dae_gen Dae Gen

A família de Wooyoung precisa se mudar depois que seu pai recebe uma promoção no trabalho, vida nova e amigos novos não era bem o que ele queria para o último ano do ensino médio. Ainda mais quando nessa nova escola os alunos riquinhos não são conhecidos por serem os mais simpáticos do mundo. Se acostumar com essa nova realidade não será nada fácil, ainda mais quando a elite do colégio pega tanto em seu pé. Será que essa guerra vai durar para sempre ou Woo vai conseguir aliados para se defender?


Fanfiction Groupes/Chanteurs Déconseillé aux moins de 13 ans.

#ateez #yungi #yaoi #teen #drama #woosan #shoujo
8
4.6mille VUES
Terminé
temps de lecture
AA Partager

Novato

Foram quatro dias entre a notícia e a mudança repentina para a nova cidade, não houve sequer a necessidade de esperar uma semana completa para que toda aquela burocracia de empacotamentos e transportes acontecesse.

A família Jung havia recebido a oportunidade de uma ascensão social, que veio junto com a promoção no trabalho do patriarca da família e como ele tinha que tomar a decisão o mais rápido possível, não houve tempo para enrolações.

Quem mais sofreu com tudo isso foi Wooyoung, que deixou para trás seus amigos, o antigo colégio e uma parte de sua história, que naquele momento, estava encaixotada e lacrada com fita isolante.

- Querido ante logo com isso, temos que ir e você não pode se atrás! - a mãe de Wooyoung parou na porta dele.

- Eu não acho meu agasalho… - Wooyoung falava, frustrado, olhando para as caixas.

- Pegue um dos novos, não tem problema e… você deveria ter desfeito as caixas! - ela disse antes de ir para a cozinha.

- Mas a gente chegou ontem…

Ele suspirou e foi até o guarda-roupa pegar um dos novos agasalhos, Wooyoung estava vestindo o uniforme, que tinha um tecido tão fino que não conseguiria aquecê-lo naquela manhã tão fria de maio de inverno.

Jung Wooyoung, tinha acabado de fazer dezessete anos e estava no terceiro ano do ensino médio, era um rapaz não muito alto, loiro e com um sorriso muito fácil e animado.

Gostava de coisas simples e era um pouco tímido, mas com a mudança acontecendo da noite pro dia, sua alegria e animação deram espaço para uma angústia do que o novo poderia lhe trazer.

A matrícula na nova escola aconteceu mais rápido do que ele esperava, é verdade quando dizem que quando se tem dinheiro tudo flui com mais facilidade e no caso dele, não foi diferente.

- FILHO VAMOS LOGO! - sua mãe gritou já na porta de casa.

- Eu estou indo! - Wooyoung pegou o primeiro agasalho que viu e se vestiu.

- VAMOS FILHO! PRIMEIRO DIA! - ela falava impaciente.

- Já estou descendo! - Wooyoung pegou sua bolsa e desceu correndo as escadas.

Agora que seus pais tinham condições de lhe colocarem em uma escola melhor, não hesitaram em o matricular em um dos colégios mais bem elogiados da capital e também, um dos mais caros.

Wooyoung não ligava muito para essas coisas, gostava genuinamente de aprender e era curioso sobre a história das coisas, nunca teve dificuldade nas aulas e se esforçava nos estudos.

A família Jung era muito boa em manter todas as aparências, o senhor Jung havia ganhado a promoção para ser gerente de contas do banco que trabalhava e teve que ser transferido de local.

Já a senhora Jung era assistente pessoal de um dos sócios da K.K. Advocacy o que não exigia que seu trabalho fosse realizado de forma presencial, por tanto que cuidasse de todos os detalhes no prazo.

- Pegou tudo? - Ela ajeitou o cabelo do filho.

- Sim…. Cadê o papai? - Wooyoung tentava se livrar da arrumação de sua mãe.

- Já saiu, ele tinha que estar cedo no banco.. agora vamos! Pro carro!

Não era comum seu pai sair tão cedo, mas eles ainda estavam acertando alguns detalhes da mudança. Os pais de Wooyoung passavam boa parte do dia fora de casa, mas com a mudança, sua mãe começou a trabalhar de home office e ficaria boa parte do tempo no escritório da casa.

Seu novo colégio não ficava muito longe, mas também não era perto o suficiente para ir andando e sua mão não perderia a oportunidade de desfilar pelas ruas com seu novo carro.

