0
2.4k VUES
Terminé
temps de lecture
AA Partager

Caso_189411#

- Culpado!


Murmurinhos tomavam conta da plateia e do júri. A sentença era um tanto quanto inesperada e causava espanto em todos no tribunal. Até mesmo o policial que pensava no que iria comer com sua esposa naquela noite esqueceu por um momento da sua fome e pensou sobre # ### ##### ##########, antes de ter que controlar um dos réus que bradava loucamente por justiça, questionando a sanidade do juiz e quase indo para cima do mesmo.


Entre cochichos, alguns berros e inúmeras conversas paralelas, apenas uma voz se ouvia com clareza por todo o tribunal.


- Ordem! Ordem!


O juiz batia seu martelo ferozmente, como se cada batida que ele desse fosse # ######## ###### #### ######## # ### ## ######### # #####.


Aos poucos, as pessoas resolveram parar para tentar entender o veredito.


O advogado de defesa então pronunciou-se:


- ##### ##########, ######### #### #####.


- Negada.


- Mas, Vossa Excelência, simplesmente aceitar a pena de morte por causa de um acidente de trânsito sem vítimas é um absurdo...


- Mais uma palavra e terei que tomar as medidas cabíveis.


O advogado estava sem reação. Ele olhou para o lado e viu seu cliente algemado e novamente entrando em desespero.


Algumas pessoas na plateia levantaram e gritaram por justiça. O autor e o advogado de acusação levantaram-se e foram saindo conforme o juiz pronunciava:


- Caso encerrado. Declaro o réu culpado e sentenciado a morte!


Pessoas se exaltaram. Alguém passou mal. Policiais entraram para controlar a situação. O caos tomava conta do lugar.


- Estamos na frente do Tribunal de Justiça, onde hoje, mais cedo, foi deferido o que seria o caso mais extraordinário e segundo a crença popular, o #### ####### ## ########. O réu Anthony Sell foi declarado culpado e sentenciado a morte pelo Juiz Ferdinand #####, da ## Vara Criminal da cidade, devido a um pequeno acidente de carro, ocorrido nessa #####-feira. O autor da acusação, Charles ####, requisitou pena de morte perante ao juiz, que aceitou sem hesitação. Estamos tentando entrar em contato com o juiz Ferdinand, mas até agora não obtivemos sucesso.


Mais tarde no beco atrás do tribunal o Detetive ##### #### e seu parceiro Robert Oconnel encontraram um corpo.


- E aí Robert, o que você me diz desse aqui?


- Julgando como foi encontrado e pelos rastros deixados na casa, está claro que foi suicídio.


O detetive coçou a cabeça, agachou-se ao lado do corpo e retirou um bilhete de dentro.


- Tem certeza? – Ele entregou o bilhete para seu colega.


O corpo de Ferdinand estava deitado no chão, com uma marca de corda no pescoço. Seu corpo foi encontrado pela filha logo depois que a aula havia acabado.


No bilhete estava escrito em tinta preta escura:


Culpado.


Status: Caso Arquivado.


Informações sobre: Arquivado por faltas de prova.


Sigilo de Nível: Épsilon.


Relatório Final:

O Caso a cima foi arquivado por falta de provas, nenhuma conclusão foi feita e este será fechado por isso, o Detetive que cuidou do caso já não está mais em serviço e também não tem qualquer informação sobre.


CASO EM EXPOSIÇÃO PARA NOVAS CONCLUSÕES


Tempo Restante: Indefinido.


26 Décembre 2020 00:16:00 0 Rapport Incorporer Suivre l’histoire
0
La fin

A propos de l’auteur

Crazy Lines Comics Livros e quadrinhos

Commentez quelque chose

Publier!
Il n’y a aucun commentaire pour le moment. Soyez le premier à donner votre avis!
~