Histoire courte
0
2.4k VUES
Terminé
temps de lecture
AA Partager

PREMONIÇÃO

Aconteceu uma única vez. Mas foi o suficiente para marcar toda uma vida. Não ocorreu de forma espalhafatosa ou preanunciada, e sim durante dia normal de trabalho, como qualquer outro, em horário pouco inspirativo, próximo ao início da tarde, e não nas decantadas horas noturnas.


Dirigia de volta à casa meio que enfadonhamente, a fim de cumprir o ritual diário do almoço, em caminho rotineiro. Foi então que ela veio, inesperada e repentinamente: a certeza absoluta do futuro acontecimento, e com ela uma total paz de espírito, em função de que o presságio lhe era amplamente favorável, apesar de altamente improvável, à luz das probabilidades da época.


Não caberia aqui revelar a natureza do fato, pois esta não seria a questão primordial; bastaria dizer que se referia a um resultado futuro, envolvendo uma competição de natureza esportiva.


Porém, não foi o desenlace, este realmente ocorrido em consonância à premonição, o que realmente importou, e sim a impressionante constatação ulterior de que havia irrefutavelmente vivenciado um momento mágico, e ao mesmo tempo assustador; a sensação premonitória havia durado alguns exatos milissegundos, mas seu impacto sobre aquela alma jamais seria esquecido.


Faz-se mister salientar: em momento algum havia pensado num palpite apenas; foi tão somente o antever da verdade absoluta; inexplicável, mas absoluta.


Quantas vezes já lera ou ouvira falar sobre presságios, videntes ou assuntos correlatos; mas jamais dera importância ao assunto, a não ser em filmes hollywoodianos, estes interessantes sim, sob a ótica do entretenimento; porém, na vida real lhe era totalmente inédito.


Passou então a refletir, se grandes acontecimentos já não teriam sido impulsionados por circunstâncias semelhantes. Será que grandes vencedores da história moderna, mesmo em odiosas guerras, ou até mesmo grandes empreendedores, tidos como “visionários” não tiveram seu destino traçado por momentos como aquele?


Muito nos desdobramos a comentar episódios já ocorridos, tipo os "engenheiros de obra pronta", mas poucos tem a oportunidade de antever resultados. Tais destacadas pessoas teriam algum tipo de dom ou sexto sentido?


Jamais saberemos.


Você pode duvidar, meu caro leitor, mas lhe aconselho a acreditar: a qualquer momento, alguma premonição pode surpreender sua mente!


Palavra de uma testemunha viva do fato...

15 Juin 2021 16:48:57 2 Rapport Incorporer Suivre l’histoire
4
La fin

A propos de l’auteur

Max Rocha Um Fantasma literário ou alguém que apenas gosta de escrever... me interesso por ficção histórica e científica, suspense, misticismo e mistério com um toque de humor. Às vezes enveredo pelo tom crítico e motivacional do cotidiano. Escrevo ouvindo música instrumental relacionada com o tema no Spotify, ao lado da Duda, minha cadela australiana de 5 anos. The Phantom (O Fantasma) foi criado por Lee Falk, em 1936.

Commentez quelque chose

Publier!
Afonso Luiz Pereira Afonso Luiz Pereira
Jamais tive premonição de qualquer espécie, mas será que um palpite de algo ter a probabilidade de ocorrer pode ser constituir em visionário por antecipação? Claro que não. Tem gente que tem faro para intuir o perigo. Ótimo texto, como sempre, meu bom amigo das letras.
June 15, 2021, 21:13

  • Max Rocha Max Rocha
    Comigo foi apenas uma vez. Mas te asseguro, é muito diferente de um palpite. Inexplicável, mas claro como água de rocha. Vai saber... June 19, 2021, 18:35
~