Tudo sobre Simplesmente Tita Suivre un blog

sweet-mary Mary Este blog será voltado a todos os fãs e simpatizantes da série de histórias chamada Simplesmente Tita. Curiosidades, personagens, trilha sonora. Um espaço voltado para os leitores poderem conhecer melhor Tita e seus amigos.

#personagens #trilha-sonora #curiosidades #escritora-mary #simplesmente-tita
Tudo sobre Simplesmente Tita
AA Partager

Lacradora de Taubaté

(extraído do meu blog)


Excluí minha conta no Wattpad. Não tem volta.

Vocês devem estar revirando os olhos que nem os amigos da Ceci Paternostro em Diga que me ama, quando ela jura de pés juntos que rompeu de vez com a Yasmin. Não os julgo, nem poderia. Vocês têm razão em fazê-lo. Das outras vezes eu também prometi que era para sempre, no entanto em fevereiro, ali num momento de desespero, com medo de perder minha conta no Inkspired (em razão das críticas injustas e pesadas da Senhorita K), corri salvar meus arquivos no Wattpad e me arrependi no mesmo dia, a mesma sensação que se experimenta depois de tomar uns gorós e ligar para o (a) ex.

Hoje a situação passou dos limites, de verdade...


MEU RECADO NA ÍNTEGRA: VOU DEIXAR O WATTPAD E DESSA VEZ VAI SER PRA SEMPRE!


Depois ninguém entende por que eu quero desistir daqui, de ser escritora, de tudo.
Meus "amigos" não dão um pingo de valor para minha arte, até parece que não sou amiga, que sou uma estranha. Sempre tem uma desculpa para não ler, estou cansada de ver vocês agindo assim comigo, ser amiga sozinha.
Não ganho o The Wattys, quatro anos tentando e nada. Não ganho nem esses concursos mixurucas organizados por gente que nem tem conhecimento literário e discernimento para julgar as obras alheias.
Querem saber? Estou cansada. De verdade. Se quiserem deixar de me seguir, fiquem à vontade, vocês não curtem nada, não interagem, assim não tem graça.
Se vocês fossem amigos de verdade, eu não estaria sofrendo. Eu me sentiria amada e acolhida e acreditaria no poder da minha escrita.
Perdeu totalmente a graça escrever, aqui é só vácuo, parece que vocês têm algo contra mim e eu não sei o que é.
Não adianta falar que minha escrita é linda DEPOIS QUE EU EXCLUÍ MINHA CONTA. Fica a dica. Se eu sumir, dessa vez vai ser pra sempre.
Eu vou sair mesmo do Wattpad. Hoje à tarde eu vou upar o conteúdo dos meus escritos para o meu blog e não quero que ninguém fique de mimimi. Se quiser ler, vai ler no blog e fazer o favor de comentar.
Insistir em ficar aqui é como sustentar um relacionamento abusivo por medo de não conseguir nada melhor.
Chega!
Verdades: eu não suporto essas meninas que se fazem de feministas, que usam o mural como Twitter, que só falam merda em cima de merda e conseguem likes por se valerem do politicamente correto, mas em várias ocasiões já notei que a sororidade nunca se estendeu a mim.
Nesses quatro anos eu tentei ser amiga dos poetas, eles me rejeitaram, tentei me juntar com as feministas e os LGBTS, eles só queriam meus likes, já comentei em vários livros e só tomei vácuo, participei de quatro edições do The Wattys e nunca ganhei nem menção honrosa e já vi uma história mal escrita, com erros gramaticais horríveis e que venceu e ST era bem melhor; nesses concursos de fundo de quintal, tem gente que não sabe nem diferenciar mas de mais querendo julgar o livro dos outros. Adolescentes, porra. Adolescentes que nem são formados em Letras, que não têm embasamento teórico para avaliar nada, não têm bagagem cultural, nada. Tudo na base da camaradagem, é revoltante. Bem que uma moça disse que isso aqui virou um lixo e ela tem razão: virou antro de adolescentes babacas e como eu priorizo minha saúde mental,vou sair daqui porque não importa o que eu faça, nunca serei popular.
Mata colocar um livro meu na biblioteca? Cai dedo comentar, deixar um maldito voto? Custa ser menos egoísta e lembrar que eu também mereço ser valorizada?
Pelo jeito deve ter vírus nessa página.
Querem saber: eu odeio esse lugar, desde que vim pra cá, minha autoestima literária ficou comprometida, eu passei a me sentir uma merda de escritora e perdi minha motivação, antes daqui, quando eu tinha meu blog, era muito mais feliz, realizada, eu produzia meu conteúdo para quem o apreciava.
Maldito dia que fui acreditar na conversinha de que aqui era melhor que o meu blog. Se eu pudesse voltar no tempo...


