2minpjct 2Min Pjct

Jimin e Yoongi amam relembrar da primeira festa junina juntos. Agora, no dia do casamento deles, vão ensinar como se pula uma fogueira de verdade, protegendo o seu amor, é claro.


Fanfiction Groupes/Chanteurs Déconseillé aux moins de 13 ans.

#suga #yoongi #jimin #yoonmin #minimini #suji #2min #Bangtan-Boys-BTS #sujim #2minpjct #Yoonminweek #Minminz
1
933 VUES
Terminé
temps de lecture
AA Partager

Festa na roça

Escrito por: Honeyboy__/ Honeyboy__


Notas iniciais: Primeiramente
Eu quero agradecer à @formynamjoonie/formynamjoonie pela betagem incrível e pelo carinho pois essa foi minha primeira fic, obrigadinho Bru ♡
E segundamente à @TMessi/ThalieMessi que fez essa capa maravilhosa, eu boiolei demais. Obrigadinho Thalie☆


~~~~


A melhor época do ano para Yoongi e Jimin era a de festas juninas. Eram de uma cidade no interior e sempre foram apaixonados por essa data, mesmo antes de se apaixonarem um pelo outro. Conheceram-se em uma dessas festas, quando ainda eram crianças. Na escola em que estudavam teve o tão amado “São João”, onde foram sorteados os pares e quando viram, tinham sido sorteados para dançarem juntos. Yoongi achou a coisa mais fofa do mundo quando viu aquele menininho indo até ele todo envergonhado, dizendo que seria seu par.

Definitivamente, foi a coisa mais fofa do mundo.

De início, foi estranho para a professora que repassava a coreografia, mas não um estranho ruim, ela até achava fofo o jeitinho que Yoongi sorria para o garoto mais baixo e tentava deixá-lo mais solto e animado. Foi assim o ensaio inteiro, e depois viraram amigos, tornando-se um par nas festas juninas que todos se encantavam pela química.

Foi inevitável se apaixonar, Yoongi achou que não teria chances com Jimin, mas mal sabia ele que o coração de Jimin já era seu e ninguém tiraria isso dele. Agora tinha total certeza, com o loiro acordando todas as manhãs ao seu lado e sorrindo para si, sentia-se realizado, principalmente agora, tão perto do seu casamento.

Yoongi olhava atentamente Jimin enquanto este falava com Seokjin por vídeo-chamada, estavam decidindo o tecido das roupas que iam usar depois da celebração do casamento, no momento em que fariam a própria festa junina, pois foi em uma que se conheceram e construíram suas histórias.

— Amor, para de me olhar assim! — Jimin falou envergonhado.

— Eu não tenho culpa de ter um noivo tão lindo — Yoongi falou e riu da forma que seu noivo ficou vermelho. Ainda hoje, Jimin ficava envergonhado com elogios assim.

— Eu vou usar um vestido na festa, quero mudar um pouco e não esquecer nunca desse momento — Jimin disse meio apreensivo.

— Eu também vou usar. — Jimin arregalou os olhos com a fala de Yoongi. Realmente não esperava por isso, principalmente por achar que Yoongi não iria gostar se ele propusesse isso.

— Você faria isso por mim? — Jimin olhou para Yoongi ansioso.

— Claro que sim, e outra, eu ‘tô doido pra ver como eu vou ficar de vestido de noiva. — Ele deu uma risada alta quando Jimin sorriu abobado.

— Vocês são muito boiolas — Seokjin proferiu tendo a atenção deles e riu com a careta que faziam.

— É isso, vamos de vestido e vai ser lindo — Jimin estava muito feliz e dava pra perceber em seu tom de voz.

— Vai ser naquele mesmo lugar que vocês fizeram a festa de sete anos de namoro? — perguntou já sabendo que gostariam de um lugar ao ar livre e conhecido.

— Sim! Vamos fazer o casamento e a festa lá. — Jimin já estava a ponto de chorar de ansiedade.

— Acalme-se, temos tempo ainda e vai dar tudo certo no final — falou tentando acalmar o outro.

— Você não está entendendo, Hyung, eu vou me casar! — gritou o platinado em euforia.

