mafuyuchii Mafuyuchii

Agora que Midoriya Izuku e Todoroki Shoto estavam namorando, claro sem seus colegas saberem de tal informação, Midoriya muitas vezes não sabia o que fazer em algumas situações ao qual era colocado, e com certeza uma delas era naquele quarto abafado que compartilhava com todos os seus colegas de turma, mas especialmente no futon do lado da de Shoto.


Fanfiction Anime/Manga Interdit aux moins de 21 ans.

#+21 #+18 #porn-without-plot #pwp #shoto-todoroki #izuku-midoriya #deku #midoriya-izuku #todomido #midoriya-x-todoroki #todoroki-x-midoriya #todoroki-shoto #tododeku #my-hero-academia #boku-no-hero-academia
0
2.3k VUES
Terminé
temps de lecture
AA Partager

In the Night

Já fazia um certo tempo que Todoroki Shoto tinha pedido Midoriya Izuku em namoro, o que surpreendeu ao esverdeado que, de fato, jamais esperaria que um garoto como Shoto fosse o notar, olhar e sentir um interesse amoroso logo por ele, entretanto, a quem Midoriya podia enganar? talvez, desde a primeira vez que pregou os olhos naquela cabeleira bicolor, naqueles olhos heterocromáticos e aquela marca em seu lado esquerdo que carregava tanta história; tais características tinham feito Izuku de alguma forma se sentir atraído a Todoroki Shoto, e após a sua luta contra ele no Festival Esportivo e contra Stain e por vários eventos que os dois passaram juntos, Midoriya se via dominado, controlado e apaixonado pelo garoto que muitas vezes era um mistério para si.

Midoriya acabou aceitando por fim o pedido de namoro que tinha sido feito em uma tarde quente, com a sala vazia exceto pelos dois que estavam no local ambos na flor de seus 18 anos,e no fim compartilharam um beijo tão quente quanto o clima daquela tarde de verão.

Então, agora que eles estavam namorando, claro sem seus colegas saberem de tal informação, Midoriya muitas vezes não sabia o que fazer em algumas situações ao qual era colocado, e com certeza uma delas era naquele banho compartilhado do acampamento. Não era a primeira vez que eles tinham passado pela semana de férias em um acampamento promovido pela escola juntos, contudo era a primeira vez deles frequentando a aquele local como namorados. Por isso, Izuku nãoconseguia deixar de ficar corado e até de babar um pouco no corpo bem trabalhado de seu namorado, ao qual só tinha imaginado em suas noites solitárias como deveria ser. Jamais imaginaria que teria a visão privilegiada de um Shoto sentado em uma rocha, com os cabelos para trás por conta de movimentos involuntários com suas mãos e com um olhar tanto que curioso em sua direção, como se também estivesse impressionado com a vista que estava tendo de um Midoriya somente de toalha.

Eles estavam sozinhos por enquanto naquele banho, eles ouviam as vozes dos outros garotos que ainda estavam no vestiário se preparando para o banho, Midoriya viu Shoto entrar na água apenas se escorregando da rocha e começar a se aproximar do Midoriya, como um predador preparado para dar o bote em sua presa.

- T-Todoroki-kun… - Começou falando baixo, cochichando para o bicolor que terminou de nadar ficando de frente para ele bem próximo, próximo até demais. - O que está fazendo?

- Só estou querendo um pouco da atenção do meu namorado. - Shoto respondeu, com um tom seco mas carregado de fofura. Como ele conseguia fazer isso tão naturalmente? Midoriya desviou o olhar, sentindo Shoto se aproximar de sua orelha, diretamente no seu lóbulo para fazer algo que ambos tinham descoberto a pouco tempo, que era dar selinhos e mordidas naquela região, Midoriya ia suspirar como sempre fazia quando ambos estavam sozinhos, contudo só faltou engasgar ali com a própria saliva e com seus próprios desejos para não soltar nenhum som suspeito.

