mafuyuchii Mafuyuchii

Hisirdoux Casperan, aprendiz do grande mago Merlim, passou exatos 905 anos trabalhando para Merlin melhorando suas habilidades para ser digno de ser chamado de um mago, contudo mal sabia Douxie que ele deveria enfrentar aventuras além do tempo atual junto dos protetores de Arcadia, tendo até mesmo que reencontrar seu primeiro amor, a falecida princesa Arthuria Pendragon, a antiga herdeira do trono de Camelot, para saber de fato, o que é ser um grande mago.


Fanfiction Dessins animés Interdit aux moins de 21 ans.

#wizards #merlin #arthur #morgana #au #universoalternativo #universo-alternativo #fanfic #talesofarcadia #tales-of-arcadia #claranunez #clara-nunez #jimlakejr #jim-lake-jr #archie #hisirdoux-casperan #contos-de-arcadia #contosdearcadia #hisirdouxcasperan #douxie
1
2.6mille VUES
En cours - Nouveau chapitre Toutes les semaines
temps de lecture
AA Partager

Capítulo 1

“Era uma bela manhã na grande cidadela de muros altos e estilo gótico, com uma grande movimentação de pessoas felizes e em paz por se sentirem em extrema segurança na tão famosa e próspera Camelot, capital da Bretanha e local onde residia um grande, sábio e honroso rei. O Rei Arthur.

Este no momento, se encontrava no grande salão real do grande castelo branco com ornamentações douradas. O sentimento de ansiedade e mal humor era claramente visível em seu rosto carrancudo, sendo perceptivo por todos que lhe faziam companhia no local pelas batidas constantes de seus pés no chão reluzente e brilhante e o som da armadura metálica que vinha em consequência de tal ação repetitiva.

— Arthur, será que você não pode ao menos parar de bater esse pé? Esse som que você está fazendo está insuportável.

— Oh, sinto muito Morgana. — Arthur respondeu parando quase que de imediato, surpreendendo a mulher de cabelos ruivos e roupas majestosas, um belo vestido vermelho com dourado, digno para a irmã do grande rei de Camelot. De forma gentil e calma, a jovem mulher, que estava ao lado esquerdo do trono, tocou no ombro do homem. — Morgana?

— Meu caro irmão, entendo sua ansiedade, também estou ansiosa.

— Todos nós estamos. Faz anos que não a vemos afinal. — Quem respondeu de forma animada naquele momento tinha sido Merlin, que estava também usando sua armadura e mantinha seus braços cruzados, ao lado direito do rei. — Mas eles estão atrasados, eu tenho mais coisas a fazer sabe?

— Como se enfiar em mais livros e deixar tudo mais bagunçado ainda?

— Tem o Hisirdoux para arrumar, apesar de que tudo o que ele faz é ficar tocando aquela droga de alaúde... — Merlin respondeu dando de ombros escutando o resmungo da Morgana. As vezes ela se perguntava como que aguentou ser uma aprendiz do mago por todos aqueles anos.

— Vocês não vão começar a brigar aqui e agora, certo? — Arthur perguntou olhando primeiro para seu conselheiro Merlin e em seguida para Morgana, os dois viraram o rosto, evitando de se olharem, agindo como duas crianças.

— Estamos de trégua hoje. — Os dois responderam em uníssono, surpreendendo até mesmo aos guardas que estavam no redor, como seguranças para os três nobres.

— Pela minha sobrinha. — Morgana respondeu, convicta.

— Pela jovem princesa. — Merlin respondeu, convicto.

Arthur suspirou ainda um pouco cabisbaixo. Sabia que não tinha a melhor das relações com sua única herdeira por ela ser... bem, ela ser a única herdeira, e não o único herdeiro. Afinal, todos esperavam que a Rainha Guinevere fosse trazer herdeiros homens para a família, mas somente trouxe uma garotinha.

Desde o falecimento de Guinevere, sua esposa, tudo tinha ficado estranho em todos os lados, desde os locais ao qual costumavam andar juntos como as florestas e os corredores do castelo, até as relações pessoais, como a sua relação com sua irmã Morgana e com a única filha deixada por Gwen, só havia piorado com o tempo.