— Eu já passei por isso, entendo bem o que está sentindo, mas o Yoongi nem está surtando tanto assim — disse vendo Yoongi completamente calmo do outro lado da tela. Lembrava-se de seu casamento, também estava uma pilha de nervos assim como Namjoon no dia.

— Isso é porque ele está surtando internamente. Ele nem consegue dormir de tanto que se mexe e me cutuca para abraçar ele. — Apontou para Yoongi acusatório.

— Eu só não quero parecer escandaloso — disse Yoongi simplório.

— Você está me chamando de escandaloso? — Jimin perguntou com um bico em falsa irritação, já que sabia que Yoongi não queria dizer isso, mas ele queria provocar o moreno porque gostava de como ele ficava vermelho.

— Claro que não, amor, mas eu gosto de te ver surtando e só surtar depois contigo — falou retribuindo a provocação. Ele amava ver o sorriso bobo que Jimin dava quando ele falava daquela forma.

— Okay, resolvemos aqui tudo que faltava. Agora vou desligar porque o Nam acordou e ‘tá manhoso. Tenham um bom dia e não surtem tanto — findou a conversa e desligou após ouvi-los se despedindo do outro mais velho. Namjoon havia ficado doente e dormido após receber remédio e a febre baixar. Quando acordou estava manhoso querendo abraço e com saudade de Jin, mesmo passando o tempo todo com ele. Para Seokjin, aquilo era adorável e ele nunca negaria carinho ao seu amor.

Yoongi estava calmo, dessa vez abraçava Jimin e sentia sua pele quente enquanto a água batia em seus corpos, era um momento calmo e que amavam compartilhar. Amavam tomar banho juntos porque podiam se abraçar e conversar calmamente, tendo a certeza de que realmente se amavam, além de que podiam economizar água enquanto faziam isso.

— Yoon, eu te amo — confessou baixinho, mesmo que já tivesse dito isso várias vezes, ainda era indescritível o sentimento de falar mais e mais vezes.

— Eu também, Jiminnie, eu também te amo, é impossível descrever o que eu sinto em palavras, mas sei que você também sente o mesmo. — Jimin sorriu com aquelas palavras, encantado.

Assim que saíram do banho, foram em direção à cama grande e espaçosa, mesmo que não fossem dormir pois ainda eram duas da tarde. Jimin estava de certa forma envergonhado por trocar de roupa na frente de Yoongi, o que era meio sem sentido porque o mais novo se gabava muito de suas curvas. Yoongi o abraçou de lado ainda nu e deixou um selar casto em seu pescoço.

— Amor, não precisa ter vergonha, você é lindo, sabe disso né? — frisou as palavras como um consolo para uma possível insegurança.

— São apenas alguns pensamentos que aparecem do nada, eu estou bem, com você tudo está bem, eu não preciso de mais nada quando tenho você — declarou se sentindo completo, Yoongi era tudo para ele.

— Eu me sinto da mesma forma — admitiu sorrindo, amava quando Jimin era assim, principalmente quando estavam abraçados de conchinha e sentia os braços dele em volta de sua cintura e a respiração quentinha em seu pescoço. Por mais que a rotina não mudasse depois que se casassem, era uma prova do amor imenso que sentiam um pelo outro.

Depois de se vestirem em silêncio, foram ver Holly e Mia, seus bebês. Holly era o cachorrinho mais brincalhão que já haviam visto, às vezes preguiçoso como o pai mais velho, porém corria muito rápido pela casa quando Taehyung ia visitar seus papais e trazia Yeontan junto. Já Mia, era mais calminha, amava miar na cara de Jimin para acordá-lo, e por isso seu nome era Mia, era muito danada, derrubava as coisas de cima da mesa e saía de mansinho pra ninguém perceber, mas não adiantava muito já que sabiam de suas traquinagens. Era muito colada no cachorrinho marrom e se tornaram uma dupla inseparável. Seus papais morriam de amores quando a gata de pelagem cinza com algumas listras pretas no rabo, se agarrava a Holly para dormir. Era muito fofo.