- O-O que está fazendo?! - Perguntou, sentindo seu corpo sendo empurrado contra a borda do enorme banho ao ar livre, podia sentir o gelado da superfície terrestre contra sua pele dando um choque em seu corpo já que a água estava quente. Se segurava para não agarrar firmemente nos cabelos bicolores com uma das mãos e com a outra passar as mãos pelo corpo do maior, sabia que o bicolor gostava de tais ações, e fazer aquilo poderia acabar o estimulando a continuar com aquilo, especialmente por causa de seus suspiros.

Shoto era mais cruel do que Midoriya pensava, aquilo era sua fraqueza! Viu o bicolor parar com a ação, o que para Midoriya ao mesmo tempo que foi um alívio o deixou chateado, se segurou para não murmurar chateado para o bicolor que parecia um tanto quanto necessitado demais. Olhou para o bicolor que estava agora com os lábios ainda próximos de sua orelha, com a franja para trás, a visão de um Shoto um tanto quanto necessitado tinha se tornado algo realmente bem sexy.

- Já disse, estou querendo sua atenção. - Respondeu sussurrando, com a voz rouca e um pouco séria que somente ele tinha, próximo de sua orelha. Midoriya só faltou suspirar ali, sentindo até mesmo o ar frio de sua voz graças ao seu lado direito.

Sim, Todoroki quando queria muito uma coisa fazia de tudo para conseguir, até apelar para o que ele sabia que seu namorado mais gostava. Ele com certeza era a maldade mais gostosa em pessoa.

- Não aqui Todoroki-kun! - Izuku reclamou acabando por tocar no peitoral desnudo do bicolor para o afastar a força, se surpreendeu por sentir minimamente o coração tão acelerado do Shoto quanto o seu, o que o fez corar mais um pouco e fez o próprio Shoto parar o que estava fazendo para o olhar, querendo mais do que meros selinhos, contudo, ao bicolor escutar o som da porta de correr sendo aberta, ele se dirigiu para longe do Midoriya enquanto que Bakugo entrava gritando no local como sempre, Denki parecia animado olhando a aquilo tudo e logo indo falar com Todoroki, que já estava na outra borda do banho, bem longe de Midoriya.

Aquilo realmente era um pouco chato, fingir que eram somentes amigos quando somente de um olhar para o outro, sentiam a vontade de se abraçar e se beijar, já tinha se tornado uma tradição depois das aulas. Então ficar sem fazer isso durante um dia inteiro, era um tanto quanto estranho. Olhou para baixo ainda corado, tentando esquecer os batimentos de Todoroki e como tinha sido bom tocar em sua pele, seu peitoral desnudo. Uma pele tão macia e quente.

Todoroki era quente, independente de carregar o lado direito com poderes de gelo. Aquilo o surpreendeu um pouco, talvez devesse anotar em seu caderno de informações? Não! Aquilo era sobre intimidade, não tinha haver com habilidades de luta! Balançou a cabeça negativamente, tentando esquecer daquilo pelo menos por um momento, mas Midoriya não esperava que o pior estava prestes a acontecer. Claro, depois do incidente do Kouta e saber que o menino estava bem, voltou para o quarto onde estavam todos os garotos se preparando para dormir, mesmo que conversas altas e risadas ainda pudessem ser escutadas.

Contudo, mesmo com Midoriya se divertindo conversando com todos os colegas, especialmente com Kirishima que era seu vizinho da cama da frente, estava um pouco preocupado pelo fato dos seus amigos terem escolhido para Izuku dormir do lado do Todoroki e do Mineta. Do garoto de cabelos roxos tinham problema nenhum, mas ele precisava logo se deitar do lado do Todoroki? Se perguntava um tanto quanto desesperado ao mesmo tempo que ansioso enquanto estava sentado em seu futon e olhava para seus parceiros de cama, Iida e Rikido terminavam de amarrar Mineta, que queria de qualquer jeito invadir o quarto das meninas, alegando que elas deveriam estar usando pijamas sexy o suficiente.

- Mineta você tem que parar com isso cara! Assim você estraga nossa reputação! - Hanta reclamou, terminando de amarrar Mineta com a ajuda de suas fitas enquanto que o garotinho ainda se debatia.

- Me soltem! Elas estão esperando serem observadas! Vocês não percebem que isso parece um clássico de mangá ecchi? É obrigação nossa irmos lá espiar!

