ageha_sakura Ageha Sakura

Mark era uma rapaz apaixonado, melhor, completamente apaixonado por Jackson Wang. Seu amor pelo mesmo era enorme, porém, com o tempo ambos foram deixando o relacionamento esfriar, e quando Tuan percebe isso toma a decisão de fazer a melhor festa de aniversário e deixar claro o que sente por Jackson.


Fanfiction Groupes/Chanteurs Déconseillé aux moins de 13 ans.

#jackson #got7 #tuanwang #wangtuan #mark #jark #markson
1
2.6k VUES
Terminé
temps de lecture
AA Partager

Único: A mais bela cor do seu sorriso

Bom dia / Boa tarde / Boa noite


Sejam todos bem vindos a "The Colors of Your Smile"!


Escrevi essa história para o meu debut no @/marksonproject que infelizmente foi desativado no final do ano passado. Espero que possam gostar dessa fofura e se deliciar com mais uma markson postada no perfil 💞


______________________

Mark era um rapazapaixonado.


Melhor... Ele écompletamente apaixonado.


Cada mínimo detalhe de Jackson era capaz de fazê-lo delirar. Seja o sorriso brilhante e encantador ou a forma como ele sempre gosta de contar várias piadas, talvez a risada gostosa e escandalosa.


Ele não sabia ao certo o motivo que fazia seu estômago borbulhar, seu coração palpitar sem parar e seu corpo inteiro ser tomado por uma sensação viciante.


Mentira.Sabia muito bem que Jackson Wang era o culpado. A simples existência do mesmo era o suficiente para deixar o ruivo caído de amores.


Ele sempre soube de seus sentimentos, por isso não foi novidade alguma quando Mark resolveu se confessar para o mesmo. De certo foi um alívio receber uma resposta positiva assim de cara.


Estavam juntosháquase três anos. Eram poucos, mas para ambos era como se tivessem vivido por toda uma vida.


Eles se completavam perfeitamente, como num perfeito romance clichê colegial.


Ambos gostavamde artes marciais, mas Jackson só conseguia saltar para o lado esquerdo, já Mark somente saltava para o direito.


Curtiam muitos tipos de jogos, mas os preferidos do Wang eram jogos clássicos comoDonkey Kong, enquanto o Tuan curtia os jogos mais recentes que envolvessem mistérios a serem procurados.


Um era como o sol, espontâneo e alegre, contagiando a todos e aquecendo o coração de cada um.


O outro era como a lua, sempre quieto e paciente,àsvezes solitário, mas quando sorria era capaz de iluminar até o mais escuro dos becos.


YineYangque viviam em perfeita harmonia.


Muitos diziam que o mais sentimental era Jackson, o que eles não sabiam era que estavam completamente enganados!


Mark sempre foi o mais romântico, o que tomava as iniciativas, aquele que dizia durante longas horasovelho "eu te amo".


E Jackson amava isso nele. Ele era o único que o entendia e compreendia, aquele que sempre estava ali em todos os momentos, o apoio que sempre buscou eque eracapaz de aliviar qualquer momento de tensão e tristeza com um simples e caloroso abraço.


Eles se amavam de verdade.


Nenhum dos dois duvidava disso, era claro como água o que sentiam um pelo outro. Eram capazes deviver,morrere atéressuscitarum pelooutro.


Estavam destinados aseamarem, estava escrito no destino e suas linhas eram interligadas desde o nascimento. Mark sempre dizia isso para Jackson e o mesmo sempre concordava.


Eram um. Uma junção jamais vista nesse mundo.


[...]


Havia acordado bem cedo pois sabia que o dia seria longo.


Escovou seus dentes, tomou um bom banho que o ajudou a despertar o suficiente para vestir as primeiras peças de roupa que encontrou. Saiu as pressas com uma torrada na boca, batendo a porta do apartamento com certa força. E vocês se perguntam por que tamanha pressa, não é?


O motivo era muito simples:aniversário do Jackson.


Isso mesmo senhoras e senhores! Mark Tuan, o rapaz mais apaixonado pelo famoso Jackson Wang havia esquecido a data do seu namorado.


Palmas que ele merece, por que a noção lhe falta e muito!


Sempre,em todos os aniversários que comemoraram juntos,o Tuan deixava tudo preparado commesesde antecedência, mas dessa vez parecia que tudo estava dando errado na sua vida.


Ele não sabia ao certo quando as coisas começaram até chegar neste ponto, mas recordava claramente a forma como havia ignorado o moreno nas semanas anteriores.


Gostaria de voltar no passado e pedir desculpas de joelhos, implorar pelo perdão de seu amado e, até mesmo, se tornar seu escravo fiel—coisa que já era, mas preferia não comentar sobre.


