Mudanças no destino! Suivre l’histoire

botanybriefs Dara Luny

Chichi flagra Goku a traindo e por conta disso toma uma inesperada atitude, que mudará o seu destino. O que será que ela fará? Será que Goku se arrependerá do que fez?


Fanfiction Anime/Manga Interdit aux moins de 18 ans.

#universo-alternativo #traição #romance #drama #Goku-x-Marcarita #Chichi-x-Freeza #DBZ #dragon-ball-super #vemprocrack #crackship
Histoire courte
7
6.1k VUES
Terminé
temps de lecture
AA Partager

O mundo dá voltas!

-


Passou-se três anos desde o término do torneio dos doze universos, a Terra aparentava estar em paz, no entanto para Chichi nem tudo eram flores, pois desde que seu marido retornou do torneio, ele começou a agir estranho e isso estava deixando a morena muito desconfiada.


A ex-lutadora estava decidida a pegar seu marido no flagrante a qualquer custo, então resolveu aprender a camuflar o ki com seu filho mais velho, que achou de certa forma interessante ela querer aprender aquela técnica, não imaginando o real motivo por de trás daquele súbito interesse.


Atualmente fazia verão na região oeste, na montanha Paozu onde morava a família Son, as temperaturas naquele inicio de tarde estavam a cima dos trinta graus. Foi nesse dia ensolarado, que Chichi resolveu aparecer de surpresa no local onde seu esposo trabalhava guardando a produção agrícola, que tinha colhido aqueles últimos dias. De forma vagarosa, a morena se aproximou do celeiro, onde eles costumavam guardar o feno para o gado leiteiro e a colheita do período, assim como também o pequeno trator, que era usado para arar a terra.


Um pouco hesitante Chichi invadiu o celeiro, caminhou a passos lentos, foi quando ouviu alguns gemidos, isso a fez estreitar os olhos de imediato. Decidida continuou sua exploração pelo local, até encontrar Goku transando com uma sacerdotisa parecida com a irmã de Whis, mas não era ela. Escondida de forma astuta atrás dos sacos de feijão, a morena resolveu escutar o que eles falavam.


- Marcarita você me deixa louco! – Sussurrou o sayajin.


- Eu sei meu querido Goku – Replicou a anja antes de inverter as posições e ficar por cima do guerreiro, que gemeu.


- Isso, minha anjinha! Rebola gostoso, cavalga mais depressa – Ordenou o moreno, sendo prontamente atendido por sua amante que fechava os olhos e gemia alto.


Presenciando aquela sacanagem de seu marido, Chichi tentou segurar as lágrimas, mas em vão, elas molharam seu rosto. A indignação com aquela traição fez com que a mente da dona de casa trabalhasse a mil, afim de encontrar uma solução para aquele problema. Extremamente triste e um pouco trêmula, ela saiu do celeiro, sem ser vista e decidiu voltar para casa.


Enquanto isso, a nave do imperador do universo pousava aos arredores da onde Chichi caminhava naquele momento, sendo avistada por ela, que se aproximou reconhecendo de imediato de quem se tratava. De repente a porta da espaçonave abriu revelando Freeza que desceu acompanhado por mais três homens e se aproximou da mãe de Gohan, ao reconhecê-la.


- Você é a Chichi não é? A esposa de Goku? – Questionou sério.


- Sim, sou eu mesma. O que você deseja? Freeza? – Pediu atenciosa, pois ano passado ela e o marido tinham vendido sua produção agrícola a ele. Ainda se lembrava que tinha ficado com um pouco de medo dele.


- Eu desejo comprar mais grãos de vocês, meu estoque está quase terminando e não é bom para mim, já que tenho um número considerável de tripulação.


- Goku acabou de colher a safra de feijão e milho, o arroz nós temos algumas sacas ainda no estoque – Falou a morena.


- Ótimo! Podemos negociar na minha nave ou prefere na sua casa? – Indagou Freeza com um sorriso um tanto esquisito.


- Acho que na sua nave – Respondeu a mãe de Gohan ignorando o perigo.


- Então, me siga – Gesticulou o ex-vilão indo em direção a nave.


Nesse mesmo instante, Goku que estava até então interdito com Marcarita sente o ki de Freeza e rapidamente faz uma cara de preocupado, reação estranha que chamou a atenção da sacerdotisa, que estava de pé se vestindo.


- O que houve?


