Histoire courte
0
729 VUES
Terminé
temps de lecture
AA Partager

eclipse

Existe um véu que separa dois mundos, o mundo dos vivos e o além-mundo, o mundo dos vivos é onde os seres que não foram até o além moram, os dois mundos se colidem constantemente, os vivos interpretam como "sobrenatural" algo que não podem explicar pois está além de sua compreensão. O Além-mundo é onde o "sobrenatural" habita, almas que passaram dessa para melhor, seres sem forma física e os guardiões.

Existem milhares de Guardiões, mas dentre eles os primários, como o da Lua e o do Sol, eles regem o tempo como um para o funcionamento da ordem cósmica, muitas não sabem, mas o Dia e a Noite são irmãos, mas só podem se ver no Eclipse, que é quando seus astros se encontram. Os Guardiões são escolhidos antes de nascerem, alguns se tornam depois de falecerem, como o Guardião da Floresta, decidiu proteger os animais de todos que fizessem mal.

Seu nome era Jimin, o nome enquanto vivo, o nome é algo que não se escolhe ao nascer mas o acompanha até a morte. Jimin não se lembrava de quando sua vida foi levada, nem como nem o por que, apenas se viu numa floresta, sozinho, ouvia os grilos fazendo seus barulhos noturnos, as corujas o observando, os animais se aproximavam dele mas não o temiam, gostavam de sua companhia por ser gentil e atencioso.

Mas as pessoas pareciam o ignorar, tentava falar com elas e tudo que conseguia era as mesmas reclamando do sinal do que pareciam ser seus aparelhos eletrônicos, Jimin ficava triste todas as noites, os animais tentavam ao máximo lhe fazer companhia, mas não era o mesmo que um humano. Jimin sentia falta de sua vida como vivo, gradualmente recuperava a memória, pelos pequenos fragmentos que tinha, sabia que era Park Jimin, era de uma cidade chamada Busan, era amado por seus pais e amava-os com todo seu ser. Era gentil e amoroso, era tudo o que sabia.

Jimin sempre fazia o que podia para proteger os animais, seus únicos amigos, quando alguém tentava tira-los de la, o espírito os protegia, ficou conhecido como Guardião da Floresta, os vivos pensavam que era uma maldição, portanto achavam que a floresta era assombrada.

A solidão de Jimin acabou quando o Rei da Noite decidiu visitar a floresta, raramente ia lá, mas ouviu dizer que alguém estava protegendo aquelas terras, Namjoon, Guardião da Lua e Protetor da Noite ficou encantado.

Viu o jovem andando pelas águas, era loiro dos olhos castanhos, era o ser mais belo que já havia visto, Namjoon inicialmente não se aproximou, tinha medo de que o mesmo fugisse, como das outras vezes, sua alcunha de Rei da Noite lhe rendia uma reputação da qual não gostava.

Não era maléfico, ele era encarregado de proteger todas as criaturas noturnas e zelar pela fonte vital de vida delas, a Lua. Queria que entendessem melhor quem era, Namjoon se isolou por milênios, solitário em quase toda a sua existência, apenas a Lua, bela e silenciosa estava lá estática, olhava para sempre esperando algum dia uma resposta sobre as inquietações de seu coração.

Namjoon tentou fazer contato com o belo Guardião da Floresta, Jimin inicialmente se assustou. "Quem está aí?" gritou, Namjoon saiu por de trás da árvore com medo do garoto fugir, talvez Namjoon estivesse sentindo mais medo por Jimin que o próprio Jimin.

Jimin viu das árvores um homem de cabelos pretos e olhos azuis escuros, quase negros como as penas de um corvo. Ele ficou encantado de achar mais alguém como ele, Jimin correu logo para Namjoon, seu coração se encheu de alegria, finalmente possuía uma companhia.

"Sou Jimin, e você?" Ele estendeu a mão para Namjoon, seus olhos doces e gentis o encaravam constantemente, Namjoon notou que era um pouco mais alto que ele, mesmo sendo o mais alto, o menor o intimidava.

