You're my sunshine Suivre l’histoire

juuhwalker Juuh Walker

Sasuke secou as lágrimas dos olhos e encarou Naruto, os fios loiros rebeldes se moviam uniformemente, dando a impressão de brilharem ao serem tocados pelos raios solares. Parte do belo rosto do ex-Capitão era iluminado, entretanto, para Sasuke, Naruto era o próprio Sol. | SNS | UA ARMY | part.II de I saw him standing there | art da capa: Pixiv ID: 63348996


Fanfiction Anime/Manga Déconseillé aux moins de 13 ans.

#ProjetoLory2018 #naruto #naruto-sasuke #yaoi #drama #UaArmy #universo-alternativo #romance #shonen-ai #sns #snschurch #fanficsotaconda
Histoire courte
21
7.0k VUES
Terminé
temps de lecture
AA Partager

Sol


Notas do Autor:

Heeyy pessoas! Aqui vai mais uma das minhas filhas hehehehe

Essa em especial é uma part.II de I saw him que postei mais cedo x)

E assim como espero que tenham gostado dela, espero que gostem dessa tbm xD

Graças a uma brincadeira muito legal que a Luray fez lá na Igreja, saiu essa fic que é um pequeno spin-off de um outra fic minha que estarei linkando nas notas finais


Enjoy~


-----------------


Sasuke suspirou forte quando sentiu o vento gelado no rosto.


Sua mão puxou mais o corpo a frente, sentindo seus dedos se entrelaçam com outros dedos da outra mão que ele conhecia bem.


Naruto e Sasuke estavam de frente um para o outro, as pernas do moreno estavam dobradas enquanto as de Naruto o circulava com as suas, quase a sentar no colo do loiro, os fios negros despendidas um pouco mais abaixo da nuca e se moviam uniformemente no ritmo das rajadas de vento. Usando apenas uma calça de moletom e uma camiseta, o cardigã azul escuro balançava a cada vez que o vento vindo do oceano batia em seus rostos junto com o mormaço, o fazendo lembrar não passou protetor solar.


Ambos estavam sentado na divisa da areia morna da praia com as pedras que faziam a calçada larga. As testas coladas e as respirações em sincronia.


Aquele amanhecer estava frio, os ventos vindo do horizonte estavam agressivos formando ondas que se quebravam cada vez que se aproximavam da maré, o sol nascia ao longe, trazendo seus raios solares e apesar de Sasuke ter leves tremedeiras por ainda estar de pijama, não se atreveu a se mexer.


Naruto vestia apenas uma blusa 3/4 e uma calça moletom, esquecendo de vestir uma blusa pela pressa que tinha de levar o moreno até o mar.


O som oceânico o acalmava, apesar de ser violento, o vento trazia o frio e arrepios e longos suspiros. O sol, ah o sol, ele trazia a quentura que ambos precisavam naquele momento. Os envolvendo em um manto protetor.


Sasuke abriu os olhos para observar o marido e soube que o loiro teve a mesma ideia, já que as orbes azuis procuram seus olhos.


“Como está se sentindo?”


A pergunta foi feita em tom baixo, quase um sussurro.


“Melhor.”


O timbre rouco saiu por seus lábios e a resposta agradou o loiro que suspirou forte e sorriu de canto. Sasuke notou as olheiras abaixo dos belos olhos azuis, resultado de algumas noites mal dormidas. Ele não consegue dormir depois daquela noite.


Sasuke havia superado a Síndrome de Membro de Fantasma graças a algumas sessões de terapias e bastante diálogo trocado entre ambos.


Aquela noite começou pouco tempo depois de Sasuke confessar os problemas que tinha pela falta do membro esquerdo. Pesadelos o assolaram e o moreno acordava entre suores frios e engasgando no próprio ar.


O diagnóstico para TEPT¹ então foi feito e ambos se viram com outro problemas em mãos.


Sasuke não escondeu o que tinha e aceitou ajuda. Naruto se sente impotente, como se pudesse apenas assistir enquanto me afogo.


O loiro se afastou do trabalho com a desculpa de querer ficar mais tempo em casa, mas Sasuke sabia que era apenas uma desculpa para que o outro pudesse ficar de olho em si, querendo prever que não teria outro episódio parecido ou pior. E mesmo não reclamando quanto a isso, não pode negar que precisava de Naruto, ainda mais quando Menma havia presenciado uma de seus episódios.


Naquela madrugada o ex-Tenente acordou agitado e sem ar, Naruto só teve tempo de ligar para Sakura ficar com o filho enquanto levava o moreno a praia. No deserto não havia marés, apenas o sol escaldante.


“Se eu estivesse no seu lugar, ia querer ver o mar também. Saber que não estamos mais naquele lugar ia me ajudar a me acalmar.”


Foi a resposta dada quando Sasuke perguntou como ele sabia que o som do mar o acalmaria. Ele me conhece tão bem.


Logo após a primeira crise, Menma teve a brilhante ideia de se mudaram para praia logo após ambos sentaram e terem uma longa conversa com o menino de 7 anos.


“Já que o Papa é curado pelo mar, nós poderíamos se mudar pra praia, assim o Papa ficaria curado mais rápido!”