- Freeza está próximo daqui – Replicou o moreno se levantando da cama improvisada com feno, para pegar a roupa e se vestir.


- Ele é aquele vilão que ajudou você no torneio? – Inquiriu curiosa.


- Esse mesmo, não dá de se confiar totalmente nele, sempre é preciso ficar com o pé atrás – Confessou preocupado.


- Então vou deixar você ir lá falar com ele, já que está na hora de eu voltar ao meu universo – Murmurou Marcarita antes de prender o cabelo.


- Certo, então nos vemos semana que vem de novo?


- Sim, com certeza! No mesmo horário e local – Anuiu a sacerdotisa se aproximando e beijando o sayajin, que corresponde ávido.


- Vou sentir saudades – Confessou antes de se afastar da anja e ela seguir o seu caminho, o deixando sozinho.


Um pouco longe do celeiro, dentro da nave do imperador, Chichi conversava a sós com Freeza na suíte dele, que tinha uma pequena mesa de reuniões próxima a cama. A morena e o ex-vilão estavam acomodados no sofá de couro preto, que ficava ao lado da única janela do cômodo.


- Então, aceita me vender metade do seu estoque de feijão e milho? – Perguntou o lagarto ao mesmo tempo em que sorvia o vinho que estava numa taça.


- Mas claro, assim como algumas sacas de arroz também, se quiser – Gesticulou contente a mulher.


- Seria uma boa, quanto que vai custar tudo?


- Pelos meus cálculos meio por cima vai dar duas maletas com barras de ouro, já que da última vez negociamos assim.


- É justo! Negócio fechado – Declarou Freeza pegando a mão da morena para beijar.


- Preciso ir! – Balbuciou Chichi meio sem jeito se afastando do imperador, que sorriu ao ver o constrangimento dela.


- Mandarei meus homens amanhã ao celeiro pegar as coisas. Foi bom fazer negócios contigo.


- Certo! Goku estará esperando por eles – Murmurou a dona de casa, antes de sair da suíte e caminhar para fora da nave.


Algumas horas se passaram, após a negociação entre Chichi e Freeza, como já tinha anoitecido, a morena estava fazendo o jantar, porém não conseguia manter o foco no que estava fazendo, pois seus pensamentos estavam longe. Até Goku que era distraído notou a condição atípica da esposa, tanto que resolveu descobrir qual era o problema com ela.


- Como foi seu dia Chichi? Aconteceu alguma coisa especial?


- Foi bom, eu vendi algumas sacas de nossa produção para Freeza, amanhã durante a manhã ele enviará os seus soldados para pegar a mercadoria lá no celeiro – Revelou a mãe de Gohan.


- Você conversou com Freeza sozinha? – Pediu espantado.


- Sim, conversei. Por quê? – Retrucou incomodada a morena.


- Pensei que você tivesse medo do Freeza, pois ele é muito perigoso! Você deveria ter me chamado – Argumentou sério.


- Chamar você e interromper a sua diversão no celeiro? Acha que não vi você com aquela anja fazendo safadeza hoje de tarde? Nunca pensei que você fosse capaz de fazer uma coisa horrível dessas contra mim! Como pode me trair? – Vociferou irritada, ao mesmo tempo em que pegava a panela que estava no fogão e colocava na mesa de forma brusca.


- Mas eu não vi e nem senti você, como conseguiu se aproximar sem ser vista? – Pediu pensativo.


- Eu escondi o meu ki! O Gohan me ensinou como fazia, acho que aprendi bem rápido – Revelou cruzando os braços.


- Perdoe-me Chichi, não era minha intenção te fazer sofrer desse jeito – Declarou o moreno se levantando da cadeira, meio constrangido.


- Há quanto tempo vem se encontrando com ela? – Exigiu nervosa.


- Já faz alguns meses... – Murmurou com a cabeça baixa, não conseguindo encarar a esposa, que o fuzilava com os olhos.


- Você gosta dela? Por acaso a ama? – Perguntou temerosa.


- Não vou mentir para você Chichi! Eu gosto dela, mas ainda amo você.


- A partir hoje Goku vamos dar um tempo na nossa relação para reflexão e daqui um mês voltamos a conversar sobre isso. Nesse meio tempo você irá dormir no antigo quarto do Gohan – Sugeriu a dona de casa com o olhar triste.


