wsilva52 Wendel Silva

Confira um pouco sobre a lenda da mais famosa arvore, a Ygdrasill, um lugar repleto de encanto e misterio. Acompanhe este incrivel conto e descubra mais sobre um dos elementos mais importantes da mitologia nordica e dos mitos como um todo.


Histoire courte Tout public.

#ragnarok #thor #mitologia #lenda #arvore #lendas #odin #nordicos #mitos
Histoire courte
0
1.0mille VUES
Terminé
temps de lecture
AA Partager

Onde Tudo se Encontra

Arrisco dizer que este foi o conto mais difícil de escrever. Conseguir encaixar algo tão complexo em um mundo como este é uma missão complicada, mas creio ter feito isso da melhor forma; afinal, tudo está interligado através da mesma raiz que sustenta este e todos os outros mundos conhecidos/não conhecido.

Não se sabe ao certo como ela surgiu ou onde, mas sabe-se que é a mais bela e perfeita de todas as árvores. E também a mais extensa. Sendo assim, a maior que existe ou já existiu.

Contam os antigos nórdicos, em suas lendas sobre os nove mundos, que é claro são apenas alguns poucos em meio a milhares. Conta-se que a Yggdrasill é tão grande que fincou suas raízes em três mundos que a nutrem em três poços.

A primeira das raízes, sendo a mais profunda delas, encontra-se em Nilfhein, o reino da névoa. Está situado acima da fonte Hvergelmir, que é o nível mais inferior da Yggdrasil; um mundo que também está ao lado de Hell e Muspelhein. Reino dos Nibelungos. É neste mundo que a grande árvore tem sua origem, mas a forma de como ela nasceu é sem dúvida um dos grandes mistérios.

Alguns até chegam a acreditar que a árvore é o eixo do mundo, estando lá no momento da criação de todas as coisas; mas há um detalhe mais importante. Suas raízes possuem tamanha energia que servem como uma fonte de vida a outros mundos, onde seus galhos servem como pontes, uma forma de transitar entre os reinos.

Mas ninguém discorda que ela é majestosa, representa todo o cosmos, sendo o eixo que sustenta todas as coisas.

Sua segunda raiz se estende pelos domínios dos gigantes de gelo, Jotunhein. Até chegar ao poço de Mímir, Mímisbrunnr.

Além das belezas de suas raízes, de toda sua importância na sustância dos cosmos e dos mundos. É sábio dizer que as lendas citam que a árvore guarda as respostas das grandes perguntas da humanidade em seus frutos. Mas não pense que é fácil obter algum desses frutos, já que são protegidos pelas Valquírias.

Conta-se também que uma grande águia habita os galhos mais altos da Yggdrasill, um ser que sabe muitas coisas. Há também um gavião, que passa todos os dias empoleirado entre os olhos da águia.

Ora, estes não são os únicos vivendo entre seus galhos. Ratatosk é um esquilo que se acredita viver na árvore. É responsável por levar mensagens e insultos de Nidhogg, o horrendo devorador de cadáveres, para a águia e vice-versa. Mas por pura diversão, o esquilo mente para os dois apenas para enraivecê-los.

Há também quem diz haver quatro cervos pastando entre os enormes galhos da majestosa árvore, devorando seu tronco e sua folhagem; assim como também há inúmeras cobras na base da árvore, mordiscando as raízes.

Foi nessa mesma árvore que contam sobre a vez em que Odin se enforcou, oferecendo a si mesmo como sacrifício na sua busca pelo conhecimento. Fez assim da Yggdrasill uma forca, tornando-se o deus da forca.

Já lhes disse que através da árvore é possível transitar entre os mundos, graças a isso existe a ponte arco-íris, a famosa Bifrost. Da qual apenas os deuses conseguem viajar, já que qualquer outro que tentasse teria os pés queimados; tudo para evitar a chegada até Asgard.

Mas tudo isso é possível, graças a localização da terceira e última raiz da Yggdrasill. Está na residência dos Aesir, o reino de Asgard. Reúnem-se ali no conselho, e também se reunirão pouco antes de partirem para a última batalha, o Ragnarok. (O Ragnarok será um assunto futuro)

A raiz é sustentada por Urd, um poço cuidado pelas Nornas. As três irmãs, jovens e sábias (parece até com outro conto, não é?) cuidam do poço, certificando-se de que as raízes estejam sempre cobertas de lama e bem cuidadas.

O poço de Urd leva esse nome graças a seu dono, que obviamente possuí o mesmo. Ele é o nosso passado, é a sorte e o destino. Também há Verdandi, cujo nome significa “ser”, a quem pertence o presente; e Skuld, que significa “o que está por vir”, cujo domínio é o futuro.

Logo a baixo deles vem as Nornas, que decidem o que acontece em nossas vidas; elas são muitas, não apenas três, havendo também Nornas gigantes e elfas, anãs e Vanir, boas e más. Elas decidem qual será nosso destino, seja uma vida boa ou difícil.

É incrível o tanto de conhecimento e mistérios que uma única árvore pode oferecer, mas é claro que resumi bastante este assunto. Trazendo de formas simples e objetivas, cada vez mais sustentando a curiosidade e a busca por mais saber.

Tudo está conectado pelas raízes e pelos galhos, uma infinitude de ramificações a partir de uma única semente. Um único grão que evoluiu e se expandiu além do cosmos, sustentando-se e alimentando-se das fontes de cada um dos mundos onde as raízes se encontram.

E é ali no poço de Urd, onde as Nornas moldam nosso destino. O que significa que até mesmo nossas próprias vidas estão interligadas pela Yggdrasill, uma fonte de conhecimento e poder, a sustentação dos cosmos.

As raízes da Yggdrasill.

13 Juillet 2022 15:28:44 0 Rapport Incorporer Suivre l’histoire
0
La fin

A propos de l’auteur

Wendel Silva Wendel Silva, escritor e professor de História e Literatura. Sou um cara simples, apenas buscando uma forma de contar minhas histórias e talvez fazer a diferença. Já tenho livros publicados, mas os contos são as raizes para grandes sagas. Neste perfil, escreverei apenas contos simples.

Commentez quelque chose

Publier!
Il n’y a aucun commentaire pour le moment. Soyez le premier à donner votre avis!
~