— Quem é a coisinha mais fofa do mundo? Quem? — afinava a voz para falar com o animalzinho enquanto Jimin olhava a cena rindo. O cachorrinho pulava em Yoongi lambendo seu rosto, enquanto a gata deitava no colo de Jimin pedindo carinho.

Jimin gravava tudo para passar no telão no dia do casamento, estava muito ansioso para o grande dia, já imaginava como ia ser. Yoongi não estava diferente, só não queria demonstrar para não surtar antes do dia e algo de ruim acontecer por estarem ansiosos demais.

Mal podiam esperar para cantarem “São João na terra é fogueira”.

[...]

— Hyung, já é de tarde e você não me deixou dormir ontem, acorda, por favor — implorou pela décima vez naquele dia. Ao contrário do mais velho, ele sequer tinha conseguido dormir e mesmo cansado, arrumou a casa em pura ansiedade, fez café da manhã e agora havia terminado o almoço, porém não ia deixar o noivo dormir o dia todo porque seria do mesmo jeito quando Jimin fosse tentar dormir à noite.

— Agora não, Jiminnie, só mais cinco minutinhos — murmurou sonolento.

— Agora sim! Senão você não dorme de noite. — Puxou Yoongi pelo braço para levantar.

— Eu só queria dormiiiir, só mais um pouquinho, vai? Eu juro que levanto daqui a pouco — choramingou, tentando convencer Jimin a deixá-lo voltar a dormir, porém, foi sem sucesso.

—Você tem que levantar, Hyung! Agora vá tomar banho ou eu não deixo você me abraçar de noite — apelou e riu quando Yoongi olhou-o choroso e com um biquinho — que ele teve que se segurar para não morder — nos lábios.

— Isso é injusto, eu nem dormi direito — choramingou olhando para Jimin com falsa irritação.

— E eu que nem dormi! Tô acordado desde ontem. — Abraçou Yoongi — E você tem que almoçar!

— Tá bom, tá bom, eu já vou. Não almoce sem mim! — Yoongi caminhou em direção ao banheiro para tomar banho, enquanto Jimin o esperava sentado na cama mexendo no celular.

Após Yoongi tomar banho, os dois almoçaram. Jimin iria lavar a louça quando Yoongi disse que não precisava por ter pouca, ele sabia que Jimin tinha limpado a casa toda enquanto estava dormindo e provavelmente estava muito cansado, era uma mania de quando ficava ansioso com algo.

— Você não precisa ficar tão ansioso, baby, vai ser incrível e não precisamos nos preocupar tanto. — Yoongi abraçou sua cintura por trás e beijou sua bochecha em um ato de carinho tentando acalmá-lo.

— Você diz isso, mas não dorme de noite e nem me deixa dormir — proferiu choramingando por estar cansado.

— Eu sei que não te deixo dormir, mas é normal, não tem que se preocupar com nada — exortou com um sorriso.

Jimin caminhou com Yoongi agarrado em sua cintura como um coala, sendo seguidos por seus animaizinhos. Holly e Mia sentaram entre eles e abraçaram as mãozinhas de Jimin num pedido silencioso de carinho, que logo foi atendido. Ele pegou cada um e fez uma caminha com as almofadas para acomodá-los melhor.

— Yoon... Desde quando percebeu que eu era a pessoa certa? — indagou depois de um tempo em silêncio.

— Hmm... Desde que eu vi aquela criancinha toda amuada vindo falar comigo, foi muito fofo. Você tinha vergonha do que os outros iam pensar se vissem eu pegando na sua cintura para dançar. Ainda bem que a nossa professora nos incentivou a dançar assim e disse que se os outros alunos tentassem falar algo preconceituoso, iam para a diretoria, sinto falta do Arrasta Pé da nossa época.

— Você sempre arranja um jeito de me deixar bobo. — Jimin sorria bobo ao ouvir Yoongi falar aquelas coisas.

— E você? Desde quando percebeu que eu era a pessoa certa? — Yoongi retrucou, enquanto tinha um olhar curioso direcionado para Jimin.

— Desde que você me disse oi. — E riu, abraçado a Yoongi, sentindo aquele calorzinho no peito.

