dayaneleal Dayane Leal

Rose queria que tudo não passasse se um maldito pesadelo, porém não podia fugir da realidade. Mesmo sempre colocando a vida de Lissa em primeiro lugar, Tatiana a atribuiu a outro morói depois da formatura. E agora o que irá acontecer quando seu protegido for sua maior ameaça? --------------------------------------- ADENDOS: *Personagens e universo original de "Vampire Academy" pertencem a Richelle Mead; história ficcional e não-oficial escrita sem fins lucrativos. * Fanfic OOC: Os personagens não possuem as personalidades originais da série. *O enredo assim como os personagens originais e secundários pertencem a mim. *Não reposte, nem adapte essa obra sem a minha permissão. *PLÁGIO É CRIME!!!*


Fanfiction Interdit aux moins de 18 ans.

#janine #abe #christian #lissa #dimitri #rose #vampireacademy #dimitribelikov #rosehathaway #academiadevampiros #romitri
2
2.2mille VUES
En cours - Nouveau chapitre Tous les dimanches
temps de lecture
AA Partager

These Broke Stars


Eu estava nervosa, era foda admitir, mas essa era a única verdade. Diante do olhar penetrante de Tatiana meu corpo estava tenso, ela tinha a minha vida na ponta dos dedos, poderia me chutar para fora da corte a qualquer momento ou me entregar para qualquer morói que precisasse ter sua bunda gorda protegida por um dhampir recém formado.

Mas eu ainda tinha esperanças de que ela pensasse no bem de Lissa, que tivesse a plena certeza de que eu morreria mil vezes para que a última Dragomir pudesse viver, para que ela tivesse uma vida digna, digna de uma verdadeira princesa.

— Rose. — Minha amiga Lissa chamou assim que Tatiana levantou de seu trono fazendo os burburinhos cessarem no salão do palácio na corte morói. — Por que você está tremendo?

Olhei para baixo e vi que minha mão tremelicava enquanto Tatiana sorria e todos ao redor faziam uma mesura educada.

— Eu não confio nessa rainha vaca, Liss. — Falei trincando os dentes. — Ainda acredito que ela vai tentar me jogar para fora da corte. — Confessei apertando os punhos, não me entregando ao medo e a fraqueza.

Depois que Alberta nos localizou em Portland dois anos depois de nossa fuga da escola Tatiana me pressionou a deixar Saint Vladimir e colocou Lissa em tantas aulas que eu raramente a via, era quase impossível protegê-la quando eu mal podia vê-la e não conhecia o perigo que a cercava.

Porém tudo mudou quando Victor Dashkov – membro da realeza e amigo íntimo do pai de Lissa – a sequestrou para usar o seu dom do Espírito para se livrar de uma doença terminal. Naquela noite pensei que perderia minha melhor amiga e se não fosse por Alberta e Christian, Lissa estaria morta.

Mas há males que vêm para o bem.

Assim que conseguimos salva-la Tatiana permitiu que eu a protegesse dentro dos portões da academia, porém nunca deixou de ressaltar que eu não seria a sua guardiã depois da formatura.

E por isso me dediquei ao máximo para ser a melhor aluna da academia, eu estava disposta a mostrar para todos que ninguém seria melhor em proteger a última Dragomir do que eu.

— O que você quer que eu faça? — Perguntei baixinho depois de voltar ao presente. — Ela não vai permitir que eu seja sua guardiã, com certeza vai mandar seus guardas reais me escoltarem para fora e me dar uma passagem só de ida para algum lugar bem longe de você.

Lissa sorriu confiante e segurou a minha mão.

— Ela não vai fazer isso, você se destacou como melhor aluna da academia, passou pela prova final com honras e ainda por cima. — Ela pausou me deixando ainda mais apreensiva. — Você namora o seu sobrinho neto, você acha que Adrian irá permitir que ela separe vocês dois?

Com um revirar de olhos dramático sacodi a mão fazendo com que ela me soltasse.

— Você sabe muito bem que Adrian e eu não estamos namorando, Lissa. — Grunhi, não tirando os olhos de Tatiana que fazia algum discurso cafona. — E é por esse mesmo motivo que Tatiana vai me acoplar a algum morói que mora no cu do mundo. — Murmurei com raiva.

E que rainha morói iria querer ver o sobrinho neto com uma dhampir taxada como aprendiz de meretriz de sangue?

— Ela não fará isso, Rose.

Eu não conseguia ser tão confiante.

Lissa e eu fugimos da escola depois que nossa antiga professora - que também era uma usuária de espírito - nos convenceu que algo, ou melhor, alguém estava atrás de Lissa.

E mesmo depois que Victor se mostrou ser o vilão dessa história eu ainda era vista como a única culpada por manter a Princesa Dragomir, a última de sua linhagem fora da academia por dois anos.