- É verdade sabe… - Denki falou corado, mas logo recebendo um soquinho da cabeça do Kirishima.

- A cada dia, mais uma decepção. - Tokoyami falou já deitado em seu futon.

- Não! Não é para irmos lá, agora vamos logo dormir antes que Aizawa-sensei apareça! - O ruivo de cabelos baixos falou já se deitando do lado do Rikido e de Hanta.

- DESLIGA LOGO ESSA LUZ PORRA! - Bakugo gritou se deitando no futon entre o de Iida e Tokoyami. O Representante de turma, estava em pé e caminhando até o interruptor; vendo que todos já estavam deitados em suas respectivas camas, com Mineta amarrado em seu futon desistindo de fazer alguma coisa, desligou a luz e enfim foi se deitar também de forma reta colocando o cobertor, deixando os óculos próximos dali e se aconchegando para dormir.

Mineta já desistindo de seu plano e pedindo antes que todos os desamarrassem para ele dormir bem, desistiu no momento em que um silêncio enorme no local reinava e fechou os olhos também para dormir, amarrado do jeito que estava, embrulhado como um rocambole.

Midoriya já usando seu cobertor se encolheu em seu futon e deitou na posição contrária a de Todoroki, mesmo não parecendo o seu coração estava bem acelerado, poderia se dizer que tudo era graças a Midoriya sentir que Todoroki estava o olhando ainda, com aqueles olhos que somente ele tinha e com um sorriso leve que somente Midoriya sabia como era. Sentia a enorme vontade de se virar e de fininho se aproximar do futon de Shoto para se aconchegar nos braços dele dentro do cobertor dele, no corpo quente dele e sentir o seu perfume que sempre o acalmava e fazia ele viajar para outros lugares longe de toda aquela vida de aspirantes a heróis e ter que lutar contra vilões. Mas não poderia, então apenas fechou os olhos se forçando a dormir, esperando que Shoto não fosse maluco de tentar fazer alguma coisa no meio da madrugada, já que o conhecendo sabia muito bem que ele era capaz de fazer alguma coisa.

Midoriya acabou dormindo rápido por causa de seu grande cansaço para chegar no acampamento assim como seus colegas que pareciam ter um sono pesado, entretanto, ao sentir um calor reconhecível o abraçando de conchinha, virou o rosto ainda um pouco sonolento vendo que seu namorado estava ali, usando seu pijama escuro de blusa preta com gola v e o calção azulado. Sentia a mão dele dentro de sua blusa cercando a sua cintura e com a mão vazia ele estava com a mão na nuca, como se estivesse usando o braço como travesseiro. O rosto dele estava encostado em suas costas e ele parecia tentar dormir.

- Todoroki-kun? - Midoriya chamou pelo nome do rapaz como em um sussurro, Virou somente a cabeça, não querendo se virar totalmente já que o garoto sabia muito bem o que poderia acontecer caso ele se virasse totalmente. - O que foi?

- Eu não consigo dormir… desculpa.

- Não, sem problemas… é só que, você sabe, antes de todos acordarem você vai ter que voltar para seu futon. - O esverdeado falou vendo o bicolor concordar e apenas fechar os olhos para tentar dormir, mas a quem Midoriya podia enganar? A vontade que ele tinha de beijar aqueles lábios levemente avermelhados do bicolor era grande. Era como tinha dito antes, beijar Todoroki havia se tornado um hábito viciante em sua vida. Shoto era sua droga e agora ele não poderia ficar sem, então inocentemente Izuku se virou na cama ficando de frente para ele, ainda sentindo as mãos do bicolor em seu corpo e se aproximou do rosto do bicolor, diretamente na orelha dele para sussurrar. - mas… que tal antes um beijo de boa noite? - Shoto apenas concordou vendo Midoriya se afastar da orelha dele, o bicolor avançou em seus lábios e ali se começou um beijo carinhoso misturado com um sentimento de “volta para casa”, ambos se sentiam como se tivessem passado anos sem fazer essa ação que era tão simples para uns mas para outros tinha uma complexidade. Shoto sentia isso, que beijar Midoriya lhe trazia uma enorme paz, mas ao mesmo tempo uma euforia em seu peito de continuar com aquele beijo que aos poucos se tornava cada vez mais excitante graças aos seus toques no corpo do esverdeado e as mãos do menor que iam em seu peito.