Esse post original foi fatiado porque tem limite de caracteres.


📷Eu não a chamei. ELA veio engrossar comigo, eu só respondi.


Um ponto a se considerar: se eu só escrevesse para ficar famosa, teria deixado isso de lado na adolescência, achado que era uma fase, a fase dos diários e agendas, mas não, eu tinha medo de mostrar meus escritos, tanto medo de ser rejeitada que só lá em 2008 eu comecei a mostrar no MSN e para um grupo seleto de amigos o que eu produzia. Eu escrevo para mim mesma a vida inteira e vem uma vagabunda me dar lição de moral. Isso que ela fez é dar lição de moral. Ela queria lacrar à minha custa.

Outro ponto: quando abri meu primeiro blog, só DOIS amigos me apoiaram, e eles não estavam on-line todo dia. Eu escrevi até 2011 PARA MIM MESMA. Eu passava horas no Image Chef pensando nas frases, nas capinhas, comecei pequena lá no E-Novelas, DDP tinha 2 leitores favoritados (contando comigo) e eu fui em frente. Depois, eu escrevia para o Pedro. Idem com Puppy Love. A situação só começou a mudar com Confissões de Laly porque foi quando a história chamou a atenção das pessoas e meu nome ganhou alguma projeção, só que esse sucesso veio de um trabalho duro. Eu me dedicava de oito a dez horas diárias a CL, para quem vem me dar lição de moral.

Simplesmente Tita foi a história para a qual eu mais me sacrifiquei. Se fosse contabilizar todas as horas que gastei editando a primeira temporada, escrevendo, reescrevendo, depois baixando o PDF para ler, anotar os erros, entrar no documento no outro dia e corrigir, todas as versões, não estou dizendo que mereço a fama por isso, mas insinuar que eu não trabalho o bastante me ofende.

Isso sem falar em A Governanta, em tudo que eu faço. A turma da RPN é desconhecida do público e por acaso eu reclamo? Eu amo aquela cambada como se fosse minha própria família e escrevo o SDV por puro prazer. Eu amo as aventuras da RPN, as lives insanas da Lulu (ai Lulu, hoje eu me inspirei em você), só que ao contrário do que essa moça pensa, eu tenho outros sonhos.

A falta de caracteres me impediu de dizer que de um ano e meio para cá, depois da segunda saída do Wattpad, eu descobri que tinha pasteurizado minha escrita para me adaptar à plataforma e deixado de lado minha essência. Eu não disse que nos anos em que foquei DEMAIS no Wattpad e deixei que números moldassem minha autoestima literária, me esqueci de que antes de 2014 eu compunha músicas, desenhava, jogava, torcia pela seleção, pelo meu mengão, acompanhava ginástica artística, fazia minhas bijuterias, assistia filmes, séries, pois o blog me possibilitava ter um resfôlego, eu trabalhava duro nos textos, programava tudo e tinha tempo para outras coisas.

A vida não é só um aplicativo.

O Wattpad não é o único lugar do mundo.

Sim, eu já falei mal do Inks aqui, mas eu posso programar minhas histórias e seguir minha rotina, é mais funcional para mim. Ora, meu acervo está lá. Marisol tem quase 4k de visitas, UMPOFDM também, minhas one-shots são lidas, meus poemas bobos também, mesmo criticada tem quem leia. Você também se sentiria mal se fosse abrir sua conta no Wattpad e só visse mensagem de adolescente achando que está no Twitter, te usando para ficar famosinha, mas sem RECIPROCIDADE.

EM NENHUM MOMENTO ELA SE PROPÔS DE CONHECER O MEU TRABALHO. E EU SOU A EGOÍSTA?

A primeira coisa que eu faço quando aparece um leitor, é ir na conta dele e ver o que ele escreve, é algo que faço desde que abri meu primeiro blog, é sempre ir atrás do outro, estimular o outro, eu não admito que me chame de egoísta.

