V
VOS 7122002


Várias histórias envolvendo os personagens do universo grego de Rick Riordan. Aviso: Os personagens são hermafroditas (ele/ela).


Fanfiction Livres Déconseillé aux moins de 13 ans.

#dragon #family #will-solace #greek-mythology #mitologia-grega #percy-jackson #Rick-Riordan
0
2.1mille VUES
En cours - Nouveau chapitre Tous les 15 jours
temps de lecture
AA Partager

1 - Filho de Apolo

Resumo

Will Solace ama a sua mãe, mas ele sabe que ela mente para ele. Quase tanto quanto ele mente para si mesmo.


[Foco em Will Solace]


Aviso: aonde todos têm orelhas pontudas e uma longa cauda com um pouco de cabelo na ponta.

# # # #


Não demorou muito para que Will percebesse que ele não era normal. Aos 9 anos, ele via coisas que não deveria ver - coisas que as pessoas ao seu redor não conseguiam ver.

Ninguém acreditava nele, todos dizendo que ele tinha umuma imaginação fértil ou que só queria atenção.

Exceto sua mãe. Naomi Solace, mãe solteira e uma cantora de country alternativo relativamente famosa, sempre apoiou seu filho e o motivou.

Ela sempre acreditou no que seu filho dizia, algo que muitas mães não ousariam fazer.

Will só entendeu o porquê de sua mãe acreditar ao 10 anos, quando ambos foram atacados por um monstro que parecia ser feito de sombras.

- Will.... corra... - Naomi falou, sufocando uma tosse.

Ambos estavam no jardim dos fundos, sua casa agora em ruínas e os vizinho agindo como nada estivesse acontecendo.

- Mãe... - Will falou segurando a cabeça de sua mãe.

Ambos estavam machucados, mas Naomi estava com um grande ferimento na perna e na cabeça.

Ela não iria resistir se não fosse tratada rapidamente. Isso causou um medo no coração de Will. Uma luz envolveu seu corpo e sua mãe, como se fosse o sol - acolhedor e quente.

Era o meio da noite, mas parecia que já era de dia. O monstro que os atacara, quando tocou a luz que Will emitia, fez um som de dor e recuou.

Com sua coragem renovada, Wil caminhou lentamente em direção ao monstro. No início, o monstro tentou atacar Will, mas recuou por conta da luz.

No final, o monstro desapareceu, deixando Will e Naomi sozinhos. Com um suspiro tenso, Will caiu de joelhos no chão.

- "Isso.... o quê foi isso?" - Will pensou olhando para suas próprias mãos. - "Eu... mãe..."

Correndo em direção a Naomi, Will pegou a mão de sua mãe - respirando aliviado quando ele sentiu sua mãe respirar tranquilamente.

Ao limpar a testa de Naomi, Will percebeu que não haviam ferimentos - somente sangue fresco, o único sinal de qualquer ferimento que ela teve.

De repente, Will sentiu seus olhos ficarem pesados e a escuridão o consumiu.

Ele não notou as escamas em seus braços, nem as presas nascerem em sua boca. Tampouco percebeu que seus próprios ferimentos estavam curados.

Quando acordara novamente, ele estava em uma floresta densa - Will mal conseguia ver os raios de sol que brilhavam por entre as árvores.

Com dor de cabeça e garganta seca, Will sentou-se na terra úmida. Suas roupas estavam sujas e rasgadas, mas não havia nenhum ferimento em seu corpo - somente o sangue seco do ataque do monstro.

Com essa realização, os olhos de Will arregalaram-se.

- Eu... - Will tentou falar, sua garganta seca fazendo com que sua voz soasse rouca e fraca. - "Ontem a noite.... o ataque...."

Will, então, notou seu corpo. Suas mãos e pés tornaram-se garras douradas, sua cauda tornou-se dourada e suas orelhas estavam mais pontudas. Com a língua, ele também sentiu presas afiadas em sua boca.

- "Eu... o que eu sou?!"


25 Juillet 2021 23:59:53 0 Rapport Incorporer Suivre l’histoire
0
À suivre… Nouveau chapitre Tous les 15 jours.

A propos de l’auteur

Commentez quelque chose

Publier!
Il n’y a aucun commentaire pour le moment. Soyez le premier à donner votre avis!
~