- Eu acho que mereço essa punição, só lhe peço Chichi que não me abandone – Suplicou Goku segurando na mão da esposa, que a puxou bruscamente de seu carinhoso aperto.


- Pensarei no seu caso, agora coma o ensopado de carne e legumes que fiz, que vou ao escritório preencher o recibo de compra e venda para você dar amanhã para os homens de Freeza – Sussurrou a morena antes de sair da cozinha apressada.


- Como quiser...


Naquela noite, o sayajin não conseguiu dormir direito, pois o sentimento de culpa e vergonha o rondavam, o fazendo temer o pior com aquela descoberta, ainda não conseguia entender como podia ter sido tão descuidado. Enquanto isso, no quarto ao lado, Chichi não tirava Freeza da cabeça, sua gentileza com ela, no entanto a traição de seu marido também ocupava sua mente. Aquela seria uma dolorosa madrugada que passaria acordada pensando nos atuais problemas que seu casamento estava enfrentando.


No dia seguinte, Goku levantou-se cedo, tomou um banho demorado e desceu vagarosamente a escada, quando adentrou na cozinha, encontrou o café da manhã pronto na mesa e Chichi tomando um café.


- Bom dia! – Sussurrou o moreno se acomodando de frente a esposa.


- Bom dia Goku – Respondeu a dona de casa de forma automática.


- Quer ir junto comigo entregar a mercadoria?


- Não é preciso, confio em você, pelo menos nisso eu sei que você será sincero comigo – Cutucou a morena antes de mordiscar sua omelete.


O pai de Gohan apenas suspirou e resolveu comer e ignorar o comentário, pois não queria logo de manhã começar a brigar com sua esposa, que devia estar muito furiosa com ele, por isso estava sendo um pouco sarcástica.


Como sempre Goku devorou a comida dele numa velocidade impressionante, não demorando a se levantar e caminhar para fora da residência sem dizer nada, para em seguida voar rapidamente em direção ao celeiro.


Enquanto o sayajin se afastava de sua residência, certo alguém que estava escondido atrás de algumas árvores e moitas sorriu de canto. Já completamente seguro, Freeza caminhou até o sobrado, trazendo consigo em suas mãos uma pequena caixinha embrulhada em papel de presente. Um pouco em expectativa, tocou a campainha, aguardando que o atendessem.


Chichi tinha recém terminado de saborear seu café da manhã, quando de repente ouviu o som da campainha, de imediato se levantou e correu até a entrada da residência, curiosa para ver quem era. Ao abrir a porta, a morena teve uma surpresa, não esperava ver seu cliente lá.


- Oi Freeza! O que houve? Algum problema com a mercadoria? – Questionou um tanto preocupada.


- Oi Chichi. Não aconteceu nada com a mercadoria, só vim aqui vê-la antes de ir embora – Confessou o imperador, para a surpresa da dona de casa, que não esperava por aquilo, lhe deixando meio sem jeito e desconfiada.


- Pode entrar, gostaria de comer alguma coisa? Já tomou o café da manhã? – Gesticulou dando passagem para Freeza ingressar na residência para depois fechar a porta atrás deles.


- Gostaria de provar a sua comida, ouvi falar que é deliciosa – Respondeu bem humorado, seguindo a esposa de seu rival até a cozinha.


- Sente-se que vou fazer algumas panquecas recheadas com meu recheio especial – Ordenou a mãe de Gohan indo até o armário e pegando os ingredientes para fazer a comida.


- Nunca provei panquecas, mas deve ser bom.


- Sim, é! Acredito que você vai amar.


E assim Chichi preparou rapidamente o café da manhã de Freeza, o servindo logo em seguida, o ex-vilão devorou a comida da dona de casa com vontade e ainda repetiu diversas vezes.


- Está uma delicia! – Elogiou o imperador, antes de engolir o último pedaço de panqueca de seu prato.


- Fico feliz que tenha gostado – Sorriu faceira a mulher.


- Quase ia me esquecendo, isso é para você – Falou Freeza entregando para a consorte de Goku uma caixinha de presente, que foi pega com cuidado pela mulher.


- O que é isso? – Perguntou curiosa.


- Apenas um presente.... vamos abra!