Yoongi deu um breve selar em seus lábios, mas logo foi puxado para um beijo de verdade por um Jimin levemente revoltado por Yoongi apenas provocar. Eles se sentiam leves, mesmo que brigassem às vezes, mas a cada dia que passava, sabiam que o amor que tinham um pelo outro apenas crescia.

[...]

— Jin-Hyung! Para de rir da minha desgraça, eu aqui entrando em desespero porque o Yoongi vai aparecer daqui a pouco e você não me ajuda a experimentar o vestido. — Jimin estava quase chorando de desespero naquele momento.

— É muito engraçado ver você assim, agora eu entendo por que o Yoongi ama te irritar. — Diferente de Jimin, Seokjin quase chorava de rir, era uma visão engraçada, Jimin vermelho de vergonha tentando experimentar o vestido branco que seria usado na festa após o casamento. Contudo, o vestido teria que ser fechado por trás e Jimin não alcançava, o que resultou em um Seokjin morrendo de rir e um Jimin revoltado.

— Vocês me odeiam! Eu estou com os nervos à flor da pele aqui e você fica rindo da minha cara. Eu deveria ter chamado o Namjoon, ele ajudaria e não ficaria me zoando — chorou forte dessa vez. Estava muito nervoso e o casamento seria naquele dia. Ainda era bem cedo de manhã e Jimin havia decidido que iria experimentar as roupas pela milésima vez para, se precisasse, arrumar algo que tivesse errado na roupa, mas estava tudo certo e ele ainda chorava copiosamente.

— Shh, desculpa, tá? Eu sei que você está nervoso e isso te deixa sensível, desculpa. — Seokjin abraçou Jimin enquanto este chorava em seu peito. Jimin estava muito nervoso, mesmo sabendo que no final tudo ia dar certo.

Logo após Jimin parar de chorar e se acalmar, ele colocou o vestido e olhou para seu reflexo no espelho grande que havia ali, ele estava maravilhado com tudo aquilo e extremamente ansioso.

Naquele mesmo apartamento, mas em outro quarto, estava Yoongi colocando o vestido que iria usar na festa com ajuda de Namjoon. Ele estava ansioso, claro, mas não a nível Jimin, até estava calmo, mesmo com o barulho que fazia com a boca em puro nervosismo. Olhou-se no espelho e admirou a visão, ele sabia que ficaria lindo de qualquer forma.

— Hyung, tá ouvindo isso? — Namjoon chamou Yoongi para que se atentasse ao som.

— O Jimin chorando? ‘Tô sim, eu ‘tô do mesmo jeito por dentro — brincou. Yoongi sabia que isso seria bem esperado vindo de Jimin, mesmo que às vezes ele parecesse impassível, Yoongi sabia que seus amigos não iriam o julgar por demonstrar o que estava sentindo, sabia que eles até agradeceriam.

— Isso mesmo! — Namjoon riu com a fala de Yoongi.

— Acho melhor você ir acalmar seu noivo, pra ele não ficar chorando o dia todo e Jin deixar ele vermelho de tapas por não conseguir fazer a maquiagem — Namjoon aconselhou.

— Eu vou mesmo! Dói ver ele chorando assim. — Saiu do quarto logo depois de ter trocado a roupa que estava vestindo. Yoongi caminhou em direção ao outro cômodo em que Jimin estava, aparentemente melhor, mas ainda fungando e usando apenas uma cueca, o vestido em cima da cama. Ele correu para abraçar Yoongi assim que ele entrou pela porta com um olhar preocupado, Yoongi o abraçou apertado, enquanto ele fungava baixinho. Jimin sorriu abertamente para ele, beijando alegremente seus lábios.

— Amor, você está bem?

— Melhor agora, gato. — Riu com a expressão que Yoongi fez.

— Por que estava chorando? Deu pra ouvir lá do outro quarto — perguntou curioso sobre o que desencadeou o choro, mesmo sabendo que Jimin iria chorar a qualquer momento por estar agitado e sentindo a ansiedade o tomando por inteiro.

— Jin-Hyung é um péssimo amigo, enquanto eu estava sofrendo, ele estava rindo de mim, e foi por isso que eu estava chorando — disse simplista.

— Jin!! Você sabe que o Minnie está assim e ainda zomba da cara dele — Yoongi advertiu seu amigo enquanto Jimin estava atrás dele como um filho quando seu pai briga com quem o fez chorar.

