gabriel_fanfiqueirah2 Gabriel_fanfiqueirah2

Quando sua vida não está mais no seu controle, você ss senta apenas mais um boneco de porcelana na estante de uma família sem nenhuma esperança de recomeço, um acontecimento faz com que nosso jovem protagonista, obrigatoriamente (nem tanto) viver uma outra vida longe de tudo que o deixa triste e com sentimento de culpa, mas será que mesmo longe de seus medos e até da mídia, o favorito do Brasil para as olimpíadas de inverno seria capaz de se manter? sem dúvidas? conflitos que tanto tenta evitar ⊱────── ⭐ ──────⊰ ⚠️ Gatilhos ⚠️ Homofóbia problemas familiares distúrbio alimentares transfobia machismo abuso e assédio Essa história tem também Gatilhos para depressão e suicídio se você estiver passando por momentos assim converse com alguém e busque terapia, sério depressão mata e machuca, você não está sozinho, bye ⊱────── ⭐ ──────⊰ espero que gostem ᕙ( • ‿ • )ᕗQuando sua vida não está mais no seu controle, você ss senta apenas mais um boneco de porcelana na estante de uma família sem nenhuma esperança de recomeço, um acontecimento faz com que nosso jovem protagonista, obrigatoriamente (nem tanto) viver uma outra vida longe de tudo que o deixa triste e com sentimento de culpa, mas será que mesmo longe de seus medos e até da mídia, o favorito do Brasil para as olimpíadas de inverno seria capaz de se manter? sem dúvidas? conflitos que tanto tenta evitar ⊱────── ⭐ ──────⊰ ⚠️ Gatilhos ⚠️ Homofóbia problemas familiares distúrbio alimentares transfobia machismo abuso e assédio Essa história tem também Gatilhos para depressão e suicídio se você estiver passando por momentos assim converse com alguém e busque terapia, sério depressão mata e machuca, você não está sozinho, bye ⊱────── ⭐ ──────⊰ espero que gostem ᕙ( • ‿ • )ᕗ


LGBT+ Interdit aux moins de 18 ans.

#trans #romancegay #gay #Romance # #Gay
0
845 VUES
En cours - Nouveau chapitre Tous les 15 jours
temps de lecture
AA Partager

Tudo se afunda no caos

Tudo se resume em caos, flashs de câmeras por todas os cantos, as vezes pareciam que elas saiam do chão, como se os fotógrafos brotasem do chão.


Aquele pensamento pesava e fazia com que ele desse um sorriso de canto, os repórteres pareciam flores um pouco irritantes, logo após vinham as entrevistas, pessoas que perguntariam e o elogiaram, querendo entrar cada vez mais, mais e mais em sua vida pessoal, olhos cansados, mas que se obrigavam a sorrir, ja que o Brasil precisava ver aquilo: um sorriso de uma pessoa perfeita, uma pessoa que aos olhos do povo não tinha defeitos, com uma família perfeita, que fosse responsável e um adulto em corpo de adolescente.


Tudo isso em suas costas, até então ele não podia ter relacionamentos com ninguém como uma pessoa normal, não podia ir na sorveteria com um amigo, não podia ter relações de namoro em público, não podia mandar ninguém ir a puta que pariu.


Aquilo sufucava ele cada vez mais sufocado e sem ar, deixava ele sem vontade de viver, ele era apenas um boneco de pano que ficava a mercê das vontades dos seus pais, sorria para as câmeras Hugo, seja gentil com os repórteres, falando em seus pais lá estavam eles, seu pai atrás do garoto com um sorriso forçado no máximo e atrás seguia sua mãe, que nem tentava disfarçar a indignação e a raiva que sentia do garoto.