O que eu tenho na cabeça para ter desprezado-o dessa forma?Se perguntava constantemente enquanto esperava o ônibus chegar.


Depois de alguns minutos—lê-se meia hora—o veículo havia chegado e com muita pressa o mesmo entrou, sentou na primeira cadeira que viu e pegou seu telefone para ler a pequena lista que preparou na noite anterior.


Não eram coisas complicadas, mas como estava numa situação crítica preferiu anotar tudo para não cometer o mesmo erro de esquecer tudo novamente.


Aguardou uma hora até—finalmente—o ônibus parar no seu destino. Correu, quase caindo da escada, buscando pelas lojas de festas.


Andou por tantos lugares, comprou tantas coisas que nem sabia mais quanto tempo havia passado. Quando confirmou com o telefone se assustou, por isso resolveu encerrar e esperar outro ônibus para, enfim, voltar a sua casa.


Quase umaeternidadedepois obenditochegou, não perdeu tempo e logo entrou, pagou sua passagem e sentou-se em um das cadeiras. Estava cheio de sacolas, e aproveitou para tentar colocar as menores dentro das maiores, com todo cuidado para não quebrar nada.


Cantarolou baixinho alguma música que veio em mente e quando deu por si já estava próximo da sua parada. Deu sinal e esperou até as portas metálicas abrirem. Sentiu a sensação de liberdade o dominar até lembrar que tinha pouquíssimo tempo para arrumar tudo.


Correu com todas as forças que ainda lhe restavam. Quase foi de encontro a um poste, epor pouco não foi mordido por um cachorro louco que começou a segui-lo do nada.


Não era seu dia de sorte,com certeza.


Estava exausto. Ofegava sem parar, não tinha mais forças para ficar em pé e por isso estava esparramado no chão da sala. Havia sobrevivido, estava bem na medida do possível.


Respirava ofegante enquanto mantia-se a fitar o teto. Pensou sobre tudo o que estava acontecendo, fez uma reflexão um pouco demorada e quando deu por si já estava atrasado novamente.


Se levantou num pulo e começou a organizar tudo como pôde. Balões foram espalhados por cada lugar junto a fitas,um mural com fotos dos dois juntos e com amigos foi colocado na parede da sala,a mesa estava com uma toalha florida e aos poucos ia ganhando mais vida com doce e salgadinhos.


Estava nos detalhes finais, logo estaria tudo pronto, enfim poderia tomar um banho bem gostoso e esperar seu amado da melhor forma possível.


Nada mais faltava. Tudo estava perfeito e agora era o momento mais esperado porele—depois de ver a cara de felicidade de Jackson, claro.


Exausto subiu cada degrau com uma velocidade realmente preguiçosa. Entrou no banheiro, tirou cada peça de roupa e as deixou jogadas no cesto. Dentro do box curtia a pressão deliciosa que o chuveiro aplicava em sua pele.


A água quentinha era tudo o que mais precisava naquele momento. Sentia-se em paz quando estava ali, mais ainda ao lado de Jackson, quando lembrou seu coração apertou por um momento. Gostava tanto de ficar coladinho com o mesmo em qualquer momento, ele sempre será especial na sua vida, não conseguia mais se imaginar sem ter o corpo menor e forte longe dos seus braços, a boca macia e rosada longe da sua, a pele quente e macia longe do seu contato.


Com todos esses pensamentos apenas deixou um suspiro deleitoso escapar por seus lábios enquanto o calor da água acalmava seu coração exaltado.


Era sempre um enigma saber como haviam se tornado tão necessitados um do outro. Sempre estavam sentindo falta, tentavamdescontar a saudade com longos momentos repletos de carinho, mas nunca parecia ser o suficiente.


Ele era e sempre será o seu amado, a pessoa a quem dedicaria horas e horas de poesia—isso se soubesse escrever.


Por Jackson era capaz de realizar as maiores loucuras, surtar como um louco se fosse necessário. Podia perder tudo, viver ao relento, mas se lhe tirassem a maior preciosidade da sua vida ele não conseguiria viver.


Desligou o chuveiro quando percebeu que se deixou levar demais por seus pensamentos. Ele parecia alguém obcecado demais, mas o que poderia fazer? Não conseguia domar esses sentimentos imprevisíveis e por esse motivo tomou uma decisão.


Se enxugou apropriadamente, colocou a toalha em volta da cintura e saiu do banheiro com muita água escorrendo por seus fios avermelhados.


Fitou seu corpo semi desnudo no espelho e um sorriso bobo surgiu. Era inevitável não sorrir ao lembrar que antigamente nem conseguia se olhar no espelho, mas hoje em dia tinha orgulho de quem era.