Midoriya pensava que não, mas beijar Shoto daquela forma, naquele escuro e com um clima tão desfavorável a sexo estava fazendo eles aprofundarem o beijo de uma forma que ambos começaram a sentir uma excitação de querer continuar com aquilo a noite toda, Midoriya sentia as mãos de Shoto passando por dentro de sua blusa em seu peitoral, começando a acariciar um dos mamilos de Midoriya, o que fez o garoto esverdeado interromper o beijo para suspirar próximo do ouvido de Shoto, do jeito que o bicolor gostava, Midoriya sentia em sua perna se formar um volume que não deveria ser formado agora.

Izuku então se ligou do local que estava. Não, eles não estavam em seu quarto e muito menos estavam no quarto do bicolor, eles estavam em um quarto compartilhado com todos os meninos da sala! Parou de suspirar baixo, e ficou olhando ao redor vendo que todos ainda dormiam profundamente, como anjinhos, tirando o fato de ter gente roncando claro. Se surpreendeu de ver o Shoto ficar por cima dele no futon e olhando com aqueles olhos pedintes, com os lábios levemente vermelhos e especialmente com um tom de desejo.

- Midoriya… Eu te quero, aqui e agora. - Shoto falou baixo, vendo o esverdeado corar com aquelas palavras tão diretas. Droga, como que aquele garoto bicolor podia ser tão lindo sendo direto desse jeito? Izuku também queria ele aqui e agora, até porque eles sabiam que nos outros dias eles não teriam um tempo sequer de se encontrarem escondidos para trocar uns amassos, mas em seu peito tinha a preocupação pelo fato de alguém acordar e flagrar os dois, ainda mais se eles estivessem transando. - Eu vou ficar quieto… eu prometo.

- Mas Todoroki-kun…

- Midoriya… me deixa aliviar o nosso desejo. - O bicolor falou começando a descer pelo corpo do esverdeado que queria o impedir de continuar com aquilo, tentando ir mais pela ética e moral do que pelos sentimentos, mas seu coração acelerado gritava para que ele permitisse aquela loucura de acontecer. Midoriya vendo que Shoto estava escondido debaixo de seu cobertor, não via mais saída para o impedir daquilo, quando ele tinha uma ideia na cabeça ele cumpria e ponto. - Se eu fosse você, fechava a boca.

Precisou tapar os lábios com suas duas mãos para impedir de alguém escutar sua voz, isso poderia se ocasionar em alguém procurar saber o que estava acontecendo. Sentia as mãos quentes de Todoroki passar por seu estômago e descer até a bermuda, começando a tirar as vestimentas de baixo lentamente, como se fosse uma tortura para Izuku que apenas forçava mais suas mãos para tapar os lábios e fechava os olhos.

Mas no momento em que sentiu seu membro ser liberto de sua boxer apertada do All Might, sentiu um alívio tão grande que acabou suspirando ali, com os lábios tampados. Olhou para o teto, tentando pensar em outra coisa que não fosse Shoto prestes a fazer um boquete, mas provavelmente o bicolor estava olhando bem para seu membro e pensando como deveria começar a se deliciar ali. Midoriya já gemeu mais uma vez no momento em que sentiu a mão direita fria do bicolor em seu membro começando uma lenta masturbação, para em seguida sentir a língua do mesmo passar por toda a extensão de seu membro, em seguida lambendo a uretra e Midoriya conseguiu sentir os lábios de Shoto em seu membro, começando uma sucção que levaria o esverdeado a loucura.

Midoriya arqueava as costas enquanto tentava com todas as forças segurar seus gemidos com as mãos e mordendo os lábios inferiores, ao sentir Shoto começar a apertar sua bunda abrindo mais suas pernas, contraiu os dedos dos pés por tamanho prazer que sentia vir do bicolor para ele, contudo faltava algo que somente eles sabiam e que ambos adoravam. A troca de olhares.