Então depois do banho de flashs veio as entrevistas, seu pai sempre dizia que são como abutres, já sua mãe sempre dizia que os repórteres são os degraus de uma boa reputação, ele não discordava de nenhum dos dois, em parte estavam com o pensamento certo, sabia que só estavam fazendo seu trabalho, mas saiba também que não era apenas isso que fazia ter uma boa reputação pública, precisava de empatia, estudos, carisma e principalmente ser o padrão que a sociedade queira. Então em uma mesa de converencia, sua treinadora sentava do seu lado, arrumando as traças nagô para o lado, Bruna era sua melhor amiga, ajudava um pouco com seus pais, principalmente quando os dois iam aos treinos, ele olha pro lado e dá um sorriso verdadeiro dessa vez, refletia isso em seus olhos azuis, ele sentia falta de ficar sozinho com ela pra poder conversar, falar sobre besteiras, coisas de adolescente que ele não pode fazer, então as perguntas começaram, repórteres falando, coisas como acha que seu "desempenho foi nessa competição", "como anda seu relacionamento com a patinadora Tereza?", " Seu tombo pode interferir na competição?" Etc, com um suspiro ele começa a dizer:


- Se puderem se acalmar para que eu possa responder, não se preocupem eu responderei todas - ele mantinha o sorriso de desespero e olhava pra Bruna pedindo um pouco de socorro, mas a mesma estava com o problemas piorado, então ele suspirou mantendo o sorriso, ele tinha que mentir sempre, falando que vai sempre dar o melhor de si, quando ele já estava dando, principalmente no salto que ele caiu, ele tinha treinado por dias mas ainda errou, aquilo só fazia com que ele olha- se a medalha e senti se que não era merecida - a primeira pergunta foi sobre meu desempenho nessa apresentação, então... Eu acho que meu desempenho podia ter sido melhor, ter evitado alguns deslizes, como o tombo que eu sofri no final da apresentação, realmente eu não devia ter insistido em fazer um Axel agora eu espero poder voltar para São Paulo e voltar a treinar e a desempenhar pra que esse mesmo erro não aconteça, a próxima edição do Grand prix está chegando, agora eu não estou mais no nível júnior, também estamos quase nas olimpíadas de inverno, realmente eu preciso empenhar, treinar e me aprimorar


- Hugo, Hugo, Hugo, pode dizer para nós, como está sua relação com a patinadora Tereza? Ela e só uma amiga ou pode ser mais que isso? E você vê alguma chance dela se tornar uma possível namorada? Já que vemos que nos torneios que que fazem em conjunto vocês não desgrudam um do outro, isso pode ser a confirmação de terugo? - parecia ser a repórter de um canal de jovens, não só pelas perguntas mas também pelo o estilo do microfone que é estranhamente bonito e chamativo, atrás vinha um jovem segurando uma câmera portátil, Hugo então suspirou, odiava responder essas perguntas, por que eram coisas que só diziam respeito a ele e a Tereza que era só uma amiga, na sua mente ele gritava " A Tereza e lésbica futurista e eu sou uma grande de uma poc", mas não podia, aí sim seus pais teríam mais motivos para fazer o mesmo morar no próprio inferno, então com o sorriso atuado de sempre ele vê a menina falar mais - sabemos que vocês formam um casal perfeito, mas não podemos negar que a maioria das meninas do Brasil e talvez do mundo estão atrás de você, o que você acha sobre isso?


- Eeerr... Eu não posso dizer nada por Tereza, mas sei que ela e uma grande amiga e que com ela eu posso contar sempre, ela e muito querida pra mim é... Eu acho que eu prefiro focar em um objetivo agora, acho que e esse objetivo está bem claro que e a patinação, mas caso isso possa evoluir para um possível romance eu vou dizer para todos vocês, tanto nas minhas redes, como em entrevistas - ele dizia aquilo que ele já ensaiou milhões de vezes, qual o problema das pessoas que sempre querem formar um casal, qual e o problema dele estar sozinho? Mas ainda quando ele sabe que não estão só falando merda, por que ele é gay e a pessoa que tanto shipam ele e uma grande de uma lésbica, mas como sempre, descrição, ele só queria ir pra casa, ele suspira voltando a falar - Mas se depender de mim, esse romance pode sim seguir em frente, eu gosto muito dela e acho que seria um relacionamento incrível


- Aí meu deus, você acabou de dizer que você gosta sim da Tereza, isso e uma notícia incrível! Muito obrigada Hugo - a mini repórter dá um gritinho quando ele confirma isso, ele se pergunta quando foi que ele ficou tão popular, o Brasil nunca gostou de patinação, mas agora por onde ele anda, ele vê um garoto ou uma garota que sabe quem ele e, ou sabe o que ele faz - Então, será que por acaso eu a gente tem uma confirmação do dia que a gente vai ver esse casal unido?


