arnaldo-zampieri Arnaldo Zampieri

Me produzi para quem não veio. Foi como me perfumar com o tempo e ficar imóvel até a fragrância sumir.


Histoire courte Tout public.

#conto
Histoire courte
15
1.5k VUES
Terminé
temps de lecture
AA Partager

Tempo

Me vesti inteiramente de preto e estava cercado por paredes brancas.

Me produzi para quem não veio.

Foi como me perfumar com o tempo e ficar imóvel até a fragrância sumir.

Eu me senti vazio.

O cheiro do tempo que se dissipava me lembrava grama recém cortada.

O silêncio só realçou o enorme protesto de dor por baixo da pele.


Do quarto pro banheiro.

Umedeci o rosto e fui pra sala.

Resolvi ver o que tem na cozinha.

Olhei fixamente pra dentro da geladeira eu procurei o que não tinha.

Voltei pro quarto. Meu contador marcou 2007 passos

e eu não encontrei o que procurava aqui dentro.

Tudo tão vazio.

Realmente esse apartamento combina comigo.


De verdade, eu sabia o que precisava fazer, eu só não fiz.

Foi assim com tudo que já me fez bem, como as dietas, academia, faculdade, economias, meu curso de inglês, empregos e agora o amor. Achei que iria ser pra sempre, mas logo acabou a empolgação inicial, e eu deixei esvair.


"Mari, é como se a alegria fosse um par de bolsos. Eu estou puxando os forros para fora e sigo não encontrando nada."

Minha analista seguiu me ouvindo, meus sentimentos ainda estavam confusos,

mas depois do olhar dela, por cima da armação do óculos, eu optei pelo silêncio sobre o que realmente importava.

Não foi proposital.

Mas as nossas conversas, o divã, as cores do consultório.

Tudo tão vazio.

E com um aroma de plantas regadas.

Ela cobra por hora e eu senti o cheiro do tempo dissipando.

O silêncio só realçou o enorme protesto de dor por baixo da pele e dessa forma eu acabei, mais uma vez, com a empolgação em algo que me fez bem.

9 Février 2022 14:51:34 10 Rapport Incorporer Suivre l’histoire
20
La fin

A propos de l’auteur

Arnaldo Zampieri Assimétrico como a vida é o meu trabalho. Dividindo essa existência em: Composições, crônicas, contos, poesias e HQs. Você me ouve no Spotify, através do podcast Sofá das Artes

Commentez quelque chose

Publier!
Mike Ramos Mike Ramos
Muito bom, um poema com um sentimento muito triste, mas com uma reflexão profunda sobre o vazio que algumas pessoas, apesar do esforço, não conseguem suprir
February 20, 2022, 09:25

 Silva Silva
A solidão traz consigo tantos questionamentos... Seu texto, trouxe uma bela reflexão Arnaldo, obrigado por compartilhar conosco.
February 15, 2022, 17:41

Carolini F. Carolini F.
Ler foi sentir essa coisa agridoce de deleite e desespero por se identificar... Texto muito bonito, espero que continue escrevendo sempre!
February 14, 2022, 14:42

  • Arnaldo Zampieri Arnaldo Zampieri
    Obrigado pelo comentário. É bastante motivador e me faz querer escrever mais. =) February 20, 2022, 23:30
Yoshi Koushirou Yoshi Koushirou
Simplesmente lindo. O sentimento de beleza é poético, principalmente quando lemos mais de uma vez cada uma das suas linhas. Dor poética, sofrimento bonito. É um deleite ler suas palavras!
February 14, 2022, 12:12

  • Arnaldo Zampieri Arnaldo Zampieri
    Muito obrigado pelo comentário. Você ler e deixar um feedback desse tipo me faz acreditar que vale a pena escrever. February 14, 2022, 13:38
Cecília Luna Cecília Luna
Arnaldo, Tua escrita é linda. Teus poemas são incríveis E teu trabalho me fascina. Esse conto me tocou, agradeço. Aguardo mais dos teus projetos e espero que tua visão de mundo seja reconhecida. Até logo, bom autor. 😊
February 14, 2022, 05:19

  • Arnaldo Zampieri Arnaldo Zampieri
    Obrigado Cecília, você foi muito generosa no seu comentário. Me encheu de alegria! =) February 14, 2022, 13:33
~