Pensou em não fazer isso, pois fazendo isso estaria se entregando totalmente ao bicolor e aquela era uma situação um tanto quanto perigosa, contudo queria e muito olhar para o rosto dele, olhar para aqueles olhos, um castanho e outro azul, em sua direção com uma expressão de desejo, e fez isso. Tirando o cobertor e jogando na cama do bicolor e com uma das mãos ergueu um pouco o corpo, se apoiando com os cotovelos para ver mais do bicolor e começar a segurar nos cabelos dele, ditando um ritmo que gradativamente ia acelerando cada vez mais, agora ele mordia somente os lábios inferiores, segurando seus gemidos, podendo sentir levemente o gosto metálico de seu sangue.

-Todoroki-kun… - Chamou, sôfrego, em um tom baixo ainda olhando para o bicolor agora segurando em suas coxas com força, chegando a marcá-las com arranhões e incitando Midoriya a começar a fazer movimentos de estocadas ali mesmo nos lábios de Shoto.

Começava a sentir que seu corpo estava prestes a chegar no orgasmo, como se fosse um sentimento de alívio, mas então a preocupação de não ter um lenço e nem nada para limpar veio e logo ele ficou sentado tentando impedir o Shoto do que provavelmente ele iria fazer, todavia foi tarde demais, Midoriya acabou gozando na boca do bicolor que fez o possível para engolir tudo, mas alguns resquícios de seu líquido estavam escapando dos lábios do bicolor que se levantou ficando sentado de frente para o esverdeado.

- Me desculpa Todoroki-kun, você não devia ter engolido isso e…

- Midoriya continua gostoso... - O bicolor respondeu, sentiu Shoto aproximar seus lábios dos lábios vermelhos de Midoriya iniciando um beijo desesperado e viciante como Midoriya era, o beijo tinha especialmente o gosto do Izuku misturado de seu sangue. - Me dê mais de você, Midoriya… vamos logo ao ponto.

Os dois garotos se sentiam estranhos ao mesmo tempo que excitados com o fato de estarem fazendo aquilo na frente de todos, exibindo o amor deles na frente de todos que estavam dormindo ainda profundamente como se nada naquele quarto estivesse acontecendo, mas para os dois garotos era algo tão íntimo e necessitado que eles às vezes se esqueciam de onde estavam e tomavam as precauções necessárias. Midoriya abraçando o bicolor e arranhando as costas dele, sentia Shoto enfiando o rosto no vão entre o pescoço e ombro de Midoriya começando a depositar beijos e chupões ali, e logo Midoriya empurrou o Shoto para ele ficar deitado na cama e Midoriya sentado em cima dele.

“Agora é a minha vez Todoroki-kun.” provavelmente é o que Midoriya diria se eles pudessem falar e gemer livremente naquele quarto agora abafado e com um cheiro de sexo apesar de todos os presentes ali, nos pensamentos de Shoto aquela com certeza seria uma boa história para se relembrar no futuro. Talvez era como sempre diziam, quando era proibido as coisas pareciam mais excitantes e gostosas, afinal não era todo dia que Shoto tinha a visão de um Midoriya descabelado, suado e sentado em seu colo, começando a fazer movimentos de rebolar em cima do membro ainda coberto do bicolor, e agora foi necessário ele tampar um dos lábios enquanto sentia Midoriya se apoiar em seu colo com uma das mãos em seu peitoral e com a outra mão ele colocava em seu próprio falo, tinha escutado em algum lugar que o líquido pré-gozo também servia como um lubrificante. Vendo que tinha líquido o suficiente começou a se penetrar, olhando para o alto e se segurando para não resmungar de dor tão alto.

A expressão de dor, misturada com prazer de Midoriya era uma imagem que estava gravada na mente de Shoto que se sentia dessa vez torturado. Talvez o esverdeado estivesse fazendo aquilo para fazê-lo pagar? Não soube, mas apenas sorriu começando a ditar os movimentos de Izuku em seu colo que quase gemeu alto se não fosse por seus pobres lábios machucados de tanto ele morder para se segurar de fazer um barulho.