- Infelizmente eu não sei se eu posso te dar essa informação, mas me diz o nome do seu canal para que eu possa, te dizer isso em primeira mão? - ele realmente gostou da menina, achou a forma que ela perguntava simpática e agradável, sabia que era importante se conectar com seus "fãs" provavelmente assistiria pra ver como era o canal, curioso, assim ele se encontrava, ele via a menina ficar estática, acho que era de susto, ou medo derepente veio mais um série de perguntas


- Hugo, acho que sua influência na massa jovem hoje em dia e imprimir para o que os jovens pensam e agem? - um repórter do fundo perguntava se levantando enquanto falava e assim começou uma série de perguntas que ele não sabia a importância, todas elas como se ele fosse algum político


Ele respondeu, perguntas, perguntas e mais perguntas, tanto que no final da entrevista quando os repórteres foram embora, ele e Bruna se encontravam tão cansados como se tivessem corrido uma maratona, por fim quando ele olha as cadeiras ele acha a menina das perguntas para o canal, se levanta quase morrendo, nem parece que ele apenas fez 30 minutos de entrevista, mas sim 3 dias intensos e sem parar, se levanta apoiando na mesa para que não caísse no chão assim de primeira ele sai de lá andar em direção a garota que esperava ele ali, ele pode sentir o olhar de curiosidade da Bruna atravessando a nuca e queimando, como se ele tivesse fazendo um crime federal, então ele senta a frente dela e diz:


- Oi, qual e seu nome?


- Aaaaa, meu nome e Julia, mas meus amigos me chama de juba- ela dizia nervosa segurando a mão do que Hugo pensa ser o namorado dela, parece que ela estava diante de um fantasma- e o nome do meu canal e Juba e o mundo, e novo mas a gente cresce com cada vez mais frequência


- sério que bom...- Hugo pega seu celular, via uma mensagem da Tereza escrita "eu assisti a apresentação, se precisar de uma desculpa pra ir pra casa do Brian eu sei como enganar seus pais, mas se aquilo acontecer de novo, vem passar um tempo comigo", algumas mensagens dos seus pais falando que eles precisam conversar e isso já assustava ele, então ele tira todas as mensagens e vai direto pro YouTube, onde ele entra na barra de pesquisa e começa a pesquisar e se inscreve no canal- Seu canal realmente e muito bonito, tem uma cara de ser divertido... Mas você ficou me esperando aqui até agora? Isso e incrível, mas daqui a pouco eu tenho que ir então infelizmente não posso conversar muito com você, mas me passa seu número pra gente se falar no WhatsApp


- Aí. Meu. Deus. Hugo Ferráz Oliveira está pedindo meu número para conversar no whatsapp... Isso e... Isso e demais, eu acho que vou ter um infarto - realmente ela parecia mesmo, os cabelos lisos balançando para lá e para cá, ela tentava se acalmar, mas Hugo ria vendo a roupa rosa choque e verde neon agitada como se fosse um mini ratinho


- Claro, eu sou uma pessoa normal de 16 anos que quer só fazer amigos- ele ria vendo a cara de choque dela, bem mais bem estranha, como se ela fosse morrer, era bem engraçado


- mas você e tão... Tão... Tão você, tipo você é parece que e tão perfeito que as vezes isso parece que você e um anjo que vive aqui na terra, você quase não erra- ele mexia com as mãos e o menino do lado dela só ria, ele não falou nada, isso era meio estranho, mas não ia perguntar o que aconteceu, isso e falta de senso né minha gente


- Calma, eu erro sim, pra caramba, mas eu me esforço ao máximo pra consertar meu erro- ele mexia no celular indo no whatsapp e pegando o número para passar pra menina enquanto falava, ele sentia o olhar de curiosidade da Bruna, ele mostra o número pra menina- esse e meu número, se quiser anotar pra gente conversar mais vezes, realmente eu te achei divertida, mas seja rápida por que eu tenho que ir pra casa


- está aqui, realmente eu não acredito que isso tá acontecendo, parece que eu tô sonhando - Hugo sorria e pegava o celular de volta depois da menina Julia anotar o número - Muito obrigado, não se preocupe enquanto sua integridade, não vou passar esse número para ninguém