Meio hesitante, a morena abriu o embrulho e depois a caixinha de veludo azul, ao ver o presente, ficou quase sem ar, não acreditava que Freeza estava lhe dando um colar de esmeraldas, que acompanhava um par de brincos com a mesma pedra. Ela não podia acreditar que tinha ganhado algo tão caro de uma pessoa que não era de sua intimidade, de imediato isso fez com que um sinal vermelho se ligasse em sua cabeça, pedindo cautela.


- Isso deve ter custado bastante dinheiro, não sei se devo aceitar, seria errado...


- Aceite, faço questão, você é uma bela mulher e deve ser cercada de tudo o que é belo. Tenho inveja do seu marido, ele é sortudo, deve te valorizar bastante – Confessou o ex-vilão.


- Goku não me respeita como eu gostaria e também não me valoriza, tanto que ontem tava me traindo com outra mulher – Desabafou a morena triste, ganhando um olhar chocado do imperador.


- Não acredito nisso, como Goku pode ser tão burro? Você é uma joia rara.


- Nem eu acredito. Obrigado pelo elogio – Murmurou um pouco rubra.


Freeza notou a fragilidade da morena, então tomado pelo desejo de possuí-la, arquitetou um plano para ficar a sós com ela, sorriu ao achar a estratégia prefeita, algo que ela dificilmente recusaria a fazer.


- Chichi, eu gostaria de lhe fazer um pedido, ficaria muito grato se você aceitasse – Fingiu um sorriso.


- Vamos! Fale logo, eu estou ficando curiosa.


- Você poderia passar quinze dias na minha nave para ensinar ao meu cozinheiro algumas de suas receitas? – Inquiriu em expectativa.


- Mas claro, eu adoraria, mas eu teria que viajar com você pelo espaço?


- Sim, ficaríamos esse tempo fora, mas logo voltaríamos.


- Tudo bem, seria uma ótima idéia, já que estou brigada com o Goku, seria um tempo para ele pensar nas coisas erradas que ele fez e teria que cuidar de Goten – Anuiu a dona de casa.


- Agora preciso ir, te pegarei no inicio da tarde!


- Estarei esperando! – Declarou Chichi acompanhando o ex-vilão até a saída de sua residência.


Após ficar sozinha em casa, a morena foi até o seu quarto e arrumou suas roupas em duas malas grandes e desceu com elas até a sala.


Goku não demorou a retornar para a sua residência, quando voltou de imediato percebeu as malas que estavam ao lado do sofá e ficou intrigado e pensativo. Então resolveu falar com sua esposa que estava na cozinha cozinhando alguma coisa no fogão, se aproximou dela rapidamente.


- Chichi, que malas são aquelas lá na sala de televisão?


- São minhas malas, vou viajar – Revelou a morena, ao mesmo tempo em que mexia o cozido que estava fazendo.


- Pra onde?


- Vou viajar com Freeza, ficarei quinze dias fora, irei ensinar o cozinheiro dele algumas de minhas receitas.


- O quê? Sério? Tem certeza? – Perguntou embasbacado o sayajin, não acreditando no que tinha ouvido.


- Sim, já fiz até as malas!


- É perigoso Chichi! Não vá! – Suplicou o moreno.


- Eu vou e pronto. Só dessa maneira conseguirei pensar sobre o nosso relacionamento. E tenho certeza que esses dias que vou ficar fora farão bem a você também, você terá tempo para pensar bastante sobre as coisas erradas que fez e se quer realmente que continuemos juntos – Sussurrou a dona de casa.


- Chichi, não fale desse jeito. Eu te amo! Eu só cometi um erro.


- Quer dizer vários erros, pois você dormiu com aquela sacerdotisa diversas vezes e não apenas uma. Isso para mim não é apenas um erro – Retrucou enfurecida.


- Mas eu me arrependo, poxa vida Chichi! Perdoe-me!


- Preciso desse tempo para pensar, vai ser melhor assim.


- Você que sabe... – Anuiu chateado o moreno antes de se teletransportar para a casa de Bulma, na sala de gravidade, para falar com Vegeta.


Chichi ao ver o marido desaparecer apenas meneou a cabeça de forma negativa, chateada com a presunção do sayajin em achar que ela iria perdoá-lo tão facilmente assim, depois daquele grande deslize que ele cometeu.


Aquela manhã não demorou a passar, quando a morena viu já se aproximava de meio dia, então comeu rapidamente, deixando um pouco de comida na geladeira caso Goku voltasse para casa e não estivesse mais lá. Ela sabia que ele estava aborrecido por conta da discussão que eles tiveram, mas não voltaria atrás em sua decisão. Chichi ainda sentia-se angustiada com aquela situação que estava vivendo.