"Sou Namjoon, o Rei da Noite." Jimin abriu os olhos em surpresa, pegou Namjoon pelo pulso para os dois caminharem pelo rio. A noite, o rio era iluminado por um brilho azul incandescente, nele, almas eram levadas além das montanhas, la elas voltariam a reencarnar ou decidiriam continuar como espíritos.

"Então Namjoon Rei da Noite, você gosta de ser o rei da noite?" Namjoon deu uma risada contida, o garoto era adorável. "Me chame apenas de Namjoon, às vezes gosto do meu trabalho, as vezes não, e você Guardião da Floresta?" Jimin ficou surpresa pela alcunha que lhe deram, para ele era apenas Jimin e sempre Jimin.

"Gosto, amo os animais, são criaturas livres e admiráveis pela sua simplicidade, eles são minha única companhia, até agora." Namjoon ficou confuso diante da declaração do Protetor da Floresta.

"Por que até agora?"

"Por que tenho você." Namjoon arregalou seus olhos pequenos.

Jimin não tinha medo dele, andava ao seu lado normalmente, não se importava de ser o Rei da Noite, tudo que Jimin queria era apenas um amigo. "Não tem medo de mim?" Namjoon indagou, seus milhares de séculos de vida não o preparavam para esse tipo de momento, muito menos quando passou a maior parte sozinho.

"Por que eu teria?" Essa pergunta deixou Namjoon reflexivo, todos tinham medo da noite, mas Jimin não. Jimin não demonstrar medo acendeu uma pequena esperança em Namjoon para curar seu espírito solitário.

"Sou a noite, todos tem medo da noite, não há luz para protege-las, há criaturas sombrias por todos os lados." Jimin franziu o cenho, achou um absurdo o que Namjoon dizia, de si mesmo.

"Como não tem luz se a Lua está ali nos guiando? E as estrelas? Cada pontinho nesse céu é uma luz, todo o universo é recheado de luz."

Ele estava de fato certo, mas não era o suficiente para convencer os outros, a noite significava medo, era onde seus maiores pesadelos se manifestavam. Jimin via de uma forma diferente, via a noite como a paz, era onde se sentia melhor para passear pelo relevo montanhoso, conversar com os animais noturnos e ver o rio que brilhava lindamente, apenas a noite conseguia ter essa vista única.

"A noite é a parte mais bela do dia, olhe o rio, olhe estes vagalumes, ouça o som do farfalhar das folhas, a sinfonia dos grilos. Sinta a paz que a noite transmite, que você transmite." Namjoon ficou extasiado com tais palavras, não imaginou algum dia ouvi-las.

Caminhar até o fim do rio, era a entrada da montanha, Jimin ia la todos os dias pensando se recuperaria sua antiga vida, mas acabou se apegando aos animais, agora havia Namjoon, um novo amigo com quem poderia passar os seus dias.

"Você foi um humano não foi? Por que não entra?" Namjoon perguntou, o jovem olhou ao seu redor, a natureza era sua razão, mas a maior de todas era a Lua, toda vez que se sentia sozinho olhava para ela, seu brilho lhe dava força, afastava a tristeza de seu coração.

"Por causa dela." Jimin apontou para a Lua, Namjoon derrubou uma lágrima, aquele espírito encontrar força na Lua aquecia seu coração, Namjoon era filho dela, fora criado por ela, era seu guia nos piores momentos, mais lágrimas caíram pelo rosto do Rei da Noite, Jimin com seus dedinhos limpou cada uma, não entendia o porquê de Namjoon estar chorando, mas sabia que era de felicidade. Se sentaram a beira do rio para comtemplar a Lua, o tempo havia passado rápido, a manhã ja podia ser vista. "Tenho que ir Jimin, mas prometo que voltarei a noite."

Jimin estava ansioso para rever o Rei da Noite, agora andava saltitante pela floresta, cantarolava com os animais, contando sobre o novo amigo que havia feito, outro rei havia notado a mudança de comportamento do espírito da floresta, era o Rei da Luz.

Seu nome era Hoseok, estava curioso do por que de Jimin estar tão feliz. Observou Jimin por de trás das árvores, "Por que estas saltitante?" Hoseok perguntou, Jimin se virou e achou curioso aquele homem estar ali, era a primeira vez que o via.

"Fiz um amigo depois de muito tempo." Jimin falou com um sorriso grande em seu rosto.

