awnthony awnthony

Era mais um sábado de faxina na casa de Madara e Hashirama, o qual o Senju estava achando entediante, e para piorar, a carência também o abateu.


Fanfiction Anime/Manga Interdit aux moins de 18 ans.

#comédia #madahashi #insinuação-de-sexo #hashimada #faxina
Histoire courte
2
2.4k VUES
Terminé
temps de lecture
AA Partager

Hashirama quer mais do que esfregar o chão

Apoiado com o queixo sobre o cabo da vassoura, Hashirama, da cozinha onde estava, observava Madara esfregando o chão da sala. Os cabelos do Uchiha junto de sua franja estavam amarrados e ele usava um pijama velho com estampa de vários patinhos, que havia sido presente de um de seus irmãos quando se casaram. Lembrava-se de que mesmo achando o presente ridículo, seu esposo o usou várias vezes e em todas elas, inclusive a de agora, o Senju não conseguia não acha-ló fofo. Porém, dizer esse pensamento a Madara, que por motivos não esclarecidos não gostava de ser chamado de coisas como "fofo", seria pedir para levar uma rasteira. E Hashirama preferia que não, pelo menos naquele momento onde o piso de toda casa se encontrava molhado.

— Olhe aqui, Hashirama, pode fazer o favor de parar de me olhar feito um bocó e me ajudar a terminar essa faxina? — O tom de voz de Madara mostrava sua irritação. Fez que sim com a cabeça, respondendo-o. — Então se mexa, homem! — Dito isso, ele revirou os olhos, voltando à sua tarefa.

Era sempre assim: Madara começava o dia cedo e pedia a sua ajuda para fazer uma limpeza geral na casa, normalmente todo último final de semana do mês; e em todos eles seu amado acabava se estressando com alguma coisa e chutando — literalmente — o balde. Da última vez fora o sofá, que sendo muito pesado e o Uchiha teimoso em um nível maior, não aceitou sua ajuda para movê-lo do lugar, o que resultou em si segurando a risada ao ver o outro quase tendo uma briga com o móvel inanimado. Mesmo que hoje tudo estivesse indo muito bem de uma forma suspeita, sabia que não duraria, ainda mais que a preguiça o dominava por inteiro e o que menos queria era continuar a movimentar a vassoura pelo piso.

— Hashirama! — O Uchiha o repreendeu mais uma vez, e dessa ele já estava sumindo pelo corredor.

— Ah, eu tô desanimado. Se você vier aqui e me der uns beijos, acho que eu fico melhor, sabe? — propôs.

— Eu não casei com um molenga, Hashirama, casei? — Madara gritou já na outra parte da casa. — Espero que não esteja fazendo aquela sua cara de cachorro sem dono!

Bingo! Estava fazendo exatamente aquela expressão, com direito até a um biquinho para amolecer o coração de seu marido. Esperou, esperou e esperou... nada. Se ele não havia vindo até o momento, não viria mais. Hashirama suspirou, estava todo carente e só queria um carinho na cabeça para se animar. Colocou a vassoura no balde e o arrastou pelo chão em busca de seu companheiro perdido que lhe negava atenção. O encontrou no quarto dos dois trocando os lençóis da cama, com os fones de ouvido via bluetooth no máximo, conseguiu até identificar a música StarBoy do The Weeknd. Abriu um pequeno sorriso assim que o Uchiha, ainda não notando sua presença no batente da porta, começou a dançar e a rebolar, até se arriscando a cantar. Observou-o por uns minutos, quando uma ideia passou por sua mente.

Deixou os objetos de limpeza na entrada, caminhou devagar até Madara, tentando se manter fora do alcance da visão dele, e quando já estava bem as suas costas enlaçou sua cintura com as mãos, depositando alguns beijos na altura do seu pescoço. E antes que o Uchiha tivesse tempo para pensar em xingá-lo, empurrou-o de costas na cama que ainda nem estava completamente arrumada, alcançando seus lábios para dar início a um ósculo carinhoso, sendo bem a sua cara, admitia.

— Eu não vou nem falar nada, você já sabe bem, amor. — Madara disse assim que encerraram o beijo. E mesmo que Hashirama tivesse percebido completamente a ironia nas palavras dele, principalmente na última, ele se fingiu levemente de sonso, afinal, dessa maneira tinha mais graça e mais chances de conseguir o que queria. Digamos que era sua forma de lidar com aquele Uchiha.

Esperou que ele tirasse os fones para que pudesse ouvir sua provocação.

— Que bom, então significa que você também estava louquinho para me dar uns pegas, mas estava envergonhado. Que bom que eu sou um homem de atitude, não é verdade? — Sua fala foi sem nenhuma intenção por trás; todavia, como conhecia Madara bem e o inverso também ocorria, ele logo sacou sua jogada, e a risada que acompanhou lhe deu a confirmação de que havia conseguido fazer seu esposo entrar no clima da situação.

— Nossa, como percebeu, seu Senju? Pensei que não estivesse deixando tão na cara assim.

— Você não me engana, pois aquela dança sensual que estava fazendo aqui há segundos atrás foi para me conquistar que eu sei, Uchiha.

— Ora, ora... Me diga, deu certo?

— E como... — Sorriu safado propositalmente, do jeito que sabia ser o ponto fraco de Madara.

— Dessa vez eu vou deixar essa sua falta de compromisso passar, Hashirama, só porque eu agora... — Madara usou as mãos para empurrá-lo o peito, afastando-o o suficiente para que logo depois o deitasse na cama e subisse em seu colo. Ah, Hashirama estava amando o rumo que tudo estava tomando. — Quero que você me foda bem gostoso — Disse em tom de ordem, a qual o Senju nunca desobedeceria, pois amava quando o outro inciava uma transa assim, pois acabavam em uma disputa prazerosa para ver quem dominava.

E naquela manhã de sábado de faxina, foi Hashirama quem tomou o controle, realizando mais uma vez seu desejo em foder Madara vestido naquele pijama surrado de estampa de patinhos.

Betada por
@delsangre
do blog Animes Design.


10 Décembre 2020 13:55:34 0 Rapport Incorporer Suivre l’histoire
3
La fin

A propos de l’auteur

awnthony ⠀⠀⠀⠀⠀⠀𝙋𝙇𝙐𝙎 𝙐𝙇𝙏𝙍𝘼! -'ღ'- ⠀⠀⠀⠀⠀⠀

Commentez quelque chose

Publier!
Il n’y a aucun commentaire pour le moment. Soyez le premier à donner votre avis!
~