- Eu espero, mas agora tenho que ir até mais e digo o mesmo pro seu... Err... Amigo? - Hugo dizia enquanto de levantava com uma cara de leve com confusão, afinal ele apenas estava ali mexendo no próprio celular


- Ah, esse e meu namorado, o Augusto


- tchau Lucas, tchau juba - Hugo se despedia indo em direção a Bruna


Bruna olhava Hugo, suspirava, ela começa a dar uma bronca nele por ter feito ela esperar, falando que a sua mãe havia mandado mensagem, ela diz que nem sabia como aquela bruxa tinha conseguido o número dela, só o pai de Hugo, ele era mais fácil de se conversar segunda ela, ele não tinha problemas psicólogicos visíveis, ele sempre ria dos comentários da sua treinadora, ela não estava erradaas ele não queira dizer nada, apenas continuou neutro.


Então lá estava, sua mãe e pai, um frio na barriga mas ele tinha que ir, sua mãe estava com uma cara pior que antes, ele engole em seco, sua mãe bufa, começa a reclamar, ele só se desculpava tentando evitar uma confusão com ela. Sua mãe abre a porta do carro, assim sinalizando que era pra Hugo entrar sem contestar, assim ele faz, o menino começou a pensar o que ia acontecer, logo após a mulher entra com a cara feia de antes, seu pai ainda estava de bem com ele, mas foi fecha a porta do carro que aquele sorriso caiu por terra, com um suspiro e ele dizendo "A gente conversa em casa Hugo"


Nesse momento, todas as esperanças somem, o menino preferido do Brasil queria chorar, ele pega o celular na mochilo, tremendo mas pega, indo direto pro app de mensagens, indo direto pro nome brilhante na tela "santa Tereza do pau oco"


Me:


Tereza, eu estou ferrado, eu não consigui fazer o salto, minha mãe assistiu, agora ela e meu pai ta com a cara fechada, Tereza eu vou morrer me ajuda!!


¹⁶:³⁴ ✓✓


santa Tereza do pau oco:


Meus deuses da Grécia, o que eu

posso fazer? Que tal eu aparecer na

sua casa? Assim eu posso tentar te

trazer pra casa, ou pedir ajuda, com a Bruna, aposto que ela não ligaria se a

gente dormir lá, sei lá, seus pais são

loucos.


¹⁶:³⁶ ✓✓


Me:


Só me ajuda a gente tá chegando no aeroporto, eu tô desesperado, meus pais não estão pra brincadeira, por favor me salva... A gente tá chegando no aeroporto por favor dá um jeito daqui duas ou três horas eu tô em Floripa, por favor tenta me ajudar, eu tô em desespero, você lembra o que aconteceu da última vez?


¹⁶:⁵⁹ ✓✓


santa Tereza do pau oco:


Ta bom gay, vou dar um

jeito, não sei, mas se dia mas se sua

mãe tocar em um fio de cabelo loiro

oxigenado seu que seja, eu juro que

corto cada parte do corpo dela e jogo

álcool no resto, alguém tem que parar

essa mulher e o próprio cão ✝️


¹⁶:⁵⁹ ✓✓


Me:


Para de brincadeira, eu não tô zuando, eu tô chegando, por favor eu não aguento mais, me ajuda Tereza... Tchau te amo


¹⁷:⁰⁵ ✓✓


santa Tereza do pau oco:


Vou pra sua casa... Vai ser

mais fácil


¹⁷:⁰⁵ ✓✓


Nesse mesmo momento, Hugo ia responder a mensagem da amiga e então e parado com a voz de sua mãe dizendo em um tom de raiva e desprezo:


- Eu estou decepcionada com você, podia ter feito melhor do que aquilo...


⊱────── ⭐ ──────⊰


Bom meus amores essa foi o primeiro capítulo, sei que tá meio a desejar mas eu vou me esforçar nós próximos, por favor dêem seu voto caso tenha gostado e comentem o que acharam, eu sei que não e perfeito e procuro melhorar



19 Septembre 2021 14:28:01 0 Rapport Incorporer Suivre l’histoire
0
À suivre… Nouveau chapitre Tous les 15 jours.

A propos de l’auteur

Commentez quelque chose

Publier!
Il n’y a aucun commentaire pour le moment. Soyez le premier à donner votre avis!
~