Cuento corto
0
1.4mil VISITAS
Completado
tiempo de lectura
AA Compartir

Saudade

S/N estava ansioso pela volta do namorado, mas acabou não aguentando e apenas adormeceu na cama, abraçado ao travesseiro que tinha o cheiro do amado, o mesmo perfume único. Os dois estavam juntos desde que o Park o notou em uma praia no Havaí, em meio a tantos turistas e nativos, lá estava o pequeno brincando na areia com o primo mais novo. A beleza dele, seu jeito simples e fofo, foi o suficiente para roubar o coração do maior e fazê-lo bater mais rápido. Nenhum dos dois esqueceu aquele dia, quando passaram uma noite inteira juntos andando pela praia e se conhecendo, para no fim o menor roubar um beijo dele.


Chanyeol entrou na casa silenciosamente, usava a máscara e um boné, carregava uma mala com as roupas e alguns presentes que decidiu comprar no caminho para o seu pequeno. Um fato era inegável, o maior era perdidamente apaixonado pelo seu pequeno e sempre o mimava, fosse com carinho ou presentes. Notou que as luzes estavam apagadas e a TV desligada, então deduziu que ele estivesse dormindo.

— Demorei muito... — suspirou e deixou a mala no canto do quarto, aproximando-se do menor e deixando um selar em sua testa. — Meu lindinho. — não imaginava que sussurrar aquilo faria o menor despertar, e menos ainda que o abraçaria apertado.

— Senti tanto a sua falta. — o apertou um pouco mais e depositou selares no pescoço do maior, enquanto o mesmo sorria deixando seu pequeno enchê-lo de carinho.

— Também senti sua falta, mas não queria te acordar. — o menor negou com a cabeça e segurou o rosto dele selando os lábios rapidamente.

— Eu estava te esperando. — o beijou outra vez e sorriu, o sorriso mais lindo do mundo na opinião do maior.

— E eu tenho o namorado mais lindo do mundo. — sorriu e o menor o puxou para cima dele, pouco se importando com mais nada.

Os beijos começaram a se tornar mais quentes, e os dígitos do Park seguiram para as nádegas do menor, acariciando e apertando, fazendo o menor gemer baixinho e puxar seu inferior. Chanyeol amava provocar o namorado, assim como S/N amava provocá-lo, então sempre o faziam. O maior se posicionou entre as pernas do menor, sussurrando palavras obscenas, e sua voz faziam o namorado ficar completamente arrepiado e entregue, era dificil resistir ao Chanyeol. Beijaram-se outra vez e o menor começou a rebolar sobre o quadril do maior, fazendo-o arfar entre o beijo e apertar sua cintura, o deixando mais arrepiado e o incentivando a continuar.

— Não sabe o quanto eu queria ter você de novo. — disse quando separaram-se por falta de ar, e o maior sorriu olhando nos olhos dele, passando a depositar selares no pescoço do menor.


As estocadas eram lentas mas precisas e intensas, Chanyeol sabia como o namorado queria ser tocado, onde era seu ponto sensível e como fazê-lo pedir por mais, e usava isso a seu favor. Os gemidos ecoavam pelo quarto, enquanto os quadris se chocavam, e as pequenas unhas do menor arranhavam as costas do maior, os olhares fixos um no outro e os lábios entreabertos. Naquele momento os dois tinham certeza que pertenciam um ao outro, que se amavam com todo o coração, e se apaixonavam outra vez sempre que trocavam olhares. O menor arqueou as costas quando sentiu seu pênis pulsando, ansiando por contato, por alívio, e o maior percebeu sorrindo maliciosamente. O maior então agarrou o pênis do menor e o masturbou no ritmo das estocadas, causando um prazer indescrítivel ao amado, que rebolava contra ele e descontava em sua pele tudo o que sentia.

Não demorou muito até que gozassem, e assim que o fizeram beijaram-se em seguida, apesar de estarem sujos com o sêmen do menor. O maior então saiu do interior dele, apenas para deitar-se ao lado do mesmo e o abraçá-lo apertado, sentindo seu coração bater acelerado.

— Já disse que te amo? — perguntou o menor entrelaçando os dedos aos do maior, que depositou um selar em seus lábios.

— Hoje não.

— Pois eu te amo, e muito.

— Também te amo. — seus olhinhos brilhavam ao ouvir que era amado, não resistiu e puxou seu grandão para mais um beijo apaixonado.

E mais uma vez naquela noite se amaram, matando toda a saudade que sentiram um do outro, e se apaixonando outra vez.

11 de Diciembre de 2019 a las 18:29 0 Reporte Insertar 0
Fin

Conoce al autor

𝕤𝕞𝕚𝕝𝕖 𝕠𝕟 𝕞𝕪 𝕗𝕒𝕔𝕖 ⁹⁹ Gosto de escrever, ouvir música e apreciar fanarts. ♥

Comenta algo

Publica!
No hay comentarios aún. ¡Conviértete en el primero en decir algo!
~