Ela deixou ele na porta do colégio e antes de sair do carro, Wooyoung conferiu se estava com todo o material e pegou o papel de informações que estava na bolsa, deu um beijo em sua mãe e foi encarar seu novo futuro.

Wooyoung subia as escadas da estrada do colégio, com o papel que continha as informações de sua sala em mãos, o lugar era enorme por fora e por dentro, imaginava que seria tão gigantesco quanto.

Olhos para a entrada e depois voltou seus olhos para o papel, continuou andando sem nem perceber a direção que ia e nesse descuido, acabou esbarrando em um rapaz, que também distraído, deixou seu próprio papel cair no chão.

- Não olha por onde anda, novato? - o rapaz o encarou irritado.

- Desculpa… - Wooyoung segurou firme seu papel - Como sabe que sou novado?

- Só um songo-mongo novato sabe que não se pode usar agasalho por cima do uniforme! - ele pegou o papel no chão.

- Mas tá frio… - Wooyoung o olhava cauteloso.

- E o que eu tenho a ver com isso? - ele deu de ombros. - Sai do meu caminho, novato!

Wooyoung viu o menino entrar no colégio depois passar por ele e bater contra seu ombro, propositalmente, como forma de provocação, ele nem disfarçou a cara de irritado que ficou.

Entrou no colégio e foi atrás de sua sala, os enormes corredores pareciam não levar a lugar nenhum, aquilo era como um labirinto com portas iguais e metros de caminhada sem sentido.

Andava por todos os lados olhando nas portas para conferir o número com o de seu papel, que parecia nem existir naquele colégio, Wooyoung estava ficando angustiado de não encontrar sua sala.

- Oi.. - uma voz tímida chamou sua atenção.

- An.. oi! - Wooyoung se virou, um pouco atrapalhado em seus pensamentos.

- Novo aqui?

- Ta tão na cara assim? - Wooyoung suspirou frustrado.

- É o agasalho.. - ele sorriu - Tenta usar uma camisa mais grossa por baixo, ajuda.

- Obrigado pela dica… - Wooyoung olhou para o papel. - Pode me ajudar a achar minha sala? Eu me perdi.

- Mas é claro! Ah e aproposito, eu sou Yunho, Jeong Yunho, muito prazer! - ele estendeu a mão.

- Jung Wooyoung, muito prazer! - ele o cumprimentou.

- Deixa eu ver seu papel..

- Ah claro! - Wooyoung entregou o papel, um pouco mais aliviado.

Jeong Yunho era um garoto alto com cabelos e olhos escuros, também tinha dezessete anos e era muito carismático, apesar de não ser muito extrovertido, gostava bastante de conversar com colegas e amigos próximos e quando pegava intimidade com alguém se soltava de vez.

- Você tá no… terceiro A! Ah é a minha sala! - Yunho devolveu o papel.

- Nossa! Isso é bom…. - Wooyoung disse com um sorriso tímido.

- Vamos, é aqui perto.

Eles andaram lado a lado conversando, Yunho explicava algumas regras do colégio, falava como funcionava tudo e quais eram os professores que ele mais gostava e onde ficava a biblioteca, cantina e outros lugares.

Logo eles chegaram na sala de aula, Yunho entrou na frente e em seguida Wooyoung, que estava meio cabisbaixo por estar com vergonha, mas assim que ergueu um pouco o olhar, para acompanhar Yunho, viu uma pessoa que não lhe agradou muito.

Seus olhares se encontraram e por alguns instantes ficaram se encararam, o rapaz foi quem quebrou o contato visual revirando os olhos e naquele momento foi como se tivessem tido o mesmo pensamento.

“Não acredito que cai na mesma sala que esse babaca!”.

29 Mai 2021 16:43:33 3 Rapport Incorporer Suivre l’histoire
2
Lire le chapitre suivant Curiosidade

Commentez quelque chose

Publier!
Indy ♡ Indy ♡
socorro, é o san??
May 30, 2021, 14:06

  • Dae Gen Dae Gen
    hahahahhaahhaha sim ?? May 30, 2021, 14:28
Indy ♡ Indy ♡
Socorro, é o San?? JSJDMDMDMDMKZ
May 30, 2021, 14:05
~

Comment se passe votre lecture?

Il reste encore 29 chapitres restants de cette histoire.
Pour continuer votre lecture, veuillez vous connecter ou créer un compte. Gratuit!