- Calma Todoroki-kun… - Falou baixo, sentindo o bicolor voltar a avançar em seu pobre pescoço, que sempre era vítima dos ataques de Shoto, dessa vez sendo vítima para que o bicolor não gemesse alto. - Calma… estou me preparando pra você.

- Você não quer que eu te prepare?

- Não… Eu sei que você gosta da visão, só aprecie. - O garoto de cabelos verdes falou baixo e próximo da orelha do bicolor para em seguida lamber ali e chupar o lóbulo, o bicolor dando mais uma mordida no ombro do esverdeado, deixou o local em seguida para beijar novamente Izuku nos lábios, o ajudando a se esquecer um pouco da dor de ter dois dedos no anûs, ainda mais se segurando para fazer nenhum som suspeito.

Ainda assim, o som de gemido que Midoriya fazia durante o beijo sedento que eles compartilhavam só fazia o bicolor se excitar mais, assim como Izuku que ainda estava em seu colo e se movia mais rapidamente. Após Midoriya finalmente se sentir preparado, Shoto tirou rapidamente a calça com a ajuda do mesmo e a cueca box também, onde Midoriya pôde ver ele fazer uma expressão de alívio silencioso e o esverdeado não resistiu de o beijar enquanto eles se moviam pela cama, preparados para o que ambos mais ansiavam naquele dia. Se sentir um só.

Se tinha uma coisa que era mais viciante que o cheiro, os beijos, e abraços de ambos, era a sensação deliciosa deles se sentirem brevemente como se estivesse completos, era algo que ambos descobriram a pouco tempo, mas que tinha se tornado algo da rotina deles. Izuku abandonou os deliciosos lábios de Shoto escutando um resmungo baixo dele de insatisfação, para logo ele ter a visão de Midoriya se deitando novamente no futon e abrindo as pernas para Shoto se acomodar ali, com uma das mãos puxando seu traseiro para dar vista ao bicolor de sua cavidade preparada somente para ele.

Shoto podia ficar ali vendo essa cena, mas ele já não via a hora de estar dentro do Midoriya, do seu amor e ver aquelas expressões que somente ele tinha o privilégio de ver. Ficou por cima do garoto e com a mão direita fez uma rápida masturbação para então, se posicionar e então começar a penetrar no Midoriya que acabou abraçando o bicolor, arranhando suas costas e mordendo seu ombro, sendo o único modo para o esverdeado extravasar a dor que estava sentindo no momento.

- Midoriya? - Shoto perguntou, próximo de seu ouvido.

- S-Só dói um pouco… é sempre assim. - Midoriya falou próximo do ouvido de Shoto também, era incrível que ninguém tinha acordado até agora, ao mesmo tempo que o esverdeado se sentia um tanto envergonhado se sentia um tanto quanto vencedor, mas as coisas quase desabaram no momento em que eles viram Aoyama, que dormia na cama do lado da de Shoto se mover um pouco na cama. Os dois garotos olhavam um tanto quanto preocupados em sua direção, mas ele apenas estava sonhando provavelmente.

Para a surpresa de Midoriya, Shoto começou a se mover dando estocadas lentas que fizeram Midoriya se soltar dele e cair deitado na cama, tampando a boca novamente para que nenhum som saísse, mas dessa vez estava árduo e até para Shoto se tornava difícil a cada vez que ele acelerava o movimento, mas o pior momento foi quando Shoto acertou bem próximo de sua próstata e só faltou Midoriya gritar ali, mordeu sua mão ao ponto de fazê-la sangrar.

- Você está bem? - Shoto perguntou, baixinho novamente com o rosto próximo do esverdeado que começou a ajeitar a franja do bicolor que estava quase no olho dele, colocando para trás e sorrindo fraco para o maior.

- Estou… Eu só não sei o que fazer se você acertar ali de novo Todoroki-kun...

- Você quer que eu acerte ali?

- Eu quero mas… olha onde a gente está Shoto! Sério, que vontade de te matar!

- Você não quer me matar…

- Não, eu não quero… eu te amo muito para isso.