Buscou por roupas que combinassem melhor com a ocasião, vestiu-se adequadamente sem deixar o ar despojado e confortável. Arrumou os fios bagunçados e os secou um pouco, para terminar passou um das colônias favoritas de Jackson e saiu com o presente em mãos.


Pegou seu celular e de imediato telefonou para todos os outros garotos, pois precisava se distrair e chamá-los para participarem da festa.


— Yugy?


— Oi Hyung!


— Ta disponível hoje?


—Pra quê?


— Não acredito que você esqueceu que dia era hoje!


—Pera... aniversário do Jackie?


— Isso mesmo e pode cortar esse apelido ai, não o deixei chamá-lo desse jeito!


—Sem estresse. Enfim qualquer hora apareço aí, não precisa falar com os outros meninos que eles estão aqui escutando tudo. Até mais!


— O quê!? Não! Espera...


Yugyeom havia desligado na maior cara de pau,o que irritou ainda mais Mark. Estava impressionado com a ousadia, porquenoção ele não tinha.


— Como eleousadesligar na minha cara sem mais nem menos!? Ele acha que tenho cara de parede para ser ignorado dessa forma?—Se jogou no sofá ainda estupefato com tamanha ousadia. Só lhe restou o ódio para fazer companhia.


Pegou o aparelho—havia jogado a alguns minutos atrás quando teve seu ataque de raiva —e procurou pela galeria para olhar suas fotos com o Wang. Ria muito das caretas que o mesmo fazia, era cômico demais e sempre nostálgico. Viajou completamente no universo de suas memórias, sempre se deliciando com cada pequena lembrança que teve com aquele homem por quem se apaixonou de imediato.


Jackson era especial demais. Somente o seu sorriso era capaz de fazer o mundo ganhar uma cor diferente. Só a sua existência fazia uma grande diferença na sua vida.


Mark era um completo bobo apaixonado.


Mas era dessa paixão gigantesca, de todo esseamorque sentia medo. Imaginou o quanto deve sersufocantepara seu amado suportar algo intenso demais, além da compreensão alheia.


Nem ele mesmo entendiao porquêera assim. Sentia que deveria se desculpar com Jackson por causa disso.


Ele estava se deixando levar demais por esses pensamentos e sentimentos, tudo começou a se tornar uma tempestade em sua cabeça.


Quando se vive muito tempo com uma pessoa você passa por diversas dificuldades, provas complicadas e dificílimas de resolver. Aos poucos, para alguns, é pesado demais ao ponto de todo aquele sentimento maravilhoso se esvair com o vento.


Mas com os dois não aconteceu, –amém– pois os dois sabiam que eram capazes de lidar com tudo isso se estivessem juntos. Foi complicado e dolorido, mas apesar de terem passado por isso o coração do Tuan ainda se encontrava repleto de dúvidas e seus sentimentos mais conturbados que nunca.


[...]


As horas iam passando e o mesmo se tocou ao fitar o grande relógio de parede dado por sua avó.


Logo Jackson estaria em casa e nenhum dos rapazes havia chegado ainda.Estava preocupado.


Tentou ligar para alguns dos meninos, mas nenhum deles atendeu sua ligação. Ficou ainda mais preocupado, mas tentou se acalmar como pôde com um copo de água com açúcar.


Demorou somente alguns minutos para escutar a campainha soando estrondante. Correu para abrir e se deparar com aquele grupo de rapazes com caixas de bebidas nas mãos.


— Hyung! Ainda está bravo por causa da ligação? Desculpa,tá, não foi intencional.—Yugyeom o abraçou repentinamente e se desculpou.


— Da próxima vez eu te estrangulo seu moleque, aguarde. — Sussurrou no ouvido do mesmo,que tremeu por inteiro.


— Dá pra sair da porta? Essas caixas estão pesadas e meus braços doem!—BamBam ditou claro seu tom de raiva.


— Pra você estardesse jeito é certeza que o Yugy fez merda. — Disse se afastando e ajudando-os a levar as bebidas até a cozinha.


— Nem imagina Yi En! BamBam foi vasculhar o celular dele e achou conversas com a ex.— Jinyoung como adorava uma bela treta contava tudo sem poupar detalhes.


— Foi muito hilário ele dizendo que a partir de hoje iria estar de greve e não queria nenhum tipo de contato.—YoungJae se juntou a dupla enquanto ria escandalosamente.


— Resumindo... você perdeu muita coisa Mark!—JaeBum encurtou logo o assunto o que deixou YoungJae chateado.


Mark apenas ria das loucuras que se seguiram durante algum tempo. Queria que tivesse demorado mais, só que o tempo era inimigo deles ao ponto de chegar a hora de Jackson quase adentrar a moradia.


