nancy-scarlett1565632961 Nancy Scarlett-Hayalla

Esta obra faz parte de um projeto do grupo Em Um Mês Um Conto, cuja meta é um conto de ficção científica inédito e dividido em três partes durante este mês! Um cavaleiro, cego pela ambição, faz de tudo para alcançar os seus objetivos... até mesmo trair o seu grande amor, a alquimista.


Fantaisie Médiévale Déconseillé aux moins de 13 ans.
1
2.9mille VUES
Terminé
temps de lecture
AA Partager

Parte 1

A Taverna do Bosque era o lugar mais animado de todo o Reino de Woodstock. Estava sempre lotada e recebia gente de vários cantos do reino que passavam pelas redondezas em busca de um local para passar a noite e degustar um bom hidromel, comer algo assado da lareira ou apenas tomar uma sopa.

Era também o local onde todas as histórias se encontravam. Negociações, tratados de paz e celebrações já aconteceram ali, assim como histórias de término de relacionamentos, perdas de riquezas, propriedades e entes queridos. Infelizmente também era ponto de encontro de ladrões, mercenários e assassinos que combinavam os seus golpes e faziam os seus acordos.

E quem sempre era a testemunha de todas essas histórias era a bela Mariah, a dona da taverna. Não havia nada que ela não soubesse. Sempre ouvia o desabafo de quem buscava consolo em um copo de cerveja. Até mesmo a nobreza adorava as suas guloseimas. E graças ao seu talento na cozinha, já recebera diversos pedidos de casamento de lordes, príncipes e reis.

Mariah era muito linda. As vezes isto era um problema, pois sempre tinha algum engraçadinho querendo corteja-la. Passava o dia inteiro ouvindo cantadas, algumas valiam a pena e outras davam pena. O problema era quando alguém passava do limite.

Sim, a sua taverna também já foi palco de várias brigas e muitas eram por sua causa. Já perdeu a conta de quantas vezes teve de expulsar os encrenqueiros. E também já escutou coisa que não deveria saber sobre invasões de territórios, roubos ou pegar alguém em alguma emboscada.

Nestes casos, ela sempre prepara uma bebida especial para estes clientes especiais e por conta da casa. E no dia seguinte, ninguém lembrava do que iria fazer.

E sabem o porquê? Porque Mariah era uma alquimista.

A alquimia é uma ciência oculta e condenada pela igreja e está na sua família há várias gerações. E circulava por todo o reino as mais temidas histórias de bruxas. Foi até criada a Ordem dos Cavaleiros Templários na intenção de extermina-las.

Muitos destes cavaleiros já passaram por sua taverna. A sorte era que os seus petiscos eram muito bons e não notavam o fato dela morar sozinha. E um dos fatos que "denunciavam" as bruxas eram as mulheres que moravam sozinhas. Para disfarçar, ela sempre dizia que o pai foi caçar ou então foi ajudar a mãe com a colheita. E graças a Deus acreditavam.

Já aconteceu de bruxas e alquimistas passarem por ali para uma refeição ou um abrigo. Ela não contava nada para protegê-los e vice-versa. Também já aconteceu de esconder algum pobre coitado perseguido pela Inquisição. Seus fieis empregados também a ajudavam.

Era por isso que ela fazia de tudo para manter a salvo o seu segredo. A Taverna do Bosque fica no meio no bosque tomado por uma densa e estranha neblina. O fenômeno era obra dela. Às vezes ela prepara uma certa mistura com ervas e substâncias químicas e jogava na chaminé. Com a ajuda do fogo, a mistura vira fumaça, subia pela chaminé e se espalha por todo o bosque.

E o único que sabia de seu segredo era o seu melhor amigo, Edward.

Ele é servo de um senhor feudal que frequenta a Taverna do Bosque e sempre sonhou em ser um cavaleiro. Mas não um cavaleiro qualquer. Queria se tornar um cavaleiro lendário, cujo o nome entraria para a história.