Eu divulgo minha ídola aqui praticamente dia sim dia não e ela NUNCA me pediu para fazer isso. Eu sempre falo da emissora para quem quer um jornalismo mais dinâmico e direto ao assunto, sempre enalteço o trabalho dela, como sempre falei também que não me conformei com a demissão da Analice Nicolau do SBT, sempre falo o quanto as palavras dela me inspiram, ela nunca me pediu para divulgar o Insta dela, eu nunca nem compartilhei uma frase dela sem autorização, e mesmo que não comente, deixo meu like nas postagens, isso a motiva a continuar escrevendo. Eu não falo, mas estou sempre ali. Como a Carol Nogueira voltou da licença-maternidade, minha ídola agora está apresentando o jornal bem cedo, eu estou acordando duas horas mais cedo porque mesmo que seja algo simbólico, eu quero estar lá por ela.

Ah, e eu já promovi em outros ciclos VÁRIOS projetos de divulgação, queria que todo mundo fosse lido, em 2012 fiz o maior barulho para que os originais tivessem espaço no FB, depois no próprio FB, em 2015, abri espaço para as meninas divulgarem suas fanfics e ficava muito feliz em ajudar, aqui no blog já divulguei livros e contos de gente que nem sabe quem eu sou.

A lacradora está surfando nessa modinha da lacração para ficar famosinha e quem ouve a lição de moral sou eu?

Eu, hein?

Mais um ponto: ela perdeu todo o respeito ao dizer o que está no print. Isso mostrou que por trás da garota lacradora, paz e amor, “dá licença que eu estou mudando o mundo”, tem uma pessoa que não é tão legal quanto quer vender, só que ela se meteu comigo e eu sou de boa, aguento muita coisa calada, mas quando decido reagir, a pessoa ouve verdades...


📷Dê corda que a máscara da lacradora cai facinho.


Fiquei magoada de Um Minuto Para o Fim do Mundo não ganhar um concurso na categoria LGBTQ+, sendo que o avaliador não sabe regras gramaticais básicas e não tem bagagem literária nenhuma, só escolhe com quem ele vai com a cara, esse é o critério. Na avaliação dos vencedores, li um trecho do tipo: “a tempo que não vejo...”. O correto seria: “há tempo que não vejo uma história assim...”, trás de traseiro em vez de traz, do verbo trazer, dentre outros maus-tratos que nosso amado idioma sofre. É de doer os olhos.

A minha revolta é que os avaliadores desses concursos de fundo de quintal são ADOLESCENTES desocupados que passam o dia todo angariando likes, que não leem livros de verdade, não estudam, só sabem ver série, julgando livros. Estou publicado o desabafo na íntegra porque não retiro uma só vírgula do que disse. Minha verdade não é irrefutável, mas estou numa sociedade livre e democrática, portanto a constituição deixa claro que estou no meu direito de protestar.

Com quase 31 anos de idade, 10 de carreira na net, tudo de que eu mais precisava era desse tipo de ataque.


📷E depois eu é que só penso em ranking... snif snif...


Estou sendo lida por aliens? Por alguma entidade misteriosa? Esse ranking vai colocar comida na minha mesa? Pagar meus boletos? Curar minha depressão? Serve para algo ou é só para pessoas vazias escreverem em caixa alta no mural?

Porque eu desanimo de qualquer projeto no Wattpad. É flop puro.

Pois é, queridinha, falam de capas, MAS EU NÃO SOU DESIGNER, EU NÃO TENHO DINHEIRO PARA PAGAR DESIGNER, EU NÃO FAÇO CAPA E AESTHETICS COM ARTISTAS, é sério, acho que é sinal de que eu devo criar vergonha na cara e sair desse inferno, deixar essas vagabundas oportunistas reinarem e um dia caírem sozinhas, porque como elas usam esse pretexto de quererem “mudar o mundo”, quando não obtiverem suas metas megalomaníacas, vão surtar.

Sabe toda aquela galera de poetas que me perseguiu, criou fake para me torturar psicologicamente e me desestruturar?

NINGUÉM MAIS ESTÁ LÁ!

TODO MUNDO ESCREVIA POR FAMA!

E os poucos autores que têm nível estão indo para a Amazon ou são simplesmente esquecidos. Eles se sentem chateados sim, é mentira e hipocrisia dizer que não, tem um monte de gente que pensa como eu, o problema é que eu não consigo manter a língua dentro da boca, eu falo pelos que não podem nem têm coragem e talvez esse seja meu defeito.