— Você não pode falar nada! Você ama ver ele irritado e vermelhinho — Seokjin zombou o amigo, vendo-o rir também.

— É diferente, só eu posso ver o meu Minnie assim, porque ele não chora desse jeito — riu ao receber um tapa no braço do mais novo.

— Isso é injusto! — proferiu Jimin com um bico nos lábios e recebeu uma mordida de Yoongi ali, o fazendo se derreter todo.

Yoongi o amava tanto que nem sabia descrever a sensação de amar tanto um ser como aquele e ter sido escolhido para passar o resto de sua vida ao seu lado. Definitivamente iria se certificar de cuidar muito bem do seu amor.

[...]

O lugar onde ocorreria o casamento era numa praia. Havia uma casa um pouco mais distante dali, onde estavam se arrumando adequadamente para a celebração no fim da tarde, quando o sol estivesse se pondo. Seria lindo, já que era ao ar livre. Mesmo com os surtos que tiveram antes, e agora estivessem tremendo, os dois caminhavam pelo tapete vermelho com os braços dados e com o coração acelerado. Foi ideia de Jimin entrar juntos, ele queria quebrar padrões, e aquele seria apenas mais um a ser quebrado. Nem Yoongi e nem Jimin queriam todo um ritual antes, só queriam fazer seus votos de amor e amarem um ao outro até o fim de suas vidas.

Não era novidade que Yoongi e Jimin eram um casal fora dos padrões, não por serem um casal gay, mas por realmente não reforçar estereótipos do que casais gays são. Orgulhavam-se muito disso, eram felizes e era isso que importava.

Entraram juntos, enquanto tocava Cotton Candy do Yungblud nas caixas de som que havia no local. Ao fundo, viram Taehyung com uma fantasia de cupido enquanto dançava e cantava, esperando os noivos, e quando chegaram na frente de todos os convidados, em uma espécie de altar para os noivos, estavam mais sorridentes do que nunca. Lembraram de quando Taehyung ajudou-os a ficarem juntos, pois eram muito tímidos para falar sobre seus sentimentos um pelo outro. Taehyung foi realmente um cupido naquele momento.

— Park Jimin, você promete amar e cuidar de Min Yoongi, por toda sua vida e não deixar que seu amor morra? — Hoseok perguntou, estava vestido com um terno vermelho — por insistência de Yoongi.

— Sim! Eu prometo amar e cuidar de Min Yoongi por toda minha vida, e nunca deixar que meu amor por ele morra! — confirmou sorrindo para Yoongi, que segurava sua mão com carinho.

— Min Yoongi, você promete amar e cuidar de Park Jimin, por toda sua vida e nunca deixar que seu amor morra? — Virou-se para Yoongi e sorriu ao ver que seus olhos brilhavam.

— Minha resposta é, e sempre será, sim. Eu prometo amar e cuidar de Park Jimin por toda minha vida, e nunca deixar que meu amor por ele morra!

Mesmo que não tivesse toda aquela coisa de damas de honra para levar as alianças nem nada, tinha Holly, que levava uma cestinha em sua boca, e a levou até os noivos que estavam emocionados.

Após trocarem as alianças, findaram a distância selando os lábios um do outro. Andaram pelo tapete vermelho enquanto jogavam glitter, purpurina e confete, mais uma tradição quebrada, não gostavam da ideia de arroz, preferiam glitter porque era algo que iria realmente brilhar e quando fosse a festa, pelo menos estariam brilhando.

Yoongi roubou alguns doces ao passar pela mesa que ficava no local onde teria os comes e bebes, Jimin riu e logo pensou “Mama, i’m in love with a criminal”, riu com o pensamento e roubou um docinho dos que estavam nas mãos de Yoongi, que riu com o quão fofas eram as mãos de Jimin nas suas.

— Amor! Vão ver a gente aqui! — Jimin riu, vendo Yoongi correr desengonçado até a casa que havia ali para os noivos se arrumarem sem nem o responder.