Afinal, olhar para pequena princesa, que na época ia completar seu quarto aniversário, o fazia se lembrar quase que imediatamente dela, e aquilo lhe trazia tanto sofrimento que não pensou duas vezes antes de contrariar sua irmã com a ordem de manda-la para ser cuidada em um convento nas montanhas próximo das costas do reino de Gales, uma das terras de Arthur, junto com as famosas freiras de Montreal, sob a vigilância e cuidados também de Lancelot, seu mais fiel cavaleiro, que sempre a visitava muitas vezes para saber se a garota precisava de algo e entregar cartas de Morgana.

Aquela história era famosa pelo reino, afinal todos tinham grande apego pela falecida rainha e a garotinha, por isso surgiu muitas lendas a respeito dela que circulavam pelo castelo e fora do castelo. Sobre como ela ser sábia, mesmo sendo tão jovem, e teimosa como o pai, Rei Arthur, e como tinha a beleza e a gentileza de sua mãe, Rainha Guinevere.

Pelo menos era aquilo que Hisirdoux tinha escutado desde que se lembra por gente e usava a magia para sobreviver nas ruas, desde cozinheiras do castelo falando até aos cavaleiros que cochichavam pelos corredores do local e ao mais humilde ferreiro do reino. A ansiedade estava presente em todos para a chegada da princesa de Camelot. Mas não era como se ele pudesse ter o luxo de ir falar com ela pessoalmente, afinal ele não passava de um aprendiz de mago.

— O castelo hoje está mais movimentado que o normal, não é? — A pequena criatura de pele escura como o breu perguntou curioso para a pessoa que o estava carregando no momento em um dos ombros, o direito para ser mais exato, esticando a suas asas de forma preguiçosa e bocejando pelo recente despertar que teve, com o objetivo de somente de acompanhar seu companheiro de todos os momentos, o jovem aprendiz de mago. — O que está acontecendo hein?

— Hoje vai ter a chegada da princesa depois de todos esses anos. — Hisirdoux respondeu simples, com grande falta de interesse enquanto andava em direção do estábulo de Merlin, onde possuíam várias criaturas mágicas que eram cuidadas pelo rapaz. — Nada de muito interessante Archie.

— Mas todos parecem muitos felizes para recebê-la, vai bancar o do contra Douxie? — Archie, a criatura mágica, respondeu calmamente enquanto começava a levantar voo, olhando curioso para o garoto.

— Não é do contra, é só que eu tenho mais coisas a fazer, tipo...

— Tipo pegar plantas medicinais, varrer e ordenhar o Slorr por que você fez a besteira de deixar cair toda a garrafa? — Archie perguntou vendo Douxie se virar com uma expressão irritada. — Ok, não queria ofender suas atividades, são atividades muito boas sabe? É divertido te ver, especialmente ordenhando o Slorr.

— Não diga mais nada antes que eu simplesmente te jogue dentro daquele estábulo Archie.

— Aí grosso, eu estava brincando.

— Eu preciso estudar Archie, e com o Merlin me mandando fazer essas coisas eu nunca vou evoluir, então eu tenho que procurar eu mesmo! Não tenho tempo para ver chegada de princesas que eu tenho certeza, extrema certeza que não passa de uma pirralha mimada... — O garoto falou, enfim chegando ao estábulo e deixando o balde de madeira no chão parecendo de certa forma determinado, contudo, ele se surpreendeu juntamente de Archie quando viram algo. — Mimada...

Afinal, nenhum dos dois esperavam ver uma figura solitária ali, nos fundos do castelo, sentada próximo do estábulo, mais exatamente em cima de fenos empilhados usando uma capa vermelha e longa com as bordas douradas que cobria grande parte da roupa que ela utilizava por debaixo, provavelmente um vestido grande, chamativo, então ela escutou o resmungo do animal dentro do estábulo que a fez se assustar.

A garota se virou surpresa para o lado, vendo quase que de imediato o Hisirdoux meio curvado por ainda estar segurando a alça do balde de madeira e ficou a encarando assim como ela, com seus olhos azuis claros, que mesmo a luz do dia reluzia com brilho e esplendor além dos belos cabelos ruivos como o fogo, longos com uma franja lateral que cobria uma parte do seu rosto, onde suas mãos se moveram rapidamente para esconder uma carta em seu bolso do vestido.