Mas infelizmente não tinha recursos para tal feito. Primeiro, ele não era "bem-nascido", ou seja, não pertencia a nenhuma família da nobreza, então não era digno de estudar a arte da cavalaria. E os estudos eram muitos caros para serem pagos.

Edward tinha apenas a Mariah como amiga. Quando era lhe permitido, as vezes ia visita-la em sua taverna com o seu senhor. Mas na maioria das vezes, preferia ir sozinho. A ajudava em seus afazeres na taverna ou ia apenas para conversar, apenas para desfrutar de sua bela companhia.

Sempre que ia visita-la, atravessava o imenso bosque. Era a única pessoa que realmente gostava dele, mesmo sendo um humilde servo. Ele acha estranho o fato dela morar sozinha naquela taverna no meio do nada. Conversaram sobre isto:

_ Meus pais faleceram e desde cedo, me ensinaram a ser independente.

_ Mas você não fica com medo?

_ Não. Adoro o silencio e o meu trabalho. Acabo conhecendo gente de vários cantos do mundo.

_ Mas e se aparecer alguém mal-intencionado? Sabe, você é apenas uma moça.

_ Qual o problema? _ Perguntou ofendida. Ela era muito diferente das outras meninas que Edward conhecia. Conversava com ele e com todos os clientes da taverna sem se intimidar. Desde que a conhece, sabia o quanto ela era especial. Era a única pessoa que o incentivava a seguir seus sonhos. Tentou-se corrigir:

_ Eu não vejo problema nenhum, mas e os outros que aparecem por aqui?

_ Está tudo bem, eu sei me virar.

_ Eu sei que sabe, mas é porque me importo com você. Quando eu for cavaleiro, não precisará mais ficar sozinha, pois irei desposa-la.

Mariah prezava muito a sua liberdade, mas se fosse para um dia se casar, que fosse com ele. Ela o amava. E vendo que Edward queria muito ser um cavaleiro, resolveu ajudá-lo com uma ideia: transformar metais em ouro! Assim ele teria dinheiro suficiente para convencer o seu senhor.

_ Tem certeza que vai dar certo?

_ Sim, o peso e o valor das moedas são os mesmos.

_ Mas e quanto ao meu senhor?

_ Já pensei nisso! Ele sempre vem aqui na taverna para tomar uma taça de hidromel. Vou colocar um pouco deste pó na bebida de seu senhor. É um alucinógeno poderoso, capaz de influenciar os pensamentos dos outros a seu favor. Não se preocupe, não altera o sabor da bebida e nada de mau acontecerá a ele.

Mesmo com medo, decidiu arriscar. E assim lhe fez uma promessa:

_ Serei o melhor cavaleiro que o mundo jamais viu. Me tornarei uma lenda. E eu a farei minha esposa. Voltarei para busca-la, assim que concluir o nosso objetivo!

_ Nosso?

_ Sim, pois sem a sua ajuda jamais conseguiria. Devo minha vida a você!

_ Oh obrigada!

Edward não hesitou em beijar os lábios de Mariah. Já vira muitos camponeses, guerreiros e viajantes trocando beijos escondidos pelas terras de seu senhor e sempre quis saber como era. E assim que ele tocou os lábios daquela linda jovem, descobriu! Os dois sentiram um calor incendiando seus corações. Pensaram seriamente em se entregar a paixão do momento, mas contiveram o desejo. Tinham que colocar o plano em pratica primeiro.

10 Mars 2022 13:23 0 Rapport Incorporer Suivre l’histoire
0
Lire le chapitre suivant Parte 2

Commentez quelque chose

Publier!
Il n’y a aucun commentaire pour le moment. Soyez le premier à donner votre avis!
~

Comment se passe votre lecture?

Il reste encore 2 chapitres restants de cette histoire.
Pour continuer votre lecture, veuillez vous connecter ou créer un compte. Gratuit!