De repente os devaneios da morena, foram interrompidos pelo barulho da campainha, apressada correu até a porta e a abriu, dando de cara com o rival de seu marido.


- Vim te buscar, já está pronta?


- Sim, eu estou! Só vou pegar minhas malas – Replicou a dona de casa, se agachando e carregando sua bagagem, até que se lembrou que podia encapsulá-las e foi o que fez, ficando com apenas duas cápsulas na mão, na qual guardou em sua bolsa.


- Essa invenção é maravilhosa não é? Eu guardo várias coisas do meu arsenal em algumas delas – Confessou Freeza dando passagem para a morena.


- Concordo, essa invenção é muito útil – Anuiu a mãe de Gohan fechando a porta.


- Acho melhor irmos voando, será mais rápido – Sugeriu Freeza com segundas intenções, pois sabia que a mulher não voava.


- Mas eu não consigo voar – Revelou Chichi envergonhada.


- Não tem problema, eu te levo! – Declarou o ex-vilão antes de pegar a mulher nos braços, sem ela esperar e sair voando em direção a nave, não demorou muito para o par adentrar na espaçonave, que logo partiu e rumo ao espaço.


Chichi ficou um pouco incomodada ao ser carregada por Freeza, aquela proximidade com ele a fez sentir uma coisa diferente, um arrepio, uma eletricidade que percorreu todo o seu corpo. Ao chegar à nave, Chichi foi conduzida até uma luxuosa suíte de hóspedes que ficava ao lado da cabine do rival de seu marido. Acomodou-se rapidamente na cabine e na janela do cômodo pode ver à hora em que a espaçonave se distanciava da terra, com o coração apertado suspirou.


A estadia de Chichi na nave foi como o esperado pela morena, que no dia seguinte foi apresentada ao chefe de cozinha do imperador, que ficou maravilhado com suas receitas e como tudo ficava muito bom.


Nos primeiros dez dias, a mãe de Gohan passou a maior parte do tempo com o cozinheiro conversando, trocando receitas e cozinhando. Geralmente no final do expediente, Freeza vinha até Chichi e a levava até sua cabine, onde os dois conversavam, jantavam e tomavam um vinho.


No tempo em que ficaram juntos conversando, Chichi e Freeza começaram a desenvolver sem notar, um sentimento de carinho e cumplicidade um pelo outro, que era mais do que amizade, quem primeiro percebeu que sentia algo diferente, foi Chichi, que se apavorou, se achando um tanto maluca.


Freeza que antes apenas sentia uma atração sexual pela morena, se deu conta que estava apaixonado por ela, pois sempre pensava nela, mesmo em suas reuniões estratégicas.


Quando faltavam apenas dois dias para Chichi retornar a Terra, ela já se sentia apreensiva e um tanto triste, porque não sabia como agüentaria ficar longe da maravilhosa companhia de Freeza. Naquele dia em especial, ela veio mais cedo da cozinha e resolveu se arrumar melhor para o encontro que teria mais tarde com seu amigo colorido.


Nesse mesmo instante, o eterno rival de Goku analisava se as arrumadeiras tinham limpado o quarto de forma decente e se a comida que ele pediu estava de acordo com a ocasião especial, pois tinha decidido mais cedo que tomaria Chichi em seus braços logo após o jantar, porque o tempo de convivência entre os dois estava acabando, e logo ela voltaria para a Terra. Um pouco distraído com seus pensamentos, Freeza voltou a realidade quando ouviu o som do interfone, que logo atendeu.


- Freeza, eu posso entrar?


- Mas claro Chichi! – Replicou o imperador apertando um botão a sua esquerda, dando passagem para a morena.


- Desculpe vir mais cedo hoje – Murmurou ingressando no local, antes da porta fechar.


- Não precisa se desculpar, até porque já faz meio hora que trouxeram nosso jantar, parece que adivinharam que você viria mais cedo.


- É verdade! – Anuiu Chichi ao mesmo tempo em que foi até o barzinho e pegou uma taça de vinho tinto para tomar, sendo seguida por seu anfitrião.


- Esse vestido azul ficou bonito em você! – Elogiou o ex-vilão olhando para o decote generoso do vestido da dona de casa, que ficou envergonhada ao perceber para onde ele olhava.