— Eu espero. — Suspirei me agarrando ao pequeno resquício de esperança que ainda restava dentro de mim.

Quando Tatiana começou a divulgar os nomes dos novatos e suas respectivas cargas meu corpo inteiro se retesou e meu coração pulou algumas batidas.

— Edison Castille, você está designado ao Lord Christian Ozera.

— Quando aquele esquisito aprendiz de strigoi pediu um guardião? — Perguntei em choque.

Depois que os pais de Christian Ozera se transformaram em Strigois por vontade própria todos os membros de sua família acabaram perdendo o prestígio e se tornaram párias na sociedade morói, o fato de que um deles recebeu um guardião sem fazer uma briga era novidade, principalmente quando se tratava do filho de Lucas e Moira.

Olhei para Lissa com os olhos apertados e as palavras presas na ponta da língua e ela me dirigiu um sorriso sem graça.

— Você acha que eu deixaria meu namorado desprotegido enquanto nós duas estamos trancadas na universidade de Leigh?

— Como voc... Puta merda, Liss você usou compulsão naquela vaca? — Perguntei em um sussurro irritado. — Já não tínhamos decidido que você não faria mais isso?

O espírito era um dom maravilhoso com ele Lissa podia ver auras, curar doenças e até mesmo trazer alguém de volta do mundo dos mortos, como fez comigo. No entanto esse poder vinha com consequências assustadoras, muitas vezes fazia com que Lissa ficasse deprimida e paranoica por dias ouque acabasse infligindo dor a si mesma.

Eu sabia que ela poderia salvar muitas vidas com tal dom, no entanto eu preferia que não o usasse e que a vida seguisse o seu curso normalmente, sem a sua interferência.

— Não usei tanto assim, a meditação está me ajudando com a escuridão.

Olhei para ela com seriedade antes de retomar minha atenção para as atribuições que ainda aconteciam no salão.

— Ryan Aylesworth, você está incumbido de proteger a Lady Abigail Badica.

— Boa sorte com esse idiota, Abby. — Sussurrei para a loira que fez uma careta quando ouviu minhas palavras.

— Rosemarie Hathaway. — Tatiana ditou com um sorriso de escárnio, fazendo todos os olhos tanto morói e dhampir se voltarem para a minha direção. — Você foi designada a proteger e salvaguardar a vida do Lord Dimitri Belikov.

Aquilo não podia ser verdade, por mais que eu já esperasse esse desfecho, eu não me via protegendo outro morói que não fosse Lissa, eu cresci para protegê-la, eu estava pronta para morrer por ela.

Minhas mãos voltaram a tremer, minha mandíbula pulsava ao passo em que eu apertava os dentes para conter a raiva e a vontade de gritar obscenidades que a realeza inteira não estava preparada para ouvir. Eu quase podia sentir meu sangue entrar em ebulição no momento em que eu pensei em me atirar no primeiro guardião que protegia a rainha.

— Nem pense nisso, Rose. – Ouvi a voz dura de Stan Alto no instante em que senti suas unhas se fincando em minha carne.

Com ódio olhei para sua mão presa ao meu pulso e depois encarei seu rosto inexpressivo.

— Você quer que eu faça o quê? — Rosnei. — Que aceite ser guardiã de algum morói tarado que quer apenas me usar como um maldito escudo de carne?

— Não, eu estou pedindo para você manter a compostura. — Stan ralhou baixinho me pegando de surpresa. — Se você fizer qualquer coisa vai acabar tendo que vender o próprio sangue para sobreviver. — Ele pausou quando meu corpo pareceu murchar. — É isso que você quer?

— Não.

— Você prefere proteger um Lord ou se transformar em uma meretriz de sangue?

Mesmo com o sentimento de indignação que se alojou na minha mente, me perguntei quem diabos era Dimitri Beli-sei-lá-o-quê.

Seu nome nem mesmo era real, porém todos os moróis e até mesmo alguns dhampirs que se encontravam no salão começaram a falar sobre ele sem parar, me deixando saber que ele era alguém importante.

Vários sussurros circulavam ao meu redor é os poucos que pude compreender fizeram os pelos de meu corpo eriçar.

— Coitada. — Mônica Badica falou olhando na minha direção com dó.

— Mesmo que ela seja rebelde e vulgar. — Vulgar é a mãe.— Um morói com cara de fuinha murmurou— Eu não queria vê-la massacrada pelo filho de Olena e Randall.

— Eu soube que o último guardião atribuído a ele enlouqueceu. — Outro morói falou.

Olhei para Lissa confusa e em busca de uma iluminação, mas engoli seco quando senti seu pavor pelo laço que nos unia.