Ela pareceu despertar quase que imediatamente quando escutou o som de galinhas passando por ali apressadas, provavelmente procurando comida que o garoto a sua frente devia ter trazido para elas? Ou fugindo de alguma coisa? Nenhum dos dois sabiam.

— Ah me perdoe atrapalhar seu trabalho, vou sair daqui. — A garota começou a dizer, em um tom preocupado enquanto descia do feno que estava sentada e caminhava para longe do rapaz que permaneceu em silêncio assim como Archie. Ela tinha uma certa presença, algo que fez Hisirdoux e o Archie sentirem como se devessem respeito a ela ou algo assim, o que era estranho.

A não ser que ela fosse...

— Ah não está atrapalhando! — Hisirdoux disse, vendo a garota se virar para ele olhando curiosa enquanto ele se aproximava a passos curtos da garota. Era como se ela pudesse fugir a qualquer momento, assustada. — Na verdade eu nem comecei ainda, e nem ia fazer nada com os fenos...

— Oh que bom... — A garota respondeu, aliviada enquanto ainda se mantinha um pouco distante do moreno. — Não queria ter chegado aqui já causando certa confusão, é tudo tão novo para mim afinal...

— Ah isso é normal, a primeira vez que cheguei aqui eu derramei uns ovos de fada e você sabe como é difícil pegar esses ovos de fadas? Então só faltou o louco do Merlin cortar meu pescoço, ou quando eu fui arrumar a bagunça dele e ele ficou totalmente alterado por que ele não achava mais nada? Ele surtou aos quatro ventos, mas Morgana também surtou quando viu que arrumei nada da sala de novo e os dois ficaram discutindo na minha frente! — Hisirdoux terminou de falar suspirando cansado, vendo a garota olhando curiosa — Eu pensei que não ia durar um mês aqui, mas cá estou!

— O que você é do Merlin? — A garota perguntou inclinando a cabeça, logo Hisirdoux encheu seu rosto e orgulho e com um sorriso ia responder cheio de convicção.

— Eu sou o apren...

— Ele é o grande faxineiro e empregado pessoal do grande mago Merlin — Archie respondeu repousando no ombro do rapaz de cabelos negros que bufou, chateado pelo familiar ter respondido no lugar dele. — E eu sou o seu companheiro, Archie.

— Faxineiro? Empregado? — A garota perguntou, surpresa e sorrindo por ver o Archie, logo estendendo a mão para tocar na parte de cima de sua cabeça. — E prazer em conhecê-lo Senhor Archie.

— Oh, Senhor? Gostei! Realmente sou muito importante. — Archie respondeu respondendo ao carinho que recebeu na cabeça da garota com um ronronado que apenas riu, contudo Hisirdoux não pareceu gostar muito por como foi apresentado.

— Não ouve o Arch! — Hisirdoux respondeu tampando o rosto do animal que ia falar mais alguma coisa, mas ficou apenas resmungando e tentando falar o que podia, mas então a garota logo fez uma expressão surpresa olhando para os dois.

— Ah que falta de educação a minha eu nem me apresentei, eu me chamo...

— Princesa Arthuria, finalmente a encontrei! — Quem disse tais palavras com um tom de alívio foi Lancelot, com sua armadura prateada e sorriso nos lábios quando correu se aproximando dos três ali, no estábulo. — Não devia ter corrido daquela forma da carruagem, todos se assustaram com sua atitude e o Rei Arthur está impaciente.

— Você é a princesa... — Hisirdoux respondeu quase que imediatamente se ajoelhando diante da garota que olhou assustada, logo segurando no ombro vazio dele.

— Não, não faz isso por favor...

— Princesa, você sabe que é preciso se curvarem a você, todos da realeza devem ser cumprimentados assim. — Lancelot respondeu vendo a garota olhando chateada para aquilo.

Era como se ela não fosse nada habituada a aquele mundo de realeza, vestidos grandes e coroas, inclusive, Lancelot mantinha em uma de suas mãos uma coroa totalmente diferente da do Rei Arthur, que era rústico e sem muitas pedrarias, do contrário, era uma coroa com linhas finas douradas e pedrarias brancas, provavelmente de diamantes ou zircônias.