- Obrigada! Como foi o seu dia hoje? – Perguntou a morena se sentando no sofá, sendo seguida por Freeza que se acomodou ao lado dela.


- Foi tedioso, não via a hora de vir e conversar com você.


- Também gosto de nossas conversas, quando eu voltar para a Terra sentirei sua falta – Confessou Chichi, para a alegria do imperador, que sorriu.


- Sabe... por mim você ficaria morando permanentemente aqui na nave junto comigo. Não sei se quero que você vá – Declarou sincero, antes de pegar as mãos da morena e beijar.


- Eu bem que queria ficar, pois aqui é maravilhoso, mas tenho minha família na Terra, sinto falta dos meus filhos – Sussurrou fechando os olhos.


- Então, já que você vai voltar para o seu planeta, permita-se deixar levar pelos seus sentimentos, viva esse momento – Murmurou Freeza puxando Chichi para o colo dele, para depois beijá-la com sofreguidão.


No momento em que a mãe de Gohan sentiu os lábios de seu anfitrião, ficou indecisa por um instante, se retribuía ou não, mas no final correspondeu com a mesma intensidade. Aquela experiência estava sendo única para ela, que nunca traiu seu marido na vida e nem se interessou por outra pessoa.


- Jamais pensei que você beijasse tão bem – Segredou Chichi recuperando o fôlego.


- Você se surpreenderia com o que posso fazer na cama, sou um ótimo amante – Vangloriou-se o imperador acariciando a perna da mulher.


- Então me mostre – Pediu a dona de casa antes de abrir o zíper do vestido e tirá-lo ficando apenas de calcinha de renda preta, arrancando um suspiro do ex-vilão.


- Você é linda, vou te devorar todinha. Eu lhe darei tanto prazer, que você não vai agüentar – Revelou Freeza antes de se levantar e puxar a morena para mais um beijo, ao mesmo tempo em que a conduzia até a cama.


E assim, Chichi se entregou nos braços do rival do marido e experimentou uma experiência um tanto diferente, que iria se lembrar para o resto da vida. Não fazia idéia que Freeza poderia ser um amante tão carinhoso e dedicado. O casal se entregou aquele ato libidinoso por várias horas, só pararam quando ambos estavam exaustos e adormeceram.


Após quase quinze horas dormindo por estar extremamente esgotada, Chichi foi acordada por seu amante, que lhe beijou.


- Faltam poucas horas para chegarmos ao seu planeta, queria que você soubesse para se arrumar, claro se ainda quiser ir – Falou o imperador.


- Se não fosse por meus filhos, eu ficava contigo – Confessou se espreguiçando.


- Então fique aqui! Que prometo te levar para visitá-los de três em três meses – Sugeriu o ex-vilão se levantando da cama.


- Essa proposta é tentadora demais! Será que você me daria um tempo para pensar?


- Mas é claro que dou! Eu te darei exatamente três meses para pensar, assim quando voltar para te ver, eu já aproveito para comprar mais alimento para a população da nave.


- Obrigado! Vamos aproveitar mais um pouquinho, que tal um banho juntos? – Perguntou Chichi se levantando da cama e pegando na mão de seu amante que a olhou um tanto malicioso.


- Com certeza – Anuiu antes ingressar no toalete junto com a morena.


Enquanto isso, na Terra, Goku estava em casa deitado no sofá assistindo televisão. Um pouco sonolento, o moreno olhou pela janela e percebeu que a noite já começava a se manifestar no horizonte, suspirou pensando em sua esposa, que ela já deveria estar a caminho de casa.


Mais algumas horas se passaram e finalmente a nave de Freeza aterrissou próxima a residência de Chichi, que foi recepcionada pelo marido quando desceu sozinha a rampa da espaçonave.


- Chichi, que saudades de você! – Murmurou Goku antes de abraçar sua consorte, que ficou sem jeito.


- De mim? Você quer dizer saudade da minha comida! – Rebateu se desvencilhando do marido e caminhando por uma trilha que levava até sua casa.


- Como foi a viagem?


- Maravilhosa! Preciso fazer mais viagens como estas – Desabafou a dona de casa enquanto ingressava na residência.


- Que bom! Conseguiu pensar sobre a gente? – Inquiriu o sayajin.


- Goku, amanhã nós conversamos! Agora vou deitar e dormir, pois estou exausta.