Foi como a Lalinha disse: “minha sinceridade atrai inimigos”.

Eu me pergunto: CADÊ MEUS AMIGOS NESSAS HORAS? CADÊ?

Eu só não desabafei no Instagram porque não quero que minha mãe saiba, eu tinha prometido a ela em agosto do ano passado que o Wattpad era página virada na minha vida e se eu postar o que houve, ela vai saber que eu estava lá desde fevereiro e problemas em casa já tenho de sobra. Bom, ela sabe que estou magoada com essa garota porque contei mais ou menos por cima o que rolou, no entanto ela acha que é do Instagram, disse para eu não ligar.

Hoje comprovei tudo que sempre soube a respeito dessa turminha da nova geração: A EMPATIA E A SORORIDADE SÃO SELETIVAS.

A menina estava me seguindo havia semanas e nunca leu nem uma one-shot dessas que levam dois ou três minutos para ler e ninguém é tão ocupado que não tenha três minutos por semana ou por dia, nem é esse o centro da questão. Ela me acusou de ser egocêntrica, egoísta, todavia é famosinha, tem um monte de seguidores, gente que faz capinha e booktrailer pra ela e joga na cara o que é obrigação do autor: ser educado com os leitores, ela não faz mais do que a obrigação dela.

Tenho que deixar de ser egoísta, egocêntrica e parar com vitimismo (?), no entanto ela usa o mural como Twitter para falar coisas que não interessam (para isso serve o Twitter, não?), tira e põe o livro de volta (e diz que não quer like?), do jeito como fui humilhada, dá a impressão de que comecei a escrever na semana passada e quero ser best-seller.

Não admito que pisem na minha honra.

Sim, eu estou triste, odeio brigar, não, não acho legal me desgastar. Eu não conto as coisas que passo em família para não expor ninguém, mas vivo um inferno dentro de casa e a escrita é minha forma de resistência, de sobreviver, de dizer que, não, não importa quantas ofensas meu irmão a mim dirija, a misoginia dele não vai me fazer parar, aí eu vou para a internet para me divertir, relaxar, para compartilhar minha arte, migro para uma plataforma e literalmente tento me encaixar em todas as tribos e todo mundo me rejeitar. Tentei ser amiga dos poetas, eles puxaram meu tapete (2015/2016), em 2017, quando descobri minha orientação sexual, pensei: "talvez eu tenha detestado a experiência no Wattpad porque estava andando com pessoas cujos valores não eram compatíveis com os meus.", aí interagi em livros de feministas, deixei textões de comentários, as autoras, todas adolescentes, nunca me responderam nem com um emoji, nunca me deixaram uma MP agradecendo, tiravam os livros e diziam que só voltariam a postar quando tivessem número X de visitas. Numa ocasião eu chorei de tristeza, inscrevi Simplesmente Tita num concurso, o cara excluiu tudo, aí quando eu saí, ele reabriu. Procurei pelos LGBTS para compartilhar os altos e baixos de sair do armário, também só encontrei incompreensão e oportunismo. Eu posso falar, vivi tudo isso, até que chegou a um ponto em que, pela minha saúde mental, minha mãe me pressionou a tirar a conta.

E eu tirei.

E não pretendia voltar nunca mais.

Estou sentindo um dèja-vu de 2016, daquela vez em que anunciei minha saída do Wattpad e uma menina printou tudo, jogou no grupo e um monte de gente me xingou por lá e uma teve a petulância de me desacatar no meu perfil, aí para não xingá-la do que eu queria, excluí a conta. Dessa vez eu reagi e falei verdades, se ouvi, também falei e não retiro, queria era estar no PC para ter colocado essa desgraçada no lugar dela.

Bem, se uma situação na sua vida persiste, é porque você não aprendeu a lição. Se isso aconteceu comigo de novo é porque não fiz a lição de casa direito.

Com isso, sigo no Inkspired, minha conta no Nyah tem os primeiros capítulos de ST, caso você queira ler e em breve, quando eu me acalmar, vamos começar a tratar dos tramites para reabrir o WNBM.

Eu vou fazer essa menina engolir tudo que disse sobre mim. Mais: vou provar como ficarei famosa sem precisar dessa bosta de plataforma inútil. Em 2015 e 2016, apesar do bullying, tinha gente com talento por lá, agora só lixo.