— Vamos? Não queremos deixar o Rei Arthur bravo, por favor Arthuria. — O loiro perguntou, segurando no ombro da garota a puxando para caminharem logo em direção do castelo, do grande salão principal provavelmente.

— Mas Lancelot... — A garota falou chateada, contudo, apenas se conformou com aquilo no momento, soltando a mão do ombro vazio do rapaz e se virando para caminhar ao lado do homem de cabelos loiros. — Sinto muito, vocês dois. — A garota falou cabisbaixa e em um tom baixo.

Então realmente aquela era a princesa? Hisirdoux pensou enquanto escutou ela falar baixo juntamente de Lancelot algumas coisas e passar a caminhar ao lado dele enquanto voltava a colocar a coroa que estava nas mãos do cavaleiro da távola redonda em sua cabeça, encaixando imediatamente. Uma coroa feita especialmente para ela.

— Eu me chamo Hisirdoux Casperan! — Douxie falou em um alto que ele sabia que a garota poderia escutar, ela acabou se virando quase que de imediato naquele momento, o olhando enquanto Lancelot mantinha as mãos em seu ombro, como se a protegesse sabe-se lá do quê. — Eu sou aprendiz do mago Merlin e um dia, eu serei um mago poderoso e terei meu próprio cajado!

— Douxie você está louco? — Archie perguntou baixo. — O Lancelot vai brigar...

— Eu me chamo Arthuria Gauvain Gwendolly Guinevere Pendragon, mas as freiras costumavam me chamar somente por Arthuria. — A garota respondeu se virando com um sorriso fraco. — Espero um dia ver você realizando grandes magias e feitos, jovem mago Casperan.

A garota respondeu enfim enquanto segurava o braço de Lancelot que estava levantada, provavelmente preparado para brigar com o jovem aprendiz de Merlin. Então ela apenas se virou novamente e voltando a andar juntamente de Lancelot em direção do grande salão principal do castelo. Douxie acabou sorrindo mais que o esperado, o que foi perceptivo por Archie que ficou encarando ao rapaz que ainda via a garota se afastando.

— Vamos lá Arch! Preciso seguir o caminho para ser um grande mago! — Douxie respondeu se levantando em um salto e andando animado em direção para até uma entrada trancada por grandes grades de metal, que logo ele apertou a alavanca próxima para subir e adentrou ao local escuro e com o resmungo do animal. – Vamos lá seu Slorr! Preciso vencer você para me tornar um grande mago!

E tudo o que Archie escutou foi um grito fino e ver um líquido azul sendo espirrado para fora de uma vez só, o que espantou as galinhas novamente que saíram correndo.

— Você esqueceu o escudo! — Archie respondeu sentado nos fenos que antes Arthuria estava sentada, e ele apenas revirou os seus olhos cobertos por óculos escutando mais um grito do Douxie. — O que uma moça bonita não causa, não é?”


Douxie se sentiu estranho por se lembrar dessas coisas logo que pisou novamente no castelo onde se tornou um aprendiz e um dia foi seu lar e ele estava em risco pelo que seu mestre Merlin dizia estar acontecendo naquela reunião rápida com os guardiões presentes em Arcadia, onde todos se encontravam ao redor de Merlin, que mostrava o mapa do tempo para eles.

— O Mapa temporal em que estamos nos deu uma linha do tempo em que esse cavaleiro verde está tentando matar a todos nós e por algum motivo está atrás de Morgana. — Merlin começou a dizer, mostrando o mapa do tempo para os presentes enquanto o movia, mostrando vislumbres do passado.

— Mas Morgana está morta e foi selada no reino das sombras, isso não faz sentido. — Clara, uma garota de cabelos médios com uma mecha branca e utilizando uma armadura negra com detalhes roxos disse, em um tom preocupado.

— Não somente a Morgana que ele está atrás pelo que parece... — Merlin disse, dessa vez olhando para Douxie e Archie — Ele está também chamando ao nome da antiga princesa herdeira ao trono de Camelot, inclusive em sua armadura possui o selo de Camelot.