Yoongi e Jimin estavam ajudando um ao outro a vestirem o vestido, Yoongi reclamando que o vestido era longo demais para ele e Jimin compartilhando da mesma opinião. Sentaram-se na cama já vestidos e maquiados, apenas esperando o horário, completamente ansiosos. Jimin realmente agradecia por não terem que usar salto nem nada, ele preferia sapatos e como o vestido era feito para facilitar a dança, não corria o risco de prender e acabar caindo.

— Eu nem acredito que somos casados. É a mesma sensação de quando eu ganho um presente muito bom, é como ter algo muito precioso e querer cuidar. — Ele admitiu sorrindo.

— Baby, não fale uma coisa dessas agora! Eu tô quase chorando aqui e não quero estragar a maquiagem — choramingou com a fala do, agora, marido. “Marido”, aquela palavra o deixava bobo e emocionado.

— Ah é verdade, você só pode chorar em outros momentos. — Yoongi lançou um sorriso malicioso para Jimin e riu quando o mesmo deu-lhe um tapa no braço.

— Yoongi!!! — Jimin estava vermelho e Yoongi não trocaria isso por nada no mundo.

— Ei, lindas donzelas, a festa espera por vocês. Os convidados já estão lá e quem vai dançar junto de vocês também — chamou Taehyung, olhando os dois que estavam sentados na cama, mas logo levantaram para segui-lo — agora sem a roupa de cupido.

Assim que chegaram na parte da praia que seria a festa, ouviram a música que trazia muita nostalgia, e quase choraram de saudades que estavam. Yoongi foi em direção à fila que se formava, segurando Jimin pela mão, levou-o para seu lado na fila, sendo os primeiros por serem os noivos na dança, no final iam pular a fogueira.

Jimin e Yoongi entraram na “pista de dança”, um local preparado para que não atrapalhasse ninguém ao dançar, logo após, começou a música que iriam dançar. A música trazia nostalgia para os maridos, que logo começaram a dançar, balançando os vestidos.

“São João na terra é fogueira, São João no céu é balão, dançar quadrilha na poeira, isso é que é São João. Toda alegria, toda energia, toda poesia no meu coração”

Yoongi sorria tanto que suas bochechas doíam, era fofo e engraçado ver Jimin tão animado que quase escorregava nos próprios pés. Jimin nem ligava se iria cair, estava muito animado e só queria matar a saudade que sentia.

— Preparem-se! Cumprimentou! — Nayeon falou, ela era amiga do casal, ficou de narrar as ações da dança.

Yoongi foi até Jimin e beijou sua mão, logo entrelaçando os braços e girando para logo voltarem à posição inicial e se separarem. Jimin logo fez o mesmo, foi até Yoongi e beijou sua mão.

— Atenção! Serrote!

Yoongi foi até Jimin e segurou as mãos do marido na posição de serrote, começaram a balançar os braços como se fosse um serrote e logo após ouviram o aviso de fazer a onda.

— Atenção, quadrilha! Vamos nos preparar para a onda!

Jimin foi para o lado de Yoongi, segurando suas mãos acima da cabeça e começaram a onda, que consistia em passar os outros pares por dentro deles e passar por baixo dos outros. Eles riram de como seus amigos estavam desengonçados por não terem muito costume de dançar quadrilha.

— E viva a Santo Antônio! — Nayeon gritou eufórica. Mesmo sabendo que os maridos não tinham uma crença concreta, ela falou para que a quadrilha não perdesse a essência.

Logo após, eles fizeram o círculo, onde juntavam todos os pares e fizeram a grande roda. Todos estavam tão animados que Jimin cogitou a ideia de fazer aquilo mais vezes, ele se sentia tão feliz e realizado, estava casado e isso era seu maior sonho, casar-se com aquele que tinha o fisgado, e ele sabia que tinha sido pelo resto da vida.