O Diego Hypólito falou umas verdades sobre os dirigentes da ginástica artística brasileira e teve gente que veio ameaça-lo. Ora, por quê? Eu só ouvi verdades. Descartaram a Daniele, sendo que ela pode até ter 35 anos, mas e daí? É só um número. Ela tem potencial físico e o mais importante: o AMOR pelo esporte. Ela já pensou em desistir, a Jade Barbosa já pensou em desistir, colocar a culpa nela é covardia. Se nesse ciclo está havendo falhas, não é das meninas, elas dão o melhor delas, porém gente que nunca nem treinou na vida vem atacar e é bem assim mesmo... você fala a verdade e fica com a fama de vilão, de monstro, a gentalha vem te ameaçar...

Não, eu não preciso de sexo. Minha alma não é tão vazia que só um pênis preenche. Eu preciso é de amigos de verdade. De pessoas de verdade. Amigos com A maiúsculo. Que tomam minhas dores. Que choram por mim. Que lutam pela amizade. Que não desistem de mim.

Quem deve precisar de sexo é ela, a boca só fala do que o coração está cheio. E outra: eu não preciso de sexo, e sim de amor.

Não borrei o nome dela, quero que vocês saibam quem é ela e não leiam os livros dela. Omiti o nome de muitos bullies meus, mas, chega! Chega! Definitivamente, chega!

8 Octobre 2019 20:24:19 0 Rapport Incorporer 0
~

Triste

Sabe quando você passa anos da sua vida insistindo num sonho e então se dá conta de que foi tudo em vão?

Eu deveria estar preparada para esse tipo de merda, afinal, em outubro já são 10 anos que escrevo na net e contabilizando o tempo no papel, 18 primaveras. Eu já sofri machismo nesse meio no início, quando postava DDP e até Confissões de Laly fazer sucesso, ninguém acreditava que quem assinava aquelas novelas era uma moça, no caso, eu. Já sofri cyberbullying, indução ao suicídio, já deslegitimaram minha história sem sequer ler um parágrafo, só pelo nome, só porque a autora é mulher, porque a Tita é uma menina.

Sobrevivi ao Wattpad.

Pensei que aqui as coisas seriam diferentes, que eu teria leitores, amigos, encontraria gente bacana que acolheria a Tita com amor, todavia se não fosse a atmosférica tóxica do Wattpad, eu seria capaz de tentar tudo de novo por lá, estou muito ferida com a resenha que recebi. No começo, claro, li de boas, afinal a crítica especializada se fosse cobrada sairia uma bagatela, no entanto tive mais calma para ler e questionei muitos pontos, afinal, sou uma jornalista (tá bom, em graduação, mas minha alma é) e não me conformei em abaixar a cabeça e engolir em seco.

PERFEITA EU NÃO SOU.

Que tem pontos a serem melhorados, têm. Tudo bem até aí, mas erros desse tipo eu posso consertar no Word, se fossem falhas que prejudicassem o entendimento da história e, consequentemente, deixassem a leitura enfadonha, eu concordaria, porém quem fez a resenha tem um olhar crítico e uma fixação pelo Machado de Assis, de maneira que ninguém (em sua concepção) estará ao nível dele, ou seja, somos todos uns merdas ocupando espaço aqui na terra.

Meus amigos não gostaram da maneira como fui retratada, como se tivesse acordado recentemente e dito "ain, a partir de hoje virei escritora!". Não, gente. A escrita caminha lado a lado com a minha vida. A escrita corre em minhas veias. Não sou uma escritora amadora de fanfic de Naruto, sou uma escritora de verdade, o que acontece é que não fui descoberta por um agente literário.

Já participei de três antologias poéticas POR MÉRITOS MEUS e para as pessoas que me escolheram, eu tinha muito talento. 

Por enquanto estou sem saber o que fazer da minha vida, foi como se alguém tivesse enfiado uma faca no meu coração. Fazer resenha uma coisa, destruir o sonho de uma pessoa é outra é bem diferente. Existe uma diferença bem gritante entre fazer uma crítica construtiva e ser cruel.

Fico pensando se essa pessoa que me criticou é uma autora publicada, famosa, que vive do que escreve, porque as meninas do Wattpad ao menos são. Até lá onde sofri bullying e teve gente puxando meu tapete recebi feedbacks mais humanos.