— Está chamando pela princesa Arthuria, Merlin? — Archie perguntou surpreso, pousando na mesa.

— Que Princesa? — Bobby perguntou surpreso. — Pelo que me lembre nos livros de história o Rei Arthur não tinha nenhum herdeiro ao trono...

— Ah! A não ser que ele tenha pulado a cerca?! — Steve respondeu um pouco surpreso.

— Possui dois herdeiros para falar a verdade. — Archie explicou no lugar de Merlin que passava a usar sua magia para colocar mais coisas em seu baú. — Tem a filha legítima, a Princesa Arthuria, que seria a herdeira do trono e o filho ilegítimo, o Príncipe Mordred, os livros não registram corretamente a respeito da princesa e nem do príncipe porque bem...

— A princesa foi morta durante o acidente que desencadeou a divisão total entre Arthur e Morgana e gerou a guerra da ponte olha-a-morte. — Douxie respondeu. — O Rei Arthur já tinha ódio sobre os seres mágicos e sobre a magia, e tal evento acontecer somente desencadeou um ódio maior para eles, pois ele culpou a morte de sua herdeira a Morgana.

— E fez todo esse caos acontecer até os dias de hoje? — Clara perguntou surpresa. — Mas se ela está morta assim como Morgana, por que ele está atrás das duas?

— Eu não sei... — Merlin respondeu sério. — O Cavaleiro negro tem uma conexão com as duas e claramente ele é feito de magia negra, mas não me recordo de Morgana ter criado tal servo. — Merlin respondeu inclinando a cabeça e fechando enfim o mapa do tempo. — Para sabermos sobre isso então, vamos realizar meu plano, pois receio que as respostas que precisamos estejam no passado. Vamos usar a esfera do tempo para isso, fazendo o castelo de Camelot voltar para o tempo que queremos e veremos o que aconteceu de fato para estarmos nesse terrível destino e podemos ver como conseguiremos salvar ao jovem caçador de trolls.

— O mestre Jim poderá ficar bem? — Blinky perguntou com receio para o mago.

— Infelizmente não sei Blinky, coloquei o rapaz sob o feitiço de estase no momento que jogaram a pedra amaldiçoada em seu coração para retardar o processo, mas... faremos o que for preciso.

— Nós vamos voltar ao passado mestre? Mas isso não vai alterar as coisas? — Douxie perguntou passando a segui-lo enquanto ela passava a subir para o teto.

— Vamos apenas observar ao longe Douxie, para compreendermos o que aconteceu e assim termos respostas, além de que ficaremos protegidos da ameaça que está por vir e que pode destruir o mundo.

— Destruir o mundo de novo? — Bobby perguntou assustado.

— Nada fora do normal de nossa rotina, bem que as férias de verão estavam bem chatas. — Steven respondeu em um tom determinado e divertido.

Contudo, antes que Merlin pudesse concluir sua fala a respeito do plano, eles se surpreenderam quando escutaram o som de sinos tocando freneticamente, enquanto um grande estrondo vindo do canto direito do castelo soava extremamente alto e logo eles sentiram um baque, caindo todos no chão. Eles já estavam sofrendo um ataque.

— Estamos sendo atacados?! — Bobby perguntou assustado.

— Eles já estão aqui...— Merlin falou sério, mas logo saindo apressado da sala. — Protejam o castelo até que o feitiço esteja pronto para sairmos todos daqui!

— Protejam o castelo e o mestre Jim! — Blinky falou vendo todos os presentes concordarem.

Todos passaram a desesperar pelos golpes que não paravam de vir, afinal eles não tinham ideia de quem era o inimigo e nem sabiam como derrotá-lo de fato, era como Merlin tinha dito, tudo o que eles podiam fazer naquele exato momento era recuar e pensar em um plano melhor. Merlin andou apressado até as ameias do castelo, observando rapidamente com Douxie que quem se aproximava era um outro tipo de fortificação, um local extremamente assustador que passava a presença de total perigo para os dois magos.

— São os malditos da ordem Arcana...

— Caçarolas... — Douxie falou preocupado.

— Receio que estamos extremamente encrencados, Merlin? — Archie perguntou sobrevoando os dois.

— Extremamente ainda é pouco... protejam o castelo! — Merlin gritou.