Havia chegado a hora de pular a fogueira, todos iriam pular a fogueira sete vezes, logo, cada um se posicionou em fila, com um distanciamento para terem espaço. Logo após as outras pessoas terem pulado, os sete melhores amigos se posicionaram. O primeiro a pular foi Taehyung, que fez isso sete vezes como era para ser feito, logo após, Jungkook também pulou, sendo bem fácil por mais ágil, Hoseok foi o último do trisal, mesmo com medo de acabar se queimando, ele foi e pulou as sete vezes com o coração acelerado, mas acabou dando tudo certo no final. Em seguida foi Namjoon, que pulou com facilidade, mas com medo de cair ou acabar se queimando, Seokjin foi depois e pulou graciosamente, tendo em vista que a fogueira era pequena para não ocorrer complicações.

Após todos terem pulado, Jimin e Yoongi foram para frente da fogueira para pularem, Yoongi pulou todo charmoso porque ele se sentia invencível, conseguindo pular a fogueira sem se queimar ou cair, segurando o vestido de modo que não encostassem na fogueira, Jimin sorriu e abraçou Yoongi quando ele voltou e ficou olhando a vez de Jimin pular.

Jimin conseguiu pular seis vezes sem acontecer nada, ele estava nervoso. Logo na sétima vez, aparentemente não tinha acontecido nada, ele saiu de perto da fogueira com Yoongi, como a dança já havia acabado, estariam livres para os comes e bebes.

Yoongi sentiu um cheiro estranho, e logo olhou para trás vendo o vestido de Jimin pegando fogo. A única reação que teve foi pegar Jimin nos braços e sair correndo para o mar com um Jimin confuso em seus braços, e ele desesperado para apagar o fogo.

— Yoon! Me larga, o que você vai fazer comigo? — indagou confuso com a pressa de Yoongi.

— O seu vestido tá pegando fogo! — Yoongi falou apressado e correndo desesperadamente até o mar.

Jimin se desesperou, mas Yoongi já estava perto do mar. Quando estavam chegando, Yoongi tropeçou no próprio vestido e caiu com Jimin na água, por sorte não se machucando e conseguindo apagar o fogo no vestido de Jimin. Yoongi ficou confuso, mas logo ficou tranquilo com Jimin rindo ao se sentar todo molhado na areia.

— Obrigado, Yoon — agradeceu com sinceridade no olhar.

— Você não precisa agradecer, precisa apenas tomar cuidado, eu entrei em desespero! — Yoongi falou sério, ele realmente ficara desesperado.

— Desculpa, é que agora parece engraçado — Sentou-se sobre o colo de Yoongi, abraçando-o.

— Você está bem? Não queimou nada? — questionou preocupado.

— Eu tô sim, não precisa se preocupar, você me salvou — tranquilizou com um sorriso.

— Eu te amo, agora vamos voltar porque está frio e não podemos pegar um resfriado na véspera da lua de mel — Yoongi falou e ajudou Jimin a se levantar assim que seus amigos chegaram para ver se estavam bem.

— Eu também te amo e não fique falando de lua de mel assim! Ainda nem curtimos a festa! — brincou e beijou levemente seus lábios quando já estavam caminhando para tomarem um banho quente e trocarem de roupas.

— Vocês são fofos, mesmo todo borrados de maquiagem — Hoseok quebrou o clima com uma piada e riu junto aos maridos.

E assim Yoongi e Jimin perceberam, sempre fariam de tudo para cuidar um do outro, até mesmo se jogar junto com ele no mar para que ele não se queimasse, afinal, o objetivo era cuidar do seu amor para que pudesse viver toda sua vida junto dele, e ali, na luz da lua e das estrelas reluzindo em seus olhos, juraram sempre proteger o seu amor.

~~~~


Notas finais: Obrigado a quem leu, foi a minha primeira fic e espero que tenham gostado ♡

2 Décembre 2021 00:25:36 0 Rapport Incorporer Suivre l’histoire
1
La fin

A propos de l’auteur

2Min Pjct Projeto de fanfics do shipp Yoonmin (Yoongi & Jimin) do grupo sul coreano BTS. Nos encontre também no Wattpad (https://www.wattpad.com/user/2MinPjct), Spirit (https://www.spiritfanfiction.com/perfil/suji05), ao3 (https://archiveofourown.org/users/2minpjct) e twitter.

Commentez quelque chose

Publier!
Il n’y a aucun commentaire pour le moment. Soyez le premier à donner votre avis!
~