— Não! Você não pode fazer isso! — Ela se pôs a gritar para Tatiana. Peguei sua mão e tentei absorver a escuridão, mas percebi que não se tratava de nenhum efeito negativo do uso do espírito. Lissa estava muito assustada, ela jamais agiria de maneira escandalosa em frente a tantos moróis da realeza, muitos deles membros do conselho. — Se você não a quer como minha guardiã a coloque com qualquer morói, menos esse homem!

Eu ainda não entendia o que estava acontecendo, um alvoroço tinha se formado, eram tantas vozes falando ao mesmo tempo, o rosto de Lissa estava vermelho e seus olhos esbugalhados me deixaram ainda mais apreensiva.

Em meio a massa de corpos pude ver Adrian empurrando alguns moróis e tentando chegar em frente ao trono de Tatiana.

— Eu a quero como minha guardiã. — Ele gritou e um silêncio sufocante se fez presente no recinto. — Se ninguém solicitou seus serviços, eu faço. — Alegou com o olhar selvagem. — Eu nunca tive um guardião antes, eu preciso de um agora que voltei para a faculdade.

Mesmo sem entender todo o desespero de Lissa e Adrian eu sabia que Tatiana nunca aceitaria o pedido de seu sobrinho.

Tatiana nunca escondeu sua aversão por mim e até hoje me culpava pela fuga da academia, me culpava pelo laço que eu compartilhava com Lissa. Como se eu tivesse pedido pra morrer e depois ser trazida de volta a vida.

Entretanto Tatiana passou a me odiar ainda mais quando Adrian se declarou atraído por mim logo depois que se mudou para a academia para ajudar a princesa com seu dom ainda de natureza desconhecida.

Seu amado sobrinho neto se dizia apaixonado por uma dhampir sem valor.

— Não será possível, Lord Ivanskov. — Tatiana ditou suas últimas palavras entre os dentes. — Já lhe foi atribuído um guardião.

Mesmo desesperada e prestes a matar a maldita vaca que usava a coroa, sorri quando Mason deu um passo a frente e se curvou para Tatiana.

— O Sr. Ashford é o seu protetor a partir de hoje, meu sobrinho.

— Os pais da princesa Dragomir queriam que ela fosse a sua guardiã. — Adrian exclamou ignorando as palavras da tia. — Ela salvou a vida de Vasilisa inúmeras vezes, coisas que seus guardiões não puderam fazer, minha rainha. — Adrian desafiou fazendo um clima pesado invadir o salão.

— Dois dos meus mais leais guardiões serão atribuídos à princesa Dragomir. — Tatiana prometeu e voltou seus olhos para mim. — E como Rosemarie se sobressaiu como melhor aluna na academia eu achei sensato dá-la como guardiã a alguém especial como o Lord Belikov.

Adrian levou as mãos aos cabelos e Lissa apertou minha mão antes de sair da sala bruscamente.

Eu não sabia quem no inferno era esse maldito morói, mas tinha certeza que odiaria descobrir.

Assim que Lissa saiu correndo, meu desejo foi de ir atrás dela e descobrir o que mais estava por trás da escolha de Tatiana, mas eu não podia segui-la.

Eu não aceitaria a decisão da rainha sem uma boa briga e foda-se o argumento de Stan.

— Nem pense nisso, Rose. — Alberta falou ao meu lado, de repente. — Você quer ser jogada para fora da corte?

Por cima do circo que se formou no salão encarei a guardiã que eu tanto admirava esperando que ela não me impedisse de dizer a Tatiana o que eu pensava de sua decisão. Alberta esteve presente na minha vida muito mais do que a minha própria mãe, sendo assim uma figura que eu respeitava fielmente, porém eu não podia obedecê-la, não agora.

— Ela me separou de Lissa. — Retruquei com ódio. — Você acha que isso vai ficar por isso mesmo? Eu sou a sua guardiã, eu a protegi quando fugimos da academia e quando Viktor a perseguiu para usar seus poderes... — E agora essa vaca pensa que eu vou aceitar ser guardiã de algum morói velhaco e caduco? — Gritei e percebi que todos, até mesmo a rainha, ouviram o que eu estava dizendo.

É Rose, agora não tem volta.

— Sim, Srta. Hathaway. — Tatiana afirmou. — Se você não quiser ser presa por insubordinação e ser posta pra fora da corte você vai escudar o Lord Belikov.




13 Décembre 2020 21:05:47 0 Rapport Incorporer Suivre l’histoire
1
À suivre… Nouveau chapitre Tous les dimanches.

A propos de l’auteur

Commentez quelque chose

Publier!
Il n’y a aucun commentaire pour le moment. Soyez le premier à donner votre avis!
~