Eles realmente estavam em guerra, pois logo os dois magos sentiram um dos guardiões mirar a magia de gelo na direção do castelo, que rapidamente foi impedido por Merlin de receber um grande impacto.

— Fulgur Praeca! — Gritou, mirando seu cajado, contudo ainda assim o castelo foi atingido e os dois caíram para trás com o impacto, assim como o cajado de Merlin.

— Mestre! Eu posso lutar ao seu lado também!

— Eu pego! — Archie falou voando em direção do cajado, contudo golpes não paravam de vir em sua direção, especialmente do guardião arcano do fogo.

— Douxie, foque em realizar nossa missão, precisamos recuar o mais rápido possível! — Todavia tudo o que eles sentiram foram outro impacto, o que fez Douxie rapidamente correr até o leme do castelo para movê-lo o mais longe possível, contudo eles logo sentiram o impacto e viram uma ponte de gelo se formando.

Merlin saltou em direção de uma torre voadora enquanto essa se movia para longe de acordo como usava sua magia, enquanto Douxie continuava a dirigir o grande castelo pelo leme, mas parecia preocupado, afinal ele conseguia ver como seus amigos estavam lutando e como os trolls estavam fazendo o possível para proteger o castelo, mas eles eram fortes demais.

— Merlin! — Douxie chamou vendo-o desviar de uma bola de fogo que veio diretamente da torre em que se encontrava, mas ele desviou rapidamente com sua magia, o que o fez olhar aliviado. — Precisamos fazer a magia logo Merlin!

— Merlin... — Uma criatura baixa com um par de chifres marrom e com roupas verdes que lembravam uma bela flor, falou enquanto se segurava na parede. — Me perdoe Merlin, eles estão aqui por minha causa...

— Nari! — Merlin falou sério, andando até ela rapidamente e a segurando para não cair. — Eu tenho um plano, nós vamos para o passado, mas preciso de sua ajuda, a potência não é o suficiente.

— Farei o meu melhor Merlin. — Nari respondeu determinada se virando enquanto Merlin voltou para frente e se surpreendeu quando sentiu um dos guardiões acertar o gelo perto dele e se aproximar da ponte enquanto não somente ele vinha, mas também mais criaturas mágicas vinham para invadir ao castelo e destruí-lo enquanto os dois trolls seguravam o cristal em que estava preso o Jim.

— Renda-se Merlin e talvez tenhamos piedade de você. — O guardião falou se aproximando com o cajado em mãos e as faíscas de gelo circulavam a ele, contudo os dois se surpreenderam quando escutou um grito vindo do alto.

Era Galiard, vindo de uma torre em que estava parcialmente congelado, seu objetivo era derrubar a torre e estava controlando para ir em direção das pontes de gelo para libertar o castelo que estava preso e recebendo mais golpes que estavam o destruindo.

— Galiard! Não!

— Merlin! Proteja a todos e a esse castelo! — O cavaleiro gritou determinado, enquanto jogou a torre na direção da ponte, a derrubando assim como todas as outras pontes e enfim soltou o castelo o que fez Douxie conseguir mover o castelo livremente novamente.

— Não! Galiard! — Merlin gritou vendo a torre cair em direção do solo e surpreso, afinal ele não esperava perder um amigo daquela forma. — Fique bem amigo... me perdoe não poder sofrer a sua perda nesse momento. Hisirdoux! Agora! — Merlin gritou vendo então o garoto começar a acionar o mapa do tempo junto do leme que segurava.

— Todos estão aqui? — Douxie perguntou olhando ao redor e vendo que Clara e Steven estavam do seu lado.

— Como que isso funciona? A gente precisa muito sair daqui! — Steven falou preocupado, mas logo acertando uma criatura mágica para longe de Douxie com o capacete que estava usando.

— Precisamos de magia para abrir o portal e então atravessar o castelo! — Douxie falou movendo o leme e fazendo o castelo ficar o mais afastado possível da fortaleza da ordem arcana. — Mas a gente precisa de magia! Não tem o suficiente!
— Merlin! — Clara chamou e logo eles se surpreenderam quando a magia aumentou e rapidamente o cristal verde mirou em um espaço, abrindo uma fenda temporal, Douxie começou a movê-lo em direção sorrindo satisfeito, afinal era só fazer aquilo e seu mestre ficaria orgulhoso dele e ainda o faria ficar orgulhoso.