"Como é esse amigo?" Hoseok ficou curioso.

"Ele é gentil, um pouco recluso mas, quando se sente mais confortável sabe se abrir, tenho que esperar o Sol se pôr para poder vê-lo." Disse Jimin, os dois andavam pela floresta, Hoseok era loiro dos olhos laranja, possuía um sorriso cativante, imediatamente ao ve-lo você se alegrava.

"Seu amigo é meu irmão, o Rei da Noite, Protetor da Lua, fico feliz de poder fazer companhia a ele, eu só posso encontrar Namjoon quando a Lua e o Sol se juntam, pode demorar anos ou milênios, obrigado de todo o coração." Hoseok abraçou Jimin, o Guardião do Sol pegou seu pulso delicadamente e lhe deu uma marca no pulso, era um sol pequeno amarelo dourado, quando refletido na luz mostrava seu brilho igual ao do nascer do sol.

"Esta é a minha bênção, seus caminhos sempre terão luz para o guiar, saberei sempre que precisar de ajuda." Hoseok foi embora, a tarde já tomava conta do céu, os tons de laranja e vermelho formavam uma pintura no horizonte, alguns poetas definiam esse momento como os Mil Sóis, pelos variados tons de cores e seu brilho intenso, que aquecia o coração, mas era também o Crepúsculo, uma intersecção no tempo em que o véu que selara o mundos vivos do Além-mundo some.

Jimin foi até o rio ver as almas como era de costume, se perguntava quais seriam as escolhas delas, como seriam suas vidas se escolhessem reencarnar como humanos, sua atenção se prendeu numa alma que ia contra a correnteza, por que estava tentando fugir? Jimin foi andando tentando acompanhar o espírito do contra.

O rio tinha quilômetros de extensão, Jimin andou até a sua nascente, lá viu o portal do qual as almas saíam, era um vórtice suspenso no ar, ninguém sabia como era entrar ou sair, mas podia se ver as estrelas e planetas desconhecidos, a alma que nadou contra a correnteza esperava uma que veio logo depois, os dois se uniram por um fio vermelho, "O que é esse fio?" pensou em voz alta, voltaram a seguir o fluxo das águas em paz, estavam agora completas.

"São almas gêmeas, estão destinadas a ficarem juntas pela eternidade." Reconheceu a voz como a de Namjoon, ao ouvir a resposta para sua pergunta, ele estava acompanhado de um corvo em seus ombros, as penas do corvo combinavam com o cabelo de Namjoon, os olhos eram vermelho sangue, Namjoon seria assustador se não fosse pelo seu sorriso gentil com adoráveis covinhas.

"Me acompanharia para um passeio Jimin?" Ofereceu sua mão, o espírito da floresta aceitou.

"Claro Namjoon." Namjoon deu as mãos com Jimin, o corvo falou as palavras "Nunca Mais." repetidamente, Jimin se assustou um pouco, nunca viu um animal falante.

"Não se preocupe com o Nunca Mais, ele não machuca." Namjoon entrelaçou seus dedos com os de Jimin, os dois estavam saindo da floresta, Jimin perguntou onde estavam indo, o Rei da Noite lhe disse que era uma surpresa.

Essa era a segunda noite com Jimin, Namjoon decidiu mostrar uma parte de seu reino que muitos não haviam visto, eram pradarias que Namjoon os chamou de Campos Eternos, nessas terras de vegetação rasteira, o véu que separa o mundo dos vivos do além-mundo não existia, Jimin viu todos os espíritos possíveis, de animais a humanos, as constelações pareciam ter vida, viu o que parecia ser sete irmãs de mãos dadas.

"O que são?" Jimin perguntou olhando para as sete estrelas.

"São as Plêiades, filhas de Pleione, filha da Guardiã das Águas com o titã Tetis e de Atlas, o Guardião do mundo, ele carrega em seus ombros o Universo."

"Por que elas viraram estrelas?" Jimin perguntou.

"Quando Pleione e suas filhas estavam passeando por um belo jardim, se deram conta do caçador Órion, ele se apaixonou imediatamente por elas e as caçou por sete anos. Pleione recorreu aos deuses para protegê-las, eles ficaram comovidos e decidiram eleva-las a estrelas perto da cauda do Touro. Pleione está por toda a eternidade zelando por suas filhas."

