsa <3 12 Mai 2018 06:53:07
Crytter Crytter
Que lindo! Só queria dizer que sua mente foi tão longe para juntar Atack on Titan, Segunda Guerra e Rei Leão, que eu parei um segundo quando vi que era tudo isso junto de tão impressionada que fiquei. Sua história ficou maravilhosa e sua escrita é divida!
12 Mai 2018 06:05:21

  • Hime  Hime
    Ah cara, comecei a pensar no plot assim que vi o desafio, e meu primeiro passo foi a escolha dessa música. Mas por que a Segunda Guerra Mundial? Não sei, apenas pensei que esse tema como imagem de fundo para a fanfic daria algo interessante. Muito obrigada por ler! sz 12 Mai 2018 06:47:07
~