Todos se assustaram com o barulho do carro e se apressaram e apagar as luzes, todos se esconderam e quando a porta foi destrancada e Wang acendeu as luzes,se assustou com todas aquelas coisas e pessoas.


— FELIZ ANIVERSÁRIO!!—todos disseram juntos enquanto observavam o sorriso grande se formar no rosto do mesmo.


— Parabéns,seuviadão! Táficando cada dia mais velho, cuidado pro pau não cair. —BamBam não perdeu a oportunidade de deixar suasfrases de efeitovirem a tona quando abraçou Jackson.


— Parabéns,seucorno!Muitos anos de vida e bora logo que eu quero comer o bolo.— JaeBum não mudavanada e sua sinceridade era a mesma de anos atrás.


— Feliz aniversário,baitolaque amo!—Yugyeom praticamente se jogou nos braços do mesmo, o derrubando no chão e deixando Mark furioso.—Espero te ver mais forte que nunca!


— Que tipo de força você tá falando,Yugy?—Jinyoung não resistiu em provocar Mark com aquela pergunta.


— Força,hyung, apenasforça.—Deixou óbvio seu tom de ironia ao frisar a última palavra.


— Parabéns,Jackson! Você merece muito mais e não se esqueça das camisinhas, hem?—YoungJae cortou o clima agindo como os demais.Afinal, todos eles eram assim mesmo.


— Felicidades,meubrother! Você merece muitos anos de tesão!—Jinyoung tinha que fechar comchave de ouro, mas ele não conseguiu pensar em algo melhor.


— Agora é a minha vez.—Como Jackson ainda estava no chão,o mesmo o ajudou a levantar e segurou ambas as mãos o olhando nos olhos. Buscou coragem o suficiente para continuar com o que iria dizer. —Jackson Wang,nós estamos juntosháquase três anos. Durante todo esse tempo passamos por tantas dificuldades, momentos difíceis demais,que até mesmo nossos amigos não sabem. Enfrentamos tantos obstáculos, paredões de ferro e mesmo assim você não me abandonou e eu não te deixei.—As lágrimas desciam por suas bochechas coradas. —Eu sou muito grato ao destino por ter me unido a alguém tão especial e por ter me dado a oportunidade de te conhecer melhor.—Fungou um pouco e com os olhos brilhantes prosseguiu: —Meperdoe por ser ciumento, por te sufocar com todo esse amor que na maiorias das vezes parece, e é, obsessivo. Prometo melhorar e junto a você ultrapassar por mais esse problema. Obrigado por viver todos esses dias, por todo o seu amor e por todas as nossas doces lembranças.—Não resistiu e o abraçou de imediato.—Obrigado por não desistir denós! Eu te amo mais do que eu possa expressar, nenhuma palavra humana é o suficiente para deixar claro o que eu sinto por você.


Todos os rapazes aplaudiram com força enquanto assobiavam para os mesmos que agora se encontravam abraçados.


Um abraço forte e carinhoso, apertado o suficiente para deixar claro que nenhum dos dois iria escapar.


Foi naquele momento repleto de festa e alegria, junto aos amigos mais próximos e ao lado do amor da sua vida,que Mark percebeu suas dúvidas indo embora com o vento.


Não existia mais questionamentos. Ele iria evoluir o suficiente para ser digno de continuar ao lado do seu amado.


Ele estava crescendo cada vez mais.


A noite foi regada apenas de alegrias. Mesmo que tudo parecesse uma confusão dentro de si, agora se encontrava em paz.


E assim foi o restante dafesta, regada apenas a tranquilidade e juras de amor como prova de toda a batalha que eles haviam enfrentado e iriam desbravar daqui em diante.


Tudo issojuntos.Mais juntos do que nunca.


*Notas Finais*


Primeiramente gostaria de agradecer a @kpopperatrevida por ter feito essa belíssima capa, ao qual eu confesso que me apaixonei a primeira vista, de verdade muito obrigada por essa perfeição que chamo de obra de arte 💞💖💞💖 agradeço também a @/cosmic_ do Spirit por na época ter betado essa neném gostado da minha bebê!


Espero que tenham gostado, pois escrever ela na época foi muito divertido para mim haha 🥺💞


Twitter: @stephy_lilian

CuriousCat:
https://curiouscat.me/stephy_lilian


Nos vemos em uma próxima história 💕

1 Août 2020 00:53:36 0 Rapport Incorporer Suivre l’histoire
2
La fin

A propos de l’auteur

Ageha Sakura >> why do you still wishing to fly? >> taekook is a cute world sope ; bwoo ; kaisoo ; markson ; hyudawn twitter: @stephy_lilian [Ficwriter]

Commentez quelque chose

Publier!
Il n’y a aucun commentaire pour le moment. Soyez le premier à donner votre avis!
~