"Uau…" Jimin abriu a boca em exclamação pema história, seus olhos castanhos refletiam as estrelas, Namjoon viu neles uma bela nuvem cósmica, recheada de pontinhos brilhosos.

O céu noturno era o mais belo que existia, era possível ver todas as galáxias e estrelas, diferente do céu da floresta, nos Campos Eternos este era colorido com a luz branca das estrelas e os tons de verde e rosa da ponta das galáxias.

Jimin ficou maravilhado ao ver tanta beleza num lugar, a Lua era enorme, ocupava quase todo o espaço do Céu, Namjoon disse que aqui era seu refúgio, e que poderia ser o de Jimin também.

Numa das noites, Namjoom decidiu mostrar a Jimin algo mais especial que os Campos Eternos, Jimin ficou animado, o que era mais especial que a noite estrelada. Chegaram perto de enormes pilares, deveriam ser maiores que o rio das almas, Jimin viu lá enormes concentrações de luz e energia, quando chegou mais perto viu que eram na verdade feitos de poeira, maciças que mantinha a extensão unida.

"Esses são os Pilares da criação, é aqui que as estrelas surgem, você ama as estrelas não é Jiminie?" Namjoon falou com um sorriso nos olhos, Jimin deu um sorriso maravilhado com o que via, queria se aventurar lá dentro, mas notou pequenas explosões que se mostraram enormes ao saírem, indo em direção ao céu para iluminar a noite.

Durante mil noites Jimin e Namjoon se encontraram, nesses momentos cresceu um amor inesperado, Namjoon não se via sem Jimin, Jimin não se via sem Namjoon, num passeio no Rio das Almas, Jimin fez um pedido inesperado a Namjoon.

"Você quer renascer comigo Namjoon?" Namjoon ficou em choque, Jimin havia decidido a voltar ser humano, sentia falta de uma família e de amigos.

"Jimin…" Namjoon tentava segurar as lágrimas mas não podia, elas desceram até o rio, Namjoon segurou o rosto de Jimin que também estava prestes a chorar.

"Eu não posso ir com você, eu sinto muito." Namjoon beijou a testa de Jimin, este o abraçou com força, os dois ficaram abraçados por um longo tempo, as almas observavam os dois amantes na superfície do rio. Namjoon tomou o pulso de Jimin e viu a marca de Hoseok, deu um sorriso gentil ao tocar no pequeno Sol, que agora tinha uma Lua junto.

"Agora eu lhe dou minha bênção, a noite irá te proteger, as estrelas serão seu mapa onde quer que esteja." Jimin deu um enorme sorriso, aquela marca agora era o seu fio do destino com Namjoon, com ela nunca se esqueceria dele.

O Arco estava presente onde o fim do rio se encontrava. O Guardião das Almas era Yoongi, era calmo e sereno, seu rosto transmitia tranquilidade a todos que o viam.

Antes de Jimin atravessar o Arco, decidiu dar seu último beijo ao amor de sua vida, Namjoon abraçou Jimin, os dois sorriram um para o outro, não seria a última que se encontrariam, Jimin agora era marcado pelo Sol e a Lua, os dois Guardiões fariam o seu melhor para proteger os caminhos do espírito gentil protetor dos animais.

Yoongi levou Jimin para dentro do Arco, a última visão de Jimin, era Namjoon dando seu sorriso lindo e gentil, aquela imagem estaria consigo para sempre.

Esta foi a milésima primeira noite do Rei da Noite com o Guardião da Floresta, sabemos que seus caminhos se cruzaram novamente, o fio do destino de Jimin e Namjoon não era vermelho, mas sim o prata da Lua que os ligaria pela eternidade.

5 Février 2022 19:03:50 0 Rapport Incorporer Suivre l’histoire
0
La fin

A propos de l’auteur

Mandy twitter-vmonseok wattpad-badbyekim spirit-badbyekim ao3-badbyekim

Commentez quelque chose

Publier!
Il n’y a aucun commentaire pour le moment. Soyez le premier à donner votre avis!
~