- Eu te amo Midoriya. - Shoto falou sentindo o esverdeado enlaçando suas pernas na cintura dele, Shoto então voltou a estocar com mais força e naquele ponto próximo da próstata enquanto eles se beijavam servindo para que ambos não fizessem nenhum som suspeito, mesmo que não estivesse funcionando muito. Shoto, com sua mão vazia começou a fazer uma masturbação na mesma velocidade de suas estocadas o que fez o esverdeado começar a sentir seu orgasmo novamente.

- Shoto… A-A blusa. - Midoriya tentou falar baixo, mas acabou saindo um pouco alto enquanto tentava pegar sua blusa para não sujarem o futon, o bicolor foi o primeiro a gozar soltando um resmungo baixo por ter mordido os lábios enquanto gozou dentro do esverdeado que gemeu sentindo o líquido quente o invadindo por completo, contudo, Shoto não parou com as masturbação do esverdeado que logo gozou também e Shoto usou a blusa de Midoriya para não sujar o futon.

- O-O que nós fizemos? Somos loucos! - Midoriya falou começando a rir baixo, Shoto ainda respirava cansado saindo de dentro do esverdeado e caia no futon do lado do esverdeado que ficou sentado voltando a se vestir. - Se veste Todoroki-kun.

- Normalmente a primeira coisa que um casal fala depois de terminar uma transa é “eu te amo” Midoriya, não “somos loucos!”.

- Não somos mais um casal comum desde que fizemos isso, se conforme. - Midoriya falou pegando o calção de Shoto e jogando nele. - Droga eu tinha que me limpar…

- Eu devia carregar camisinhas comigo, desculpa.

- Não Todoroki-kun… eu gosto quando você goza dentro de mim. - O esverdeado falou um pouco corado essa frase, porque apesar de ser estranha era um pouco romântica não? Talvez? Midoriya não sabia, mas Shoto apenas riu baixinho terminando de colocar seu calção e vestiu sua blusa preta se levantando.

- Onde está sua mochila? Pego uma blusa pra você.

- Ah está naquele canto ali. - Falou apontando para um local escuro, o que não ajudou muito ao Shoto. - E faça bom uso do seu lado esquerdo e queima essa blusa, temos que apagar as evidências. - Midoriya falou entregando a blusa branca para o bicolor que se levantou e saiu andando pelo local, desviando da maioria dos colegas que já tinham se movido em seus respectivos futons já fazia um tempo.

Midoriya se aconchegou em seu futon esperando que Todoroki aparecesse com sua blusa para se vestir e esperando ele para dormir. Shoto acabou voltando com outra blusa preta, já que não tinha encontrado a mochila amarela do mesmo. Então, agora que estavam devidamente vestidos, mas ainda assim sujos e suados e ainda cheirando a sexo, cada um se deitou em sua cama, mas óbvio que eles não queriam isso, e dessa vez quem avançou no futon foi Midoriya que encostou a cabeça nas costas do bicolor e o abraçou.

- Não se esquece de acordar mais cedo amanhã e voltar para o seu futon…

- Talvez a gente devia contar para a turma Todoroki-kun, sobre nosso namoro.

- A gente resolve isso amanhã, mas saiba que sempre vou estar ao seu lado independente de suas escolhas… - O bicolor falou beijando o topo da cabeça do esverdeado e se virando novamente para dormir. - Boa noite Midoriya...

- Boa noite Todoroki-kun…

O esverdeado respondeu, então fechando os olhos para dormir do lado do garoto que tinha a grande capacidade de fazer Midoriya Izuku cometer atos que jamais esperou um dia fazer.

30 Octobre 2020 01:19:58 0 Rapport Incorporer Suivre l’histoire
0
La fin

A propos de l’auteur

Mafuyuchii ❱❱❱ ╰★╮『 ᗰαƒυyυcнii 』 ✰ Escritora e Designer no site Social Spirit e também no Nyah Fanfiction, vou começar a postar minhas histórias aqui também :> https://www.spiritfanfiction.com/perfil/alanispedroso https://fanfiction.com.br/u/351346/

Commentez quelque chose

Publier!
Il n’y a aucun commentaire pour le moment. Soyez le premier à donner votre avis!
~