Mas ele estava festejando cedo, pois os três se surpreenderam quando viram da fortaleza da Ordem arcana aparecer o cavaleiro negro mirar sua espada em direção de Camelot, mais especificamente do cristal verde que estava abrindo a fenda temporal, o que foi percebido por Merlin rapidamente, mas ele não podia rebater afinal não tinha recebido seu cajado ainda de Archie.

— ARCHIE! — Merlin gritou preocupado.

— Isso acaba agora! — O cavaleiro negro gritou, acertando enfim o castelo e fazendo o local todo se desequilibrar e o cristal começar a fechar a fenda temporal. O desiquilíbrio foi tão grande que Douxie teve que se segurar nas ameias, assim como Clara e logo Steven, contudo a surpresa dos três foi quando viram o cristal de Jim parar ali e começar a cair em direção do chão.

— Jim! — A garota gritou tentando mover sua mão para segurar, contudo, o cristal onde Jim estava começou a cair na direção da fenda que estava se fechando. — JIM!

— EU ODEIO CASTELOS VOADORES! — Steven gritou choramingando.

Como tudo podia estar dando errado daquela forma? Douxie tentava pensar o que poderia fazer, sua magia não era potente ao ponto de abrir outra fenda temporal e nem para recuperar o castelo, eles precisavam fazer algo, fazer qualquer coisa.

— Clara! Confia em mim! — Douxie falou segurando o braço da garota que olhou assustada em sua direção.

— Douxie o que você vai...

E quando a garota de cabelos curtos percebeu, estava caindo junto de Douxie em direção da fenda temporal, o que a fez gritar assustada pela surpresa assim como Steven que foi segurado também pelo Douxie e os dois adolescentes não paravam de gritar naquele momento enquanto caiam em direção do portal que logo se fechou no momento que eles caíram.

Era um dia claro, o céu estava lindamente azul enquanto os três jovens caiam com um cristal verde dentro estava preso o Jim. O primeiro instinto de Douxie foi agir usando um de seus feitiços para eles não caírem bruscamente, contudo eles foram resmungando até caírem no chão de gramado resmungando de dor.

— Onde a gente está? — Clara foi a primeira a perguntar, erguendo a seu próprio corpo parecendo cansada e dolorida, assim como Steven que ainda permanecia no chão, cansado e Douxie logo ficou sentado olhando ao redor.

— Aqui é Camelot e atravessamos a fenda temporal então estamos na época do...

— Espere, mas onde está o Jim, primeiro? — Clara perguntou e logo os dois se surpreenderam quando viram o cristal cair diante deles, acertando ao Steven que resmungou mais alto ainda. A garota logo olhou surpresa, vendo o cristal começar a rachar. — Ah não! O Cristal de Merlin, Douxie!

O Cristal quebrou diante deles, revelando a Jim que estava com sua armadura negra com detalhes vermelhos e a pele azulada e os chifres semelhantes a aparência de um troll, ele rapidamente abriu a seus olhos azuis e olhou surpreso em direção da Clara.

— Clara?

— Jim! — A garota falou animada, segurando na mão do namorado e sorrindo.

— Espera... onde estamos? Nós não estávamos...

E no momento que eles escutaram o grito de Steven, eles se surpreenderam quando viram guardas e mais guardas aparecerem ao redor deles, apontando armas e bestas ao redor deles enquanto cachorros também latiam chamando atenção dos quatro jovens ali. Para os guardas estarem de ronda pela floresta ao redor do castelo, era óbvio que eles estavam naquela época, no ano da guerra olha-a-morte.

16 Janvier 2022 17:16:31 0 Rapport Incorporer Suivre l’histoire
0
Lire le chapitre suivant Capítulo 2

Commentez quelque chose

Publier!
Il n’y a aucun commentaire pour le moment. Soyez le premier à donner votre avis!
~

Comment se passe votre lecture?

Il reste encore 13 chapitres restants de cette histoire.
Pour continuer votre lecture, veuillez vous connecter ou créer un compte. Gratuit!