Eu Marrom Seguir historia

jpsantsil Jp Santsil

Marrons como as pedras messiânicas apocalípticas, em aparência semelhante à pedra de jaspe e de sardônico.


Historias de vida Todo público.

#messias #jaspe #sardônico #marrom
Cuento corto
2
2.5mil VISITAS
Completado
tiempo de lectura
AA Compartir

Eu Marrom

Olhe nos meus olhos marrons ‘quase castanhos’ que se confunde na tonalidade do assoalho e minha pele facial, refletindo uma luz pura, meiga, natural e anormal. Perceba minha alma nesses olhos marrons que são verdadeiramente telescópios do mais profundo do meu ser, e se tiveres a capacidade de me ver... verás profundamente a inquietude de uma alma dançante que almeja o ABSOLUTO, em um corpo marrom errante. O sorriso que nada tem de falsidade, revela apenas uma mera verdade que encobre o semblante de um homem vivido, disfarçando a angústia na “alegria” de um mundo louco, vendido e perdido. Olhe nesses olhos marrons e me veja desnudo por completo, neles, reflete meu imortal espírito... talvez te encante... talvez te penetre... talvez te revolte... talvez te desperte. Veja esse rosto... nem tão belo e nem tão moço. Porém, eis aqui uma real personalidade que se faz sem fantasias e verdades. Apenas o obvio na luz dos meus olhos marrons sinceros, como minha marrom cor real, como a galeria em que me firmo no belo assoalho marrom dos meus olhos findados... corpo, alma, coração e espírito... marrons como as pedras messiânicas apocalípticas, em aparência semelhante à pedra de jaspe e de sardônico.

24 de Octubre de 2019 a las 12:30 0 Reporte Insertar 3
Fin

Conoce al autor

Jp Santsil Nasceu em Salvador, capital do Estado da Bahia, tendo se dedicado mais da metade de sua vida a projetos de ativismo social, educacional, cultural e ecológico com crianças e jovens em estado de risco e extrema pobreza nas favelas e comunidades carentes do Brasil e Ecuador. Atualmente vive e é cidadão do Estado de Israel, oriente médio asiático, onde se dedica a projetos ecologicamente sustentáveis. ​

Comenta algo

Publica!
No hay comentarios aún. ¡Conviértete en el primero en decir algo!
~