Sasuke era levado quase sempre a praia até quando não havia episódios, ambos apenas passeavam descalço pela areia enquanto viam o filho pequeno mais a frente segurando quase sempre um balde pra guardar as conchas que passou a colecionar.


“Quer entrar?” a pergunta foi feita com zelo, os dedos acariciavam sua mão em um mudo gesto de que dizia estar bem melhor.


Naruto acenou com a cabeça, afastou a testa e puxou Sasuke para mais perto, terminando de colar os corpos e o abraçando apertado. O rosto bronzeado afundou-se em seu peito e a rajada fria o fez arrepiar, Sasuke passou o braço em volta das costas do marido.


“Você vai pegar um resfriado, Dobe.”


Sasuke fez questão de afastar o loiro delicadamente, Naruto resmungou e se endireitou, ainda de olhos fechados. A boca se abriu ao máximo e bocejar foi inevitável, o rosto balançou tentando afastar o sono, tal como um animal selvagem que acabará de acordar.


O moreno o acompanhou logo depois, e ao contrário do loiro, Sasuke tapou a boca com a mão e fechou os olhos, ouvindo uma risada.


“Você fica tão fofo bocejando, Sas.” disse, sorrindo largo.


“Calado.” resmungou, colocando a mão no rosto de Naruto.


O loiro riu e tirou a mão de seu rosto, mas não parou de rir.


Sasuke secou as lágrimas dos olhos e encarou Naruto, os fios loiros rebeldes se moviam uniformemente, dando a impressão de brilharem ao serem tocados pelos raios solares.


Parte do belo rosto do ex-Capitão era iluminado, entretanto, para Sasuke, Naruto era o 

próprio Sol.


Fim.


-----------------------


Notas Finais:

¹ - Transtorno de Estresse Pós-Traumático


Link da part.I:

Nyah: https://fanfiction.com.br/historia/744253/I_saw_him_standing_there/

Ink: https://getinkspired.com/pt/story/33995/i-saw-him-standing-there/

Watt: https://www.wattpad.com/544573011-i-saw-him-standing-there-%C3%BAnico

SS: https://www.spiritfanfiction.com/historia/i-saw-him-standing-there-10504286


Heeyyyy, então, o que acharam? :)

8 Mars 2018 02:16:40 3 Rapport Incorporer 9
La fin

A propos de l’auteur

Juuh Walker Olá! Seja bem-vindo ao meu mundo! Pegue sua pipoca, seu óculos de leitura, fones de ouvido e um cobertor quentinho ou um ventilador se estiver no verão e, por vias das duvidas, um cinto de segurança! ~Enjoy Você também pode me encontrar em outras plataformas assim como minhas fics o/ Ink: https://getinkspired.com/pt/u/juuhwalker Nyah: https://fanfiction.com.br/u/138682 SpiritSocial: https://www.spiritfanfiction.com/perfil/noririn Sweek: https://sweek.com/profile/660116/74088

Commentez quelque chose

Publier!
Anne Liberton Anne Liberton
Olá! Eu tô tão feliz que só peguei umas fics lindas pra ler huauhaa cê trabalhou um assunto bastante sério na história e eu achei que ficou bem legal a abordagem ♥ Não sei se encaixa no canon a questão do membro fantasma nem sei muito sobre a síndrome, mas achei bem interessante. Vou pesquisar mais sobre isso depois. Que bom que o Sasuke tem o Naruto pra ajudar ele a seguir em frente e superar. E que bom também que procurou ajuda ♥ Tem só uns detalhes na história que você poderia dar uma olhada depois, se quiser, para dar uma polida nela. Tem algumas frases que estão unidas por vírgula, mas que deveriam vir separadas por ponto por se tratarem de assuntos diferentes. Um exemplo: "... cada vez que se aproximavam da maré, o sol nascia ao longe". A frase do sol é outro assunto. Tem também umas em que ocorre o contrário, como em: "ele trazia quentura para ambos naquele momento. Os envolvendo..." Essa frase do "os envolvendo" tem que vir junto, porque frases com verbo só no gerúndio não têm sentido sozinhas. Outro detalhe é frase começando com pronome oblíquo (como o "os" do "os envolvendo" ali). Não se inicia frase só com eles. Você deve usar ênclise nesses casos. Ex: Fala-se em divórcio (em vez de "se fala em divórcio). Também seria bom ver o diálogo. Você usou aspas, mas ainda tem umas regras de pontuação pra seguir, como colocar vírgula quando vier um verbo de fala depois (ex: resmungar), ou letra maiúscula quando não vier. Ex: "Eu não sei", ele resmungou. (verbo de fala) >> "Eu não sei." Ele fez cara feia. (sem verbo de fala). No mais, a história está ótima! Até mais! #TheAuthorsCup #TheGrammarN_zi
15 Juillet 2019 16:26:16
Mandy Mandy
AI MEU CORAÇÃO CARALHO EU TO MUITO FORA DE MIM COMO ASSIM EU COMECEI PELO SPIN-OFF E AGORA TÔ DESESPERADA ATRÁS DA LONG? JULIANA ME SEGURA QUE EU VOU DESFALECER
23 Mai 2018 10:52:20
Marcia Castro Marcia Castro
Adorei a continuação... Parabéns.
8 Mars 2018 01:06:00
~