Update now! We have a NEW Android app! Download it now in the Google Play Store. En savoir plus.
affonso Afonso Luiz Pereira

Coletânea de 5 contos bem curtinhos, de humor leve e despretensioso.


Histoire courte Tout public.

#Humor #contos
7
7.2k VUES
Terminé
temps de lecture
AA Partager

1 - O SUPERPODER DE ARNALDO



Certo dia, acordou e descobriu ter adquirido um superpoder que iria mudar a sua vida para sempre: tinha a capacidade de movimentar objetos e, para quem duvidasse, deslocar o ambiente ao seu redor. Era melhor ninguém mais se meter com ele!


A aquisição daquele superpoder, a princípio, lhe causara um certo desconforto, mas não lembrava de como o conseguira. Não fora picado por nenhum inseto como no caso do Homem-Aranha, nem estivera exposto a uma explosão de raios gama como o Incrível Hulk. No entanto, agora ele tinha a clara percepção de dominar uma habilidade nova tão espetacular como escalar paredes ou levantar um tanque de guerra com apenas uma das mãos.


Esta recente competência não poderia ter chegado em melhor hora, haja vista ele já ter passado dos 50 anos e encontrar as dificuldades próprias da idade para trabalhar. Chegou na cozinha todo eufórico, pois queria anunciar a boa notícia à esposa.


— Emengarda, quero te dizer que, de agora em diante, sou um super-herói. Possuo um incrível superpoder. Tenhas mais respeito comigo, viu?


Ela parou de beber o café, quase se engasgando com o pedaço de pão.


— O quê? Tu tá de brincadeira, né?


— Duvidas do meu poder?


— Ha, ha, ha... deixa de ser tolo e vai trabalhar, Arnaldo. Tu já tá atrasado.


Aquilo o enfureceu. Ficou com raiva da mulher. Ela tinha o péssimo costume de menosprezar as suas capacidades. Infelizmente, Emengarda precisava levar uma lição.


— Levante-se, tu agora vai sentir a fúria das minhas novas habilidades, ah vai sim!


Ela largou a xícara, engoliu o pão, levantou-se da cadeira e colocou as mãos nos quadris em tom desafiador.


— Manda vê, mas seja rápido porque eu tenho mais o que fazer.


Ele se posicionou de perfil em relação à esposa. Fixou o olhar por um breve momento à parede à sua frente. Respirou fundo, esticou os braços para baixo, fechou as mãos e girou a cabeça num gesto brusco na direção dela. A pobre coitada foi deslocada para o lado numa velocidade incrível. O deslocamento foi tão extraordinário que Emengarda passou pelo seu lado esquerdo e deu a volta, entorno dele mesmo, diversas vezes seguidas junto com todos os objetos da casa.


O efeito colateral da nova habilidade o deixou surpreso!


O piso da cozinha veio-lhe de encontro à cara. Estava caído no chão, aturdido, sem conseguir se levantar e muito nauseado. Conseguiu ver a mulher ainda rodopiando sem parar no seu entorno enquanto lhe dizia:


— Isso não é superpoder não, seu aluado, isso se chama labirintite!


FIM

16 Février 2021 05:26:38 5 Rapport Incorporer Suivre l’histoire
11
Lire le chapitre suivant 2 - A MENINA DO DEDO ENSANGUENTADO

Commentez quelque chose

Publier!
Urutake Hime Urutake Hime
Olá! Adoro sua escrita, que conheci no desafio Cheiro de Livro. Este conto é bem divertido, o "superpoder" do Arnaldo acomete muita gente, pena que ele não foi cuidadoso o suficiente para não se ferir. A esposa que saiu vitoriosa deste "confronto" inicial. Quem sabe assim o Arnaldo pensa duas vezes antes de enfrentar ela de novo hahaha.
June 30, 2021, 16:46
 Silva Silva
Realmente gostei da proposta da história pela sinopse e vejo que ela não decepciona. Esse primeiro capítulo teve leveza e um bom humor que nos arranca umas risadas. Ah, coitado do Arnaldo no final kkkk
April 03, 2021, 19:39
Isís Marchetti Isís Marchetti
Olá, Afonso! Tudo bem com você? Faço parte do Sistema de Verificação e venho lhe parabenizar pela Verificação da sua história. Eu tenho que dizer que eu estou rindo até agora com esse conto! Que sensação maravilhosa que você me causou, não sei nem como por em palavras tudo que veio acarretado com esse conto brilhante. Foi uma leitura tão prazerosa, ela simplesmente fluiu de uma forma impressionante a qual não me lembro acontecer há muito tempo. Bom, vamos lá. A coesão e a estrutura do seu texto, estão surpreendentes. A narrativa está impressionante e eu concordo com o comentário a baixo, realmente parecia aqueles contos de tirinhas, o que fez a experiencia ficar mais engraçada ainda, porque de alguma forma eu conseguia imaginar eu sentada lendo essa tirinha. Quanto aos personagens, eu amei a Emengarda, ela até parece ter aquele tom de desdém e deboche, mas na verdade ela só é muito realista e odeia perder tempo desnecessariamente, o que é super compreensível, haha. A rabugice dela me fez rir demais, sério. Quanto ao Arnaldo, ele é simplesmente surpreendente! Eu chorei de rir com a parte final dele estirado no chão, haha. Estava pronto, achando que ia vencer na vida, que havia chegado sua hora de brilhar, só que não. Quanto à gramática, seu texto está muito bem escrito e eu achei maravilhoso a forma com a qual você o escreveu de uma forma meio informal, mas formal ao mesmo tempo, não sei se você consegue entender o que eu estou tentando dizer, mas é diferente de um texto de uma dissertação, mas também não é igual a textos escritos de formas informais. Colocando melhor em palavras, diria que é um texto com o vocabulário único. No geral, é uma ótima coletânea de contos, foi impossível não ler todos. Abraços.
February 21, 2021, 19:20
Max Rocha Max Rocha
Ah, ah, ah, ah... Arnaldo se deu mal! Também coitado, com a superpoderosa Emengarda a lhe fazer sombra, fica difícil. Muito bom Affonso.
February 16, 2021, 15:48
CC C Clark Carbonera
Eu amei a Emengarda hahaha e amei o superpoder do Arnaldo! Que texto leve, leve mesmo...gosto muito desse tipo de história (ainda mais nos tempos pesados de hoje). Durante a leitura, imaginava as cenas como nas tirinhas de jornal hahaha que coisa boa! Afonso, vi que você é novo na plataforma, seja muito bem-vindo. Já te convido a participar do Desafio que a Embaixada Brasileira propôs: chama-se DistopiaBr. Vale muito a pena, os desafios são uma das maneiras de conhecermos outros autores por aqui. Seria demais ler uma história de comédia distópica vinda de você. Até agora foram apenas 5 histórias publicadas no Desafio, mas a publicação pode acontecer até início de março. Abraços o/
February 16, 2021, 12:44
~

Comment se passe votre lecture?

Il reste encore 4 chapitres restants de cette histoire.
Pour continuer votre lecture, veuillez vous connecter ou créer un compte. Gratuit!