Sinceramente, estou bem decepcionada com a plataforma, com essa frieza dos leitores daqui, até no Fanfics Brasil onde é o antro do RBD recebi mais calor humano do que aqui. Não sei o que há. Eu dou o meu melhor, não sou uma qualquer, essa moça não sabe quantos fins de semana da minha vida eu dediquei (e quando posso ainda dedico) para a Tita, que ela pode até ter arrancado os últimos brotos da minha roseira, mas um dia ela vai sentir toda dor que estou sentindo, um dia alguém vai magoá-la bem fundo.

Sério, qual é o prazer de ser tão arrogante e cruel? Ser estudante de letras não te dá esse direito de dizer o que é certo ou errado, você não é a dona da razão.

Se eu não desistir do meu sonho, me desculpa Deus, mas quero que ST faça um sucesso tão grande que se torne a novela que sempre mereceu ser e aí você vai ter que engolir tudo que escreveu nessa sua resenha desaforada, talvez de alguém que não deve ser nem metade do que se vende e vive criticando os outros.

Aposto como deve ter uma ranhura nesse seu teto de vidro... eu vou seguir o conselho dos meus amigos e calar a minha boca porque sou de escorpião, vingativa e não deixo barato... mas bem que eu queria falar umas verdades... a vida vai mostrar... viva e deixe estar... eu choro hoje, mas a roda-gigante gira, ela sempre gira...

Foda-se se eu não sou a reencarnação do Machado de Assis, eu quero ser eu mesma, quero imprimir a minha própria personalidade na escrita e conquistar as pessoas sendo como sou, doce quando quero e desbocada quando alguém pisa no meu calo.

Estou com raiva.

Estou profundamente magoada.

Pelo menos o que consola é me lembrar de não ser esse tipo de pessoa, esse tipo de pessoa que só vê os erros, que sente prazer em magoar, corrigir, que se acha a dona da verdade. Aprendi com dor que não devo ser essa pessoa.

Dói demais, mas preciso esfriar a cabeça. A segunda temporada volta em março, mas agora estou tão magoada que não sei mais se serei capaz de continuar escrevendo...

21 Février 2019 01:54:05 0 Rapport Incorporer 0
~

Grupo no facebook

Oi pipoquinhas, tudo bem? Espero do fundo do coração que sim!

Nessa semana não consegui escrever muito, mas estou com muita vontade de voltar. Bom, na verdade queria ir ao parque de diversões, mas não tenho companhia. Enfim, deixa pra lá...

Ei, se você tem conta no facebook, ama Simplesmente Tita e sente vontade de interagir comigo (Mary), fazer amizades e se desestressar, seja bem-vindo (a) ao grupo de ST.

Eu não sou nenhum mestre na arte de criar grupos, como tenho medo de gente maldosa mantenho a página fechada porque o grupo tem regras:

1) RESPEITAR A AUTORA E OS DEMAIS USUÁRIOS (caso contrário = ban)

2) NÃO FALAR SOBRE POLÍTICA (já existem outros grupos pra isso)

3) USAR O MURAL DO GRUPO COMO SPAM (prática comum no Wattpad e que graças a Deus não ocorre aqui)

* sim, você pode divulgar seu trabalho se também escreve ou ilustra ou tem uma página legal, um canal no youtube, mas eu não quero que vire só divulgação, quero que haja interação, que as pessoas discutam sobre a história, os personagens, as temporadas, me façam perguntas, até se precisarem desabafar tenham um lugarzinho onde possam fazer isso para criarmos uma corrente poderosa de amor, respeito, compaixão e empatia, nortes do nosso grupo, uma vez que quero através da história dar voz para aqueles que nunca se sentiram valorizados, capazes de falar.

Só fico grilada quando rotulam ST de infanto-juvenil. É YA com orgulho. É YA porque a Tita narra sua vida de forma cronológica, crescendo durante a história e abordando temas que não são adequados para crianças menores de 10 anos.

Acho que é isso. O link do grupo está nos comentários. =)

12 Janvier 2019 19:02:22 1 Rapport Incorporer 0
~

Vida

Olá, pipoquinhas!  Tudo bem?

Bom, eu estou um pouco deprimida, mas isso não interessa a vocês, afinal, aqui é o recanto da Tita, não da Mary. 