- Tudo bem, até amanhã! Tenha uma boa noite.


- Obrigado, igualmente! – Falou a morena antes de seguir até o quarto.


Quando Chichi invadiu seu dormitório, de imediato se jogou na cama e fechou os olhos se lembrando de tudo o que viveu com Freeza, suspirou por um momento e depois sorriu feliz, pois estava decidida a repetir aquela loucura mais uma vez.


-

Fim

-

23 Avril 2018 03:26:02 7 Rapport Incorporer 7
La fin

A propos de l’auteur

Commentez quelque chose

Publier!
Aniram Sairaf Aniram Sairaf
Aqui se faz, aqui se paga! O Goku já leva fama de burro ainda faz isso com a Chichi foi um castigo muito merecido, pegou seu pior inimigo. Amei as descrições a narrativa a fic tá linda Amei o capítulo gata 🥰🥰🥰🥰🥰🥰🥰🥰🥰🥰🥰🥰🥰🥰🥰
5 Août 2019 21:35:40
Aniram Sairaf Aniram Sairaf
Aqui se faz, aqui se paga! O Goku já leva fama de burro ainda faz isso com a Chichi foi um castigo muito merecido, pegou seu pior inimigo. Amei as descrições a narrativa a fic tá linda Amei o capítulo gata 🥰🥰🥰🥰🥰🥰🥰🥰🥰🥰🥰🥰🥰🥰🥰
5 Août 2019 21:35:37
Karimy Lubarino Karimy Lubarino
Esta história é simplesmente perfeita. Eu adorei o jeito que tudo aconteceu entre ela e Freeza e também a forma que eixou o final em aberto. Sua escrita é muito boa e os erros encontrados não atrapalham a leitura, mas gostaria de aconselhá-la a pôr vírgulas nos vocativos; eles não fazem parte da oração, portanto isso é de suma importância. Mas, como disse, a história está incrível e os poucos erros não atrapalham a leitura. Bjs!
13 Mars 2019 14:23:09
Camy <3 Camy <3
Olááá! Nossa, faz muito tempo que eu não me envolvo com o fandom de Dragon Ball! Sério, a última vez que eu assisti acho que foi no SBT! Me senti nostálgica lendo os nomes do Gohan, o Goten, a Chichi, O Goku... Até do Freeza eu me lembro um pouco, ahhahaha. Obrigada por participar do desafio! A sua história ficou bem longa, você se empolgou escrevendo vários momentos e isso é muito bacana porque nós queríamos esse envolvimento de vocês autores, sabe? Eu tô muuuito feliz por você ter escrito esta fanfic! Eu só senti que os personagens não estavam muito convincentes. Acho que você ficou com pouco tempo ou algo parecido, porque faltou desenvolvimento na sua história. A própria cena da briga do Goku com a Chichi: faltou um pouco mais de emoção, sabe? Alguns parágrafos a mais sobre o ódio dela e talvez até um pouco de angst (haha, eu sou a louca do angst, desculpa!). Mas eu gostei da ideia e da sua iniciativa, é muito bom ver o quanto você se empolgou ao escrever. A história está bastante bacana, mas você poderia investir um pouco mias na hora de revisar. Quando é você mesmo quem corrige, alguma coisa sempre passa batido. Mas eu gostei bastante mesmo da história e espero te ver em mais desafios por aí ;)
10 Mai 2018 18:01:47
Ocarina Ocarina
Quando vi o shipp no desafio #vemprocrack pensei logo em correr pra ler a história. Não sabia o que pensar de um relacionamento Chichi x Freeza e a verdade é que eu ri um bocado nessa fic. Consigo visualizá-la num universo paralelo de Dragon Ball, onde Freeza não detesta humanos e Goku sabe o que é sexo, ou pior...ele trabalha sem reclamar! hahaha Bom, parabéns pela coragem de partir pra um shipp tão inusitado! O final até deixou a vontade por uma continuação. Beijos!
24 Avril 2018 17:34:18
Megan W. Logan Megan W. Logan
Adorei a história! Muito perfeita! Que casal pra lá de inusitado! A história foi bem envolvente, fiquei com gostinho de quero mais! Beijos!
23 Avril 2018 13:39:45
Diana  Borges Diana Borges
minha amada amiga, adorei a fic, queria mais, lia e nem senti passar, ficou ótima a historia , beijos
22 Avril 2018 22:47:11
~