Como Simplesmente Tita NÃO é infanto-juvenil e tampouco eu sou uma autora iniciante, vamos aos fatos:

a) em 2012 ST chegou a ter um final depois de sete temporadas;

b) em 2013/2014 eu quis reescrever a versão de 2012 porque em 2013 eu conheci pessoas que me tiraram daquela bolhinha de alienação e me mostraram um mundo maior do que os portões da escola e a vida perfeita que meus bullies levam (ou pelo menos fazem parecer) e aí eu comecei a me questionar se a minha escrita era machista, preconceituosa de alguma forma e minha personagem tinha personalidade, foco, um ideal que não dependesse de um homem;

c) ST fez muito sucesso em todas as plataformas em que já postei e até aqui, apesar de não ter ainda um grupo de leitores, as visualizações me agradam porque consegui em questão de meses o que não consegui em 4 anos de Wattpad, o único lugar onde nunca consegui "acontecer";

d) tenho muitos leitores fantasmas, na certa sei que como ST ficou conhecida em muitos lugares, tem muitas pessoas por aí que algum dia vão parar aqui, então quero deixar tudo caprichado para quando elas chegarem e dizer que sinto muito por ter cancelado a história em 2015, que os amo e me arrependo do que fiz;

e) esse spin-off Vida pode ter vários spoilers, mas ele de fato mostra o início da terceira temporada... aí você que ainda está na segunda fique tipo assim '-' e não entenda muito bem, mas não tem problema algum, se você entrar no fandom se sinta em casa, o que acontece é que tem MUITOS leitores que querem saber o que vai acontecer com a Tita no futuro, como ela estaria nos tempos atuais;

f) e como a terceira temporada nas versões antigas me devastava emocionalmente ao ponto de eu ficar muito esgotada e sem forças pra escrever, vou reformulá-la ao longo de 2019, ela tem previsão de estreia para setembro porque em outubro eu completo uma década escrevendo em blogs  e queria comemorar.

Simplesmente Tita por acaso é uma história que começa na infância da personagem principal, mas não é infanto-juvenil, é para quem tenha vontade de ler e consentimento do que vai consumir. A partir de agora, com o intuito  de cuidar dos meus leitores, vou avisar assim [ALERTA DE GATILHO] quando algum capítulo muito tenso for ao ar e se a pessoa quiser ler e conversar a respeito, me segue no Instagram, só não xingue, por favor. Se você quiser conversar, desabafar, estou à disposição.

Bom, a mensagem que seria a chamada desse spin-off de Simplesmente Tita é: diretamente do futuro, o grande amor de sua vida te deixa mensagens e atende por Vida. as palavras, portanto, são jogadas ao vento, ultrapassando a linha tênue que separa o passado do futuro e tocando um jovem e solitário coração que mais do que nunca, precisa de amor.

Espero que vocês estejam gostando de ST, de ST2, obrigada pelo apoio, pelo carinho, por tudo e saibam que estou tentando escrever Vida justamente para saber o que vai acontecer com a Tita, desenvolver tudo direitinho e não ter mais bloqueio. Primeiros Erros vai tirar umas férias para eu terminar a história e voltará com o final. Tenham calma também. =)

Provavelmente eu não vou aparecer aqui no ano-novo, então desejo um ano de 2019 muito bom, com muita saúde para todos, muita paz, muita alegria, muitas alegrias, novas amizades, amores, conquistas, que essa plataforma cresça (e de preferência supere o Wattpad =P, tenho ranço do Wattpad) e se torne celeiro de grandes talentos, além de proporcionar grandes amizades e leituras saudáveis. Desejo que 2019 traga os sorrisos que 2018 tirou, resgate as forças de quem se sente fraco, que a esperança de dias melhores seja luz para quem está caminhando no escuro e para que os sonhos mais queridos de cada um se realizem. Que vocês vivam intensamente e da melhor forma possível. Saibam que não sou uma ameaça, sou amiga, uma amiga que você pode conhecer e aprender a amar. Adoraria, através da escrita, criar uma rede de amor e apoio onde todos são amigos e se respeitam, se amam, se apoiam, aprendem uns com os outros. Aqui ninguém vai ser DUFF de ninguém, nem tapa-buraco. No Clube DDP o importante é ser você. E eu espero que em 2019 você seja muito mais você!

29 Décembre 2018 16:07:37 0 Rapport Incorporer 0
~
En savoir plus Page de démarrage 1 2 3